segunda-feira, 10 de outubro de 2016

O QUE É GAMIFICAÇÃO E COMO USÁ-LO COMO METODOLOGIA DE APRENDIZADO


gamification

O que é Gamification e como usá-lo 

como metodologia de aprendizagem




“Em todo trabalho que tem que ser feito, existe um elemento de diversão. Você encontra a diversão e pronto! O trabalho é um jogo”. – Mary Poppins
Seres humanos são criaturas de hábitos. Gostamos de competir e vencer. Gostamos de ser reconhecidos pelas nossas habilidades e conquistas. Gostamos de superar as nossas próprias expectativas. No entanto, muitas vezes deixamos de fazer algo que possa nos levar a essa situação de status e reconhecimento porque não nos sentimos motivados. Ou o desafio é complicado de mais, ou a atividade é extremamente entediante, ou simplesmente não estamos a fim de fazer aquilo.
Novamente, somos criaturas de hábitos. E um dos nossos hábitos preferidos é a diversão. Nosso instinto sempre vai escolher se divertir a sentar e estudar por 3 horas ou fazer um relatório de 12 páginas sobre qualquer assunto tedioso de trabalho. É aí que entra a Gamification, ou “Gamificação”.
Gamificação é o conceito de aplicar a mecânica e os elementos dos jogos para engajar e motivar pessoas a atingir metas reais. O termo Gamification foi cunhado por Nick Pelling em 2003, mas ganhou popularidade a partir de 2010, quando empresas como a Badgeville começaram a usá-lo para descrever suas plataformas. Logo, a metodologia se tornou notória como uma ferramenta de negócios.
Neste artigo, no entanto, vamos pensar a Gamificação como uma metodologia de aprendizagem e estudo. Continue lendo e aprenda a usar o que torna os jogos tão legais em uma maneira de aprender e estudar mais e melhor.

O QUE É GAMIFICATION?


gamificationBasicamente, Gamification é o uso de elementos de jogos, ou técnicas de design de jogos, em contextos não relacionados ao ambiente do jogo. No livro Gamification for the clueless (algo como “Gamification para os sem noção” =D), Josh Halliwell explica essa definição passo-a-passo:
“[…] elementos de jogos são padrões ou ferramentas regulares que você encontra em jogos e que podem ser usadas em suas situações particulares. Eles podem ser simples como pontos de experiência, moedas de jogo (ex: moedas de ouro) e badges (medalhas), ou complicadas como adicionar restrições (ou regras ao jogo), uma storyline (enredo) e definir como o jogador pode ganhar, perder ou empatar o jogo”.
“Técnicas de design de jogo remetem a como fazer o jogo emocionante e viciante para que o jogador queira se motivar a jogá-lo. Isso pode incluir dar recompensas (como badges ou itens raros do jogo) se os seus jogadores fizerem algo favorável ou predeterminado, ou oferecer algum tipo de progressão, com uma meta específica em mente, como aumentar o nível para conseguir a habilidade que ajudará a derrotar o ‘Chefão’”.
Nesse sentido, Halliwell conclui: “Gamification é, na verdade, encontrar a diversão, encontrar os aspectos ‘jogáveis’ de um problema, quaisquer que sejam, e usá-los para criar um ambiente que mova as pessoas um pouco mais em direção a um objetivo que tenham criado”. Gamification é, portanto, uma maneira de motivar pessoas em situações difíceis ou tediosas por meio de elementos lúdicos.
O autor atenta também para o que NÃO é Gamificação. Segundo ele, é errado pensar que o conceito de Gamification se enquadra nas seguintes situações:
  • Transformar TUDO e QUALQUER COISA em um jogo;
  • Imaginar todas as pessoas do escritório jogando e ‘fazendo graça’ em vez de trabalhar;
  • Achar que as técnicas só funcionam para marketing ou gerenciamento de clientes;
  • Pensar que Pontos, Badges e Leaderboards (mensuração de performance em relação a outros jogadores) devem sempre ser adicionados e o jogo deve continuar a se complicar;
  • Achar que o processo de Gamification deve ser caro.

COMO FUNCIONA?

Gamification De maneira prática, a Gamificação tenta tirar vantagem dos desejos naturais do ser humano. Competição, conquista, completude, status, altruísmo e colaboração são algumas das sensações exploradas pelos jogos. Mas, antes de entendermos a dinâmica da metodologia, vamos, primeiro, definir o que é um jogo.
Segundo Josh Halliwell,
“Um jogo tem, basicamente, três componentes: um objetivo pré-lusórioregras constitutivas e atitude lusória”.
Lusório é um adjetivo usado para definir atividades divertidas. Nesse sentido, o jogo é formado por um objetivo já definido antes mesmo que a diversão comece, as regras criadas para guiar o jogador ao objetivo do jogo e a vontade de se divertir. Esse último é o que torna o jogo um elemento de engajamento e motivação.
Na Gamificação, os elementos do jogo, ou suas técnicas de design são aplicadas em outras situações que não correspondem ao “círculo mágico” onde o jogo ocorre. Os elementos que tornam os jogos divertidos são usados, então, no mundo real, atribuindo um fator lúdico a atividades extremamente desafiantes ou tediosas.

COMO USÁ-LA PARA APRENDER?


gamificationA empresa de ensino personalizado Kwenton criou um infográfico que explica como funciona “a Gamificação da Educação”. Segundo as informações divulgadas pela instituição, a Gamification tem um grande potencial no espaço educacional. Os elementos dos jogos que podem ser usados com propósito educativo são:
  • PROGRESSÃO – a visão do sucesso sendo alcançado gradualmente. Pode ser usada por meio deníveis (desbloquear novos conteúdos a partir da aprendizagem de conteúdos anteriores) e pontos(aumentar o valor numérico recebido à medida que progride no conteúdo);
  • INVESTIMENTO – sentir orgulho do trabalho realizado. Pode ser usado por meio de conquistas(ganhar reconhecimento público por completar um trabalho), compromissos (marcar a completude de um desafio – dar check-in – para receber um novo), colaboração (trabalhar em grupo para alcançar objetivos mútuos), significado épico (trabalhar para atingir algo sublime ou transcendental) eviralidade (ser incentivado a envolver outras pessoas);
  • TEORIA DA “INFORMAÇÃO EM CASCATA” – Desbloquear informação continuamente. Pode ser usada por meio de bônus (receber recompensas inesperadas), contagem regressiva (atacar desafios com uma quantidade limitada de tempo), descoberta (navegar pelo ambiente de aprendizado e descobrir “bolsos” de conhecimento), aversão à perda (jogar para evitar perder o que já ganhou), jogo infinito(aprender continuamente até se tornar um expert) e síntese (trabalhar em desafios que requerem múltiplas habilidades para serem resolvidos).
Sabendo como a Gamificação pode ser usada para estudar e melhorar a aprendizagem, trata-se de usar a criatividade e encontrar uma maneira de se manter motivado e progredir nos estudos. Um bom exemplo é demarcar pontos de referência no conteúdo. Sempre que atingir um ponto de referência se dê uma pequena recompensa (um intervalo, um chocolate, um e-book de até 5 reais na Amazon, etc.) e, quando terminar todo o conteúdo, se dê uma grande recompensa (jogar vídeo game por uma hora, comprar um livro que você queira bastante, tirar uma soneca, ouvir um podcast, sair para uma caminhada, assistir um episódio de Game of Thrones, etc.).

gamificationUm estudo de caso interessante é o site Habitica (antigo HabitRPG), que usa o universo dos roll playing games (RPGs) para ajudar pessoas a criarem bons e destruírem maus hábitos. Ao se cadastrar no site, você cria um personagem e insere seus hábitos, afazeres diários e lista de tarefas. Cada vez que você realiza essas atividades e marca (dá o check-in) no site ou no aplicativo, ganha moedas e pontos de saúde. Quando não as realiza, ou realiza uma tarefa negativa, perde esses elementos. À medida que você vai ganhando moedas, pode trocá-las por armas, poções, armaduras, pets, etc. Você pode, também, fazer parte de um grupo (guild), o que adiciona accountability à experiência, já que se você não realizar as suas atividades, as outras pessoas do grupo também perdem pontos.
Uma ideia é inserir os seus pontos de referência de conteúdo na lista de tarefas do Habitica e usar o jogo para garantir o seu progresso. Na aba de recompensas é possível adicionar, também, prêmios não-relacionados ao jogo, como aquele episódio de Game of Thrones mencionado anteriormente ;).

CONCLUSÃO

Gamification é uma metodologia muito interessante para elevar níveis de motivação e ter progresso nos estudos e na aprendizagem de maneira geral. É uma questão de usar a própria natureza humana para conseguir vencer as próprias barreiras e conseguir conquistar metas e objetivos grandes. Além do mais, é sempre uma boa ideia adicionar uma dose de diversão na vida cotidiana!
Compartilhe nos comentários as suas dúvidas e experiências com a Gamification. O que você já fez? O que funcionou? O que não deu certo? Qual foi sua maior conquista?
Fonte:https://curseduca.com/blog/gamification/
gamification