JESUS CRISTO SOBREVIVEU À CRUCIFICAÇÃO



Antigos documentos - por sinal autênticos e sob a guarda de órgãos do próprio Governo Indiano - registram a passagem de Jesus Cristo pela Índia, muito tempo APÓS a sua crucificação, bem como a sua pregação naquele país - onde teria encerrado seus dias na Terra já bastante idoso! 

Esta é a tumba, em Jerusalém, e ao lado o seu interior - o Santo Sepulcro no qual foi depositado o corpo de Jesus após ter sido descido da cruz. Antigos registros dão conta que Jesus naquela ocasião foi recolhido em deplorabilíssimo estado e tratado dos seus extensos ferimentos pelos seus Irmãos Essênios (altos iniciados e também mestres em Medicina), que teriam interferido junto a alguns influentes setores de Roma  para que a execução fosse interrompida e a morte de Cristo simulada de modo a apaziguar os ânimos dos seus opositores.
Diversas evidências (inclusive arqueológicas), assim como também todas as Antigas Tradições, atestam que após a sua suposta morte o Mestre Jesus, acompanhado de alguns discípulos mais fiéis, retornou em peregrinação ao Egito e até mesmo atingiu as três Américas (Norte, Central e do Sul) disseminado a sua doutrina!
(Na foto, as ruínas muito antigas na Cachemira, denominadas "Complexo de Takht", provenientes dos tempos bíblicos) Assim, vamos agora diretamente ao ponto mais nevrálgico desse espinhoso assunto e, portanto, ao encontro do espantoso fio de toda a meada! Por quê exatamente Jesus Cristo, juntamente com a sua família e os seus seguidores, teriam escolhido exatamente a distante Cachemira para encerrarem a Grande Missão e também as suas vidas aqui na Terra?
O local do túmulo do patriarca Moisés, segundo a Bíblia, era desconhecido; que esta montanha mostrada no quadro do centro é denominada "Trono de Salomão", e principalmente que as características entre o Povo Hebreu e os Cachemirenses são espantosamente idênticas. Pois é! Vamos agora justamente ao encontro do tal o fio da meada: O Êxodo, a fuga dos Hebreus guiados por Moisés desde o Egito até a Terra Prometida, durou 40 anos. No entanto, a distância entre o Egito e a atual Israel é muito pequena, cerca de 400 quilômetros, que aliás são facilmente percorridos em apenas alguns dias. Jamais esta fuga, se fosse realizada diretamente, poderia ter levado 40 anos! Contudo, as lendas e as tradições da Cachemira dizem que o Povo Eleito seguiu através da Síria, da Pérsia, passou pelo Afeganistão e pelo Paquistão, até atingir as verdejantes terras da atual Planalto da Cachemira onde teria se estabelecido! Moisés teria morrido ali e a sua sepultura secreta estaria situada justamente em uma outra montanha denominada Booth, próximo a Srinagar e Rawalpindi - onde aliás estão também, respectivamente, as tumbas de Jesus e Maria! A Cachemira, que portanto seria a verdadeira Terra Prometida, teria sido escolhida pelo fato de os ancestrais dos Hebreus, liderados pelo Rei Salomão, ali terem se estabelecido em épocas ainda muito mais remotas. Nesses particulares detalhes estariam, portanto, as primeiras chaves do enigma: os montes mencionados na Bíblia por Moisés e que por sinal ninguém conseguiu encontrar na Palestina são os montes da Cachemira e os Cachemirenses - segundo aliás eles mesmos SABEM e até o dizem com bastante orgulho - são um ramo descendente direto e legítimo dos Hebreus dos tempos bíblicos!!!
Essas são as maiores evidências e no entanto mantidas à grande distância do público e dos pesquisadores em geral, "De modo a não chocar as Tradições Cristãs e históricas". À esquerda, o "Túmulo de Jesus", em Srinagar. Ao lado, o "Túmulo de Maria", em Rawalpindi, como se encontra atualmente. Os registros históricos e as tradições da Cachemira até mesmo dizem que Maria foi sepultada naquele lugar devido à sua avançada idade e pelo fato de não ter resistido aos longos esforços dispendidos na longa jornada até os planaltos da Cachemira, acompanhando Jesus!
Eis então devidamente explicada - clara como a água cristalina de uma fonte - a razão da escolha de Jesus, O Maior de Todos os Mestres, em encerrar sua vida e a sua grande missão na Índia e mais precisamente na dadivosa e abençoada Cachemira: JUSTAMENTE UMA ÚLTIMA PEREGRINAÇÃO À TERRA DOS SEUS MAIS REMOTOS ANCESTRAIS, OS SEUS MAIS REMOTOS "PAIS" - ENFIM, UM RETORNO À TRADIÇÃO E À VERDADEIRA TERRA PROMETIDA, onde também repousavam para sempre os mais velhos patriarcas do seu povo!!! Jesus era um Alto Iniciado, um AVATAR, e como tal mantinha não somente estreitos contatos com os mais elevados Mestres do planeta como também obtivera acesso aos mais antigos documentos em poder dos secretos santuários dos Essênios, do Egito e do Tibet. E certamente esses antigos registros descreviam pormenorizadamente as terras das civilizações primevas e das suas colônias desaparecidas, bem como as rotas para atingí-las!

Site Domínios do Fantástico

Fonte:http://linhagemsagrada9.blogspot.com/