A PSICOLOGIA FEMININA DE AFRODITE E PSIQUÊ

A psicologia feminina de Afrodite e Psiquê

A psicologia feminina de Afrodite e Psiquê

A psicologia feminina encontra uma rica expressão em Afrodite e Psiquê.
A dualidade da deusa e da princesa faz parte da psique de toda mulher.
A psicologia feminina de Afrodite e Psiquê

Visitando o universo feminino


Oprimeiro entendimento a ser feito é o de que estudar o universo feminino significa estudar o universo que se encontra tanto no homem como na mulher.
O mesmo acontece quando estudamos os mitos dentro da psicologia.
Quando as figuras femininas aparecerem no mito estão representando não a mulher unicamente, mas também a anima, o aspecto feminino no homem.
Sobre Anima e Animus há um artigo aqui em Psicologia Profunda: Anima e Animus.
Dentro deste entendimento é importante ressaltar também que tal processo serve também para os personagens masculinos que aparecem nos mitos que não estarão representando exclusivamente os homens, mas também o animus, o aspecto masculino na mulher.
A associação das características presentes nos personagens femininos dos mitos pode ser percebida mais facilmente pelas mulheres, pois estas convivem direta e, muitas vezes, objetivamente com tais características, ao passo que os homens, geralmente, carregam essas características de maneira inconsciente e, na maioria das vezes, reprimidas.
Sendo assim, mesmo se tratando de um artigo sobre a psicologia feminina, numa visão mais ampla é também pertinente ao mundo masculino.
A psicologia feminina de Afrodite e Psiquê

O nascimento de Afrodite e de Psiquê


Há um antigo mito grego em que a presença de Afrodite e Psiquê são ricas demonstrações das características e figuras arquetípicas da psicologia feminina.
Há também aqui em Psicologia Profunda um artigo com este mitoO mito de Eros e Psiquê.
Mas vamos ao nascimento de Afrodite!
Afrodite (Vênus, na mitologia romana) nasceu quando Urano foi castrado por seu filho Cronos, a pedido de sua mãe Gaia.
Cronos então atirou seus testículos ao mar, então o sêmen de Urano caiu sobre o mar e formou ondas chamadas de aphros, e desse fenômeno nasceu Aphroditê (espuma do mar).
O nascimento de Afrodite foi o tema do quadro de Sandro Botticelli em que a deusa clássica Vênus emerge das águas em uma concha, sendo empurrada para a margem pelos Ventos d’oeste, símbolo das paixões espirituais, e recebendo, de uma Hora (as Horas eram as deusas das estações), um manto bordado de flores.
A psicologia feminina de Afrodite e Psiquê
Psiquê, por sua vez, nasceu de uma gota de orvalho que caiu do céu, o que, simbolicamente, espelha o processo de encarnação quando o espírito desce à terra.
A psicologia feminina de Afrodite e Psiquê

Afrodite e Psiquê e a psicologia feminina


Afrodite e Psiquê são presenças garantidas na psique feminina e relevantes quando o tema é a psicologia feminina.
Afrodite nasceu do mar que, em termos psicológicos, simboliza o inconsciente, ou seja, a natureza de Afrodite é de difícil acesso, irracional, primitiva e também de difícil convivência.
Desta forma, a natureza de Afrodite é difícil e toda mulher tem uma Afrodite dentro de si, sendo algumas de suas características: a fertilidade, a tirania quando contrariada, a luxúria permissiva e a vaidade.
Afrodite tem uma aia que carrega sempre um espelho para que ela possa constantemente se admirar e ela não tolera qualquer tipo de competição, utiliza todas as armas para subjugar quem considera concorrente e é bastante invejosa e considera-se além de qualquer moralidade.
Isso já explica porque Psiquê incomodou tanto Afrodite no mito de Eros e Psiquê!
Psiquê, por sua vez, nasceu da terra que, em termos psicológicos, representa a consciência.
Psiquê representa características femininas como: a docilidade, a ingenuidade e a pureza.
Já é possível perceber os dois caminhos da feminilidade na psicologia feminina de Afrodite e Psiquê:
  • Um é o de Afrodite que é irracional, inconsciente, admirável, porém esmagadora, forte, fértil e vivida com pouca ou nenhuma consciência
  • O outro caminho é o de Psiquê que é vivida mais conscientemente, pura, dócil, ou seja, uma criatura que caiu dos céus.
Afrodite é desejada e temida pelos homens e Psiquê é adorada pelos homens, mas é vista por eles, muitas vezes, como uma deusa a ser venerada.
Um lar com uma Afrodite dentro está em constante ebulição e os homens tremem diante de mulheres Afrodite, especialmente quando elas são suas esposas, sogras ou mães.
Mas a natureza Afrodite não é somente espinhos, pois ela representa também a reprodução, o instinto materno e é através dela que surgem inúmeras possibilidades de crescimento e amadurecimento das mulheres ou do aspecto feminino nos homens.
Agora que você já conhece mais da psicologia feminina assista o vídeo a seguir, uma propaganda, e veja se consegue descobrir qual figura representa Afrodite e qual representa Psiquê!

Vídeo: Uma é Afrodite e a outra é Psiquê


Psiquê e Afrodite na mulher moderna


Um ponto importante a ser destacado dentro da psicologia feminina é o de que a mulher moderna sofre muito com este conflito interno de Afrodite e Psiquê.
O homem, por sua vez, fica em situação privilegiada ao reconhecer o lado Afrodite das mulheres com as quais convive, pois ele passa a ter um mapa do que deve ou não fazer.
Por outro lado, a mulher reconhecer em si a Afrodite que tem pode fazer com que ela se conheça melhor e viva sua Afrodite com mais consciência.
Mas, aprofundemos um pouco essa jornada na psicologia feminina e ampliemos a natureza de Psiquê.
Se por um lado, a natureza de Afrodite faz com que os homens a desejem mesmo temendo-as, por outro lado, a natureza de Psiquê é tão encantadora que os homens somente a veneram, mas não as cortejam, pois Psiquê parece aos homens uma criatura divina, inatingível, virginal.
Resultado disso: Psique, geralmente, está sozinha!
Aquela mulher bonita e meiga que não consegue arrumar marido é uma representação da forte presença da natureza Psiquê.
Imaginem para um homem a ideia de conseguir conquistar a filha mais bela de um rei?
O homem, geralmente, se retrai diante da visão de uma mulher magnífica, pois desperta nele o pensamento de que a perfeição é inatingível.
A natureza Psiquê provoca na mulher aquele sentimento de solidão e de ser incompreendida, mesmo que os que estão à sua volta sejam generosos, mas, ainda assim, a generosidade dos outros não causa nela uma sensação de proximidade.
Quantas vezes uma mulher não se sente sozinha e incompreendida sem conseguir entender o porquê disso?
Esse é o lado Psiquê de sua natureza e quando este lado Psiquê tomar uma parte considerável de sua personalidade a mulher terá um caminho penoso pela frente e constantemente se encontrará pensando e falando frases como:
  • Ninguém me entende
  • Minha vida é viver sozinha
E a mulher Psiquê não estará falando nenhuma mentira!
E perceba como o conhecimento da psicologia feminina pode ser extremamente valioso para os homens!
Um homem que reconhecer esse lado Psiquê na mulher e valorizar esta mulher poderá auxiliá-la em sua evolução e no afloramento da beleza de Psiquê, pois esta mulher se sentirá imensa e bela.
Uma mulher que se sente admirada pode ser a melhor companheira na vida de um homem!

Vídeo: A mulher Afrodite e a mulher Psiquê

Paulo Rogério da Motta
Fonte:http://paulorogeriodamotta.com.br/psicologia-feminina-de-afrodite-e-psique/

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA