sábado, 27 de agosto de 2016

VEGANO E VEGETARIANO : QUAIS AS DIFERENÇAS ?

Resultado de imagem para diferenças entre veganismo e vegetarianismo

Qual a diferença entre um vegetariano e um vegano?

Vegetariano é alguém que se alimenta basicamente de grãos, sementes, vegetais, cereais e frutas, com ou sem o uso de lacticínios e ovos. Os vegetarianos excluem o uso de todas as carnes animais, incluindo peixe.


Um vegano exclui todos os produtos de origem animal não só da alimentação, mas também da roupa, dos produtos de higiene, dos detergentes. É ainda contra todo o tipo de exploração animal (touradas, circos com animais, jardins zoológicos, pesca, caça, etc.) e boicota produtos testados em animais.


Em http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=70 encontras informações mais detalhadas.


Veganos

Não consomem produtos de origem animal. Também “vegetarianos radicais”, ou pelo termo inglês vegan
Este grupo exclui a carne de animais (carne vermelha, aves, peixe) e também produtos animais (ovos e lacticínios). Exclui ainda o mel e a gelatina, o uso de produtos de origem animal (couro, seda, lã, lanolina), os produtos testados em animais e os espetáculos onde a exploração animal é motivo de entretenimento (circo, touradas, etc.).
O veganismo vai, pois, além da alimentação (os que excluem todos os produtos derivados de animal só da alimentação são, por vezes, designados de vegetarianos puros) e pode ser definido como uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do prático, todas as formas de exploração e tratamento cruel de animais na alimentação, no vestuário e com qualquer outro fim.
O repúdio às práticas cruéis inerentes à produção de lacticínios e à criação de animais e aves é, provavelmente, a razão mais comum para a adoção do veganismo.
Os veganos não querem apoiar a indústria da carne. Por isso recusam-se a comer ovos ou lacticínios. Muitas pessoas não comem esses produtos também por causa das condições em que são produzidos.


Vegano e vegetariano: quais as diferenças?


Vegetarianismo e veganismo tem ganho cada vez mais popularidade, principalmente com as redes sociais reunindo e fortalecendo estes grupos. Apesar de terem muitas semelhanças, os dois grupos divergem em alguns pontos, formando identidades completamente diferentes para os indívíduos que fazem parte destes grupos.
Diferenças entre o vegetarianismo e o veganismo
Anquanto o vegetarianismo pode ser adotado por razões diversas, como a questão ética, saúde e religião, o veganismotem como cerne e foco principal a questão ética, de luta pela libertação e não exploração animal. Isso implica em uma atitude mais radical por parte do vegano ou vegan (como é chamado o adepto do veganismo) em relação ao vegetariano.
O vegan não consomem nenhum produto de origem animal. Isso passa pela carne, pelo leite e seus derivados, ovos, mel, lã, etc. Eles também não consomem produtos que são testados em animais, como são a maioria dos remédios, xampus, sabonetes, maquiagens e cosméticos em geral. Por isso os vegans estão sempre atentos sobre as empresas que fazem testes em animais, para que possam boicotá-las e buscarem outras alternativas. O veganismo não é só uma opção alimentar, mas uma postura ética diante do sofrimento e da exploração em relação aos animais.
De acordo com aqueles que adotam a postura vegana, os animais não devem ser mortos e nem explorados para atender às nossas necessidades. A prática do veganismo vem carregada de sacrifícios e vontades negadas. Desde criança, somos acostumados a comer carne e alimentos que contém leite e ovos. Romper com estes hábitos arraigados à nossa alimentação é um ato quase heróico, principalmente em ocasiões sociais, nas quais somos assediados com frequencia por alimentos derivados de animais. Mas com o tempo, aprendendo receitas veganas essenciais e provando da variedade da alimentação vegan, tudo se torna mais fácil.
Veganismo e vegetarismo em suas diferenças
Veganos tem uma ideologia mais forte de proteção e respeito aos animais, quase dogmas, enquanto o vegetariano abre exceções, principalmente no consumo de produtos animais que não sejam alimentos. (Foto: divulgação)
Alimentação vegan ou vegetariana?
O vegetarianismo, por sua vez, não é uma prática alimentar motivada somente por questões éticas. Também envolve questões de saúde ou religiosas. O vegetariano não se alimenta de carne, mas continua consumindo produtos de origem animal, como ovos e laticínios. Quando a motivação é ética, sua prática é menos radical e menos coerente, isso porque vai contra a matança, mas não contra a exploração no sentido amplo, abrindo concessão à indústria de latinícios, ovos e outros. São frequentemente criticados pelos vegans, pois discursam contra a exploração animal mas com uma prática pela metade. Ainda assim é uma postura de resistência à matança e à criação de animais em cativeiro para abate, podendo ser inclusive um processo de transição para o veganismo. Muitos vegans foram antes vegetarianos!
Por que se tornar vegetariano ou vegano?
A preocupação com a saúde e questões religiosas também são razões pelas quais as pessoas se tornam vegetarianas. Muitas doenças são evitadas ou tem seus riscos minimizados com a alimentação sem carne. Sem dúvida é uma opção saudável e benéfica ao organismo. No tocante à religião, o principal argumento é o da compaixão pelos seres em geral, e a postura contra o derramamento de sangue de qualquer espécie, pois este potencializaria o sofrimento no mundo.
O que você acha do vegetarismo e veganismo? Com qual das duas ideologias você mais se identifica?

Tipos de dieta vegetariana/vegan e as diferenças entre elas!

As pessoas muitas vezes apontam para algum item alimentar e perguntam-me: “Você pode comer isso?” Minha resposta é sempre “Claro, eu posso comer o que eu quiser”. Eu escolho não comer certas coisas. Assim como ao decidir que tipo de vegetariano que você quer ser, você pode pensar sobre o que você deseja incluir ou evitar. Você não precisa se ​​encaixar em uma dessas categorias, mas compreendê-las irá ajudá-lo a pensar sobre suas metas de curto prazo e de longo prazo na dieta vegetariana ou vegan.
Abaixo estão os tipos mais comuns de dieta vegetariana/vegan.

Piscitariano

A palavra é ocasionalmente usada para descrever aqueles que se abstêm de comer toda a carne animal, com excepção do peixe. Embora a palavra não seja comumente usada, mais e mais pessoas estão adotando este tipo de dieta, geralmente por motivos de saúde ou como um trampolim para uma dieta totalmente vegetariana.

Flexitariano/Semi- vegetariano

Você não tem que ser vegetariano para amar comida vegetariana! “Flexitariano” é um termo recentemente cunhado para descrever aqueles que comem uma dieta principalmente vegetariana, mas ocasionalmente comem carne.

Vegetariana (ovo-lacto-vegetariano)

Quando as pessoas pensam de vegetarianos, eles pensam em ovo-lacto-vegetarianos. São as pessoas que não comem carne bovina, suína , aves, peixes, mariscos ou carne de animais de qualquer espécie, mas comem ovos e laticínios. Lacto -vegetariano é usado para descrever um vegetariano que não come ovos, mas come produtos lácteos. Ovo-vegetariano refere-se a pessoas que não comem carne ou produtos lácteos, mas comem ovos.
Tipos de dietas para boa alimentação
Há vários tipos de dietas por aí. Compreendê-las irá ajudá-lo a encontrar alimentos que melhor satisfazem suas necessidades biológicas e ideológicas de alimentação. (Foto: allwomenstalk.com)

Vegan

Vegans não comem carne de qualquer espécie e também não comem ovos, laticínios ou alimentos processados ​​que contenham estes ou outros ingredientes de origem animal, como a gelatina. Muitos vegans também abstém-se de comer alimentos que são feitos com produtos de origem animal que podem conter produtos de origem animal no processo acabado, tais como açúcar e alguns vinhos. Há algum debate sobre se certos alimentos, como o mel, se encaixam em uma dieta vegan.

Vegan “cru”/Dieta “crua”

Uma dieta vegan deste tipo consiste de alimentos vegan não processados ​​que não foram aquecidos acima de 46 graus Celsius. Alguns acreditam que os alimentos cozidos acima desta temperatura podem perdido uma quantidade significativa de seu valor nutritivo e são prejudiciais para o corpo.

Macrobiótica

A dieta macrobiótica, reverenciada por alguns por suas qualidades saudáveis ​​e de cura, inclui alimentos vegan não processados ​, como cereais integrais, frutas e legumes, permitindo o consumo ocasional de peixe. Óleos, açúcar e refinados são evitados. Talvez o qualificador mais original da dieta macrobiótica é sua ênfase sobre o consumo de vegetais asiáticos, como daikon e vegetais do mar, como algas.

Como começar no vegetarianismo ou veganismo?

Se você estiver interessado em explorar uma dieta vegetariana saudável, mas ainda não deu o salto, confira em nosso blog várias dicas que já colocamos sobre como tornar-se vegetariano . Ou, se você já é vegetariano, dedique alguns minutos para compartilhar como você foi se tornou um vegetariano, para que outros possam aprender com a sua experiência!

Fonte:https://estilovegan.com.br/tipos-dieta-vegetariana-vegan-diferencas-entre-elas/

Diferenças entre o VEGETARIANO e o VEGANO.



Explicando algumas diferenças entre o VEGETARIANO e o VEGANO.


Vegetariano:

Vegetarianismo é um regime alimentar que exclui da dieta todos os tipos de carne (boipeixefrutos do marperufaisãopacaporcocarneirofrango e qualquer ave, etc), bem como todos alimentos derivados. É baseado fundamentalmente no consumo de alimento de origem vegetal, com ou sem o consumo de laticínios e/ou ovos. O veganismo, ou vegetarianismo estrito, exclui da dieta todo e qualquer consumo de alimentos ou sub produtos derivados de origem animal, assim, seus adeptos também não consomem ovoslaticínios (leite, queijo, manteiga) e mel.

Vegano:

Veganismo é uma filosofia de vida motivada por convicções éticas com base nos direitos animais, que procura evitar exploração ou abuso dos mesmos, através do boicote a atividades e produtos considerados especistas (Especismo - Espécie + ismo)*. 

Essa forma de dieta é frequentemente confundida com o veganismo, mas, embora veganos sejam vegetarianos estritos, não são a mesma coisa:
"Apesar de [nutricionalmente] classificarmos os 'vegetarianos verdadeiros' apenas pela alimentação, existe uma diferença entre o vegano e o vegetariano estrito. Geralmente o vegano também não utiliza produtos não alimentícios provenientes de animais, como lã, couro, seda e pele. Quando falamos em termos [exclusivamente] nutricionais, não faz diferença essa classificação."


Formas de vegetarianismo


Ovolactovegetarianismo

Dieta composta por alimentos de origem vegetal, ovos, leite e derivados deles. Nesta dieta só há a exclusão de qualquer tipo de carne da alimentação.

Lactovegetarianismo

Dieta composta por alimentos de origem vegetal, leite e seus derivados. Os que a seguem não comem ovos nem qualquer tipo de carne. Essa é a dieta tradicional da população indiana.

Ovovegetarianismo

Dieta composta apenas por alimentos de origem vegetal e ovos, havendo a exclusão dos produtos lácteos e seus derivados e de carne.

Vegetarianismo semiestrito

Dieta que exclui quase todos os alimentos de origem animal, abrangendo somente o mel.

Vegetarianismo estrito

Também chamado de vegetarianismo verdadeiro, é uma dieta que exclui todos os produtos de origem animal. Vegetarianos estritos não comem, assim, qualquer tipo de carne,ovos, laticínios, mel, etc., retirando da dieta todos os produtos de origem animal.

Enquanto o vegetarianismo estrito é apenas um regime alimentar, veganismo é respeito aos direitos animais - o que inclui o vegetarianismo estrito por razões éticas, mas não apenas (circo com animais, rodeios, produtos testados em animais, e qualquer outra forma de exploração animal é boicotada pelos veganos).

*Especismo - Espécie + ismo)* é o ponto de vista de que uma espécie, no caso a humana, tem todo o direito de explorar, escravizar e matar as demais espécies por serem elas inferiores. É a atribuição de valores ou direitos diferentes a seres dependendo da sua afiliação a determinada espécie. O termo foi cunhado e é usado principalmente por defensores dos direitos animais para se referir à discriminação que envolve atribuir a animais sencientes diferentes valores e direitos baseados na sua espécie, nomeadamente quanto ao direito de propriedade ou posse.
O especista acredita que a vida de um membro da espécie humana, pelo simples fato do indivíduo pertencer à espécie humana, tem mais peso e mais importância do que a vida de qualquer outro ser. Os fatores biológicos que determinam a linha divisória de nossa espécie teriam um valor moral – nossa vida valeria “mais” que a de qualquer outra espécie.
De modo similar ao sexismo e ao racismo, a discriminação especista pressupõe que os interesses de um indivíduo são de menor importância pelo mero fato de se pertencer a uma determinada espécie. De acordo com a igual consideração de interesses, sua semelhança implica deverem ser respeitados independentemente da espécie considerada. Infligir dor a um animal sem se preocupar com isso é ignorar o princípio básico da igualdade, que parte da premissa da igual consideração de interesses.

Fonte: Wikipédia.

Fonte:http://www.sitedanutricao.com.br/2014/03/diferencas-entre-o-vegetariano-e-o.html


Qual a diferença em ser vegetariano e vegan


Existe muitas vezes a dúvida, sobre as diferenças entre um vegano e um vegetariano e também sobre o que define um vegetariano.
Hoje, numa conversa, surgiu essa questão. O que é um vegetariano e se o vegetariano come peixe. De facto existem muitos, que se intitulam de vegetarianos, mas continuam a consumir produtos de origem animal, incluindo peixe.
O vegetarianismo define-se pela exclusão de produtos animais da alimentação (carne, peixe, leite, ovos e derivados). Quando a vegetarian society começou-se permitir a inclusão de ovos, leite e derivados, Donald Watson sentiu a necessidade de separar os que queriam incluir estes produtos e os que queriam seguir o regime vegetariano puro. A palavra vegan deriva de veg(etari)an.
Ao contrário do que se possa pensar, o veganismo não é um regime alimentar, mas uma filosofia de vida, que não só exclui todos os produtos animais ou que possam ter causado sofrimento animal (vivissecção ) da alimentação, mas também do vestuário, cosmética, produtos para a casa,… A alimentação que o vegan segue é a vegetariana.
A alimentação vegetariana pode ser dividida nas seguintes categorias:
Ovo-lacto-vegetariano
A sua alimentação inclui lacticínios e ovos.
Lacto-vegetariano
Excluem os ovos da alimentação, mas mantém os lacticínios.
Ovo-vegetarianos
A sua alimentação inclui ovos, mas retiram os lacticínios.
Vegetarianos
Os vegetarianos não consomem produtos de origem animal, excluem as carnes, peixe, ovos, lacticínios, mel.
Frutívoros
Os frutívoros alimentam-se, como o nome indica, de frutas, grãos e sementes. A sua alimentação difere da vegetariana, uma vez que os frutívoros se recusam a consumir raízes e germinados.
Crudívoros
A alimentação crudívora é baseada se única e exclusivamente em alimentos crus, preservando as propriedades nutritivas dos alimentos.
Fonte:http://sociedadevegan.com/diferencas-entre-ser-vegetariano-e-vegano/
O vegetarianismo não quer dizer ingerir alimentos de origem vegetal. Na verdade, a origem do termo vem do latim vegetus, que significa saudável. Quando ouvimos dizer que alguém é vegetariano, muitas vezes associamos apenas que a pessoa quer proteger os animais.
Porém, uma pessoa pode adotar o vegetarianismo por diversas razões: a principal seria por saúde, como o próprio termo implica. Mas ética, religião, meio ambiente, proteção dos animais e até estética podem entrar na equação. Basicamente, quem decide ser vegetariano não come mais qualquer tipo de carne.
Mas por existirem tantos fatores que podem estar associados à decisão de se tornar vegetariano, algumas formas diferentes de se ver e praticar o vegetarianismo surgiram, assim é comum muitas pessoas confundirem alguns termos desse universo, como vegetariano e vegano, por exemplo. Para acabar com suas dúvidas, preparamos um artigo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O Vegetarianismo e suas classificações

O vegetarianismo nada mais é do que uma dieta à base de alimentos de origem vegetal, excluindo completamente qualquer carne de origem animal. Ou seja, quem é vegetariano consome vegetais, grãos, sementes, frutas e cereais. Ovos e laticínios, embora sejam de origem animal, estão incluídos na dieta de alguns vegetarianos. Por essa e outras diferenças, os vegetarianos acabaram sendo categorizados em 4 grupos principais.
Ovolactovegetarianos – Não consomem carne, porém consomem ovos e laticínios além da dieta vegetariana.
Lactovegetarianos – Não consomem carne nem ovos, mas consomem laticínios. É um tipo de vegetarianismo muito comum na Índia, por estar ligado a questões religiosas.
Vegetarianos Estritos – Não consomem carne, ovos ou laticínios, por acreditarem que ovos e laticínios também prejudicam os animais.
Veganos – O vegano é antes de mais nada um vegetariano estrito, porém o conceito extrapola o campo da alimentação, se tornando uma ideologia ética e política de defesa dos animais.

Vegetarianos Estritos e Veganos


Depois de conhecermos os tipos de vegetarianismo, realmente algumas dúvidas ficam no ar. Quando comparamos vegetarianos estritos e veganos, pode ser comum achar que ambos são a mesma coisa, mas existe uma clara diferença.
Resumidamente, os vegetarianos estritos focam só no plano da alimentação, enquanto os veganos, além de serem vegetarianos estritos, vão além e militam em prol da defesa dos animais. Por questões éticas, os veganos (do termo inglês vegan), além de não consumirem nenhum alimento de origem animal (ovos, laticínios, mel, gelatina, etc.), também não usam produtos de origem animal, como roupas que sejam de pele ou couro de animais, seda, lã e lanolina. Produtos testados em animais também são cortados, como xampus e outros produtos de higiene, cosméticos e até remédios. Espetáculos que utilizam animais também são condenados, como circos, touradas, rodeios, etc.
Ou seja, o veganismo vai além de uma alimentação vegetariana, excluindo da sua vida qualquer forma de exploração ou tratamento cruel com os animais. Muitas vezes o termo “dieta vegana” é utilizado de forma equivocada, já que veganismo não é dieta alimentar. O correto é sempre usar “dieta vegetariana”.
Antes de se tornar um vegano, a pessoa provavelmente passou por alguns passos do vegetarianismo, sendo um vegetariano estrito antes de, por questões éticas e ideológicas, se tornar um vegano. Ser um vegano é uma filosofia de vida.

Outros termos vegetarianos

Ainda existem outros termos quando o assunto é vegetarianismo. Embora não reconhecidos pelos vegetarianos, existem pessoas que se autodenominam “semi-vegetarianos” e “pescovegetarianos” (que consomem peixes e frutos do mar ocasionalmente).
Há ainda outros dois grupos derivados do vegetarianismo estrito:
Frugívoros – também chamados de “frutívoros”, só se alimentam de frutos, sementes e grãos, pois são contra uma alimentação que mate as plantas, evitando assim consumir qualquer raiz (batata, cebola, cenoura, etc). Muitos consideram uma ramificação do veganismo, pois além de proteger os animais, os frugívoros não participam da morte das plantas, tendo compaixão por todos os seres vivos.
Crudívoros – Só consomem alimentos crus, pois pregam que o homem é o único animal que cozinha seu alimento, fazendo com que ele perca seus nutrientes no processo. Ao contrário do que muitos pensam, não são necessariamente veganos, pois muitos consomem mel e outros produtos de origem animal, como ovo cru e leite.

Cuidados com uma alimentação vegetariana

Embora uma dieta vegetariana seja sinônimo de vida saudável, é preciso tomar alguns cuidados. O vegetariano quase não consome gordura saturada, e sua alimentação é rica em antioxidantes, potássio, magnésio, folato, fibras, carboidratos, proteínas…
Porém, na alimentação do vegetariano pode faltar ferro, zinco, iodo, cálcio, vitamina D, vitamina B12, entre outros, e isso pode causar problemas ao organismo. Por isso, antes de embarcar em uma dieta vegetariana, procure sempre um nutricionista. O vegetariano pode ter que tomar suplementos vitamínicos e é bom fazer exames de sangue periódicos, para acompanhar qualquer desequilíbrio no organismo.

Você sabe a diferença entre veganos, frugíveros, vegetarianos e ovolactovegetarianos?

A alimentação saudável vem ganhando força no mundo todo, seja por questões ideológicas ou pela preocupação com o bem estar do corpo e mente.
Muita gente acredita na diversidade alimentar e leva uma alimentação rica em vegetais, frutas e grãos, sem consumir produtos derivados de animais — que vão muito além da carne, como ovos e laticínios também.
A opção por uma dieta como essa vai ao encontro da busca por um estio estilo de vida mais equilibrado, e cada um de seus adeptos parece encontrar nessa filosofia uma maneira de se sentir melhor através da alimentação. Mas existem grandes diferenças entre cada modelo de dieta saudável.
Conheça mais sobre os conceitos da diversidade alimentar e entenda cada um deles!
Vegetariano
Todo mundo tem um conhecido que se diz vegetariano e só come peixes ou carnes brancas. Mas o vegetariano de verdade não come nenhum tipo de carne, de nenhum tipo de animal. Isso quer dizer que, além do boi e do porco, também não são consumidas as carnes de frango, peixe, embutidos — como o salame, salsicha, presunto e mortadela — e frutos do mar. Essa dieta não consome nenhum produto que seja derivado da morte de algum animal.
prato-vegetariano
Prato para vegetarianos – Grãos cozidos com legumes, ervas e queijo ricota. Hmmm…
Vegano
Além de não consumirem nenhum tipo de carne, ovos, laticínios e quaisquer derivados de uma espécie animal — inclusive o mel —, outro ponto que chama atenção no veganismo é que seus adeptos não consomem outros produtos derivados de animais, e nisso estão incluídas as roupas, sapatos e acessórios feitos de couro, pele e lã animal, nem adquirem produtos de beleza — como shampoos, cremes e maquiagem — que foram previamente testados em animais.
Essa opção vai além da alimentação saudável e tem muito mais a ver com uma ideologia de consumo consciente e combate à crueldade com os animais.
prato-vegano
Chips de abobrinha ao forno! Ótima opção de entrada para veganos!
Outra boa pedida para lanchinhos e petiscos é a nossa snackbox vegana!
vegana

Ovolactovegetarianos
A premissa básica dessa dieta é não comer carne de nenhuma espécie, mas as pessoas adeptas da dieta ovolactovegetariana consomem normalmente os laticínios e ovos, pois entendem que os animais não tiveram que ser sacrificados para fornecer esses dois tipos de alimentos.
Também há aqueles que preferem não consumir ovos — os chamados lactovegetarianos —, e aqueles que preferem não consumir leites e seus derivados — ovovegetarianos. A adoção dessas dietas pode ter fundo religioso, como é o caso do ovovegetarianismo, muito comum entre os praticantes de algumas regiões da Índia, que têm a vaca como uma figura sagrada e sua carne e derivados não podem ser consumidos em hipótese alguma.
ovolactovegetariano
Prato para Ovolactovegetarianos: Purê + cogumelos + legumes no vapor e um toque de queijo
Frugíveros e crudívoros
Entre os veganos há, ainda, aqueles que somente se alimentam com frutas em seu estado puro, ou seja, não ingerem nenhuma mistura que não seja frutífera e consomem também sementes como a castanha, amêndoa e amendoim.
Já os crudívoros, como o próprio nome sugere, somente ingerem alimentos crus, sem que passem por qualquer tipo de processo de cozimento ou preparo que retire seus nutrientes naturais. A razão por trás dessas opções de alimentação tem muito a ver com o cuidado com a saúde, já que ao consumir apenas frutas e alimentos crus, evita-se o consumo de produtos industrializados que contém agentes nocivos, como corantes e conservantes.
frugivero
Mix de frutas e semetes para frugiveros e crudívoros
Segue alguma dessas dietas? Esperamos que suas dúvida sobre as diferenças entre veganos, frugíveros, vegetarianos e ovolactovegetarianos tenham acabado :)
Fonte:https://www.farofala.com.br/blog/veganos-frugiveros-vegetarianos-e-ovolactovegetarianos/

Desvantagens em ser vegetariano

Embora a dieta vegetariana traga muitas vantagens consigo, é inegável que algumasdesvantagens também serão percebidas e sentidas por aqueles que adotam tal dieta. Podemos separar as desvantagens do vegetarianismo em dois grupos: adesvantagem social e adesvantagem nutricional.
  • Chamo de desvantagem social o fato de que a comida vegetariana ainda não é priorizada como a comida com carne. Em muitos ambientes o vegetariano deixa de se alimentar pois todos os alimentos são feitos à base de carne – frango, presunto, carne moída, etc. Muitas vezes em lanchonetes os vegetarianos só podem comer pão de queijo, e olhe lá! Em buffets, festas, jantares de família e outros eventos sociais, o prato principal é quase sempre à base de carne, com nula ou pouca alternativa vegetariana. Apesar do mercado já ter se atentado às demandas dos vegetarianos, com produtos em supermercados adequados à essa dieta, a prática social ainda privilegia a carne e acredita que seu consumo é universal… o que é falso!
Desvantagens da dieta vegetariana
Quais são as desvantagens da dieta vegetariana?
  • Quanto ao prejuízo nutricional,  isso significa que a dieta vegetariana necessita de atenção redobrada e busca por suplementação para que seja satisfatória e completa. Embora a alimentação vegetariana forneça os nutrientes essenciais, alguns estão presentes em grande quantidade somente na carne. O teor reduzido de proteína e vitamina B12 nos alimentos vegetarianos torna necessária uma preocupação com o conjunto da alimentação, pois será na combinação entre os alimentos que as necessidades nutricionais serão realmente cumpridas. Legumes, frutas, verduras, cereais e soja deverão fazer parte da dieta diária vegetariana e consumidos em quantidades grandes, pois a absorção de certos nutrientes, como o fósforo, é menor nestes alimentos do que na carne. O vegetariano precisa anualmente fazer um exame de sangue para descobrir o nível de vitamina B12 e de ferro. Caso essas taxas estejam baixas, será prescrito pelo médico uma injeção anual e controle por comprimidos.
Essas duas desvantagens da dieta vegetariana não são, entretanto, um impedimento para que ela seja praticada e defendida. Com paciência e planejamento da alimentação, essas duas desvantagens são certamente neutralizadas.

Vegetarianismo: prós e contras!

Após termos escrito sobre as desvantagens de ser vegetariano, e a maioria dos outros posts que enfatizam suas vantagens, faremos uma lista didática dos prós e contras do vegetarianismo, algo de fácil visibilidade e entendimento para os que estão ponderando sobre a adesão à dieta vegetariana. Como a maioria das coisas, existem vantagens e desvantagens no vegetarianismo. Mas uma coisa é certa: ao dizer dos prós e contras, das vantagens e desvantagens, devemos pensar não só na nossa situação, mas na situação de todos os seres implicados em nossas escolhas. Não é algo simples: o que muitas vezes é desvantajoso para nós pode, no entanto, ser o mais ético. O que nos traz prazer pode não ser o mais correto. Algo pode ser vantajoso para mim e desvantajoso para o outro. Fica a dica para a avaliação!
Prós do vegetarianismo:
  • A dieta vegetariana diminui a ocorrência de muitas doenças, como problemas cardíacos, câncer, diabetes e outras.
  • Os casos de osteoporose em vegetarianos é reduzido, pois perdem menos cálcio pela urina do que aqueles que ingerem carne.
  • A dieta vegetariana é do ponto de vista ético a mais correta, pois é contra a matança e exploração animal que não se justifica racionalmente como uma verdadeira necessidade. Num mundo com abundância de outros alimentos a matança de animais para consumo é injustificada.
  • Os vegetarianos têm uma alimentação mais variada, prezam e buscam conhecer os alimentos disponíveis pois não ficam presos ao cardápio tradicional que gira em torno da carne.
  •  As funções intestinais são melhores nos vegetarianos pela ingestão de fibras presentes nos vegetais.
  • O vegetarianismo é uma postura que vai na contracorrente do individualismo e descaso com o meio ambiente, uma postura urgente para os tempos atuais.
  • Segundo uma comunidade do Orkut: “Vegetarianos trepam melhor”.
Vantagens e desvantagens de ser vegetariano
Aspectos positivos e negativos do vegetarianismo

Contras do vegetarianismo:
  • É difícil para o vegetariano viver em uma sociedade predominantemente carnívora. Se você não se preparar pode não ter o que comer em ocasiões sociais!
  • A todo momento as pessoas querem saber por que você é vegetariano e você precisa repetir a todo momento as suas razões para tal.
  • Você tem que escutar argumentos idiotas como “Mas a alface também é um ser vivo!”, ou piadas bestas como “Pelo menos a vaca tem chance de correr, o pé de couve não!”
  • A atenção com a alimentação deve ser redobrada para que não aconteça nenhuma carência nutricional. Será uma preocupação a mais com sua saúde.
  • Se você não gosta de cozinhar o vegetarianismo pode ser uma pedra no sapato. Você será obrigado a aprender receitas básicas para a sua sobrevivência.
  • Ao viajar você pode passar alguns apertos, a não ser que siga essas dicas!
Não podemos generalizar e falar que necessariamente a dieta vegetariana traz benefícios a saúde. Isso porque existe a dieta vegetariana bem feita e a dieta vegetariana mal feita. De nada adianta abolir a carne da alimentação, crendo estar salvando os animais e a saúde, sem se preocupar com uma substituição que cumpra as necessidades nutricionais que a carne antes fornecia. Muitas pessoas se tornam vegetarianas, principalmente jovens, e acabam entrando em casos de desnutrição e obesidade, pois se restringem às massas, pães, salgados e macarrões instantâneos. Deixam de comer carne mas não passam a comer frutas, legumes, verduras, grãos e soja, o principal substituto da proteína animal. Neste caso, quando respondemos a pergunta se parar de comer carne faz mal à saúde, a resposta é: depende. Na verdade, até para a dieta com carne a resposta é igual, pois uma alimentação restrita à carne e que não usufrua dos outros alimentos e vitaminas é uma dieta carente que trará prejuízos à saúde.
Deixar de comer carne faz mal?
A dieta vegetariana faz mal para a saúde?

Mas se bem administrada, a dieta vegetariana fará muito bem à saúde, ajudando a prevenir certas doenças e trazendo bem estar e leveza ao organismo. A única atenção que os vegetarianos devem tomar é em relação à Vitamina B12, uma vitamina que está presente majoritariamente na carne e muito pouco em outros alimentos. O recomendado é que os vegetarianos façam todos os anos exames de sangue para controlarem a taxa dessa vitamina, e dependendo do resultado, será prescrita uma injeção anual. Ainda assim, a diminuição dessa vitamina no organismo começa em média a partir do quinto ano de vegetarianismo, sendo que muitas pessoas não tem qualquer problema em relação à B12.
A anemia acontece com aqueles que não fazem uma boa dieta. Folhas escuras e feijão são alimentos ricos em ferro, e por isso devem ser ingeridos sempre que possível. Um vegetariano que se alimenta bem não será um indivíduo anêmico.
Mas a grande pergunta que envolve o vegetarianismo é em relação àproteína. Além da proteína animal qual é a outra fonte? A soja é um alimento revolucionário neste sentido. Pode substituir plenamente a proteína animal além de trazer outros benefícios. O seu consumo duas vezes por semana já é suficiente para manter normalizada a taxa de proteína no organismo.
Em resumo: o vegetarianismo não faz mal à saúde se a alimentação for administrada com vários alimentos, como frutas, verduras e legumes. A restrição à massas e comidas industrializadas certamente trarão problemas futuros, mas não só na dieta vegetariana, não é mesmo?
Fonte:https://estilovegan.com.br/

Resultado de imagem para diferenças entre veganismo e vegetarianismo