PERFIL PSICOLÓGICO E MOTIVOS QUE LEVAM OS HOMENS PROCURAREM PROSTITUTAS


Homens recorrem a prostitutas porque 'sabem distinguir entre sexo e amor', diz estudo


Sociólogas espanholas traçaram perfil de usuários; a maioria deles tem vida familiar e relacionamento estável.


Os consumidores também classificaram as prostitutas em três categorias, que correspondem aos estereótipos mais requisitados: mulher fatal, mulher maternal e virgem.
A primeira, que corresponde a 70% da preferência dos homens, é alegre e está sempre disposta a realizar qualquer fantasia sexual. A maternal simula uma relação de casal mas, com a obrigação de consolar o homem pelos problemas que ele diz ter em casa.
Já a virgem é a confidente contratada até para relações sem sexo, onde o mais importante é ouvir e animar emocionalmente o cliente.
De acordo com o boletim da Associação de Proteção às Mulheres Prostituídas (Apramp), a Espanha lidera o ranking de consumo de prostituição na Europa: 39% dos homens já disseram ter pagado pelo menos uma vez pelos serviços de uma prostituta, seguida por Suíça, com 19%; Áustria, com 15% e Holanda, com 14%.
No relatório espanhol, os entrevistados responderam que são a favor de uma regulamentação do setor, mas apenas para que haja controle sanitário (a maioria requer realizar atos sexuais sem preservativos) e para que as prostitutas paguem impostos.
Segundo as estimativas oficiais, há cerca de 700 mil prostitutas na Espanha, a maioria imigrantes ilegais e com filhos.
Da BBC
Um estudo realizado na Espanha sugere que homens usam mais prostituição porque, ao contrário das mulheres, 'sabem distinguir entre sexo e amor'.
Segundo a pesquisa de dois anos da Universidade de Vigo sobre o perfil dos homens que usam prostitutas, o que eles valorizam no serviço é não ter que conquistar a mulher, nem ter que conversar com ela depois.
Prostitutas na Lituânia (Foto: PA)Prostitutas na Lituânia (Foto: PA)
Para a maioria dos entrevistados, seria uma sorte poder receber dinheiro por praticar sexo. Mais de 90% dos entrevistados consideram as relações sexuais pagas uma necessidade.
'Analisamos as mudanças sociais dos últimos 30 anos e vemos a substituição do modelo patriarcal, do pai protetor-provedor, pela volta do modelo 'falocêntrico', o colecionador de mulheres', disse à BBC Brasil a socióloga Silvia Pérez Freire, uma das autoras do estudo.
'O que motiva [o homem] a consumir serviços de prostituição é o desejo de fortalecer seu papel dominante. Ele acaba identificando o hábito como uma necessidade social'.
A maioria dos usuários, um total de 80%, tem entre 30 e 40 anos e declarou ter vida familiar estável (com esposa ou namorada). A maior parte dos homens diz escolher a que seja menos parecida com a sua própria mulher.
A prostituição é o terceiro negócio mais rentável do mundo, depois dos tráficos de armas e drogas, de acordo com estatísticas divulgadas pelas Nações Unidas.
Ato social

O levantamento também concluiu que muitos homens entendem que ir em grupos aos prostíbulos é um ato social tão normal quanto um jantar de negócios.
Por isso muitos pagam as prostitutas com cartões de crédito das empresas para as quais trabalham.
'Essa cumplicidade faz com que a prostituição seja um sexo cômodo. Ninguém questiona nada e existe um pacto implícito sobre o que é feito dentro de um bordel. O que é dali, fica ali. Isso é um grande atrativo para políticos e pessoas influentes', disse à BBC Brasil a socióloga Águeda Gómez Suarez, co-autora do estudo.
'Diria até que se não houvesse este componente de aceitação social unido à conivência de cargos importantes de políticos a policiais, não haveria tantos bordéis.'
Estereótipos

A pesquisa, feita pelo grupo Estudos Feministas da Universidade, foi transformada no livro Prostituição: clientes e outros homens, e tem três continuações previstas.
O estudo classificou os consumidores do sexo pago em quatro grupos básicos: o homo sexualis, o samaritano, o homo economicus e o homo politicus.
O primeiro se valoriza pela quantidade de sexo que pratica e pelo número de mulheres. O segundo procura uma prostituta que o escute e seja mais vulnerável que ele, abrindo espaço até mesmo para uma relação sentimental com ela.
O homo economicus busca emoções fortes e costumar misturar sexo com drogas. Já o homo politicus tem certo peso na consciência pelo que faz, mas não deixa de fazê-lo.

Fonte:http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/11/homens-recorrem-a-prostitutas-porque-sabem-distinguir-entre-sexo-e-amor-diz-estudo.html

Por que os homens traem com prostitutas ou garotas de programa?

Caro Urso, dado os últimos acontecimentos envolvendo jogadores de futebol e garotas de programa, gostaria de saber sua opinião sobre a prostituição. Por que os homens procuram prostitutas? Rogéria
Bom, adorei a pergunta e prometo tentar não me alongar muito na resposta, apesar do assunto render, ok?
A prostituição, como muitos sabem, é uma profissão das mais antigas do mundo, acredito que começou no tempo das cavernas, o cidadão saia com sua clava atrás de algo para comer e depois de uma batalha de vida ou morte voltava para casa com o sustento da família. Acontece que no meio do caminho ficava a caverna da Dona Uga, viúva de outro caçador que fora devorado pela caça, daí é só somar dois mais dois. Como ela não tinha força física para caçar e nem inteligência suficiente para produzir algo que pudesse trocar, ela só sabia fazer uma coisa: entreter os homens! Essa troca de felicidade momentânea pelo sustento originou toda essa putaria que vemos agora, outro dia escreverei sobre os motivos que levam uma mulher a prostituir-se.
É preciso entender que, no Brasil, a prática da prostituição não é crime, mas sim o local destinado a promovê-la. Trocando em miúdos, se você quer vender o corpo, problema seu, se alguém quiser vende-lo já é outra história. O que leva a outra pergunta: Como alguém consegue abrir uma zona? Muito simples, abrem com alvará de bar, restaurante, casa de shows e até mesmo hotel. Os proprietários alegam que não sabem nada sobre acordos financeiros entre as garotas e os clientes.
Antes que alguma leitora me pergunte se existem prostíbulos destinados ao público feminino, existem, mas eu não recomendo, a frequência nestes locais é muito maior por parte de outros “homens”.
Agora que já entendemos um pouco mais a questão de forma geral, vamos às respostas de sua pergunta, sim, respostas. Não existe um motivo exclusivo que faça os homens procurarem as moçoilas, vamos aos principais.

Por que os homens procuram as profissionais do sexo

PODER

Muitos homens têm fixação pelo poder, consideram o ato de possuir uma mulher sem que ela o deseje, apenas em troca de grana, uma experiência muito prazerosa.

NECESSIDADE

Lembra da história do cara de 36 anos que ainda é virgem? Então, ele já se pronunciou afirmando que não procurará ajuda profissional, boa sorte! Porém, existem outros homens que também não tem muita habilidade no trato com as mulheres, mas decidiram não se acabar na “mão”. Pode até parecer impossível, mas conheço figuras que só dão uma se pagarem.

DEFICIÊNCIA

Não raro é a presença de pessoas com algum tipo de deficiência física ou mental nos locais destinados a prostituição. Aqueles que têm problemas com a aparência são figurinhas carimbadas, pois não são discriminados como acontece normalmente. Homens com certos tipos de retardo mental costumam ficar agressivos se não liberarem a tensão sexual… E tem gente que diz que a vida delas é fácil…

DESEJOS REPRIMIDOS

Cerca de 50% dos homens consumidores assíduos desse produto são adeptos ao famoso fio-terra, o Data Urso, através de uma pesquisa extensa, descobriu que um em cada dez homens que pagam prostitutas gostam de ser dominados, com consolo e tudo mais.
Muitos pedem para que as moças andem (de salto) em cima do rapaz, urinem nele, chamem-no de corno ou batam nele.

AUTO-AFIRMAÇÃO

Existem também aqueles que vão com a onda, se os amigos vão, ele também vai, assim não fica de fora da turma.

PRATICIDADE

Homens têm testosterona e esse hormônio mexe com a cabeça, ou melhor, com as cabeças dos rapazes. Daí muitos querem apenas uma relação sexual sem maiores comprometimentos, sem ter que conhecer pai e mãe, sem criar vínculo afetivo com a mulher, essas coisas. Resumindo, querem tirar a porra da cabeça de forma não-burocrática!

DIVERSIDADE

Foi feita uma pesquisa com um boi e uma vaca, depois que o boi acasala com determinada vaca ele não quer dar um repeteco na bichinha. Chegaram até a pintar a vaca de outra cor e nada. O boi continua querendo comer coisa diferente. Têm caras que funcionam nessa toada, não aguentam comer a mesma coisa todos os dias.

PACOTE COMPLETO

Em alguns casos, pode ser que a falta de alguns itens na relação convencional leve o cidadão a procurar as profissionais. “Sexo oral até o fim” e “sexo anal” são os mais requisitados as “moças de família”, algumas cobram extras por esses “benefícios”.
Abraço do Urso

Por que os homens gostam tanto de sexo anal? Saiba a verdade

Sexo anal: o fetiche mais desejado pelos homens
Sexo anal: o fetiche mais desejado pelos homens
Por que os homens gostam de sexo anal?” é uma das perguntas que mais recebi ao longo dos anos. Que a prática de sexo anal é uma das preferidas dos homens não resta muita dúvida, mas o que os leva a gostarem tanto?  Qual o mistério por trás desse fetiche? Tem a ver com desafio, dominação, prazer ou é apenas um método contraceptivo? Essas dúvidas surgem porque muita gente trata o assunto como tabu. Raramente vemos uma mulher falando sobre o tema abertamente, provavelmente por preconceito, mas o fato é que sobram mitos sobre o sexo anal e faltam respostas.

Sexo anal: o fetiche preferido dos homens

Como a preferência pela posição sexual durante o sexo anal é dogstyle, ou seja, de quatro, segue os 4 principais motivos que faz com que os homens gostem tanto:

1. DESAFIO

Homens são crianças em tamanho família, portanto têm obsessão por aquilo que não lhes pertence. Como muitas mulheres fazem o maior doce para dar a bunda, isso só os estimula a querer mais. Ter aquilo que não deixam é um incentivo, praticamente, um desafio. Devo avisar, não adianta fazer cu doce, tem muito homem que não é diabético.

2. DOMINAÇÃO

Toda relação sexual é composta por pessoas que só podem ter duas características principais: dominante e dominado. Essas personas sexuais podem variar de acordo com o tempo ou com o acontecimento de algum evento relevante. Em uma relação equilibrada é interessante que os dois perfis estejam presentes, o que ocorre, na maioria das vezes seguindo nossas influências culturais. O homem acaba por exercer o papel de dominador e a mulher de dominada. Antes que as pedras comecem a ser atiradas pelas leitoras enlouquecidas, quero deixar claro, estou falando sobre comportamento sexual, o que não tem nada a ver com comportamento social.

Como o sujeito se sente dominante?

Da mesma forma que todo ditador, transgredindo, quebrando regras, demolindo tabus. Em nossa sociedade sexo anal ainda é muito mistificado, da mesma forma que engolir porra. O brasileiro gosta de sacanagem, isso é fato, mas considera muitas perversões prejudiciais. Comer uma bunda dá a impressão ao sujeito de que é ele quem manda. Isso é muito antigo, durante os anos do Império Romano muitos imperadores demonstravam poder dessa forma, não importando se o “enrabado” era mulher ou homem. Tudo para mostrar força. Ainda bem que isso mudou, hoje podemos apenas exibir um carro ou outro objeto de desejo! Detestaria ter que comer outro sujeito!

3. PRAZER

Quando bem feito e feito por quem entende, sexo anal é muito prazeroso, posso afirmar, para ambos! Quanto mais é feito, menos dor a mulher sente. É apertado? É e não é. Como lubrificação é essencial, fica meio escorregadio, portanto não imagine você que é o lugar mais apertado do mundo. Quanto maior for o bilau, menor a sensação de aperto. O momento mais legal do sexo anal acontece quando a mulher tem um orgasmo. Rola uma vibração muito bacana que é impossível de se obter de outra forma. As paredes do fiofó se contraem involuntariamente e produzem um efeito de sucção.

4. MÉTODO CONTRACEPTIVO

Alguns homens consideram o sexo anal o método contraceptivo mais seguro que há. Particularmente, acho bom evitar a prática sem camisinha por diversos motivos sendo higiene o menor deles e a possibilidade da transmissão de HIV o maior.
Bom, acho que é isso aí, espero ter explicado como você gostaria. Sexo é muito bom, muito melhor se for feito com quem você ama, o que não quer dizer fazer sempre do mesmo jeito. Variar entre o estilo “amorzinho” e o “hardcore” é bacana. Por isso é importante que aconteça um diálogo aberto a esse respeito. Mesmo quem adora levar uns tapas e ser chamada de vadia pode ser que esteja num dia de cafuné, preferindo ser chamada de amor.
Até mais!
Fonte:http://maisdetrinta.com.br/hot/por-que-homens-traem-prostitutas-garotas-programa-puta/



Prostituição: por que homens ainda pagam por sexo?


Na era da liberdade sexual, saiba os motivos para os homens ainda procurarem sexo através da prostituição



Os motivos pelos quais homens procuram sexo pela prostituição são variados.

Receio de não ser compreendido quando quer apenas sexo casual. Ou o apelo de ‘comprar’ algumas horas na companhia de uma mulher dentro dos padrões de beleza vigentes, a qual talvez ele não conseguisse conquistar. Esses são apenas alguns dos motivos pelos quais homens ainda veem na prostituição uma maneira de ter relações sexuais de forma fácil.
“Não posso afirmar que isso seja frequente, mas é usual. Também há o nicho de homens comprometidos, que amam a mulher, mas buscam dar vazão a novas experiências sexuais. Esses costumam tratar a prostituição como o sexo sem relevância, meramente carnal”,  conta o médico ginecologista e especialista em sexualidade, Marino Pravatto Júnior.
Mesmo sem conseguir desvendar os motivos pelos quais os homens ainda procuram sexo pago, o certo é que, mesmo com toda a liberdade sexual do mundo contemporâneo, homens com poder aquisitivo alto ainda gastam dinheiro com prostituição.

Mudanças no perfil da prostituição

Até o início da década de 1970, era comum se pagar por sexo porque os homens tinham dificuldade em conseguir relações sexuais em função do tabu da virgindade feminina. Quando a liberdade sexual alcançou as mulheres, especialmente após o advento da pílula anticoncepcional, o perfil da prostituição mudou.
As garotas de programa de luxo, com sua juventude e beleza ao estilo das top model ou artistas famosas, passaram a predominar entre as profissionais do sexo. A prostituição, então, passou a servir para o homem ter uma mulher que ele se acha em dificuldade de conquistar meramente por seus atributos físicos ou intelectuais.

Em busca de paz

Mas nem todo homem concorda com esse apelo da beleza, quando se busca uma justificativa para os motivos que levam homens bonitos, bem-sucedidos que, aparentemente, não teriam dificuldade em conquistar uma mulher.
O professor universitário Marcos César Santos (o nome foi modificado a pedido do entrevistado) desvenda um pouco deste mistério. Para ele, existe outro motivo além de meramente a busca pelo prazer sexual ou para satisfazer qualquer fetiche de estar com uma mulher digna de capa de revista.
“Quando um homem procura uma prostituta nem sempre é somente por sexo. Sexo a gente arruma com relativa facilidade. E com mulheres até mais interessantes. Quando a gente procura uma prostituta, a gente está procurando paz”, afirmou o professor.
A ‘paz’ a qual o professor se refere seria a não-cobrança de um telefonema no dia seguinte ou qualquer demonstração de afeto ou carinho, sempre muito caras à maioria das mulheres quando o assunto é relacionamento.

Materialização da mulher-objeto

Pagar pela prostituição, seria, portanto, um modo de não precisar conquistar para ir para a cama com alguém. “Infelizmente, é muito difícil uma mulher aceitar transar com um homem quando somos sinceros e dizemos que queremos apenas sexo e nada mais”, completa Santos.
Para a psicóloga Isabela Rosa, a afirmação do professor tem origem em uma séries de arquétipos, que influenciam a formação dos valores femininos e masculinos. Dentre os quais, o mito da mulher-objeto, que apesar de ser ultrapassado, ainda permeia o inconsciente coletivo masculino.
“Ao fazer uma afirmação como esta, um homem atribui à prostituição o papel feminino da submissão incondicional. Este papel, felizmente, tem sido cada vez menos desempenhado por mulheres com as quais eles se  relacionam, por qualquer outro motivo que não seja em troca de dinheiro”,  conclui a psicóloga.  
Copyright foto: iStock

Fonte:http://arevistadamulher.com.br/sexo/content/2271850-prostituicao-por-que-homens-ainda-pagam-por-sexo

7 RAZÕES QUE LEVAM OS HOMENS A PROCURAREM UMA GAROTA DE PROGRAMA


A prostituição, serviço que oferece sexo em troca de dinheiro, é uma das profissões mais antigas do mundo. E essa troca de felicidade momentânea se perdura até hoje, nos tempos em que vivemos.
Viver do sexo em troca de dinheiro não é um tipo de vida nada fácil. E aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você algumas coisas que provam que a vida de uma garota de programa não é como você imaginava.
Os homens procuram com muita frequência pelos serviços sexuais das garotas de programa e isso não importa se eles forem solteiros ou casados. Mas o que será que faz eles buscarem tantas vezes por sexo pago?
Confira a listinha que nossa redação separou para você com algumas razões que levam os homens a procurarem uma garota de programa, segundo especialistas e homens que já buscaram pelo serviço destas profissionais do sexo, em entrevista ao portal UOL.
Os nomes dos rapazes que participaram da entrevista foram substiuidos por nomes quaisquer.

1 - Não precisa de compromisso

SEXO-SEM-COMPROMISSO01
O consultor financeiro Ricardo, 29 anos de idade, de Santo André(SP), afirma que prefere o sexo pago porque é uma troca rápida, que não dá trabalho para ambas as partes.
"Namorar dá trabalho. Exige energia, fins de semana previamente comprometidos e uma série de rituais como ligar, mandar mensagens ou se lembrar de datas especiais... Fora o fato de ter de lidar com os pais da menina, crises de ciúme e outras chatices. A relação com uma garota de programa é bem mais simples. Saio com uma fixa a cada 15 ou 20 dias e para mim está ótimo".

2 - Eles buscam estímulos que, se contarem, temem ser julgados, se pedir para as mulheres

sexaddict
O redator publicitário Mário, de 31 anos, tem medo de sofrer repressão pelo que busca e por isso paga para ter o que deseja. Ele conta que "Curto alguns estímulos que não tenho coragem de pedir para qualquer garota, pois temo ser julgado. Uma garota de programa faz o que quero sem drama".

3 - Sair com garota de programa gasta menos

homem-pagando-prostituta-620x330
O vendedor Rômulo, 30 anos de idade, de Niterói, (RJ), conta que o gasto é bem menor do que quando se sai com uma garota para algum lugar, como uma balada, por exemplo.
Segundo ele, "Ir para a balada para conhecer mulheres, oferecer e pagar drinques e depois propor um motel sai muito mais caro do que isso". O amigo dele Murilo, 29 anos, concorda com o argumento e reforça dizendo que "sem contar que nem sempre dá certo. Com a prostituta, o dinheiro é sempre bem gasto e a satisfação garantida".

4 - Buscam satisfação e não avaliação de desempenho

garotas-de-programa-1346170117009_956x500
De acordo com a psicóloga clínica e hospitalar especialista em saúde masculina, do Rio de Janeiro, Carla Ribeiro, eles procuram garotas de programa por conta da ausência de avaliação de desempenho que muitas mulheres fazem.
Ela conta que "Estar com uma prostituta proporciona a sensação de alívio de não ser avaliado antes, durante e depois na relação sexual. Trata-se de uma mulher que o exime de qualquer responsabilidade de satisfação, deixando-o livre para fazer o que deseja. Não há cobrança de desempenho".

5 - Não querem vínculos afetivos

garotas-de-programa-1345592116018_956x500
Para a psicoterapeuta professora fundadora do curso de psicologia da UFSC e diretora e supervisora de psicodrama pela Febrap (Federação Brasileira de Psicodrama), Suzana Modesto Duclos, os homens procuram garotas de programa por conta da ausência de necessidade de estabelecer vínculos afetivos.
Ela conta que "Há uma pseudoproteção nessa prática. O homem contrata serviços para um objetivo específico, com começo, meio e fim. Por outro lado, a garota de programa entra em cena para cumprir determinada tarefa com um roteiro de desempenho".

6 - Sabem que não vão ser rejeitados

7ede2e6cf1f5226f2230cbd52da1d445-845x563
Thaddeus Gregory Blanchette, docente de antropologia na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e pesquisador do Observatório da Prostituição, projeto de extensão do Laboratório de Etnografia Metropolitana do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da instituição conta que os homens procuram o serviço sexual de garotas de programa porque já sabem que não serão rejeitados, como pode acontecer quando procuram algumas mulheres.
Segundo o especialista, "eles não querem arriscar serem rejeitados, o que dificilmente acontecerá combinando previamente com uma prostituta".

7 - Elas têm um diferencial de todas as mulheres

mulher-misteriosa
Para a mestre em psicologia pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e doutora em ciências humanas pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), Letícia Cardoso Barreto, as garotas de programas são diferenciadas das outras mulheres.
"Elas têm técnicas e conhecimentos que as separam das mulheres em geral. Muitas vezes, são buscadas pela capacidade de desempenhar uma prática ou fazê-la de forma mais prazerosa ou diferente", conta.
Qual é o motivo que você acha que faz os homens procurarem as garotas de programa? Mande seu comentário para gente!

Fonte:https://www.fatosdesconhecidos.com.br/7-razoes-que-levam-os-homens-a-procurarem-uma-garota-de-programa/

Sexo pago: o prazer e o vício

Aparentemente uma diversão, sair com garotas de programa pode virar rotina

Sair com uma prostituta pode ser aparentemente inofensivo, afinal de contas é apenas sexo, não é?

Falar sobre prostituição não é das tarefas mais fáceis, principalmente no Brasil, onde esta troca consciente de favores sexuais entre as pessoas causa tanta polêmica e divisão de opiniões. Disseminada há muito tempo no mundo inteiro, este trabalho é pouco aceito pela sociedade, que muitas vezes acusa o cliente de ser incapaz de conseguir o amor e, consequentemente manter relações sexuais com alguém sem pagar. Como em todo o ramo, existem os bons e maus profissionais e claro que neste segmento a coisa é um pouco pior, já que muitas jovens são aliciadas e forçadas a oferecer seu corpo, muitas vezes única maneira de sobreviver. 

Outro problema, também muito sério e que atinge uma parcela da população é o vício em garotas de programa. O AreaH conversou com uma terapeuta sexual para saber quais males um 'relacionamento' com as chamadas mulheres da vida pode trazer e as consequências disso no ambiente familiar e profissional de quem sofre com este problema. 

Como foi dito, a prostituição não é novidade pra ninguém, na Grécia antiga e em Roma, as garotas de programa eram desejadas pelos homens e vistas até mesmo com certo glamour. Nos dias de hoje o cenário mudou um pouco e essas moças fazem parte de uma espécie de submundo, sem muita atenção da sociedade. Porém ao andar pelo centro das grandes cidades é possível encontrar anúncios destas meretrizes do sexo em orelhões e casas noturnas, muitas delas bem luxuosas, espalhadas pelos quatro cantos. Ao adentrar um destes estabelecimentos é fácil dar de cara com executivos, advogados, médicos, muitas vezes casados e com um único propósito, sexo fácil. 

Outra prática recorrente acontece com os jovens, sedentos por sexo e no auge da puberdade, os garotos são incentivados por amigos ou até mesmo pelo pai a perder a virgindade com prostitutas. Falando sobre o tema, a sexóloga do Instituto Kaplan Sandra Lima Vasques acredita que não é legal perder a virgindade com uma garota de programa.
"Pouco tempo atrás a iniciação sexual dos garotos acontecia muitas vezes com prostituas. Neste caso é muito bom que o panorama tenha mudado, pois é bem melhor que eles tenham a possibilidade de começar com alguém com quem também possa compartilhar afeto e não apenas tesão," ressalta. 

O vício 

Sair com uma garota de programa pode ser uma decisão aparentemente inofensiva, afinal de contas é apenas sexo, não é? Em todo o caso, como toda a dependência, a primeira vez pode passar a falsa sensação de controle da situação, mas é preciso tomar alguns cuidados para não se complicar no futuro. Os especialistas afirmam que a coisa sai dos eixos quando o hábito começa a prejudicar a vida do indivíduo. 

"Se o homem não consegue controlar sua vontade, mesmo que perceba que aquilo não é adequado naquele momento, deixa de viver os relacionamentos da vida no dia a dia, então ele tem problemas. Em geral isso acontece quando, na 'vida real', ele tem dificuldade de enfrentar os desafios, os conflitos ou é muito tímido e inseguro," salienta Sandra Vasques. 

A fantasia e falta de 'comparecimento' da esposa na cama são outros pontos fortes para o alto índice de público nos prostíbulos. Em uma mesa de bar é quase certo que algum homem está reclamando de como sua esposa é conservadora no sexo, os motivos são os mais variados, pode ser porque ela não embarca nas fantasias sexuais do maridão, como se vestir de professora ou policial, se recusa a variar nas posições oferecidas pelo Kama Sutra e de maneira nenhuma topa fazer sexo anal (fetiche de quase 100% dos homens).
"É natural no relacionamento a dois que a mulher tenha determinadas preferências que não são exatamente as mesmas do homem, que ela diga que não gostou de algo, que prefere de outra maneira, ou então que resista a algo que o homem deseja. O que fazer então? O ideal é conversar com a garota, ouvir o que ela quer. Muitas vezes o homem é muito inseguro e fica com medo da conversa. Daí, nada mais confortável que uma garota de programa, que não reclama, não critica e faz tudo o que ele quer," é o que diz a sexóloga do Instituto Kaplan Sandra Vasques.    

Tratando o problema 

Uma coisa é fato, quando uma simples ida ao prostíbulo se torna um hábito quase que diário, algo está muito errado. Como todo o dependente, não é fácil procurar tratamento, principalmente quando se trata da compulsão por garotas de programa, já que o homem se sente constrangido em admitir o vício. De toda maneira é preciso buscar ajuda, pois além de perder dinheiro (já que um programa pode custar mais de R$400), o risco de contrair alguma DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) aumenta bastante. Para Sandra, conscientização é o primeiro passo no caminho da cura. 

"O indivíduo precisa entender o que o leva a este vício e encontrar forças para resgatar seu equilíbrio. Uma psicoterapia pode ajudar muito. Em alguns casos é necessária assistência psiquiátrica para a prescrição de uma medicação que ajude a controlar a ansiedade," finaliza. 

Sandra Vasques diz que existem situações que a internação em uma clínica de reabilitação se faz necessária. "Internação só em casos específicos e muito graves e que em geral não são comuns, como não poder contar com a família para dar apoio no tratamento fora de uma instituição."  


A sexóloga ainda ressalta que a compulsão por prostitutas está diretamente ligada aos problemas psicológicos. Para a terapeuta sexual a deterioração das relações com familiares e fatores como timidez e insegurança são determinantes. "Nestas situações é muito provável que o homem já tivesse outro problema psicoemocional e assim, o problema não se restringe à compulsão por sites," declara Sandra Vasques. 

Apesar de muitos homens contratarem o serviço das chamadas acompanhantes, geralmente prostitutas de luxo que servem como par para festas e viagens, a prostituição ainda não é vista com bons olhos. Frequentadores dos antros de perdição, como são popularmente conhecidos, são acusados de serem incapazes de conseguir uma mulher por conta própria ou de fraqueza emocional. Todavia, será que uma ida ao bordel faz tanto mal? 

"Depende dos valores de cada pessoa e do que consideram que é bom ou não para elas. Muitos em nossa sociedade consideram errado sair com garotas de programa, seja por razões morais ou religiosas. Mas desde que o indivíduo tenha respeito por si e pelas pessoas com as quais assumiu compromissos e responsabilidades e esteja disposto a assumir as consequências de seus atos, o que fizer é por sua conta e risco," explica Sandra.  

Sandra Vasques acredita que manter relações com uma garota de programa é sim uma maneira de traição. "Se existe um acordo entre o casal de que eles serão fiéis um ao outro, então, sair com garotas de programa é sim uma forma de traição," ressalta. 
Prostituição não é crime 

Não está prevista em lei nenhum tipo de punição para quem se prostitui, já que o cidadão é livre para fazer o que bem entender com seu corpo, entretanto tirar proveito desta prática pode dar cadeia. 

De acordo com o artigo 230 do código penal brasileiro, tirar vantagem financeira da prostituição alheia ou gerenciar uma casa de prostituição é crime. A pena pode variar entre um e quatro anos de reclusão. O problema é que existem brechas na lei e muitos estabelecimentos garantem que apenas vendem bebidas e oferecem diversão para os homens, como uma espécie de boate. Aí mora o problema. 

Fonte:https://www.areah.com.br/vip/relacionamento/materia/9761/1/pagina_1/sexo-pago-o-prazer-e-o-vicio.aspx


O que as mulheres podem aprender com as prostitutas


Esse não é um texto de pompoarismo ou técnicas sexuais, mas sobre postura. Se você é moralista ou conservador vai se ofender com o que está escrito, recomendo seguir seu dia como previsto. Antes que você diga que prostitutas são seres interesseiros e sem coração lembre-se que são pessoas, como eu e você que escolheram uma profissão não usual, apenas isso.

Vida dura, será?
Em 2010 fiz uma pesquisa psicológica sobre o universo das garotas de programa para um livro que lançarei (ainda inacabado), notei coisas bem singulares nesse universo que eu nem imaginaria pensar, por isso quero compartilhar o que muitas mulheres subestimam nas garotas de programa.
A maioria das mulheres desconhece esse universo clandestino e nem sabe o que está perdendo ao olhar para essa categoria profissional com menosprezo. Muitas dirão que elas fazem por interesse financeiro, estão simulando e passam por cima de sentimentos, então, se atenha à essência do que vou dizer e não leve tudo ao pé da letra.
1. Garotas de programa fazem por dinheiro
O trabalho delas é peculiar, pois muitas vezes fazem sexo com homens que não simpatizariam na vida cotidiana e que até são muito feios e desinteressantes, no entanto, se esforçam e são muito aplicadas na arte de cativar um cliente. Elas fazem isso por dinheiro sim e nada mais. Curiosamente muitas delas revelaram que mesmo num dia ruim, o sexo podia ajudar a melhorar o seu humor e não o contrário.
O excesso de ressentimentos que muitas vezes domina a mulher que vou chamar de “comum” a impede de reformular suas ideias. Como estão em busca da verdade e se sentem pessoalmente ofendidas com cada movimento masculino que quebres suas idealizações muitas se fecham e “punem” seus parceiros com greve de sexo. Fico pensando que se tornássemos a vida de casal mais leve (pressupondo que passaremos muitos anos ao lado do outro) porque não relevar e contornar uma desencontro celebrando sexualmente? Não poderia haver esse tipo de abertura psicológica para conhecer o seu homem sem barreiras, preconceitos e fronteiras? [mulheres e a verdade]
Elas fazem por dinheiro, você não poderia fazer por amor?
2. Garotas de programa sempre cuidam da aparência
Elas trabalham basicamente com seu Capital Erótico que inclui beleza, sexualidade, sensualidade e vestimentas entre outras coisas. Portanto, tem que manter seu visual sempre em dia. [mais sobre capital erótico]
Como não sustentam tantos preconceitos elas entendem que a beleza e a sensualidade mexem com os homens e ativa toda a potência que deles pode emergir. Elas não ficam com frescuras de achar que estão sendo menos mulheres por cuidar da aparência, pois sabem que o rotulo é tão importante quanto o conteúdo.
Porque uma mulher deixa de cuidar de si, só pra provar que é intelectual ou tem um coração bom. Mulheres lindas e bem cuidadas podem ser geniais. Natalie Portman que o diga.
3. Garotas de programa são confiantes
Por conta da boa aparência que cultivam e as habilidades sexuais que desenvolvem elas sabem como falar com os homens de um jeito que mescla a intimidação com a leveza feminina. Conseguem ser gatinhas e leoas ao mesmo tempo e falar com os homens sem se rebaixar ou submeter a jogos baratos e papos furados. Elas conhecem todos e sabem articular o jogo sutil de forças que permitem que o homem domine sem, no entanto, tome o controle.
Muitas mulheres confundem confiança com dominação ou imposição e arrogância e esquecem que isso pode ser feito de maneira suave e matreira, sem se desfigurar.
Quantas mulheres caem no conto do vigário masculino porque não sabem ler as entrelinhas do discurso masculino. [saiba como lidar com cafajestes] 
4. Garotas de programa sabem mexer com um homem
O imaginário da mulher que está aberta e disponível para tudo deixa um homem completamente excitado. Ele fantasia uma mulher quase perfeita que se entrega, ainda que por 1 hora para realizar tudo o que ele quer sem frescura, reclamação ou desculpas. Ela mostra para ele que o prazer existe e que ele não precisa ser perfeito ou ter uma performance magistral para dar e receber prazer.
Muitas mulheres colocam muitas condições para vivenciar a felicidade na cama. O sexo que poderia ser uma forma de abertura especial para expandir sua vivacidade é desperdiçado em greves de sexo por conta de mágoas sem fim. É natural que o tempo faça seu homem preferir assistir Zorra Total do que interagir com você. Não adianta bater o pé, reclamar da imaturidade masculina, que eles pensam com a cabeça de baixo, mas se quer uma comunicação esse é o caminho das pedras. [pensa com a cabeça de baixo]
A sexualidade é uma das formas de abrir um homem para o amor, coisa que muitas mulheres ignoram, elas não, pois sabem que ficam mais leves e revigorados. [será que eles só querem sexo?]
5. Garotas de programa sabem controlar um homem
A GP’s vão adquirindo uma malícia no trato com os homens e deixam isso claro quando são procuradas. Como se estivessem dizendo “você acha que é malandro, mas eu sou também” e isso desmonta qualquer joguinho que um homem queira fazer. [7 motivos pelos quais um homem foge da DR]
Muitas  mulheres acham que tem que conversar, dialogar, explicar tudo numa relação e acabam entrando em conflitos com os homens que eles nem sabem o motivo. Se elas soubessem que podem despertar um homem exaltando o que há de bom e vitorioso nele gastariam menos saliva com palavras sem sentido. Isso fascina um homem e ele fica mais disponível pra você.
6. Garotas de programa validam o homem
Eu brinco que existem mulheres kryptonita, bastam se aproximar de um homem para começar a tirar as forças dele com críticas e pequenas correções de comportamento dizendo como e quando devem falar e agir. Tratam os homens como crianças, e mesmo que eles sejam imaturos [veja mais] o resultado é que depois de um tempo ele prefere ouvir a amiga do escritório do que a própria mulher que vira uma fonte de sobrecarga e não vitalidade.
As garotas de programa são pagas para levantar a moral de homens caídos. O sexo é um dos jeitos que isso acontece, e como elas não estão pessoalmente ofendidas conseguem olhar para ele além de suas chatices, coisa que muitas esposas e namoradas não conseguem fazer. Por conta de exigências e idealizações sobre relacionamentos muitas mulheres perder a capacidade de amar seus homens nos dias ruins e de fracasso ou que ele simplesmente esteja desatento ou abatido. Com o tempo ele sabe se realmente pode contar com você ou se só pode se mostrar em alta performance.
7. Garotas de programa estão abertas
O que faz muito sucesso entre os homens é simplesmente bater-papo com a GP e elas fazem isso com habilidades de psicólogos. Não julgam, não criticam, não ironizam e muitas vezes até apoiam, aconselham e incentivam eles a realizarem seus sonhos pessoais. Elas potencializam a masculinidade de um homem e não ficam tentando encontrar um ponto de incoerência dele para atacar. Elas não querem corrigir o homem, mas apoiá-los em sua vitalidade e ao fazer algum tipo de alerta, fazem com jeito e não com a mão na cintura pregando moral. [passos para a felicidade]
Muitas mulheres perdem de vista o companheirismo que tinham antes de se relacionar amorosamente com aquele homem. Esquecem a época em que eram só amigas ou paqueras e que ouviam com brilho nos olhos as piadas bobas e os assuntos masculinos tipicamente desinteressantes. Deixam de lado aquele interesse pela pessoa, se amarguram num mar de autopiedade e sentimento de abandono.
Imagine um barco afundando, você daria incentivo para o capitão ou ficaria pegando no pé e mostrando que ele não entende nada do mar? Muitas mulheres ficam atormentando o parceiro ao invés de remar junto e tirar a água do convés.
A troco de que querem mostrar que estão certas em tudo? Se ele admitir que é um fracasso isso melhora alguma coisa efetivamente?
8. Garotas de programa sabem fazer sexo de um jeito feliz
Elas são pagas para fazer o homem se sentir um touro sexual, mesmo quando são bezerrinhos. Muitas ensinam táticas sexuais para que ele melhore a performance ou dão dicas para que aprenda a driblar seu sentimento de inferioridade. Ajudam homens a superar o medo da impotência, levantam a peteca sem expor o sujeito e mostram que sexo pode ser uma coisa divertida.
Muitas mulheres ainda encaram o sexo com moralismo e tem medo de se expor. Ficam com receio de inovar e serem taxadas de vagabundas e acabam usando o sexo como uma ferramenta de barganha no relacionamento, atacam seus homens negando o prazer e associam o sexo à tensão e rigidez. Quando ele pensa em sexo no casamento ele levanta os olhos para o céu lamentando e não se sente um caçador, mas um implorador que tem que fazer o sinal da cruz como se entrasse num ringue. Depois não entendem o porquê do afastamento gradual de seus parceiros, afinal o homem entende outra linguagem afetiva, não adianta muito querer outro tipo de linguagem.
Não adianta chiar ou reclamar que homens são tarados ou pensam com a cabeça de baixo, se estou falando com um estrangeiro e quero me comunicar devo insistir sempre na minha língua para mostrar quem é que manda? Acho tolice, pois os homens tem mais déficit emocional na comunicação.  Quem deveria se esforçar para se comunicar? Eles, mas muitos estão longe disso, então recomendo para quem tem mais clareza.
Mulheres, se aproximem dos seus homens, parem de esperar milagres, a força está com vocês na maior parte das vezes, não precisam duvidar disso. Agem da maneira errada quando poderiam ressuscitar seus relacionamentos. As garotas de programa vêm de uma tradição milenar, porque ignorar isso. Sem preconceito, ok?
Ps: sei que existe diferença entre garotas de programa e prostituta de rua.
Fonte:http://www.sobreavida.com.br/2012/08/06/prostitutas/

Prostituição: 8 coisas que aprendi

 como garota de programa(Depoimento)


A prostituição é um tema tabu que muitos ainda preferem ignorar ao invés de debater. Ligada a drogas, perversão e mercado negro, a profissão é cercada de estereótipos, que obviamente nem sempre são verdade.
Eu sei que você sabe que existem muitas posições a respeito desse assunto. Estamos entre adultos, não precisa ter vergonha. Mas, ao contrário do que você pode estar pensando, não existe só o lado ruim da prostituição. Por exemplo, um estudo descobriu que ela pode ter um efeito positivo em reduzir a violência contra a mulher. Em 2003, quando um juiz descriminalizou a prostituição em Rhode Island, EUA, os crimes de estupro e a incidência de gonorreia reduziram para a população em geral, em 31% e 39% respectivamente.
O mundo da prostituição é muito vasto e certamente há casos tristes de mulheres (e meninas) forçadas a essa situação. Ao mesmo tempo, existem outras facetas da profissão — dita a mais antiga do mundo — e detalhes que nem imaginamos (ou não paramos para pensar).
Essa lista eu fiz pra você que sempre flertou com esse assunto, e já está subindo pelas paredes de tanta vontade por mais informações. Nela, coloco com toda a gentiliza do mundo oito coisas que aprendi trabalhando como garota de programa. Mas não daquelas que programa computadores, ainda que uma coisa ou outra a gente possa realmente aprender na frente do computador.

8. A prostituição é um negócio como qualquer outro

Há um mito em torno da prostituição que todas as garotas de programa odeiam a profissão, estão esperando uma salvação, são viciadas em drogas ou obrigadas a se venderem… blá, blá, blá. Isso é o que os filmes dizem.
Não dá para negar que existe o tráfico do sexo ou que muitas entram nessa profissão por causa de necessidade. Eu mesma comecei a fazer programa porque precisava de dinheiro. Mas, ao mesmo tempo, eu sempre adorei fazer sexo (essa parte todo mundo entende) e já vivia inserida no swing com meus parceiros antes. Então, não me senti forçada a me prostituir. Eu escolhi fazer isso e pagar para ver; Só que agora ao invés de pagar, eu sou paga. A prostituição é um empreendimento como tantos outros.
Eu sou super saudável, cuido do meu corpo, alimentação, faço academia, parei de fumar. Da mesma maneira que outros se qualificam para seus empregos e cuidam dos seus negócios, eu cuido do meu. Sabe aquela história de que “seu corpo é sua casa”? O meu é meu local de trabalho também.
Outra coisa que dizem por aí, e que é mais errado do que fazer sexo sem camisinha, é que a prostituição é associada com dinheiro fácil. Certo, não é preciso de muita qualificação para fazer um bom dinheiro. Mas quando vem fácil, vai fácil. As mais novas na profissão geralmente queimam todo o dinheiro rapidinho. Mas foi realizando esse trabalho que aprendi a economizar pela primeira vez na vida. Estou planejando investir. Vivo com pouco para guardar boa parte do que ganho. E eu não mudaria de profissão para ganhar a mesma grana. Adoro o que faço. E eu sei que tem um monte de gente também adora. Afinal, tenho meus clientes.
Porém, não vá com muita sede ao pote. Quem planeja se prostituir para ficar rica está enganada. Do mesmo jeito que nem todos os traficantes nadam em dinheiro mas sim os chefes, garota de programa só enriqueceria se escalasse o negócio e virarasse cafetina.
No geral, como ocorre com outros empregos, vive bem quem souber administrar sua vida financeira.

7. A maioria dos que procuram esse serviço são casados

Não dá para generalizar o tipo de pessoa que busca um ombro amigo (e todas as outras partes do corpo) em prostitutas, mas a maioria dos que eu atendo são casados. Há um ou outro que prefere pagar por sexo “para que as mulheres não o adicionem no Facebook depois”. Esses são caras decentes — já que não querem vínculo ou gastar tempo e dinheiro (muito mais do que gastam comigo) seduzindo alguém, optam por um programa.
Mas muitos outros não consideram traição o fato de transar com prostitutas. Já me ofereceram até R$ 2 mil para fazer sexo sem camisinha. Será que não pensam em como isso poderia afetar suas esposas, com quem eles farão sexo em seguida? É uma roleta-russa e o pênis é a arma. Eu não aceito nunca, me erra bala perdida.
Não posso chegar à outra conclusão a não ser que todos os homens traem, e, se não traem, um dia o farão.
Apesar disso, também foi como garota de programa que aprendi que existem 50 tons de homens. E um deles são bons pais. Minha experiência com pais nunca foi boa: o meu pai não foi presente nem o de meus filhos participa da vida deles. Entretanto, tenho clientes que falam muito de seus filhos. Foi assim que percebi que nem todos os homens são trastes. Tive que entrar na prostituição para descobrir — o que soa extremamente paradoxal — que há homens decentes, que são bons pais e homens de família. Mesmo estes saem comigo.

6. A prostituição é um serviço público

Muitos homens seriam obrigados a ter inúmeras famílias, namoradas ou se separariam repetidamente caso a prostituição não existisse. Para muitos deles é impossível ter uma só parceira sexual. Em outras palavras, é muito chato transar com a mesma pessoa sempre. Ao mesmo tempo, é muito mais caro ter uma amante. Sem contar que ter uma amante não é só traição carnal, mas emocional também. A prostituição, por outro lado, é uma transação comercial com uma finalidade específica e rapidinha (dependendo do cliente:).
Mesmo sem levar em conta os casados que procuram esse serviço, a prostituição pode beneficiar outras pessoas.
Por exemplo, um cliente uma vez me agradeceu por ter salvado sua vida. Ele queria muito fazer inversão, mas a esposa dele o fez se sentir uma aberração por conta de seus desejos. Ao ler meu blog, ele percebeu que outras pessoas não só fazem como gostam. Ele experimentou comigo e se sentiu muito melhor.
Também já iniciei virgens de longa data, homens adultos que me procuraram. Muito inseguros. Homens “rápidos no gatilho” também me procuram. Um deles deu apenas três estocadas e pronto. Antes que eu pudesse articular qualquer palavra ele já estava vestido. Um serviço como o meu os ajuda bastante nessa hora. Como eles costumam repetir a dose, alguma coisa estou fazendo direito. Obrigada e volte sempre.

5. Nem toda prostituta finge orgasmo

Sexo é bom, e orgasmo faz parte. Eu nunca finjo um. Não gosto de fazer isso, acho que o homem notaria. Quando gozo, é para valer.

Aliás, tenho 3 tipos diferentes de orgasmo: vaginal, clitoriano e anal. Sou uma mulher sexualmente muito mais realizada do que era antes de entrar na prostituição. Gozo todos os dias. É como se eu recebesse um bônus de final de ano todos os dias. Mas sei que, nesse aspecto, sou exceção.

4. Tamanho não importa (mas importa, sim)

Não vou mentir para você. O tamanho do pênis é 50%. Não dá para dizer que é tudo, do mesmo jeito que não dá para dizer que não importa nada. Os que têm o pênis menor se esforçam mais para compensar. Essa é uma das regras que a vida me ensinou. Mas toda regra tem exceção.
Aliás, foi como prostituta que descobri que existem muitos homens de pênis pequeno no mundo. Ou pode ser que esses procurem mais garotas de programa — talvez sejam frustrados em sua vida sexual ou inibidos. Mas não importa o tamanho da varinha, e sim a mágica que ela faz. Fazer ver estrelas é o meu feitiço preferido.

3. Todo mundo tem uma fantasia

Nem todo mundo que procura prostitutas quer fazer algo que estoure a escala de depravação, mas todos têm uma sacanagem em mente. Eles buscam o serviço para satisfazer esse desejo, dos mais simples e cotidianos às fantasias mais elaboradas. Durante o exercício de minha profissão, já realizei fisting, inversão, chuva dourada, já fiz sexo em lugar público (no shopping, na universidade, em escadaria de prédio), já me pagaram para ser encoxada no ônibus… Até tive um encontro com um podólatra que me deu sandálias de presente. Amei, por sinal. Poderia receber presentes assim sempre.

Sempre que posso, atendo as fantasias dos clientes. Raramente nego cumprir com algum pedido. Segurança vem primeiro. Por exemplo, um cara queria que eu transasse com seu cão. Zoofilia não dá, né? Ou melhor, não dei.

2. É uma profissão segura se você for inteligente

Muitos associam a profissão com perigo. Claro que, por envolver anonimato e o contato com muitos desconhecidos, tem seus riscos. Mas, mesmo sendo uma profissão marginalizada, é possível se proteger bem.
Por exemplo, eu atendo quase sempre em motel. Além disso, filtro os malucos cobrando bem: eles têm que pagar minha taxa, além do hotel. Profissionais que oferecem local próprio correm muito risco – não tem para onde correr e se ficar o bicho come.
Por fim, quando vou na casa de um cliente, sempre repasso as informações para alguém. Telefone, endereço etc. Assim, se alguém decidir me jogar na parede e me chamar de lagartixa, nunca estou desamparada.

1. O peso da identidade secreta

A pior coisa da profissão é ser obrigada a fazer tudo às escondidas, viver uma vida dupla por causa da proibição, do estigma e do preconceito.
Eu realmente gosto do que faço. Tenho tesão em transar com estranhos, curto a adrenalina de sair de um quarto e ir para o outro e degustar o que me espera. Quero fazer sexo todos os dias. Eu gostaria de poder falar para todo o mundo o que eu faço, mas, na sociedade em que vivemos hoje, isso não é possível. Tenho filhos que não sabem o que faço. Minha mãe também não sabe.
A única pessoa da minha família que descobriu minha identidade, até hoje, não se mostrou receptiva. Não contou para ninguém e nem me julgou, mas me pediu para parar. Respondi o seguinte: “Então me passa seu CEP”. Ela me perguntou por quê. Eu disse: “Eu mando as minhas contas direto para você, daí eu paro. Quer dizer, paro de cobrar, mas não de fazer sexo”.
Enfim, é difícil que a família e os amigos apoiem ou mesmo entendam essa escolha, então, a maioria das garotas de programa precisa ser como um agente secreto – o que pode dificultar bastante a vida.
Espero ter dado uma boa mão para abrir sua cabeça a respeito desse assunto. Agora, vamos aos negócios: já que eu dei as informações, você poderia muito bem fazer o favor de distribuir, né?
Assim fica bom para todo mundo.

Fonte:https://hypescience.com/prostituicao-garota-de-programa/

Garota de Programa serve pra namorar?

Caro Dr. Love, estou tendo um relacionamento com uma garota de programa há uns 2 meses. Ela quer namorar. O que faço?

Pergunta: "Caro Dr. Love,
Estou tendo um relacionamento com uma garota de programa há uns 2 meses. Ela
é linda, tem um corpo maravilhoso e é muito inteligente. Estou curtindo
demais essa relação, e ela também (segundo ela) e na cama é uma
maravilha para ambos.
Mas de uns tempos para cá, ela veio com um papo de que queria algo mais
sério, um namoro. Agora a pergunta, é possível isso ou continuo levando
como está? Tem algum conselho?"
- Alex
Caro Alex,
o relacionamento com uma puta pressupõe uma situação confortável para o homem. Você decide até onde vai se abrir, qual lado de sua personalidade vai expor e como vai conduzir todo o processo, alheio a possíveis julgamentos.



puta
O aviso é claro
Para a puta, temos o inverso, um desconforto latente. Pela falta de cumplicidade, de carinho, de confiança. A única conexão que ela alcança é o seu pau dentro dela, na grande maioria dos casos. A profissão exige um jogo de cintura absurdo e desenvolve nelas a habilidade de lidar e conduzir os homens da maneira mais prazerosa para os mesmos.
Do seu lado, após levar esse relacionamento por 2 meses, novos sentimentos se misturam. O homem não é um ser movido unicamente a sexo, esporradas e cerveja, como alguns estereótipos levam a entender. Além do que, o seu ego está sendo lustrado ao receber esse convite de namoro.
A quantidade de parceiros com que ela transa durante o mês é superior ao número de vezes que você vai ao banheiro cagar. Isso é um elogio e tanto, afinal, alguma coisa você deve estar fazendo bem pra ser "o" escolhido.

Ou não?



Prostitutas são mulheres carentes, com inseguranças profundas e um estilo de vida masoquista. Vivem da própria exposição para conseguir dinheiro. Isso machuca, o pedágio cobrado é caro e cumulativo.
Ela pode ser "mercadoria estragada". É um tipo de mulher que não muda. Pode até ter um bom coração, beleza interior, bla bla bla, mas já fez tanta merda com si mesma e com os outros que não dá mais conta de voltar pros eixos.
Na tentativa de amenizar a pressão, se envolvem com drogas - cocaína, heroína, etc. -, sempre presentes e de fácil acesso, seja vinda da mão de clientes ou do círculo social onde elas estão inseridas. Risco de DSTs? Imagina.
Se envolver com ela significa ignorar todos os avisos de perigo em uma praia infestada de tubarões e mesmo assim ir nadar, porque o mar está lindo e a água quentinha.

Ah, Dr. Love, ela é diferente, ela é tão...





carinha-de-anjo
Homem que se deixa levar por uma carinha de anjo come bosta no café da manhã
Diferente o caralho. Ela  para viver. Ela escolheu isso. O fato de ser uma garota articulada só demonstra o quão ciente ela é das consequências desse caminho.
Acorda pra vida, seu teletubbies superdesenvolvido.
Imagine diálogos com casais amigos na mesa de bar:
- Rodrigo, essa é minha nova namorada, a Piriguete da Noite.
- Oi, Piriguete, prazer! Você trabalha com o quê?
- Sou puta.
(...) silêncio na mesa (...)
O relacionamento entre vocês seria no mínimo injusto. Ela, com tudo a ganhar, necessidade e carências supridas. E você, tolhido e confuso num namoro onde todo o peso fica nas suas costas. Melhor dizendo, na sua cabeça. Sendo um pouco mais específico, na sua testa.
Quer comer, vai comendo. Quer mais, procure outra. Ou se torne você também um garoto de programa. Aí vão estar em pé de igualdade.
Dr. Love, consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas

publicado em 07 de Fevereiro de 2008, 15:31
Fonte:https://papodehomem.com.br/garota-de-programa-serve-pra-namorar/

Namoradas ou prostitutas? Eis a questão...



Será que o sexo com amor é um bom negócio?

Recentemente, vi uma reportagem no site MdeMulher sobre um cidadão que confessou que adora transar com garotas de programas e contou as muitas vantagens de ter esse estilo de vida. Pronto, foi só o cara dar essa declaração e mostrar a sua identidade que ele recebeu todo tipo de crítica destrutiva, insultos, xingamentos, ameaças, ataques xenofóbicos e outras opiniões não muito educadas nos comentários. Isso só evidencia o preconceito mórbido que está impregnado na nossa sociedade com relação aos homens que optam pelo sexo pago.

Também já fiz várias enquetes e postagens na internet defendendo os homens que preferem as prostitutas e as reações normalmente não eram muito diferentes, pois fui xingado de tudo: de fracassado, de corno, de mal amado, de broxa, de ruim de cama, de doente, etc. Tirando o essa parte do argumentum ad hominem, as poucas respostas coerentes que recebi foram alegando coisas do tipo: "Ah, uma prostituta não te dá carinho, nem amor" ou "Uma prostituta sai muito mais caro". E esses argumentos não são suficientes para me convencer de que o namoro, o noivado ou o casamento são uma coisa melhor que o sexo pago. E vou explicar o porquê:

Garotas de programa fazem sexo por um preço justo

A questão da afetividade 
De um modo geral, homens necessitam muito menos de carinho e afetividade que a maioria das mulheres. E o apoio emocional, o carinho, o amor e o bem querer não nos são dados apenas por namoradas. Basta lembrar que os amigos e a família nos dão exatamente isso que algumas pessoas alegam ser exclusivos do namoro. Não é preciso ter uma namorada para nos sentirmos acolhidos, amados, queridos e aceitos como nós somos, posto em vista que uma amizade verdadeira é capaz de nos proporcionar isso.

A questão do preço
Namoro é um compromisso que custa caro. São presentes, viagens, restaurantes, barzinhos, transporte, cinema, motel, etc. Isso representa um alto gasto mensal, como já exemplifiquei no post Qual é o preço do amor? Não existe sexo de graça para um homem. Experimente ficar um mês sem gastar um só centavo com a sua namorada para ver se a coisa não degringola. E mesmo que o sexo com amor seja mais barato, há de se relevar que às vezes o barato pode sair caro

A questão das DSTs 
Muita gente diz que as prostitutas são verdadeiras hospedeiras de DSTs por transarem com um batalhão de homens diferentes todos os dias. Porém, dificilmente você vai encontrar uma GP que tope fazer sexo sem preservativo, pois a maioria das meretrizes exige o uso de proteção para fazer o programa. Eu confio muito mais em quem se valoriza e se protege, do que em uma mulher que supõe que seus ex namorados foram fiéis e fez com eles sexo sem camisinha.

As prostitutas são uma 'válvula de escape' para a sociedade

A questão do sexo
Vejo muitas pessoas insistindo no fato de que o sexo com amor é melhor que o sexo com garotas de programa. Acredito que isso seja um ponto de vista pessoal, pois não são todos que pensam assim. Aliás, o tal "sexo com amor" é cercado de limitações, tabus, frescuras, nojinhos e outras tolices que são impostas pelas mulheres "decentes". Enquanto os homens comprometidos precisam aturar greves de sexo, menstruação, gravidez, doenças, dores de cabeça, viagens prolongadas e o escambau a quatro; os homens que preferem as GP sequer ouvem falar desses problemas. E o sexo com as profissionais tem várias outras vantagens, tais como:

 - Não é preciso telefonar ou dar satisfação no dia seguinte.
2º - Você faz o que quiser (incluindo aí posições, tipos de sexo e fantasias inconfessáveis).
3º - Você pode transar com várias garotas de programa de uma só vez.
 - Você pode fazer sexo com uma mulher diferente toda semana.
5º - As GP costuma elogiar muito o cliente, o que eleva a nossa autoestima.
6º - É possível transar com mulheres lindas, as ditas classe "A", que são inacessíveis à maioria dos homens.
7º - Não há risco de gravidez indesejada e muito menos o risco de receber uma pensão alimentícia.
8º - O risco de contrair uma DST é menor que com uma namorada.
 - As GP estarão sempre depiladas, em forma e bem dispostas.
10º - Você nunca será corno.
11º - Você não será obrigado a ser fiel a ninguém.
12º - Não é preciso aturar brigas, greves de sexo, tpm, chantagens, parentes chatos e compromissos maçantes para manter o namoro.
13º - Você só transa com a luz apagada se quiser.
14º - Você vai descobrir as mil e uma utilidades do pompoarismo.
15º - As GP sabem provocar e fazer um bom strip-tease.
16º - Preliminares não serão mais uma obrigação.
17º - Você irá descobrir o prazer de massagens afrodisíacas como a Lingam Massagem Tântrica.
18º - Há posições do Kama Sutra que somente as profissionais conseguem fazer.
19º - Você vai descobrir que a tal 'garganta profunda' não é impossível de se fazer.
20º - Prostitutas só transam em silêncio se você quiser.
21º - Prostitutas não são cheias de nojinhos e frescurinhas.

Vantagens do sexo pago sobre o namoro
Um relacionamento requer trabalho, envolvimento, tolerância, compreensão, dedicação, fidelidade, paciência, correção, autoconhecimento, autocontrole, respeito, superação, autoestima, coragem, sacrifícios… e muitos preferem apenas a sensação do sexo sem trabalho… E coloquem uma coisa de vez na cabeça: não existe sexo grátis. Como já dizia um velho ditado: "Casamento é a forma mais cara de comer uma mulher de graça".


“Eu não pago as mulheres para fazerem sexo comigo, eu as pago para elas irem embora no dia seguinte”
Jack Nicholson



Ah, e antes que venham com teorias estapafúrdias: não sou broxa, não tenho pinto pequeno, não sou incapaz de conquistar uma mulher, tenho assunto (bem mais que a média), não sou recalcado e não tenho nenhuma disfunção sexual ou social. Apenas considero que o sexo pago é a forma mais racional, barata, justa e prazerosa de se obter sexo. E para quem defende que o sexo com amor é muito melhor, desejo boa sorte com mulheres frígidas, com bloqueios psicológicos, com vaginismo, com falta de lubrificação, com ausência de libido, com desequilíbrio hormonal, deprimida, que te faz ouvir os problemas dela e que exige fidelidade em troca de um sexo horrível. O custo benefício do sexo pago é disparado o melhor.



Ligações externas
:
Depoimento de um homem viciado em prostitutas
Por que os homens procuram prostitutas?
Quer sexo? Transe com uma garota de programa!
Qual compensa mais: prostituta ou namorada? 
Garotas de programa e o homem que descobriu o valor da liberdade
Afinal, o quanto mulheres gostam de sexo?
10 Motivos para NÃO namorar

Fonte:http://ideiasembalsamadas.blogspot.com/2011/12/namoradas-ou-prostituas-eis-questao.html
12 Fantasias Sexuais Que os Homens Adoram
Entre quatro paredes tudo é válido. É isso que os homens pensam, por isso, geralmente fantasiam não só com posições sexuais, sexo selvagem, grupal e outras coisas, mas também com roupas ou, no caso, falta de roupas femininas que estimulam sua imaginação.
Quase todos os homens esperam ser surpreendidos pelo menos uma vez na vida com a sua mulher vestida de professora, enfermeira ou coisas do tipo. Para agradar seu namorado com fantasias sexuais e entrar na brincadeira, descubra o que o deixa mais excitado e mexe com sua cabeça.
Geralmente esse pensamento ligado a fantasias sexuais tem muito a ver com os filmes pornô que ele assiste. Se ele gosta de ver pornografia com histórias no hospital, por exemplo, isso pode dizer muito sobre as preferências dele. Se preferir, pergunte na lata o que ele gosta e diz que quer surpreendê-lo ou escolha alguma fantasia que também te agrade, por mais que não seja a fantasia preferida dele, dificilmente ele não irá gostar, certo?
Para te dar uma luz no fim do túnel, selecionamos as fantasias sexuais mais tradicionais e que agradam à grande maioria dos homens.

1. Colegial



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/colegial.jpg
colegial
A colegial lidera o ranking das fantasias sexuais preferidas, pois tem tudo a ver com o fetiche da mulher mais nova. Qual homem já não se pegou pensando em “pegar uma novinha”?. Isso simplesmente os fascina. Se você já for mais nova que ele, isso ajuda, caso contrário invista nessa fantasia para deixá-lo louco. Tem tudo a ver com querer recuperar a pureza e inocência do início do relacionamento, geralmente é a preferência de casais mais velhos, mas isso não é regra.
Essa fantasia geralmente é composta por uma saia de prega bem curtinha, deixando a polpa do bumbum à mostra. Uma camisa social fechada e um salto podem fechar com chave de ouro essa fantasia. Se não quiser comprar em uma sex shop essa é uma fantasia que pode ser feita criativamente em casa.

2. Enfermeira



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/enfermeira.jpg
enfermeira

A enfermeira ainda é uma das fantasias sexuais preferidas dos homens. Isso porque muitos têm a imagem da mulher ser a pessoa responsável por cuidar dele, mimá-lo e nada melhor do que ser “cuidado sexualmente”. Além disso, a roupa branca e colada costuma deixar o corpo da mulher em evidência.
Nessa fantasia a mulher pode usar um vestido branco bem curtinho e de couro, ou aqueles que lembram maiôs mais abertos com símbolo de emergência e luvas vermelhas. Adquirir os equipamentos de medição de batimentos pode dar mais realismo. Lembre-se de fazer uma encenação primeiro antes de começar.

3. Empregada doméstica



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/empregada.jpg
empregada
A fantasia de empregada doméstica é uma das principais, pois traz aquela ideia de mulher submissa que ainda mexe com a cabeça de muitos homens. A ideia de ter uma mulher que irá realizar tudo que ele mandar e, neste caso, satisfazer suas vontades na cama, pode deixar qualquer um doidinho.
Se for optar por essa fantasia, é melhor ter em mente que ele irá te dar ordens e que você deve aceitar, por isso, se tiver tabus com posições, sexo anal e coisas do tipo, melhor nem começar. Essa faz parte das fantasias sexuais para as mais desinibidas e liberais sexualmente. A fantasia geralmente é aquele clássico uniforme: vestidinho preto com babado branco, obviamente curtíssimo, e um espanador.

4. Policial



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/policial.jpg
policial
Essa fantasia tem muito a ver com a da empregada doméstica, só que ao contrário. Significa que o homem gosta de ser dominado, receber ordens, também tem a ver com a sensação de ser fora da lei, ter transgredido regras e que agora será punido pelos seus atos.
Homens adeptos do masoquismo podem gostar de chicotes, algemas e coisas do tipo nessa fantasia. Nessa fantasia a mulher fica em roupas minúsculas como um mini shortinho preto e um corpete, pode ser usada uma meia arrastão e um cap de policial.

5. Ninja



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/ninja.jpg
ninjaA ninja parece uma mulher gato. Nessa fantasia a mulher toda sensual e misteriosa veste um macacão preto, justo e colado deixando o corpo em evidência. Uma máscara tampa seus olhos e ela não emite um único som. A ninja só age, portanto, se for usar essa fantasia fale com as mãos e com o resto do corpo apenas. Esse ar de mistério e sedução vai envolvê-lo por completo.

6. Bombeira



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/bombeira.jpg
bombeira
A cor vermelha instiga logo de cara o parceiro com uma roupa bem colada. A ideia de ter uma mulher saciando-o e apagando seu fogo é uma ideia muito maliciosa, além da mangueira que ela carrega. Quer ideia mais pervertida e picante do que essa?
Use alguma fantasia bem decotada para deixar os seios à mostra, pois costuma ser bem efetivo. Se preferir, você pode usar os casacões imensos de bombeiros sem nada por baixo, pois também costuma ser muito provocante.

7. Noiva



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/noiva.jpg
noiva
Parece um ideal romântico, mas na verdade a ideia de transar com uma noiva tem a ver com a virgindade. Por mais que essa ideia esteja presa no passado e as mulheres hoje em dia não serem mais virgens até o casamento, isso ainda perpassa a cabeça de muitos homens e é simbólico. Para dar mais realidade a essa cena, a mulher pode adquirir produtos que comprimam o canal vaginal para aumentar essa sensação na hora da penetração.

8. Executiva



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/secretaria.jpg
secretaria
Aqui a mulher é poderosa, com um potencial não só econômico como sedutor. Geralmente, a fantasia é um terninho com cinta-liga. O uso de um óculos de grau pode intensificar essa imagem. Essa é uma das fantasias sexuais mais modernas, que tem agradado muitos homens atualmente.

9. Secretária



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/executiva.jpg
executiva
Alguns irão preferir o visual da secretária, que apesar de parecer executiva fisicamente pelas vestimentas é submissa por seguir suas ordens. Costuma agradar aos homens que têm fetiche de sexo no trabalho, na mesa do escritório, em situações inesperadas, etc.

10. Prostituta



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/prostituta.jpg
prostituta
Todo homem gosta da ideia de transar com uma prostituta, pois elas são liberais, não têm tabus nem conservadorismos. Usar fantasias sexuais de prostituta para satisfazê-lo pode ser realmente excitante para ele. Tenha em mente que você terá de vestir o personagem realmente e fazer tudo para agradar, além de provavelmente ouvir frases mais sacanas do que está acostumada.

11. Professora



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/professora.jpg
professora
Esse fetiche está ligado a homens que se interessam por mulheres mais velhas. Quem nunca se apaixonou por um professor/professora que atire a primeira pedra. Nessa fantasia, o fetiche do período da escola retorna e ele pode se satisfazer com o seu visual e você disposta a ensinar muitas coisas pervertidas a ele.

12. Líderes de torcida



image: https://irresistivel.com.br/wp-content/uploads/2016/01/cheerleader.jpg
cheerleader
Essa fantasia é clássica e remete a corpos de mulheres exuberantes, elasticidade no sexo, além de muita energia para “animar” o homem. Também traz a ideia de colegial que costuma mexer com o imaginário masculino.

Fonte: https://irresistivel.com.br/12-fantasias-sexuais-que-os-homens-adoram/#dJyR7v8WT3pbErpA.99