Você já fez aqueles testes de namoro da internet? Você sabe, aqueles que prometem te categorizar? Tipo, “o que seu signo diz sobre o seu relacionamento?”.
Eles podem até ser divertidos, mas nós sabemos que eles são em sua maioria uma bobagem.
E se eu te disse que alguém realmente achou um jeito de “categorizar” seu tipo de relacionamento, mas usando ciência real?
Três cientistas de relacionamento perguntaram para cerca de 400 casais para definir o que eles achavam sobre seu relacionamento e o quão comprometidos eles se sentiam em casar com seus parceiros. Eles seguiram cada um desses casais por nove meses. Não seguiram literalmente – isso seria estranho. Ao invés disso eles apenas fizeram algumas perguntas e pediram para os casais irem controlando o seu comprometimento ao longo do tempo.
No final dos nove meses, os cientistas coletaram todas as respostas dos casais e fizeram um estudo profundo dos dados. Eles descobriram que os casais de fato tendem a cair em uma das quatro categorias .
Prepare sua consciência amorosa, porque vocês podem ser:
1. Conflitantes, mas apaixonados
beach-couple-kiss-1920x1080
(Foto: Reprodução)
Esse é o tipo de casal que coloca no status de relacionamento “é complicado”. Os níveis de comprometimento tendem a subir e descer de acordo com o tempo, principalmente depois de brigas. Mas isso não é necessariamente uma coisa ruim. Essas pessoas usam os conflitos para tomarem decisões sobre o seu relacionamento, e na verdade, eles não demonstraram ser mais propícios a términos do que os outros casais.
E também, como um bônus, depois da fase turbulenta, eles tendem a ter uma fase de muita paixão. “Esse casais tendem a funcionar entre os conflitos que os separam e a paixão que os unem”, disse o autor do estudo Brian Ogolsky.
2. Focados na parceria
LivingRoom2_BehindCouch_CoupleMixed_shot1-0073_V_FINAL_2
(Foto: Reprodução)
Se sua ideia de encontro perfeito é uma grande caminhada seguida de oito horas assistindo “House of Cards” juntos, você deve ser dessa categoria.
Casais focados na parceria tendem a passar muito tempo juntos e dividir os mesmos hobbies ou lazer, e esse tempo compartilhado é o que tende a impulsioná-los. Eles tendem a ser mais cuidadosos e pensativos sobre suas decisões de relacionamento – mais propícios a construir de dentro pra fora – e tendem a serem os mais satisfeitos no geral.
3. Os sociáveis
tumblr_nhkhzk8LLn1t5focco1_500
(Gif: Reprodução)
Por outro lado, se sua tarde perfeita com seu parceiro envolve se juntar com todos os seus amigos e ir pra bares ou jogar Imagem & Ação pela milésima vez, essa pode ser a categoria que descreve vocês. Casais sociáveis geralmente dividem um grupo de amigos e usam esse tempo com eles para construir um relacionamento sólido.
“Ter amigos em comum faz com que as pessoas desse casal se sintam mais próximas e comprometidas,” disse Ogolsky. Eles também tendem a ser muito estáveis e terem um sentimento de amizade um com outro, e isso pode ser um bom indicador de felicidade ao longo do tempo.
4. Os dramáticos
171191464
(Foto: Reprodução)
Infelizmente, nem todo caminho de um casal é fácil. As coisas podem começar bem, mas tendem a não continuar assim para os casais dramáticos. Esse tipo tende a tomar decisões baseadas em experiências negativas e coisas de fora do relacionamento.
“Esses casais tem muitos altos e baixos, e o seu nível de comprometimento oscila descontroladamente. Eles iniciam vendo coisas pequenas surgindo, e começam a ver seu relacionamento sob uma perspectiva negativa, e logo desistem,” disse Ogolsky.
Sem nenhuma surpresa, os casais dramáticos tendem a terminar duas vezes mais do que os outros tipos.
Então qual o melhor? Bem, aqui é onde este artigo difere de muitos desses testes da internet. Porque a resposta é que não há um “melhor” tipo de relacionamento.
hands-1b5023fd2bd1644af4c972b20e3233cb
(Foto: Maryam Mgonja/Wikimedia Commons)
Casais diferentes trabalham e crescem de maneiras distintas. São diferentes caminhos e seria um erro supor que há uma maneira “correta” de amar alguém. Ou ainda achar que você está pra sempre preso em uma categoria de relacionamento. “Isso não é predefinido, não é algo padronizado pra vida toda”, disse Ogolsky.
E ainda, em um único relacionamento, esses padrões não são preditores de destino – um casal dramático pode, de fato, durar mais que um social, e um casal focado na parceria pode ser tão apaixonado como qualquer outro que você já conheceu.
E os pesquisadores estão disposto a admitir em sua pesquisa que seu estudo pode não cobrir todas as relações. Muitos casais felizes não tem desejo de casar, por exemplo. E, deve ser notado que há muitos lugares ainda que não permitem que todos os casais se casem!
Espera, você não vai me dizer como encontrar um relacionamento perfeito, de ouro e eternamente feliz?! Então pra que estudar isso?
Porque, em nossos corações, humanos são criaturas sociáveis, Ogolsky explica. Amor, amizade, paixão e comprometimento fazem parte da experiência de sermos humanos. Entender relacionamentos pode ser tão importante quanto entender nós mesmos quando estudamos química ou biologia. Sentimentos podem até afetar sua saúde!
O que você pode aprender com tudo isso é a importância do que você usa para tomar decisões – seja conflitos, de fora ou dentro ou amizade – e como isso influencia seu nível de comprometimento. Pode ser útil para os casais pensarem sobre suas escolhas e como eles as fazem.
Então… Qual é a sua categoria?
Fonte:http://qga.com.br/comportamento/2016/09/um-novo-estudo-categorizou-4-tipos-diferentes-de-casais-qual-e-o-seu