FOTOS RARAS MOSTRAM FRIDA KAHLO EM SEUS ÚLTIMOS DIAS DE VIDA

Fotos raras mostram Frida Kahlo em seus últimos dias de vida

“Eles pensaram que eu era uma surrealista, mas eu não era. Eu nunca pintei sonhos. Eu pintei minha própria realidade.”
– Frida Kahlo, citado em Time Magazine, “Mexican Autobiography”. 27 de Abril de 1953.
“Frida Kahlo demorou a ser reconhecida como grande artista, obscurecida que foi pelo brilho dos muralistas mexicanos, um deles seu marido Diego Rivera.
Movimento artístico original e inovador, nascido da Revolução Mexicana, o muralismo deu a nota nos anos de 20 e 30. De inspiração política, devotou-se a realizar uma arte para o povo, a ser exibida permanentemente em lugares públicos. Cobriram-se as paredes de escolas, palácios, ministérios, igrejas, pátios, etc., com painéis gigantescos versando os afazeres do povo, as lutas contra a opressão dos poderosos, o passado e o presente indígenas. Além de falar ao povo, era uma arte que retratava o povo. Seus nomes centrais foram Rivera, Orozco e Siqueiros: influenciaram o mundo inteiro, aliás influenciam até hoje. Quanto a nós, tivemos em Portinari nosso principal muralista. Esses pintores foram marcados não só pelo realismo socialista e pela arte soviética, mas também pelas vanguardas europeias, como o cubismo e o surrealismo.
A fama dos muralistas mexicanos logo ultrapassaria fronteiras. Foi assim que um amador de arte norte-americano, Nelson Rockfeller, veio a encomendar a Diego Rivera um mural destinado ao Rockfeller Center, em Nova York, então em construção. Mas o resultado desagradou ao mecenas, que o mandou destruir – crime de lesa-patrimônio-da-humanidade que até hoje escandaliza. Além de exaltar os operários e não os patrões, o painel tinha como eixo a efígie de Lenin.”
– Walnice Nogueira Galvão
Diego Rivera e Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
A icônica Frida Kahlo pode ser vista em diversas fotografias, no entanto, algumas delas só vieram a público recentemente. Durante uma viagem de algumas semanas para o México (que acabou se estendendo por dois anos), o renomado fotógrafo alemão Gisele Freund participou do dia-a-dia de Frida e Diego Rivera, captando momentos íntimos do dia-a-dia do casal e da cultura mexicana.
Conhecido por ser um dos melhores fotógrafos de retratos da história, Freund guardou diversas dessas imagens, em que Frida aparece passeando pelo jardim, pintando ou brincando com seus cachorros. As mais de 100 fotografias fazem parte do livro Frida Kahlo: The Gisele Freund Photographs, {Lorraine Audric – epílogo, Gisele Freund – fotógrafo}. Editora: Harry N. Abrams, 2015.
Gisele Freund e Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs

Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
“Frida foi uma mulher atípica à procura de sua própria identidade; uma mulher passional, independente e forte que viveu de acordo com seus próprios princípios. Ela representa a liberdade de ser única”
– Teresa Arcq (Curadora)
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
“Frida é uma artista fundamental na arte moderna, que transita por uma área com poucos correspondentes no Brasil: o surrealismo” 
– Paulo Miyada, curador do Tomie Ohtake.
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Frida Kahlo – Gisele Freund/Photographs
Fonte:http://www.revistaprosaversoearte.com/fotos-raras-mostram-frida-kahlo-em-seus-ultimos-dias-de-vida/