sábado, 5 de novembro de 2016

CONHEÇA AS RAÇAS ALIENS OU ESPÉCIES DE ET'S SEGUNDO A VISÃO MODERNA DA UFOLOGIA SOBRE A VIDA EXTRATERRESTRE

Na imagem: as espécies mais conhecidas de alienígenas.




Raças aliens ou espécies de ETs: conheça a visão moderna da ufologia sobre vida extraterrestre e o folclore contemporâneo que fala de alienígenas vindos de vários tipos de constelações



A ufologia começou com as pernas quebradas, mas será que vai terminar sem os braços?


George Adamski foi o primeiro a vir à público e ficar famoso dizendo ter contato com alienígenas vindos de Venus. Contudo suas fotos de disco voadores se mostraram tão ridículas por conta de sua fraude que perdeu todo o sentido e Adamski ficou manchado. O mesmo aconteceu com o espiritismo quando as irmãs Fox revelaram suas fraudes.

Mesmo assim uma quantidade absurda de relatos de abduções e contatos com alienígenas vieram a tona depois dos anos 40. Os nazistas diziam ter contato com aliens nórdicos, seres humanos da raça nórdica que vinham de outro planeta que se situava em Aldebaran.


Por incrível que pareça alguns dos relatos faziam sentido, outros não. Os alienígenas mais relatos nas abduções e contados eram: os greys: aliens cabeçudos, baixinhos, cinzas e com grandes olhos escuros e os nórdicos: praticamente humanos altos, loiros, de pele clara e de olhos azuis.


 A chegada em 1968 do livro Eram Os Deuses Astronautas de Erich Von Däniken mudou para sempre a visão de que os alienígenas eram fruto de uma imaginação coletiva chamada de folclore contemporâneo e assim a ufologia teve mais vez e voz e força para se levantar, depois de tamanhas fraudes.

Com o tempo outras espécies alienígenas apareceram, algumas feias e malvadas como os reptilianos, outras bondosas e amigas como os felinos e outras neutras e frias como os louva-deus.


Conheça as espécies aliens que dizem os contatados existir.


Toda a informação abaixo provém de pessoas que tiveram contatos com alienígenas. Mais abaixo no texto existe outras explicações a cerca da ufologia.




Reptilianos draconianos

Na imagem: Um réptil humanóide
Fonte da imagem: Cena da série O Mundo Perdido (TNT 1999)

Nomenclatura cientifica: répteis, reptilianos


Nomenclatura por sistema estelar: draconianos


Localização (constelação): Dragão, Draco


Classe: répteis


Espécie: réptil humanóide


Comportamento: hostis à humanos, agressivos contra seres humanos, inteligentes, centrados, frios e calculistas.


Poder físico (nível): 10


Poder mental (nível): 5


*Poder físico= poder físico corporal, massa, músculo e ossos.


*Poder mental= capacidade mental de controlar as coisas, telepatia e controle para mover objetos ou para se defender ou atacar seres, por vezes controlando mentalmente.


Os reptilianos draconianos em ufologia são os vilões! São seres tidos como dominadores e sangue frios (são repteis!). São répteis humanóides, medem de 2 à 7 metros de altura e podem pesar até 1.000 kg. Dão muito valor aos músculos, a força e a beleza física. 


Não envelhecem, ao invés disso, eles crescem até os seus super-ossos (eles possuem um sistema nervoso e ósseo muito bom o que permite que vivam centenas de anos e até milênios) crescerem tanto que seus músculos e nervos não conseguem acompanhar o processo e eles morrem.


Então: quanto maior o draconiano mais velho ele é e quanto menor ele for mais novo será.


Adoram pessoas da raça nórdica e se fingem de nórdicos para abduzir pessoas fingindo serem amigos, quando na verdade são feios e possuem interesses nada amigáveis.


Estão na Terra unicamente por desporto, para se alimentar de mamíferos (incluindo seres humanos) e para tornar esse planeta uma colônia deles, aliás, a Terra pertence à eles segundo eles, pois são possessivos e gananciosos.


A maioria deles veem os seres humanos como comida ou veem os seres humanos como macacos feios e fedidos.


São divididos num sistema de castas de três partes:


Plebe - os sem rabo – são a plebe ou soldados;


Nobreza - os com rabo – são os nobres, políticos e alto-cientistas;


Realeza - os com rabos e asas parecidas com as de morcegos nas costas – são os reis. Estão no topo da pirâmide.


Quanto maior o rabo ou maiores as asas= mais velho e mais importante o reptiliano!


A plebe vive até 1.800 anos, a linhagem real (a realeza) vive até 4.100 anos!


Os draconianos da realeza são também os maiores e mais poderosos fisicamente.


Na imagem: uma representação artística das castas draconianos, do menor ao maior.




As fêmeas reptilianas não precisam do macho para ter filhos! O processo de partenogênese é comum na espécie draconiana reptiliana, contudo isso não quer dizer que os machos são inúteis, pois a reprodução com machos é essencial para manter a forte imunidade e a riqueza genética, evitando assim doenças e problemas físicos.


As fêmeas põem ovos e alimentam os filhotes como os pássaros fazem, através da regurgitação até ele estiver forte o suficiente para se alimentar sozinho. 


A alta nobreza, os reis e rainhas, são do tamanho de um tiranossauro às vezes, alguns conseguem voar, outros não devido seu peso, e outros mais se parecem dragões. 


Eles detestam seres humanos e se você ver um deles o indicado é você correr o máximo que conseguir ou fingir que não o viu, isso dependendo da situação. Para matar eles só decepando sua cabeça ou atingindo seus maiores órgãos. Eles possuem dois corações que ficam debaixo de suas axilas (nos braços). Se não puder atingir os corações se for atacado tente atingir a virilha, um pouco abaixo da sua barriga onde neles existe em seu corpo um enorme fígado.

Eles leem pensamentos e pensar em lutar ou brigar com eles é impossível, eles são maiores, mais fortes, mais resistentes e leem seus pensamentos e isso impede que você os ataque.


Os draconianos são muito desconfiados, não confiam em ninguém, nem neles mesmos, porque foram criados assim, a cultura deles é bruta, eles se traem! Traição e guerras é algo muito comum no mundo draconiano. Eles são mais evoluídos que os seres humanos, telepaticamente e fisicamente; mas são muito atrasados à outros alienígenas como andromedanos e arcturianos, enquanto os andromedanos vivem num mundo de vibrações astrais positivas maior, vivem para o bem comum e tem uma igualdade incrível; os draconianos ainda vivem num sistema feudal, egoísta, traiçoeiro e de muita negatividade.


Os draconianos adoram carne humana, porque os seres humanos são conscientes e podem ser assustados. O que eles fazem então? Antes de comer uma pessoa eles a assustam e põe medo nela até ela implorar pela morte e logo depois comem ela viva gritando de dor. As pessoas geram hormônios em estado de pânico e medo e para eles, por sua natureza reptil carnívora extrema ele fazem isso. 


Seria impossível fazer o mesmo com uma vaca, um cavalo ou qualquer outro animal; pois eles não têm consciência, podem até se assustar, mas não consciência que sua vida está em risco e seu medo é fraco, os seres humanos produzem mais hormônios e portanto sua carne é bem melhor.


A carne humana tem a função de nutrir e dar um prazer intenso à eles, funciona como endorfina.


São repteis humanoides carnívoros, são como dinossauros carnívoros evoluídos que ainda preferem comer seres vivos gritando e em pânico, acredita-se que descendam de um tipo de velociraptor.


Para eles crianças humanas são uma iguaria. Nem todo o reptiliano é carnívoro: existem várias espécies, algumas se alimentam exclusivamente de plantas e são muito centradas, contudo o draconiano tende a ter essas características.


Nem todo o reptiliano é mal, carnívoro e frio; assim como nem todo o homem é mal, carnívoro e frio.


História 


Há duas versões da história: 


1ª Os draconianos foram a primeira forma de vida de grande inteligência, capaz de alterar o espaço em que vive a seu bel-prazer, nesse universo;


2ª Vieram de outro universo em que foram expulsos por serem seres encrenqueiros e desrespeitosos para com outros espécies alienígenas sapientes.


Alguns contatados dizem que os draconianos não são seres desse universo, ou seja, vieram de outro universo. Alex Collier relata que segundo os andromedanos os draconianos vieram de outro universo, aliás, foram expulsos do universo da qual tiveram origem e foram mandados para esse universo, porque eles eram uma encrenca só. São seres que não tem intenção de mudar e se acham a última bolacha do pacote. O problema da última bolacha do pacote é que ela vem sempre quebrada!


Uma das hipóteses iniciais era que os draconianos eram seres desse universo, aliás, a primeira forma de vida autônoma e consciente a surgir nesse universo. Assim como os dinossauros na Terra que foram os primeiros seres a dominar o planeta em larga escala. Dentre muitas teorias acredita-se que a Terra é o planeta de origem dos draconianos, só que não a Terra desse universo, mas sim de outro universo, um universo ou realidade paralela. (veja texto: Alienígenas como seres de outras dimensões)


O cientista Dale Russell em 1982 propôs uma hipótese que era uma das mais conflitantes e incríveis a cerca da evolução. Russell durante anos estudou o troodon, um dinossauro bípede e carnívoro que tinha uma grande inteligência. Pelos registros fósseis o troodon tinha um cérebro bem maior equivalente ao seu corpo ao ser comparado com outros dinossauros e foram achados fósseis de vários troodonsjuntos o que indicava que caçavam em bando. Outro dinossauro peculiar era o velociraptor que era extremamente inteligente, se comunicavam através de sons e caçavam em bando.


Dale Russell propôs então que se o troodon ou qualquer outro dinossauro de inteligência significativa não tivessem sido extintos por conta da extinção do Cretáceo-Paleógeno há 65 milhões de anos, hoje o mundo seria dominado por uma espécie dinosauróide, nome cunhado por Dale Russell, ou popularmente uma espécie reptiliana, contudo os dinossauros são mais parecidos com as aves do que com os répteis!


Portanto a origem dos draconianos provém possivelmente de lagartos, e não de dinossauros, e sua sociedade é dividida em castas, e ainda bastante primitiva do ponto de vista social e de consciência. Há uma lenda que diz que os draconianos foram criados por seres da 8ª dimensão de seu universo, esses seres deram inteligência a 3 espécies de lagartos de um planeta quente e pantanoso. Assim sua sociedade cresceu a partir da força, os indivíduos mais fortes e inteligentes eram os lagartos com rabo e asas, acompanhados pelos lagartos de rabo e por último os lagartos desprovidos de rabo e asas e que viria a se tornar a plebe. Assim surgiu a realeza, a nobreza e a plebe. 


Os status surgiram a partir da força desses seres e não da inteligência. Outra lenda diz que os draconianos eram apenas duas espécies distintas: os lagartos com asas e rabo e os lagartos com apenas rabo. A plebe foi criada em laboratório para suprir certas demandas. Há um conhecimento de que a realeza quase foi extinta por motivos naturais e revoltas de lagartos insatisfeitos por causa do sistema de castas.



Características físicas incríveis


* Draconianos não envelhecem, ao invés disso, seus ossos crescem até certo ponto que seus músculos e órgãos não aguentam e se arrebentam e assim eles morrem de múltipla falência de órgãos. Quanto maior um draconiano, mais velho ele será;


* São os seres que mais sentem prazer físico, inclusive orgasmos, em todo o universo, pois possuem um poderoso sistema nervoso e também tem um lado negativo: por possuírem um potente sistema nervoso são mais propensos à dor, ao calor e ao frio;


* São os seres mais fortes desse universo. Não existe nenhuma espécie que seja mais resistente à violência física (uma briga ou luta) que os draconianos. Tem a capacidade de regeneração natural, como vista em muitos lagartos na Terra, e assim se perderam um membro (mão, dedo, braço, perna..) recuperam em dias, semanas ou meses naturalmente;


* As fêmeas não precisam de machos para terem filhos (partenogênese), mas a reprodução com machos é essencial para manter a forte imunidade e a riqueza genética, evitando assim doenças e problemas físicos;


* Os únicos seres capazes de ainda se darem bem brigando com os draconianos são os felinos, que são mais ágeis e rápidos do que os draconianos.



Cultura


Diferente dos humanos que aceitam os sofrimentos e moléstias da vida, os draconianos não aceitam e só aceitam os mais fortes e inteligentes em sua sociedade e é por isso que eles são os seres mais poderosos física e tecnologicamente nesse universo. Um bebe draconiano que nasce com alguma deficiência é descartado, é morto, do mesmo modo que um draconiano que tenha uma terrível doença genética. A morte é algo comum e aceitável na sociedade draconiana.


Um traço marcante da cultura draconiana é o poder da fêmea e a intensa homossexualidade. As fêmeas não precisam dos machos para terem filhos (partenogênese) e embora os machos sejam mais fortes, as fêmeas não aceitam a total ou parcial submissão. As fêmeas não possuem seios como as humanas e são quase iguais aos machos, exceto por serem um pouco menores, com menos chifres e com uma aparência mais leve.



Já em relação a homossexualidade ela por vezes foi defendida e estimulada por fatores culturais e ambientais. O fator cultural que fez a homossexualidade ficar intensa foram as guerras e a exploração dos dracon, pois em territórios hostis os machos sendo homossexuais cuidariam melhor um dos outros, bem como numa guerra em que eram “um por todos e todos por um.” 

Nesse ponto a sociedade draconiana é de longe bem mais avançada e superior à da humana, contudo é quebrada por conta do feudalismo existente. A plebe é a maioria, a nobreza é pequena e realeza é menor ainda, mesmo assim existe uma valorização por conta da aparência. 


Os draconianos da nobreza são bem mais fortes e maiores que a plebe, e os da realeza mais poderosos que todos juntos. É uma sociedade que dá valor a força física e ao tamanho.


Os draconianos possuem a filosofia do poder pelo poder, ou seja, o mais forte domina o mais fraco. Eles manipulam a vida a fim de obter escravos ou mecanismos para seu interesse pessoal.




O império draconiano


Os draconianos são os seres mais poderosos militarmente e por isso não puderam ser derrotados ou julgados por seus crimes diante da Confederação Galáctica, não pertencem a confederação, mas respeitam algumas regras ou tratados, pois os confederados ficaram cansados de guerrear com eles no passado, guerras essas em que não houve vencedores. 

São chamados pelos andromedanos de guerreiros supremos por sua estupenda competência militar e por sua ganância em adquirir territórios ou coisas, e guerreiros finais por estarem destinados à guerra e que podem trazer um fim à diversas espécies, inclusive eles próprios, já que podem se corroer por dentro.


Por serem os mais poderosos seres desse universo eles não tem intenção em serem corretos ou ter uma visão de bem ou mal, eles pensam na espécie deles e em poder, por isso dominam e já escravizaram muitos seres, os mais notáveis são os greys.


O único problema com os draconianos é sua intenção de dominar! Eles acham que só porque chegaram primeiro num planeta ou galáxia, acham que os pertença. O planeta Terra pertence aos draconianos segundo suas crenças, já que foram eles os primeiros a chegarem aqui e declararem a Terra território do Império Dracon.


Os humanos não podem ir até Marte e criar uma cidade lá, pois Marte é colônia dos reptilianos e eles são possessivos, seria o mesmo que acontece com os argentinos querendo as ilhas Malvinas por estar em seu território, contudo o Império Britânico (esse é controlado por eles) chegou lá primeiro. Então: Marte são as ilhas Malvinas e os terráqueos (os argentinos) não podem chegar em Marte porque pertence aos reptilianos (britânicos)!


É da cultura draconiana a questão de raça superior ou espécie superior, se acham superiores à todos os demais seres. O feudalismo e as noções de nobreza e superioridade estão enraizadas na espécie draconiana.


Os andantes


Os andantes ou walk-ins em inglês é como são chamados uma espécie de avatar criados pelos draconianos. O processo consiste em pegar um ser humano vivo e tirar a alma dele colocando a alma de um draconiano no corpo humano. Os draconianos fazem isso em seres humanos da elite mundial da qual praticamente todos estão nesse estado. Em outras palavras: eles não são mais seres humanos, apenas estão em corpo humano, e sua alma é draconiana. O motivo deles fazerem isso é que assim a Nova Ordem se torna mais ampla e mais rápida, porque se a elite não for humana fica mais fácil de saber o que fazer.


O início dos andantes teve na ganância da elite mundial em querer poder e conforto, os draconianos então cansaram de acordos com a elite e resolveram se apossar de seus corpos a fim de obterem o planeta de uma forma mais rápida e sem negociações com seres humanos.



Interesse na Terra


O interesse dos draconianos não é só na Terra, mas em todo o sistema solar. Como os draconianos vieram de outro universo, se especula que a Terra em outro universo foi o planeta de origem deles, e que essa Terra poderia ser um portal para outros universos (imagine que em outro universo, existisse outra Terra – teoria do multiverso – e nesse planeta Terra desse outro universo os dinossauros não foram extintos, dando origem aos draconianos). 


Há interesses na energia magnética da Terra e do sistema solar e na riqueza de minerais e gases encontradas nos outros planetas. O plano draconiano é simples: fazer os próprios seres humanos se destruírem. Há um interesse gigantesco na genética humana também, pois os humanos da Terra já foram seres da décima primeira (11ª) dimensão e que criaram a 3ª dimensão para reencarnar e se divertir. 



Os seres humanos como alimento


Dizem que os draconianos tem interesse em se alimentar dos seres humanos da Terra, porque é a única explicação para estarem na Terra ajudando os seres humanos. Outra versão fala que os draconianos não estão ajudando os seres humanos, mas sim dando venenos (parte dos remédios e da medicina atual vem da tecnologia dada pelos draconianos) e tecnologia ruim (tecnologia que trás mais malefícios do que benefícios gerando doenças e morte) e não tem interesse nenhum em comer seres humanos, porque seres humanos desse planeta são podres e estragados, pois estão cheios de venenos e comem alimentos envenenados. 

Os draconianos comem então crianças, porque são seres humanos mais livres dos venenos que os seres humanos ingerem.


Não existe interesse draconiano em se alimentar dos seres humanos desse mundo, porque eles já possuem viveiros de seres humanos primitivos em que estes servem de alimento para eles. O interesse deles é a Terra e o sistema estelar inteiro, e se eles destruírem os seres humanos como estão fazendo fica mais fácil de se apossar de tudo.




Na cultura popular


Em Startrek aparece os Klingons que são muito semelhantes aos draconianos se tratando de serem guerreiros, hostis à humanos e por constituírem impérios. A confederação de planetas parece ser interpretada pela Federação dos Planetas Unidos em Startrek.






Felinos aliens


São humanóides felinos, ou seja: são híbridos de humanos e gatos. É pouco relatado em ufologia, mas dizem ser extremamente justos e leais.




Aliens humanos


“A raça humana não existia originalmente em Lira – ela veio de outra galáxia mais primeiramente começou a evoluir em nossa galáxia no sistema de Lira. De acordo com os Andromedanos, há cerca de 135 bilhões de seres humanos nas oito galáxias próximas a nós.”

Alex Collier, Defending Sacred Ground, 1996


São muito parecidos com os humanos, mas não são humanos na verdade, eles são muito diferentes dos homo sapiens.


Os humanos aliens provém de uma espécie felina que vivia em árvores e no solo, ao passo que o homo sapiens provém duma espécie primata que também vivia em árvores e no solo. Eles possuem órgãos em outras partes do corpo comparado aos humanos, eles são muito diferentes dos homo sapiens, são mais evoluídos, mais fortes e bem maiores. Alguns acreditam que eles não possuem olhos azuis ou parecidos com os humanos, mas sim possuem olhos de gato ou leão, mas para não assustar os seres humanos eles usam lentes de contato a fim de se parecerem com os seres humanos da Terra.


A origem dos aliens humanos teve origem num planeta do tamanho de Marte, talvez menor, na constelação de Lira, esse planeta tinha a mesma distância que Marte tem do sol ou talvez era mais afastado. Por conta da gravidade ser menor no planeta eles eram mais altos, e por ser mais afastado do sol eles eram loiros ou ruivos e com o tempo desenvolveram pele clara.


No início os humanos de Lira eram mais peludos que os seres humanos, e tinham pelos mais finos e mais espalhados pelo corpo. Eles eram felinos e por conta das viagens espaciais perderam os pelos, contudo alguns ficaram com cabelos. 


Com o tempo os andromedanos e arcturianos perderam os cabelos por conta da evolução e da adaptação no espaço alguns ficaram com pele azul ou verde. Os pleiadianos, os aliens nórdicos, não perderam os cabelos e ficaram para trás na evolução porque foram controlados pelos draconianos e ficaram presos na crença dos draconianos. Não faz muito tempo que os nórdicos conseguiram se libertar dos draconianos e dos sistemas de crenças draconianos. Uma parte da história dos nórdicos é de fuga, eles fugiram durante centenas de anos dos draconianos e no final foram pegos e presos.


Eles ficaram durante milênios sendo presos pelos draconianos e foram usados de diferentes forma, desde forma de alimento à usos sexuais por desporto. O principal interesse dos draconianos pelos nórdicos era sua genética, pretendiam criar uma espécie alienígena misturando sua genética com a dos nórdicos e assim criariam uma espécie que seria escrava dos draconianos e fariam o trabalho pesado no espaço.


Por fim não obtiveram êxito, porque os nórdicos conseguiram fugir e se esconder, já que não podiam confrontar o exercito e as naves do Império Draconiano. Contudo um grupo de nórdicos foi pego em Rigel e a engenharia genética draconiana criou em laboratórios, misturando seu DNA com o DNA dos nórdicos os alfa greys e por fim os greys e assim os draconianos obtiveram êxito por outro lado criando várias espécies para fins de mão de obra e para fazer o trabalho entediante dos dracons. 


Dos humanos que viviam na constelação de Lira descendem os:

Arcturianos, andromedanos, sirianos de Sirius A, pleiadianos (nórdicos) e outros, entre os quais estão os humanos da Terra.




Êxodo humano


Toda a origem humana começou na constelação de Lira. Os humanos de Lira eram muito desenvolvidos, eram em sua maioria nórdicos e altos, viviam somente da agricultura, tinham uma qualidade de vida e viviam até 500 anos.

Tudo mudou quando os draconianos vieram de outro universo e à eles foi proibido retornar ao universo em que tiveram origem. Eles foram escoltados por uma raça alienígena muito superior à eles e que optou por os deixarem vivos mandando eles para esse universo e colocando num sistema estelar em que algum planeta se adequasse à eles. 

Eles eram encrenqueiros e valentões no outro universo, assim como são nesse, e por isso receberam um pé na bunda e foram proibidos de sair desse universo pela raça alien que os expulsou de onde eles viviam, se saíssem e essa ficasse sabendo, eles seriam extintos. Eles não foram expulsos em alma, mas em carne e osso vindo em naves, escoltados por essa raça alien que os expulsou de lá. O motivo pelo qual foram expulsos dessa maneira é que se fossem mortos no outro universo é que suas almas ficariam lá e trariam mais problemas para os seres de lá. Então optaram por trazerem eles para cá e os deixaram sem tecnologia num planeta habitável no sistema alpha draconis.


Os draconianos então criaram uma lenda em que foram os primeiros seres desse universo e que todo esse universo e todos os seres que nele haviam pertenciam à eles, voaram e chegaram pela galáxia e descobriram um pequeno planeta com seres humanos que ficava em Lira. No início quando viram os seres humanos a reação foi de ameaça e de nojo e por fim os mataram. Mas depois viram que sua carne era apetitosa.


Uma cidade humana sobreviveu e os humanos de Lira já tinham uma tecnologia avançada. Como os draconianos tinham sido deixados sem tecnologia, isso era uma vantagem para os humanos, pois tinham uma tecnologia semelhante e eficaz contra os draconianos. Contudo os draconianos eram bem mais fortes fisicamente e qualquer guerra contra eles significaria na destruição da espécie humana. Então os humanos de Lira fugiram, pois não podiam enfrentar os draconianos.


Os humanos se espalharam pela galáxia e milênios mais tarde uma guerra se iniciou. O planeta de origem dos seres humanos localizado em Lira foi destruído por causa da guerra. Um grupo de humanos foi pego pelos draconianos e escravizado e modificado geneticamente se transformando nos greys-alfa.


Outro foi perseguido, os nórdicos, e se instalaram em Marte, mas foram perseguidos pelos draconianos e Marte foi destruído. Uma parte dos nórdicos caiu na Terra e deu origem aos arianos.


Outra parte conseguiu se esconder nas plêiades.


O último grupo foi o mais esperto, fugiu antes de todos e se esforçou ao máximo para se esconder e desenvolver tecnologia, surgiriam os azuis: arcturianos e andromedanos. Esses formaram se reproduziram rapidamente e formaram uma federação para se proteger dos ataques reptilianos. Logo depois essa federação deu abrigo aos nórdicos que se esconderam nas plêiades.


Há um episódio importante que fala das Guerras de Órion, onde começou na constelação de Órion e ocorriam mais lá do que noutros lugares. As guerras de Órion duraram 600 mil anos e ocorreram entre humanos de diversas raças e reptilianos de diversas raças também. Então de um lado estavam os humanos e de outro os répteis. No final, humanos e repteis cansaram de se matar, e não houve vencedor. Então os andromedanos fizeram um acordo com os draconianos de paz e tratados foram assinados, dentre os tratados assinados está a não interferência em planetas primitivos ou em evolução, contudo os draconianos nem sempre honram os tratados.


Aliens humanos azuis

Uma das muitas espécies de arcturiano. O ponto brilhante na testa é uma luz que funciona junto com a telepatia, como forma de comunicação avançada.

Imagem criada por mim através de programas de edição de imagem.


São os mais evoluídos conhecidos. Nesse grupo estão os andromedanos e arcturianos. A única diferença entre eles é que vivem em lugares diferentes: arcturianos vivem perto Arcturus (estrela que fica na constelação do boieiro) e andromedanos como o próprio nome já diz vem da constelação de Andrômeda.

Fisicamente são muito parecidos, sem distinções, alguns são azuis, outros brancos e outros violetas, isso depende do quanto de radiação eles absorvem e de qual lugar vieram, geralmente vivem em torno de estrelas muito brilhantes ou em planetas afastadas das estrelas jovens ou anãs brancas. São humanoides, de cores claras, de tamanho médio (nem altos e nem baixos) e possuem uma espécie de lâmpada pequena na testa, aquela luzinha emite vibrações e possuem códicos por luzes que assim eles conversam entre si através das luzes. Além disso, são telepatas e usam suas bocas apenas para comer.


Os azuis não tem a noção de superioridade draconiana. Para eles todos os seres são únicos e alguns são mais avançados que outros, mas isso não significa que um pequeno grupo de seres não possa fazer uma grande diferença!


Andromedanos

Na imagem: Sanan de Andrômeda, um andromedano que se comunica com muitos seres humanos. 

Nomenclatura cientifica: humano azul


Nomenclatura por sistema estelar: andromedanos


Localização (constelação): Andrômeda


Classe: mamífero


Espécie: humano evoluído


Comportamento: calmos, filosóficos, relaxados, observadores.


Poder físico (nível): 6


Poder mental (nível): 8


São muito avançados espiritualmente e existem uma diversidade de espécies, existem andromedanos de carne e osso a até seres feitos de energia e consciência.


São descendentes de humanos que viviam em Lira, mas por conta da radiação e adaptação para se viver em outros planetas mudaram drasticamente de forma física. Os andromedanos de carne e osso possuem características mais humanas, possuem pele azul, clara ou lilás; não possuem pelos; seus olhos são azuis ou lilases e possuem no máximo 3 metros de altura.

Os andromedanos são mais evoluídos do que os aliens nórdicos e os arcturianos são mais evoluídos que os andromedanos. 


Os responsáveis pela vigilância da Terra eram os aliens nórdicos, mas quando as tensões nucleares começaram entre União Soviética e Estados Unidos (Guerra Fria) eles ficaram transtornados, porque no passado passaram por guerras nucleares e se sentiam culpados por interferência na Terra já que os aliens nórdicos se uniram com humanos primitivos no passado, além de virem para cá muitas vezes.


Os andromedanos assumiram toda a responsabilidade, porque eram líderes do conselho e também por não terem nenhum vínculo com a humanidade, como os nórdicos em que muitos homens nórdicos se enamoraram com mulheres da Terra no passado, além das perseguições reptilianas. 


Arcturianos


Um arcturiano azul.
Fonte da imagem: imagem criada por mim a partir de programas de edição de fotos.


Nomenclatura cientifica: humano azul


Nomenclatura por sistema estelar: arcturianos


Localização (constelação): Boötes, em volta de arcturus


Classe: mamífero


Espécie: humano evoluído


Comportamento: muito observadores, científicos, filosóficos, calmos e amorosos.


Poder físico (nível): 4


Poder mental (nível): 10


Os arcturianos também descendem de humanos que viviam em Lira, mas por conta da radiação e adaptação para se viver em outros planetas mudaram drasticamente de forma física.


Eles são baixinhos no máximo medem 1 e 60 de altura. Não ligam para beleza física e condição física, e são muito parecidos, como se fossem clones e são muito filosóficos. Tem pele azul, olhos grandes e amendoados e cabeças grandes e compridas. Sua tecnologia é de energia, aliás, eles são em parte feitos de energia. Uma parte dos arcturianos ficaram no seu planeta e ficaram com carne e osso e outra parte evoluiu para um nível espiritual energético, existem muitas raças arcturianas, algumas usam energia para se reproduzir, ou seja: a energia da fêmea e a energia do macho se encontram e a partir dessa fusão de energias nasce um arcturiano bebe. 


Os arcturianos não fazem sexo como os humanos, draconianos e pleiadianos. O sexo deles é a fusão das forças de ambos os seres e fazem isso para reproduzir e não por prazer, são muito avançados. O prazer de um arcturiano é a ciência, a arte e o conhecimento do multiverso. Sua comida é na maioria química, uma gosma verde ou mingaus nutritivos; ou verduras e frutas de diversas espécies.



Imagem: Escultura de um arcturiano feita por Cynthia Crawford que teve contato com arcturianos azuis.

Fonte da imagemCynthia Crawford em http://etsculptor.com/sculptures/blue-arcturians/



Eles são uma das raças mais antigas e avançadas, estão no grupo azul, sendo muito confundidos com os andromedanos. Os reptilianos já tentaram guerrear com eles e perderam, porque os arcturianos são mais evoluídos: não precisam dormir por longos períodos, são mais concentrados, mais evoluídos mentalmente e possuem um poder psíquico evolutivo muito poderoso.

Não usam força física: movem objetos com a força da mente, são telepatas, usam a boca só para comer e beber. 


Os arcturianos são os seres mais avançados tecnologicamente e espiritualmente, e foram os arcturianos que impediram o avanço dos draconianos deixando eles impossibilitados de querer uma nova guerra. Os andromedanos por fim foram eleitos para serem os líderes da confederação galáctica, já que os arcturianos não se sentiam capazes e não tão responsáveis por algo tão grande e que exigia uma enorme responsabilidade e porque estavam mais preocupados com a elevação da consciência do que cuidar de outros seres vivos, ou seja, tem seus próprios problemas.


Os arcturianos que foram os responsáveis por conseguir a paz entre a confederação e o império draconiano, já que os andromedanos não tinham muita paciência para lidar com os draconianos. Os arcturianos embora baixinhos, franzinos e muito meigos e delicados conseguiram a simpatia dos draconianos e sobretudo o respeito depois que esmagaram milhares de naves draconianas com um pequeno número de naves, algumas centenas, e com poucos arcturianos militares.


Estão prestes a se extinguirem fisicamente, já que estão abandonando a matéria por inteiro, então daqui alguns milênios já não haverão arcturianos na forma física. 


Um arcturiano sentado
Imagem criada por mim



Insetos


Nomenclatura cientifica: insetóide, inseto


Nomenclatura por sistema estelar: não conhecido


Localização (constelação): não conhecido


Classe: inseto


Espécie: inseto humanóide


Comportamento: isso depende de qual espécie, algumas espécies são hostis aos seres humanos, enquanto outras como os louva-deus são muito pacientes e benevolentes.


Há espécies de insetos que são mais superiores que os seres humanos e mais evoluídas, outras nem tanto são benéficas ou evoluídas moralmente.

O termo insectóide é usado para definir um ser com semelhança ou aspecto de um inseto.



Nórdicos



Nomenclatura cientifica: humano nórdico


Nomenclatura por sistema estelar: pleiadianos


Localização (constelação): constelação do Touro


Classe: mamífero


Espécie: humano evoluído


Comportamento: calmos, pacientes, simpáticos, observadores e bastante científicos.


Poder físico (nível): 7


Poder mental (nível): 7





Na imagem: a atriz e modelo Rebecca Romijn tem traços nórdicos, segundo ufologistas os nórdicos se assemelham com pessoas da raça nórdica, como Rebecca Romijn que é holandesa.




Descendem de humanos que viviam em Lira, conservaram a aparência nórdica dos humanos de Lira, acredita-se também que tiveram origem em Marte e que caíram na Terra quando lutaram contra os draconianos que os queria controlar, daí deram origem aos arianos!


Outra parte dos nórdicos conseguiu escapar, a que escapou jamais voltou e se escondeu nas Plêiades. Os nórdicos aparecem em diversas histórias de abduções como pacíficos e muito bonitos. Uma parte dos nórdicos foram escravizados pelos draconianos e trabalham junto com os greys.


Outros contam que todo alienígena bonito e simpático é um alienígena feio fisicamente para os seres humanos, então eles usam uma imagem etérea e pura para conseguir abduzir e falar com as pessoas.


Acredita-se que os nórdicos ajudaram os nazistas na Segunda Guerra Mundial para que assim os seres humanos viessem a evoluir mais rapidamente, contudo se arrependeram em determinado momento e então deixaram para trás os nazistas, assim eles perderam a guerra.


Sirianos de Sírios A


Nomenclatura cientifica: humano nórdico


Nomenclatura por sistema estelar: sirianos


Localização (constelação): Sirius A


Classe: mamífero


Espécie: humano evoluído


Comportamento: parecido com os nórdicos


Poder físico (nível): 7


Poder mental (nível): 6



São humanos nórdicos em aparência e vivem em Sirius A. Eles descendem de lirianos (a maioria dos humanos tiveram origem em Lira). 



Albianos (Tall Whites aliens)


É uma espécie de alienígenas relatada por Charles Hall no seu livro Millennial Hospitality. Hall os encontrou quando trabalhava no exército, e esses aliens estavam visitando a Terra em busca de uma troca de tecnologia e conhecimentos específicos. 

Os albianos são diferentes dos aliens nórdicos em muitas coisas e parecem não ter uma boa comunicação com eles, aliás, existe uma quarentena em planeta e espécies que não são totalmente desenvolvidos, os albianos parecem estar dentro da quarentena ou não pertencer a nenhuma aliança galáctica, não são associados ao Império Dracon, nem a Confederação Galáctica. 


Os albianos parecem que já estavam na Terra há algum tempo, desde o século 19, mas somente em 1940 que fizeram contato com os Estados Unidos. O exército norte-americano recebeu e trocou tecnologia com os albianos. Eles eram bem mais desenvolvidos tecnologicamente que os humanos da Terra e não quiseram compartilhar seus conhecimentos sobre armas superpotentes e tecnologia de velocidade na luz, talvez porque a Terra é um planeta primitivo e para não se meterem em problemas com a Confederação Galáctica. 


Os albianos não são como os aliens nórdicos, eles são altos e albinos literalmente, daí o nome: albiano. A esclerótica de seus olhos é negra e a pupila azul ou branca, dando um ar sinistro. Eles não envelhecem, ao invés disso seus ossos crescem até que crescem mais que os nervos e tecidos e assim eles morrem por falência múltipla de órgãos (os órgãos e tecidos se arrebentam, diferente dos idosos humanos em que seus órgãos param de funcionar por estarem muito velhos). Eles tem em boa parte de usa vida a altura de 2 à 2, 30 metros de altura, depois lá por volta dos 40 anos de idade seus ossos começam a crescer, assim quanto mais alto um albiano, mais velho ele será.


Eles não possuem capacidades telepáticas como os aliens nórdicos e só podem se comunicar telepaticamente com os seres humanos da Terra através de um dispositivo que usam na cabeça, uma espécie de tiara ou mini-capacete.


Acredita-se tinham interesse em obter informações sobre a tecnologia dos greys e aproveitaram a deixa da comunicação dos humanos com os greys a fim de se aproveitar dos seres humanos para obterem informações sobre essa tecnologia. Não havia interesse dos albianos em trocar um telefone albiano por um rádio de madeira humano, o interesse deles estava em obter a tecnologia que os greys deram aos norte-americanos, mesmo assim houve troca de tecnologia entre humanos e albianos.


Sirianos de Sirius B



Nomenclatura cientifica: reptiliano anfíbio


Nomenclatura por sistema estelar: sirianos de Sírios B


Localização (constelação): Sirius B


Classe: reptil anfíbio


Espécie: humanoide reptiliano anfíbio



São seres que pertencem à uma espécie humanóide anfíbia aquática, ou seja: são seres anfíbios que tiveram origem na água e ainda vivem e respiram na água. São desenvolvidos tecnologicamente.


Existe uma guerra entre os humanos de Sirius A e os anfíbios de Sirius B, possivelmente por xenofobia, já que trata-se de humanos e uma raça anfíbia que vivem num espaço muito próximo. Não se sabe qual a realidade das divergências entre humanos e anfíbios de Sírios, o que tudo indica é que os sirianos de Sírios B estão sendo ajudados pelos draconianos e se identificam com os draconianos.



Golfinhos e baleias


Nomenclatura cientifica: golfinho e baleia


Nomenclatura por sistema estelar: Cygnus


Localização (constelação): Cygnus


Classe: mamífero


Espécie: golfinho e baleia


Comportamento: dóceis, calmos, muito sensíveis e agradáveis.


Poder físico (nível): 1


Poder mental (nível): 7



Golfinhos e baleias são aliens vindos de um sistema estelar muito distante na constelação de Cynus alfa (vide: O Guia do Mochileiro das Galáxias kkkkkkkk). Os golfinhos e as baleias são seres puros e são alienígenas, foram trazidos para cá para viver nas águas desse mundo. 



Louva-deus aliens



Nomenclatura cientifica: mantídeo, louva-deus


Nomenclatura por sistema estelar: (carece de informação)


Localização (constelação): (carece de informação)


Classe: inseto


Espécie: insetóide


Comportamento: amáveis, carinhosos, educados, calmos, quietos e cordiais.


Poder físico (nível): 7


Poder mental (nível): 7



São seres alienígenas que são como louva-deuses grandes de no máximo 5 metros de altura. São tidos na ufologia como seres benevolentes e simpáticos aos seres humanos. São seres muito evoluídos tecnologicamente e espiritualmente, junto com os reptilianos são uma das espécies mais antigas do universo. São surpreendente compreensivos, extretamente inteligentes, centrados e espiritualizados, gostam da calmaria e da natureza, sobretudo os campos, as florestas e lugares onde haja água, luz solar e árvores. 


Se alimentavam primitivamente de sucos de plantas e frutos, mas agora seus corpos se alimentam de luz do sol, por isso e por serem insetos sentem muito frio durante a noite ou quando estão no espaço viajando em suas naves, e por isso usam trajes sintéticos que retém o calor e ajuda na circulação dos fluidos corporais, aliás, todas as espécies parecem usar esse traje especial que se assemelha ao traje de um surfista ou mergulhador. 


Não pertencem nem ao Império Draconiano nem à Confederação Galáctica, embora tenham uma lealdade à confederação preferem estar no grupo neutro, por não quererem ter responsabilidades ou acordos que venham afetar sua sociedade.


Polvos


Nomenclatura cientifica: polvo

Classe: molusco

Espécie: polvo, lula

Poder físico (nível): 6

Poder mental (nível): 8



São seres alienígenas que se parecem com polvos gigantes e que vivem num planeta aquático, onde a água é dominante. São seres extremamente inteligentes e são muito psíquicos.



Aliens de Gizé (arkranios aliens)



Na imagem: o faraó Akenaton usando a khepresh, uma das coroas alongadas egípcias. 
Fonte da imagem: Wikipédia


São chamados de aliens de Gizé por sua forte interferência na Egito antigo, embora também influenciaram a suméria. No Egito antigo os faraós usavam coroas longas como a atefhedjetkhepresh e a pschent como representação dos deuses com os grandes crânios que na verdade eram aliens arkranios.

São chamados também erroneamente de anunnakis, chamados por Karen Hudes de homo capensis, mas o nome mais correto é arkranio. Chamados também de serviços secretos de Giza. 


Arkranio significa: de crânio superior. Ark (grego archiarkarc)= superior e kranio (grego)=crânio. Arkranio ou arckranio.


São parecidos fisicamente com os humanos, são humanóides, contudo possuem cérebros e crânios alongados, são bem mais altos medindo de 3 à 5 metros, com ossos bem maiores e mais fortes e sua composição química e estrutural é muito diferente da humana.




Possuem planetas-naves (veja abaixo o texto: tecnologia dos extraterrestres) e não possuem planeta fixo, ou seja, que orbita uma estrela, todos seus planetas se locomovem como naves. Um de seus planetas-nave mais conhecido é Nibiru.





Greys


Gif animado de um suposto alienígena grey que segundo ufólogos provem da constelação de Zeta-Reticuli.



Vídeo no You Tube sobre o suposto vídeo tido como verídico:http://www.youtube.com/watch?v=XVxs0vT_cuE


Nomenclatura cientifica: grey


Nomenclatura por sistema estelar: Zeta-Reticulanos, mais conhecidos como zetas


Localização (constelação): Zeta-Reticuli


Classe: mamífero


Espécie: humano evoluído


Comportamento: são calmos, cultos, sérios, determinados, delicados, mas extremamente poderosos por cor conta de sua inteligência. Podem ser fisicamente fracos, mas são telepatas e muito inteligentes.


Poder físico (nível): 3


Poder mental (nível): 5


São os mais populares nas abduções no planeta Terra, porque tem grande interesse na genética humana. Os greys parecem ter sido escravizados pelos orianos ou alfa-greys (espécie de Órion) que também são escravos dos draconianos. Os orianos manipularam tanto a genética dos greys para que eles se tornassem mais inteligentes, criativos e vassalos (que obedecessem as ordens dos draconianos sem hesitar) que acabaram inférteis, por isso estão à beira da extinção. 


Os greys então vieram para terra e para outros sistemas estelares em busca de humanos, pois os humanos possuem genética e bons óvulos e espermatozoides para a vida artificial (os greys eram como os nórdicos, humanos lindos, mas por causa da manipulação genética ficou deformada e infértil).


Existem centenas de casos de abduções onde mulheres são pegas e são feitas de cobaia para gerar um bebe. Os greys inseminam muitas mulheres humanas e depois tiram seu feto daqui dois à 3 meses e depois os colocam em incubadoras. Contudo os híbridos, uma mistura genética de greys e humanos, não duram muito tempo, eles não vivem muito e possuem problemas complicados até mesmo para os greys. Então eles estão em constante atividade para recolher material genético para continuarem reproduzindo esses híbridos e assim até conseguirem de vez voltar a se reproduzir normalmente, terem um corpo maior e mais saudável e não se extinguirem. 


Outra conta que os greys foram humanos e se tornaram mais desenvolvidos por causa da seleção natural ou que houve um acidente radioativo ou até uma guerra nuclear em seu planeta que os fez irem viver no subterrâneo, foi aí que adquiriram a pele cinza. Acredita-se também que por serem uma raça velha sua genética esteja desgastada.


Mas em ufologia eles são geralmente tratados como seres humanos deformados pela manipulação genética, escravizados pelos draconianos e não com boas intenções com a humanidade. A hipótese mais aceita é que os greys foram criados em laboratório e sabe-se que eles não se reproduzem e só podem se reproduzir através do laboratório. Os greys então são clones ou robôs biológicos que servem os orianos.


Segundo Alex Collier existem apenas 2.000 greys originais, o resto são clones.

A possível descoberta de que os greys eram clones ou uma espécie criada em laboratório para fazer o trabalho sujo na Terra foi que quando diversas naves caíram em diversos lugares do mundo, incluindo Roswell, e nelas haviam greys mortos , os greys que sobreviveram foram feitos prisioneiros pelos militares e não houve resgate dos greys sobreviventes e nem sequer os outros se importavam se eles haviam sobrevivido. Descobriu-se através de outros aliens que tiveram contato com pessoas comuns e com governos de que os greys eram robôs biológicos, ou seja: seres criados em laboratório que não possuíam sexo e que eram escravos e serviam seres superiores, ao qual se informou serem orianos.


Os greys eram parecidos com os aliens nórdicos no passado e conservam os olhos azuis, aqueles olhos negros não passam de lentes negras que servem como óculos escuros.


Os Greys mentem usando a lógica e parecem que estão contando a verdade, porque faz sentido o que contam, como por exemplo: já disseram que são a evolução da raça humana, ou seja, homens do futuro, quando na verdade não são. Mas há lógica aí, porque eles não contaram realmente uma mentira, mas omitiram a verdade, em que eles foram sim seres humanos loiros, mas que foram alterados geneticamente em laboratório pelos draconianos até se tornarem o que são hoje.



O cérebro dos greys é muito lógico e matemático, eles não conseguem entender a literatura nonsense (Alice no País das Maravilhas) e seus cérebros ficam embaralhados se disserem à eles coisas sem sentido algum, como códigos loucos: banana azul que foi azul é 13 14 no quadrado da verdade do azul porque azul é 13 e 13 é 14 banana que foi azul azul verdade porque azul redondo 12 14 12 13 bolacha porque azul verdade bolacha azul porque bolacha azul porque azul verdade.



Dizem que seus cérebros bugam com esses códigos.



Os greys são tidos como vazios, ocos e robóticos, eles não tem emoções, nem sentem amor e são apenas inteligência num corpo fraco e debilitado.



Eles também tem uma mente coletiva, uma mente colmeia, ou seja: pensam a mesma coisa ao mesmo tempo, não são capazes de serem individuais ou de serem criativos. Seus cérebros são extremamente lógicos, matemáticos e calculistas e são incapazes de entender a poesia.



Invasão da Terra



Os greys já invadiram e estão dominando ao seu modo, segundo as ordens do Império Draconiano. No conceito alienígena uma invasão não é como nos filmes de Hollywood, onde naves aparecem no céu e uma guerra nuclear e espacial se inicia dominando o planeta. Esse tipo de invasão é fruto de uma mente primitiva, ou melhor, de seres primitivos. A invasão alienígena é como quando o corpo humano é invadido por um vírus, no início não se sabe que ele está ali, nem que ele entrou. Somente depois de um tempo virão os sintomas e por fim a morte. É exatamente isso que os greys estão engendrando, eles já invadiram a Terra e estão dominando-a, junto com draconianos da plebe e alfa-greys. Com os greys e draconianos trabalham alguns nórdicos, que as vezes são caçadores recompensas ou clones.




Orianos (greys-alfa ou alfa-greys)


Nomenclatura cientifica: humano cinza, grey-alfa


Nomenclatura por sistema estelar: orianos


Localização (constelação): Órion


Classe: mamífero


Espécie: humano evoluído


Poder físico (nível): 7


Poder mental (nível): 5



Imagine um grey maior, mais forte e do tamanho de um ser humano, assim é um oriano. Os orianos tem bases ou vivem em Órion. Os orianos foram seres humanos no passado, mas acabaram sendo escravizados pelos reptilianos, outra versão diz que eles se uniram aos reptilianos. Os orianos trabalham para os draconianos e são responsáveis pela criação e modificação dos greys. Os greys-alfas são uma espécie híbrida, uma mistura de humano com draconiano. Existem muitos greys também que são híbridos com draconianos.

Em Star Wars II – O Ataque dos Clones aparece uma espécie alien chamada kaminoanos e essa espécie é muito semelhante aos alfa-greys. 

Os kaminoanos são descritos como clonadores, sendo responsáveis pela criação do exercito de clones da República Galáctica; os greys-alfa são clonadores também, criaram uma legião de clones nórdicos e de greys. Os kaminoanos vivem numa sociedade de castas, onde a cor dos olhos define a qual casta o kaminoano deve pertencer; os greys-alfa também vivem numa sociedade de castas, onde os maiores e mais fortes tem os mais altos postos, também existe algo na aparência dos greys-alfas que os fazem se dividirem em castas, os greys reticulanos que são clones obdecem sem exitar aos comandos dos greys-alfa de Órion! 


Os kaminoanos vivem num planeta que foi devastado por causa da poluição e que se tornou um planeta aquático depois que as calotas polares derreteram devido o calor, eles então evoluíram para uma forma mais longa e se tornaram mais inteligentes, contudo não eram responsáveis, pois muitos de seus clones serviram de arma para bandidos e mercenários e organizações criminosas; o mesmo aconteceu com os greys-alfa que parece que destruíram em parte seu planeta por conta da poluição e obedecem ao império draconiano em que criam clones para interesses benéficos quanto maléficos. Acredita-se que se os seres humanos da Terra não mudarem em relação a poluição e sua política, estarão condenados a se tornarem iguais aos alfa-greys.


Ainda em Star Wars fica evidente a influência draconiana sobre a obra onde aparece o sistema de castas em diversas espécies de aliens, como já dito os draconianos são muito influentes e sua sociedade vive num sistema de castas. O sistema de castas em Star Wars é algo comum nas espécies aliens, ainda em Star Wars aparece uma conexão incrível com os fatos da segunda guerra mundial e dos iluminati.


Veja post: Star Wars Iluminati

 
Na imagem: A espécie kaminoana em Star Wars – O Ataque dos Clones é muito parecida com a dos alfa-greys. Detalhe> as lendas e relatos sobre os alfa-greys já existiam antes de Star Wars – O Ataque dos Clones ser lançado nos cinemas em 2002, pois Alex Collier já os citava dos alfa-greys em 1994!


Fonte da imagem: Cena do filme Star Wars – O Ataque dos Clones.



No império draconiano


Existem divergências sobre como eles entraram no império draconiano, existem duas hipóteses: 1ª é que foi sua ganância por tecnologia e conforto, algo visto nas negociações dos Estados Unidos com o império draconiano, que os deixou como “escravos conscientes” do império draconiano. A 2ª fala que eles eram seres humanos e foram escravizados para servirem de robôs biológicos dos draconianos.


Na hierarquia do poder do império draconiano vem:


1º Draconianos – chefes, mestres, a espécie mestra;


2º Alfa-greys – subchefes, encarregados, cientistas;


3º Greys – vassalos, aqueles que fazem o trabalho pesado.



Guerras com Clones!


Se você acha Star Wars original por envolver clones, não sabe de nada. A ideia associada de um exército tecnológico ou criado para guerra apareceu pela primeira vez na Alemanha nazista! Os nazistas criaram antes da segunda guerra o projeto Lebensborn que se destinava a criar uma espécie de clones ou algo do tipo a partir de pessoas nórdicas para a guerra e para ser a nova espécie humana. Na literatura, tempos depois o veterano de guerra JRR Tolkien usou a mesma idéia e a reciclou colocando os belos nórdicos loiros como terríveis orcs criados por Saruman em O Senhor dos Anéis.


Contudo em ufologia a noção é bem mais antiga e fala dos clones nórdicos criados pelos draconianos. 


Os draconianos a fim de se tornarem soberanos desse universo (eles adoram o sistema feudal!) começaram a criar clones de aliens nórdicos para lutar em guerras em terra e clones para manipularem máquinas e criarem tecnologia sem o auxílio de um draco, assim surgiram os greys.


Portanto havia dois tipos de clones para guerra:


Clone nórdico – altos, fortes e com criatividade na guerra. Feitos para lutas em terra e para pilotar naves de ataque.


Clone grey – baixinhos, franzinos, mas com grandes cérebros e muito inteligentes. Feitos para criarem tecnologia, pilotarem naves-mãe e serem o comando na batalha.


Os dracos levaram milênios para criarem naves de guerra e esses clones para guerra. Enquanto os dracos e orianos se esgotavam criando naves e clones para guerrear e controlar, os confederados nem faziam ideia e nem se preocupavam com algum ataque draconiano. Quando os draconianos finalmente terminaram e já tinham um poder bélico impressionante, eles saíram pela galáxia para dominar ou matar. 


Um grupo de espiões apareceu e contou sobre a iniciativa de guerra criada pelos greys-alfa seguindo ordem dos draconianos. Os greys-alfa e os draconianos operários estavam cansados de criar naves e clones para a conquista do espaço, enquanto os confederados estavam descansados e em paz. A vantagem estava com os confederados.


O conselho concordou que ir à guerra e morrer era melhor do que ficar parado e ser escravizado. Os pleiadianos e outros aliens humanos por sua força física iriam duelar contra os clones nórdicos em terra. Os andromedanos ficaram com a defesa e os arcturianos no ataque invasivo. Foi nessas guerras que os draconianos sentiram o pepino, pois achavam que iam vencer. O grandioso exército de clones dos draconianos não foi páreo para a paciência e meditação dos confederados. 


Quando viram os clones já estavam todos destruídos, aí não houve outra opção: os draconianos tiveram que entrar na guerra, pois até então estavam despreocupados com a guerra, eles tinham clones para lutar por eles. Contudo os draconianos estavam cansados com os esforços de milênios em criar clones e naves. A paciência e a tranquilidade dos confederados fez os planos do império draconiano ir por água abaixo.


Os confederados depois de esmagarem o exército de clones a muito custo, já que perderam milhões dos seus lutando por isso, decidiram extinguir os draconianos de vez, eles eram uma encrenca e os confederados já estavam cansados, mas não conseguiram. Os andromedanos e arcturianos conseguiram surpreender os draconianos, já que não precisavam dormir como eles, o que lhes dava uma vantagem extraordinária. Contudo o império draconiano era enorme e tinha as melhores naves e armas.


A guerra, como já dito, não teve vencedores, ambos os lados ficaram cansados com tanta morte e bagunça que decidiram cessar e criar acordos de paz.



Confederação Galáctica dos Mundos versus o Império Draconiano Absoluto


Os draconianos criaram um império para impedir o avanço dos humanos nessa galáxia, mas não esperavam que um grupo humano que deu origem aos azuis ficariam poderosos. Houve grandes guerras que duraram muito tempo.


De um lado a confederação de humanos que lutava por uma liberdade dos seres vivos contra o império e ao pensamento draconiano de que os draconianos são os senhores desse universo. Os confederados então se espalharam por várias galáxias para conseguirem companheiros para lutar contra os draconianos. Com a união veio a força e assim conseguir se manter firmes. No final os draconianos e os humanos confederados concordaram em firmar a paz e fizeram acordos.


A maioria dos alienígenas preferiram se filiar à federação devido a liberdade e os princípios de respeito que essa possui, e isso é que a tornou-a tão poderosa e resistente ao império draconiano.


O império draconiano como o próprio nome já diz é um império, não existe democracia ou liberdade, todas as ordens provém dos draconianos. Já a confederação é a união de várias espécies alienígenas, todas tem vez e voz, é como uma ONU.


Diferença entre contatado e abduzido

Na imagem: os aliens que abduziram Antonio Villas Boas usavam um traje que parecia ter um aparato de respiração e parece que esse tipo de ET humanoide não respira oxigênio como os humanos.
Fonte da imagem: Desenho de Robert Gigi, retirado do site http://leset.free.fr/contact.htm



* Contatado – é uma pessoa que tem contato com alienígena, sendo que esse é simpático, tem por objetivo contar segredos e coisas sobre seu mundo ou raça e conversar conscientemente sem alterar a memória. Acredita-se que ao passo que dos abduzidos são extraídos material genético, os contatados são testados psicologicamente pelos extraterrestres a fim de entender o QI humano, seu comportamento e também para esses seres humanos passarem informações para outros e assim escolher seres humanos sábios que devem viver na Terra. 

Os aliens desse tipo tem como objetivo ver a reação humana e perceber a quantia de pessoas inteligentes, já que pessoas inteligentes não são céticas, mas também não acreditam demasiadamente.


Foi por causa dos contatados que passamos a conhecer os alienígenas e a história da vida e galáxia na perspectiva deles.


Alguns contatados: 


Enrique Castillo Rincon – contatado latino que teve contato com aliens nórdicos nos anos 70.


Alex Collier – contatado com aliens andromedanos nos anos 70 e 80.


Bianca e Hermínio – conhecido como caso Karran. Ocorreu em 12 de Janeiro de 1976 e foi contato com alien humano, mas não era nórdico. Até então desconhecido em ufologia.



* Abduzido – é a pessoa que é praticamente raptada para experimentos médicos ou laboratórios por alienígenas. A pessoa tem a memória apagada e nada é contado à ela, o alienígena a usa apenas para colher material genético e estudá-la. Os greys são mestres na abdução e não possuem interesse algum em contar seus segredos. 

O abduzido é tratado como uma cobaia e a abdução é dolorosa já que os greys colhem esperma, óvulos ou fetos (para criação de seres híbridos, mistura genética entre greys e humanos) com aparelhos eletrônicos ou cirúrgicos. A maioria dos abduzidos sofrem com pesadelos e só se recordam do ocorrido depois de sessões de psicoterapia, regressão e hipnose.



Os responsáveis pelas religiões e superstições


Parte desses aliens são responsáveis por algumas religiões e superstições. Possessão demoníaca, Jesus Cristo, assombrações e centenas de casos são criados por greys para assustar e fazer as pessoas ficaram presas à religião. Ora, os seres humanos são muito atrasados e ignorantes é fácil engana-los. Nos povos ameríndios eles faziam sacrifícios humanos aos deuses, as possessões demoníacas são faladas por entidades que conhece o latim e mais uma centena, que provam os absurdos. 

1º Matar pessoas não ajudaria em nada, a menos que os deus (aliens) quisessem isso. 2º Os demônios não sabem falar latim, eles são telepatas, o que sugere que não são demônios falando essa língua que é ícone da Igreja de Roma, essa mesma igreja que ainda continua podre de rica, isso sem contar as igrejas protestantes e seus pastores ricos. A igreja de Roma é controlada por arkranios. 


Não se sabe o porquê realmente dos greys, orianos e draconianos virem afetar a consciência humana, mas não é boa coisa. Os confederados, andromedanos e arcturianos acreditam que o objetivo deles é deixar os seres humanos presos nos sistemas religiosos e com isso impedir o avanço da ciência, tanto tecnológica quanto espiritual (ciência significa conhecer, não só o espaço que você vive, mas a si mesmo).


Se os seres humanos tiverem demônios assombrando-os ou qualquer outro medo fica mais fácil de serem controlados.

Na imagem: os crânios alongados de Ica no Peru. O povo nativo alongava os crânios para se parecerem com os deuses. Repare que o crânio do inicio se parece com a cabeça de arkranio e o do meio com a cabeça de um alien grey. Na verdade eles foram até o passado e manipularam a crença dos humanos para atrasar o desenvolvimento humano. 

Fonte da imagem: Museu Regional de Ica, divulgação. 



Tecnologia dos extraterrestres



Os alienígenas que visitam a Terra estão milhões por vezes bilhões de anos mais avançados que os humanos em tecnologia e, às vezes, em consciência, o que indica que nem todo alienígena é bonzinho e que respeitaria os seres humanos e o planeta Terra. 


Eles têm um conhecimento do magnetismo e parte de sua tecnologia é tem como principio o magnetismo. Muitas naves não usam foguetes, mas sim somente a força do magnetismo para se locomover.


Existem naves espaciais parecidas com planetas, chamados em ufologia como planetas-naves. Muitos são totalmente metálicos ou artificiais, criados com metais ou outra forma de mineral, outros são planetas mesmo, planetas de verdade que são pegos e totalmente modificados de várias maneiras: colocando atmosferas neles, instalando propulsores, inserindo a tecnologia eletromagnética e o magnetismo e milhões de aparatos. 


Tudo isso faz um planeta se tornar uma imensa nave-mãe, que é autossuficiente, nela há comida e suprimentos em abundância, há conforto, pois como é um planeta nave é como viver normalmente num planeta. Quando a nave-planeta está percorrendo o espaço, os aliens se escondem em cidades tecnológicas gigantes nos subterrâneos do planeta-nave e assim se protegem da radiação e do frio do espaço; contudo nem todas as naves-planetas são da mesma forma e muitas têm uma atmosfera tão poderosa que é capaz de proteger contra ataques, meteoros e contra a radiação do cosmo, além de criar um clima agradável e quente.


Os discos voadores são naves exploratórias e de pesquisa e onde existe discos voadores ou naves menores sempre há por perto uma nave-mãe ou nave maior.


Há vários tipos de naves alienígenas, as mais comuns são:


1. Discos voadores – são naves que podem viajar no tempo e também no espaço, são muito ágeis. Alguns discos voadores são naves-mães, outros servem como caças. 


2. Esferas – são naves em forma de esfera e existem de todo o tamanho, desde uma bola de futebol que são sondas aliens à até do tamanho do Sol, que no caso são as naves-mães. 


3. Cilindros – são naves em forma de cilindro ou de charuto e são usadas para viajarem muito rapidamente e serem naves exploratórias.

Os aliens de diferentes raças parecem usar naves muito parecidas ou idênticas, o que revela que no passado e atualmente houve e ainda há intercâmbio tecnológico entre as diferentes espécies alienígenas ou talvez uma origem em comum.



Bases alienígenas na Terra


Existem bases alienígenas na Terra, geralmente escondidas em montanhas, cavernas e debaixo da terra. A mais famosa das bases subterrâneas é a base de Dulce nos Estados Unidos. Phil Schneider e Thomas Edwin Castello são os dois mais famosos divulgadores dela e do que se passa lá embaixo. Ambos tiveram um final trágico, acreditassem que foram mortos (queima de arquivo) pelo governo dos Estados Unidos por divulgaram a base e relatando sobre ela. Phil Schneider foi achado estrangulado de uma maneira muito grotesca e por isso a suspeita de que foi morto e depois colocado como suicida; Thomas Castello teve um fim pior, ele caiu no esquecimento, conta-se que foi raptado e toda a informação a seu respeito foi apagada, ele se tornou então uma espécie de lenda urbana, já que toda a documentação a respeito dele foi destruída.


A base de Dulce é uma base de alfa-greys e draconianos, e conta-se que tem por função criar tecnologia para os seres humanos. Houve um acordo entre os Estados Unidos e o Império Draconiano em que os draconianos iriam dar tecnologia aos humanos e em troca teriam o direito de usar o magnetismo da Terra, estudar a Terra e de se alimentar de seres humanos raptados. Os planos dos draconianos parecem misteriosos demais, mas acredita-se que não são nenhum pouco bons para os seres humanos.


Em contrapartida existe a Confederação Galáctica está observando as ações humanas com os draconianos e que é oposta a esses acordos. A Confederação Galáctica tem defendido a Terra de invasões draconianas e de intervenções drásticas, contudo os seres humanos estão dando uma tremenda dor de cabeça. A culpa em si não é dos draconianos, porque em tese eles não violaram os tratados sobre destruição de espécies sapientes (que é o caso do ser humano), pois houve um acordo entre os americanos e draconianos e tratados foram assinados. 


Um problema é que o Império Draconiano violou o tratado da Confederação Galáctica sobre interferência alienígena superior à mundos primitivos (o caso da Terra e dos seres humanos), mas como o Império Draconiano é um órgão político e que não faz parte da confederação e não assinou esse tratado os draconianos estão imunes à isso. Em outras palavras: O Império Draconiano agiu dentro da lei, pois um dos poucos tratados que assinou, ele respeitou que é o DE NÃO DESTRUIÇÃO DE ESPÉCIES SAPIENTES INFERIORES.


Houve revoltas humanas na base de Dulce, essas revoltas aconteceram quando um grupo de trabalhadores humanos (cientistas, soldados e guardas) descobriram que as pessoas que estavam presas em celas em Dulce não eram pessoas loucas que iriam receber tratamento para melhorarem ou psicopatas que seriam usados como cobaias para serem curados, mas sim pessoas comuns e inocentes que foram raptadas para serem usadas em testes de laboratório e para serem comida de alguns alienígenas.


Os alienígenas que trabalham em Dulce são os draconianos da plebe (são chefes e cientistas mestres, também operários), os greys-alfa (são sub-chefes e fazem a supervisão, também são operários) e os greys (são os que mais trabalham, fazendo todo o trabalho exaustivo de análise de substancias químicas e na criação física de diversos objetos). O trabalho em Dulce é de fundo investigativo, cientifico, estudando a genética e a física do planeta Terra. O vírus da AIDS foi criado em Dulce com o objeto de diminuir a população mundial, a origem do vírus da AIDS é alienígena e foi trazido de outro planeta onde era comum e modificado para matar humanos.


A Terra no universo alienígena


A Terra era considerada o 3º planeta habitável do Sistema Solar!

Havia 3 planetas habitáveis com oxigênio, atmosfera e abundancia de vida, dos 3 apenas 1 abriga hoje vida, e hoje é chamado de planeta Terra. Os outros dois são Marte e o terceiro que ficava entre Marte e Júpiter era Faeton.

Planeta Faeton (Wikipedia em espanhol)


Marte ficou inóspito e Faeton foi destruído, o que sobrou de Faeton hoje é o cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter. Marte e Faeton foram atingidos pela guerra trazida pelos draconianos que desejavam matar os seres humanos fugitivos de Lira, eram os nórdicos que mais tarde fugiram para as plêiades.


Os nórdicos chegaram e ocuparam Faeton e Marte, mas não tinham interesse em habitar a Terra, porque ela recebia muita radiação UV, porque naquele tempo o sol era bem mais brilhante e quente e porque não queriam interferir na vida na Terra, e queriam conserva-la do domínio deles. 


Acontece que os draconianos descobriram onde os nórdicos estavam escondidos e correram para Marte e Faeton. Faeton foi destruído literalmente matando milhões de nórdicos. Quando Faeton foi destruído, os nórdicos não tiveram outra opção a não ser lutar para fugir e foi assim que eles fizeram. A maioria dos nórdicos de Marte fugiu com êxito e foram para as plêiades e se tornaram conhecidos como pleiadianos, uma minoria não conseguiu escapar.

Marte foi atingido de outra maneira, porque houve batalha de naves ao redor de Marte e assim ele não chegou a ser destruído por completo, apenas se tornou inóspito para vida humana. 

A maioria dos nórdicos obtiveram êxito ao batalhar e fugir dos draconianos que desejavam escravizá-los. Os nórdicos lutaram com todas as forças, pois preferiam a morte do que a escravidão. Foi durante essa intensa batalha que a Terra foi também atingida pela guerra, e isso causou a extinção dos dinossauros. Várias naves de ambos os lados lutavam no espaço e de certa forma um raio de uma nave-mãe atingiu a Terra e causou a extinção dos dinossauros.


Depois dessa guerra, esse sistema solar foi esquecido, e só voltou a chamar a atenção quando as ondas de televisão e rádio nas décadas de 40, 50, 60 e 70 começaram a chegarem do outro lado do espaço, mas no futuro. Foi aí que os orianos, que são servos dos draconianos, mandaram os seus robôs biológicos chamados de aliens greys e zeta-reticulanos para começar a estudar os humanos da Terra. Os greys viajaram para o passado até as décadas de 40 e 50 na Terra, já que as ondas de rádio e TV demoram para chegar do outro lado da galáxia. Os greys foram mandados para estudar e fazer o possível para escravizarem os seres humanos aos draconianos.


A confederação galáctica também viajou no tempo e impediu diversas coisas ruins. Os andromedanos foram responsáveis por derreterem mísseis nucleares soviéticos e norte-americanos, que seriam usados um contra o outro e evitaram uma guerra nuclear entre Estados Unidos e União Soviética. 

Nos anos 30 e 40 havia dois grupos principais lutando pela Terra: os nórdicos e os greys. Os nórdicos são confederados e querem que os seres humanos evoluam e que parem de destruir o planeta. Já os greys querem escravizar a população humana e arrumar o planeta para a chegada dos draconianos. 

O governo dos Estados Unidos fez acordos com os greys, mas não com os nórdicos. No acordo os greys, os alfa-greys e dracos dariam tecnologia e armas para os Estados Unidos serem a potencia mundial e os norte-americanos serem soberanos do mundo; em troca eles poderiam abduzir e raptar certo número de pessoas para se alimentarem de sua carne e explorarem sua genética. Houve então a criação de bases ultra-secretas subterrâneas como a Base Dulce.


Os norte-americanos não fizeram quaisquer acordos com os nórdicos, pois eles se negaram a dar armas e tecnologia para os Estados Unidos. Por fim, incapacitados com a extrema influência dos greys e draconianos no planeta, os nórdicos pediram ajuda a federação da qual fazem parte. Os andromedanos assumiram então a responsabilidade pela Terra e vieram, junto com arcturianos e outras espécies ajudar e monitorar a Terra. 

A confederação impediu muitas coisas ruins de acontecerem, desde genocídios a epidemias, mesmo assim os humanos da Terra parecem estar afundados até o pescoço nos planos draconianos.



Alienígenas como seres de outras dimensões



Essa hipótese é uma das mais aceitas e revela que esses alienígenas, ou parte desses aliens, são seres de outras dimensões ou universos paralelos. Tu já ouviu falar da teoria do multiverso? Ou teoria das cordas? Ou dos universos disformes? Ou universos paralelos?


Pois se acredita que existem infinitos universos, e alguns são universos clones e são chamados assim por serem muito parecidos uns com os outros.

Geralmente se usa o termo realidade paralela a esses tipos de situações. A física moderna acredita que sim, existem universos idênticos a esse e um planeta Terra idêntico à esse, só que com diferenças notáveis.


Em cada universo existe uma variação de acontecimentos, ou seja: num universo ou realidade paralela os dinossauros não foram extintos, no outro os nazistas venceram a guerra e noutro a Terra foi invadida e escravizada por alienígenas. Pois acredita-se que os draconianos são dinossauros evoluídos que vieram do planeta Terra só que noutro universo em que os dinossauros não foram extintos na Terra. O mesmo são os aliens nórdicos que vieram de um universo onde os nazistas venceram a guerra e são nórdicos, porque somente pessoas nórdicas foram aceitas e sobreviveram na sociedade, o resto das pessoas foram mortas. 

Em outro universo houve uma terceira guerra nuclear entre Estados Unidos e União Soviética e isso resultou num planeta inóspito, onde para sobreviver a radiação os humanos tiveram que se viver nos subsolos e assim surgiram os greys que são humanos vindos do planeta Terra só que noutro universo, um universo paralelo.


E assim os alienígenas que nos visitam são humanos de outro planeta Terra em outro universo e que tem interesse genético ou de estudo nesse planeta.

Outro caso é se acredita que os discos voadores não são naves de viagem espacial, mas sim interdimensional, ou seja: os discos voadores são naves usadas para viajarem a outros universos ou dimensões.



Problemas e controvérsias a respeito de sua existência



* Essas histórias e relatos falam que os seres humanos não tiveram origem aqui e que os seres humanos foram trazidos geneticamente pra cá sendo que as evidencias arqueológicas comprovam o contrário sem falar da evolução. A tese criada por René Quinton em tratar seres humanos com água do mar e obter resultados através do Plasma de Quinton tem por base que todos os seres vivos, inclusive os seres humanos tem origens no mar e como prova disso a ausência de certos minerais e organismos que existem no mar são a causa de muitas doenças nos seres humanos.


* O aspecto humanoide de muitas espécies, geralmente tem uma aparência humanoide e não parece ser nenhum pouco estranho, um alien, de longe.

* Não querem ter contato com os seres humanos, porque os seres humanos são muito primitivos, contudo aparecem para alguns privilegiados. O mesmo é visto no espiritismo.


* Os casos de abduções começam a aparecer depois de A Guerra dos Mundos de HG Wells ser narrada no rádio por Orson Welles. Os aliens greys se parecem muito com a noção de como será os seres humanos daqui 1 milhão de anos a partir de um artigo de HG Wells.


* Os reptilianos draconianos vivem curiosamente na constelação de draconis, ou seja: do dragão. Seus reis se parecem com dragões e vivem num feudalismo. A questão é que quanto mais membros um ser tem (asas, cauda como dizem ter a nobreza reptiliana) menos inteligente ele será, a menos que tenha um cérebro muito grande, mesmo assim exigiria um corpo maior ainda. O ser humano, por exemplo, tem vantagem cerebral, pois não possui rabo e nem diversas pernas ou braços, pois tudo isso seria um problema, o cérebro gastaria parte de sua capacidade e espaço (memória) só para se lembrar qual membro deve ser mexido. 


* Os greys têm cérebros maiores que seu corpo franzino pode suportar, mesmo assim suportam! (noção de gravidade?????)


* A noção de aliens nórdicos começou a ser difundida na Alemanha Nazista depois que a visão de que os arianos descendiam dos atlânticos foi ridicularizada por muitos acadêmicos ocidentais. A médium nazista Maria Orsic (e membro da Sociedade Vril) usava cabelos compridos até os pés para detectar as forças cósmicas vindas do espaço e começou a dizer que os arianos não descendiam dos atlânticos, mas sim de aliens nórdicos que viviam num planeta em volta da estrela Aldebaran.


* Há discordância entre os contatados! Realmente existe uma enorme discordância entre os contatados e a história que eles contam, embora que os draconianos parecem ser os seres do mal na maioria das histórias e os humanos nórdicos os bonzinhos. A maior discordância é acerca das histórias que contam, Alex Collier conta uma outra versão da história contando que em Lira não existe mais vida, enquanto outros contatados dizem que ainda existe vida lá. A única noção que parece ser comum é acerca das abduções pelos aliens greys, o resto entra em controvérsia. 


Crítica científica


Para a comunidade cientifica esses seres são uma espécie de folclore contemporâneo e sua concepção é humana, de uma mente humana. Não aparece nenhum alienígena nos relatos que realmente tenha uma forma totalmente estranha aos olhos humanos. Insetos, répteis, polvos, cetáceos e humanos são seres comuns na Terra e toda a concepção alienígena parece vir de uma mente humana não muito criativa.



Influência dos filmes das décadas de ouro


Existe uma enorme controvérsia envolvendo alienígenas, e é notável que ou a série Startrek influenciou a imaginação dos amantes por ufologia ou foram os criadores de Startrek que foram influenciados. Existe uma semelhança incrível entre os draconianos e os klingons, a Confederação Galáctica e a Federação dos Planetas Unidos em Startrek, além da exploração de naves a procura de vida e seu compromisso em defender seres inferiores contra a opressão do Império Klingon (draconianos).

Outro filme notável que ou foi influenciado pelo folclore em torno dos alienígenas ou serviu de base para o folclore moderno de alienígenas foi Battle Beyond the Stars(1980) onde aparecem uma raça lagarto (draconianos), aliens cabeçudos baixos (greys), clones Nestor (andromedanos e arcturianos) e um povo humano de loiros (nórdicos).




Tentando explicar a origem dos alienígenas na imaginação humana


Todo o início da histeria por alienígenas começou com A Guerra dos Mundos de HG Wells depois veio Orson Wells e narrou A Guerra dos Mundos no rádio; os testes nucleares aceleraram a imaginação e os ânimos. Ao mesmo tempo o misticismo nordicista ainda prevalecia na Europa e nos Estados Unidos e por fim criou a imagem dos alienígenas nórdicos.


Com a influência persa do deus do mal Ariman (representado por uma cobra) e judaico-cristã que a serpente (no livro Genesis da Bíblia) e o dragão (que São Jorge mata) são seres do mal e a personificação deste criou-se a imagem dos draconianos.


Os ufólogos defendem que os draconianos sempre existiram e que a mitologia relata a batalha entre humanos (o povo do bem, o povo de deus, a energia pura) e os draconianos (o povo do mal, o povo de Satanás, a energia escura).

Seriam nossos mitos e lendas o relato de uma realidade mal vista na antiguidade e assim os ufólogos estão completamente certos ou são eles que não aceitam a realidade nua e crua?


A ufologia como nova religião


A questão da reencarnação, bem e mal, poder de cura, vida eterna, paraíso e anjos tem envolvido a ufologia que se tornou uma neo-religião.


Para muitos céticos os ufólogos além de mentirosos não são nenhum pouco criativos e não passam de um grupo de pessoas desesperadas e que não aceitam a morte ou a não capacidade de controlar a natureza e o universo.

Existe uma mistura entre ufologia, cristianismo, hinduísmo e budismo dando inicio a uma espécie de nova-religião semelhante à religião raeliana.

Fonte:http://uhmanoh.blogspot.com.br/2014/08/racas-aliens-ou-especies-de-ets-conheca.html