A PRESSA ADOECE A MENTE E O CORPO ?

Resultado de imagem para A PRESSA ADOECE A MENTE ?

A PRESSA ADOECE A MENTE E O CORPO ?

Vivemos imersos em um turbilhão. Desejos, metas e prazos estão sufocando nossa existência. Há saída?

A pressa e a aceleração da vida são queixas para psicanalistas e psiquiatras desde que George Beard escreveu sobre o nervosismo americano em 1881, associando-o com o afã da época por novidades como luz elétrica, motor a vapor e relógio de pulso. A isso se somaram novas pressões. Se a vida fosse mais simples e nossos sonhos, mais humildes, não haveria turbilhão, termo que nos leva ao avião e suas turbinas. Medos, desejos e expectativas nos pressionam, por dentro e por fora, somente porque nos acreditamos tão livres e responsáveis pela realização de nossa felicidade que podemos livremente nos aprisionar a ela.
O ritmo acelerado ou lento da passagem da vida depende da relação entre a percepção de mudança e a mudança de percepção. Às vezes, parece que estamos parados no “carro da vida” e que é a paisagem que se move. Outras, estamos nos movendo tão rápido que não percebemos a paisagem mudar – crianças para as quais o tempo não passa, ou adultos tão ocupados que nem se dão conta de que o ano passou, ou, pior, de que a vida passou. Cumprir metas – obsessão de tantos – nem sempre é relevante diante de nossos sonhos e desejos, aqueles que tínhamos quando crianças. Vidas em estado permanente de “falta de tempo” produzem sentimento de extravio de si, esvaziamento e solidão. Contudo, vidas programadas, dietéticas e que cabem em seu próprio tempo vêm junto com falta de intensidade, tédio e sentimento de irrelevância.
Mente estressada pode adoecer o corpo
Quando falamos em exercícios físicos hoje em dia não tratamos apenas da questão perda de peso, corpo perfeito, mas sim no combate a vários problemas de saúde, como hipertensão, obesidade, depressão, os exercícios físicos também funcionam como válvula de escape para quem está constantemente estressado. Quem diria que um dia a atividade física seria um santo remédio para curar ou prevenir tantas doenças da modernidade, através dos exercícios as pessoas podem descarregar toda alta tensão do dia dia de maneira equilibrada.
Achei muito bacana essa matéria que aborda “mente estressada pode adoecer o corpo”, hoje em dia nos deparamos com tantas pessoas com problemas de saúde e muitos desses problemas surgem da nossa mente.
Na vida diária estamos constantemente expostos a situações estressantes que podem causar modificações emocionais. Não é raro pessoas sob muita pressão perceberem manifestações físicas involuntárias, como dor de barriga, calor, travamento dos dentes, insônia, síndrome do pânico, impotência sexual, dentre outras. O acúmulo de responsabilidades, problemas e preocupação em excesso pode adoecer o ser humano.
Segundo o psiquiatra do Hospital Daher, Ricardo Brasil, a dor é uma comunicação da mente com o organismo. “Quando a pessoa vive em constante estresse, pode sentir reflexos no corpo, numa tentativa do cérebro de desviar-se dos problemas. Psiquicamente, pode ser interpretado como um pedido de socorro”. De acordo com o médico, existem estudos que buscam comprovar a relação de doenças com o estresse. “Uma mente estressada pode ser comparada a um corpo que corre incessantemente. Só que correr o tempo todo, desgasta o físico, da mesma maneira que o estresse desgasta a mente”. O estresse interfere na saúde física e pode até agravar doenças pré-existentes. Segundo o doutor Ricardo, o estresse é uma doença antiga e há séculos é responsável por mascarar doenças. Independentedo tipo da doença, o estresse tem o poder de agravar o diagnósticoe dificultar o tratamento”, disse o médico.
Cada indivíduo interpreta os problemas e pressões cotidianas de forma diferente. A personalidade é um fator determinante para superar as dificuldades ou fazê-las crescer. De acordo com Dr. Brasil, pessoas otimistas recuperam-se de doenças bem mais rápido, e melhor, em comparação às pessimistas. “O otimista adoece menos e responde melhor ao tratamento. Já para o pessimista, o problema dele é sempre pior e a dor é maior. Ele não sabe viver completamente são. É como se ele se sentisse mais seguro doente”,argumenta.
O estressado não consegue desfrutar as coisas boas da vida, como esporte, namoro, e viagens, pois está sempre ocupado com coisas “mais importantes”. Existem tratamentos farmacológicos para o estresse, mas o tratamento adequado consiste na busca do equilíbrio em todas as áreas. “Não podemos trabalhar demais e deixar de lado momentos de lazer. Devemos procurar o bem estar espiritual, mental e físico. Esse é o caminho para uma vida saudável”, afirma o médico.
Juliana de Souza Bueno

Fonte: JE Online
Fonte: http://vipaerobic.com/mente-estressada-pode-adoecer-o-corpo/