ALIMENTOS SAUDÁVEIS PAGAM ATÉ CINCO VEZES MAIS IMPOSTOS

Alimentos saudáveis pagam até cinco vezes mais impostos
Adotar opções saudáveis na hora de comer pode fazer mal ao seu bolso. Um levantamento realizado pela Aliança para Alimentação Adequada e Saudável aponta que os alimentos saudáveis têm uma tributação maior do que os que são ultraprocessados no país. Com a adição de impostos, esses produtos ficam até cinco vezes mais caros do que os comuns, o que pode contar pontos negativos na escolha do consumidor.
“A diferença entre alimentos saudáveis e ultraprocessados (com alto teor de gordura, açúcar, sal e aditivos químicos) são gritantes. Alimentos in natura como cação, merluza, manjuba e salmão congelados pagam 22,29% de impostos estaduais e federais, brócolis cru ou congelado e outros legumes congelados pagam 22,20%, kiwi, laranja importada, laranja pêra e banana, 22,20%, tomate, abobrinha, cebola, pepino e berinjela, 22,20% e o milho de pipoca, 20,45%. Em contrapartida eles privilegiam os empresários que fornecem alimentos ‘não-saudáveis’ […] um hambúrguer bovino congelado (tem imposto de) 8,20%; sanduíche congelado pronto, 8,70%; leite condensado, 4,20%; açúcar refinado, 11,20%”, aponta Alexander Marcellus, mestre em nutrição pela USP e membro do organização, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.
Para o especialista, o que falta no país é uma política que privilegie a venda de alimentos in natura. “Precisamos de políticas que favoreçam a redução do preço dos alimentos saudáveis”, indica.
Marcellus ressalta ainda que os investimentos do governo federal com iniciativas saudáveis são muito menores do que os com medicamentos. “A doença que mais mata os brasileiros é a doença cardiovascular e sua presença está fortemente associada a má-alimentação e ao sedentarismo”, justifica. 
Fonte:https://br.financas.yahoo.com/noticias/alimentos-saudaveis-pagam-ate-cinco-vezes-mais-impostos-193849456.html