SOLSTÍCIO DE INVERNO DE 2016 : A NOITE ESCURA DA ALMA - TANAAZ

Imagem relacionada

SOLSTÍCIO DE INVERNO DE 2016: A NOITE ESCURA DA ALMA-15/12/2016

(Por Tanaaz)
No hemisfério norte, o dia 21 de dezembro marca o solstício de inverno e a noite escura da alma.
Tradicionalmente, o solstício de inverno tem sido uma época para se honrar a escuridão e mergulhar profundamente no íntimo, para refletir, restaurar e nutrir-se a partir de dentro.
Todos os seres vivos deste planeta é um reflexo da escuridão e da luz. Tão bela quanto é uma rosa quando está em pleno desabrochar, ela também ainda precisa definhar e morrer na escuridão a fim de renascer. Assim como as pétalas se desprendem e os botões se fecham no inverno, a fim de regenerar-se, nós também seguimos um processo semelhante.
A natureza está sempre nos dando pistas acerca da energia cósmica que nos rodeia e para onde a Mãe Terra está direcionando a sua atenção. Ao seguir os ritmos e ciclos da Deusa Mãe Terra, nós também podemos trazer harmonia e equilíbrio ao nosso estado de ser.
O solstício de inverno também representa a mudança do Sol para o décimo signo do zodíaco, Capricórnio. A energia de Capricórnio é prática, ancorada e realmente nos obriga a avaliar e refletir sobre nossas vidas e a energia que estamos apresentando ao mundo.
Neste ano, o solstício de inverno acontece ao mesmo tempo em que Mercúrio fica retrógrado, o que significa que todos nós vamos ter um lampejo dos pensamentos, sentimentos e emoções ocultos.
Ao vermos como Mercúrio também passará por Capricórnio neste momento, é importante que olhemos para as coisas de uma maneira prática e quase em preto e branco. Talvez, essa noite escura da alma seja o que temos que abordar utilizando o nosso lado masculino, lógico do cérebro.
Talvez tenhamos que nos permitir ver quem realmente somos, sem fugir, sem nos esconder de nossas emoções e sem julgamento.
Celebrar o lado sombrio não é celebrar o mal. Celebrar o lado sombrio diz respeito a celebrar as profundezas de quem nós somos, e de honrar o fato de que todos nós temos partes em que a luz ainda não tocou.
Celebrar a escuridão é celebrar as sementes do potencial que vive dentro de todos nós. Quando a sua alma veio a esta Terra, veio equipada com tudo o que era necessário, a fim de alcançar o que era preciso atingir.
As sementes estão enterradas em seu interior, e somente ao reconhecê-las, nutri-las e conceder-lhes tempo para que se desenvolvam na escuridão, vocês serão capazes de trazê-las à luz.
O solstício de inverno será a época de vocês viajarem pelo solo da própria alma e observar o que precisa ser atendido. Esse é o seu momento de interiorizar-se, silenciar a mente e mergulhar profundamente até o lugar em que a sua alma encontra o seu corpo.
No hemisfério sul, vocês não estarão enfrentando a noite escura da alma, em vez disso, estarão vivenciando o solstício de verão. Este é o momento de refletir sobre a sua luz e sair para brilhar no mundo!
Assim como as flores estarão desabrochando, aqueles que vivem no hemisfério sul também sentirão essa energia e serão incentivados a fazer planos e começar a agir e transformar suas criações em realidades.
É interessante que possamos experimentar ambas as energias no mesmo planeta. Mas, realmente, não há separação nessas energias, visto que elas são uma no mesmo ciclo.
Independentemente do lugar em que vocês vivem, o solstício é um momento belo e mágico para atender suas necessidades, nutrir-se e apoiar-se da melhor forma possível a fim de avançar.
É também um momento para celebrar o fim do ano, e até onde vocês chegaram. Sua alma, seu corpo e sua mente, todos passaram por este ano mais fortes, mas sábios e mais belos do que nunca. E isso vale a pena comemorar.
Direitos Autorais:
Tanaaz
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com
Imagem relacionada