MEDITAÇÃO DE AQUÁRIO - A FONTE DE AQUÁRIO - LUA CHEIA DA VIDA

Meditação de Aquário - a Fonte da Vida -Lua cheia de Aquario



A consciência expande na luz de Aquário. A Alma se reúne com todas as almas no dharma coletivo. A união libera o sofrimento da humanidade, nos fortalece com a Graça da Água da Fonte da Vida para realizar o Plano. Os servidores estão re-unidos e estão atraindo outros irmãos para compartilhar a Luz para o Bem de todos. Esta meditação irá ajudar pessoas que vivem isoladas, e solitárias. a Unidade é a luz que guia para a União.
Seja bem vindo! Seja bem vinda!
Seja feita a vontade de Deus Amem DharmadhannyaEL


SOL EM AQUÁRIO: PARTE 1
Torkon Saraydarian
Aquário é simbolizado pelo aguadeiro; a água que verte do cântaro é fogo líquido — o fogo criador.
O principal objetivo do aquariano é representar a Nova Era, suas visões, idéias e tarefas e ser a Água da vida despejada para os homens sedentos.

Há uma bela história no Novo Testamento. Cristo estava próximo de um poço e uma mulher se aproximou para pegar água.
Cristo pediu então: “Dê-me água.” Ela respondeu: “Não sabes que não posso te dar água?”“Se tu soubesses Quem te pede água, tu pedirias a Mim a água, e Eu te daria a água da vida.”
Ela respondeu: “Como poderias me dar água se não tens um balde?”“Todo aquele que beber desta água terá sede novamente. Mas o que beber da água que eu dou, nunca mais terá sede, porque haverá nele uma fonte da água da vida eterna.”
Nos escritos esotéricos, lemos que Cristo era chamado de Aquário. Era um dos seus nomes. É Sua tarefa trazer uma “vida mais abundante” na Era de Aquário.
A vida se revela estágio por estágio. Há vida no átomo, num arbusto, na árvore, no peixe, no pássaro e no animal. Há vida no selvagem e no civilizado, no discípulo e no Iniciado, num Ser Planetário, num Ser Solar.
Urna vida abundante é aquela que progressivamente expande seu raio de contato, comunicação e cooperação. Se urna pessoa vive somente para si, sua vida é muito limitada. É uma luz hesitante e um perigo para os outros.
Quando vive para um grupo, está no caminho que conduz a uma vida maior. Quando vive para uma nação sem ser um nacionalista, aproxima-se da porta da vida. Quando expande sua consciência e vive para a humanidade, a porta da vida está aberta.

Quando a pessoa vive para uma existência como um todo, vive e se movimenta numa vida mais abundante. Seu degrau de abrangência o introduz numa vida mais plena.
A energia de Aquário é elétrica. E esta energia que nos ajudará a romper nossas limitações de tempo, espaço e matéria, a desenvolver os poderes psíquicos mais elevados e a utilizar a percepção espiritual, o conhecimento direto e a intuição.
No momento, a maioria das pessoas vive como corpos físicos. O Espírito Imortal nelas está em comunicação com a existência apenas através do corpo físico. Sua comunicação e contato com a vida como um todo são extremamente limitados.
Uma determinada percentagem de Centelhas humanas encontra-se relacionada com a vida por meio dos veículos físico, emocional e mental. Seu raio de contacto é maior. Essas Centelhas possuem uma vida mais abundante e estão cientes do grande todo.
A vida mais abundante que Cristo transmite à Terra pode ser nossa quando contatamos a Fonte interior da Vida o Ser verdadeiro. A vida interior somente pode ser apreciada quando desenvolvemos o poder da intuição e nos tornamos um distribuidor de vida.
Os sedentos são aqueles que vagueiam pelo vale das sombras. Correm atrás delas dia e noite, permanecendo sempre com sede. As sombras são os objetos dos sentidos, do prazer que satisfazem a personalidade, mas deixam a alma vazia.



Aquário tem três presentes para a humanidade, se ela os aceitar e tornar-se merecedora deles. O primeiro é a oportunidade. O segundo, a iluminação, e o terceiro, a fraternidade.
São presentes dos ciclos através dos quais podemos ver o passo seguinte do futuro, o próximo trabalho para a humanidade, e através dos quais encontramos a energia e o poder com que enfrentaremos as responsabilidades maiores.
Em cada ciclo há uma oportunidade para a humanidade entrar num nível mais elevado de existência. A influência e a energia de Aquário abrem uma porta para entrarmos numa vida nova e mais avançada. Aquário oferece a oportunidade de:
1. ser iniciado em áreas maiores de conhecimento;
2. servir em campos mais amplos do empenho humano;
3. entrar em contacto com grupos mais desenvolvidos e com Ashrams;
4. ter as energias corretas sob controle e no tempo certo;
5. ter em tomo de nós pessoas receptivas e espiritualmente sensitivas;
6. cooperar com a Hierarquia; e
7. contactar o Cristo.
Muitos seres humanos terão a oportunidade de ser admitidos como discípulos aceitos. Quando sentimos o fogo do discipulado, nos tomamos uma influência criativa. Damos vida. Aquário é simbolizado pelo aguadeiro; a água que verte do cântaro é fogo líquido — o fogo criador.
Esse discípulo pode evocar o poder criador em qualquer pessoa que ele contacta. Em sua presença ela sentirá a expansão da consciência, uma liberação, alegria ou florescimento, uma necessidade de servir.
A criatividade é um processo de manifestação da Divindade Interior através da beleza, da bondade e da verdade.
Em cada ser humano existe uma beleza Cósmica eterna, colocada como uma pequena semente no solo. Precisa de água. Se regada, rompe os obstáculos para alcançar o Sol. Esta semente é a Divindade adormecida em nós.
Quando começa a irradiar, nenhum poder no mundo consegue obscurecê-La porque é a semente da Presença Onipotente no Espaço. A manifestação da nossa Divindade inata remove todas as fraquezas dos nossos veículos.
Na Era de Aquário, haverá uma maior iluminação. É o segundo presente.
A iluminação é um momento na vida, no qual se abre uma janela para os reinos do conhecimento maior, e onde conseguimos ver o propósito e a beleza da Vida.
Nos tornamos sabedores de que somos Vida. Por um momento a sua eletricidade passa através do nosso sistema e desfrutamos da sensação da unidade verdadeira.
O terceiro presente de Aquário é a fraternidade. Fraternidade é um estado de consciência no qual não existem medos, separatismo e ódios. A ira e a avareza se foram, e pela primeira vez na vida nos sentimos livres.
Liberdade é a sensação de que as pessoas realmente nos amam, de que estamos seguros entre elas e de que todas as necessidades serão satisfeitas. É o conhecimento de que todos cuidam de nós e de que nós cuidamos deles, de que estamos protegidos mesmo se cairmos porque estamos rodeados por corações que perdoam nossas falhas e nos encorajam para o sucesso.
Neste estágio de liberdade há somente luz, verdade e realidade dentro de nós: o céu do nosso ser está límpido agora.
Na Era de Aquário, toda vez que o Sol entrar em Aquário estes presentes ser-nos-ão ofertados. Como um verdadeiro aquariano, Cristo palmilhou este caminho há muito tempo, e nesta era Ele se tornou o distribuidor dessas energias.
A fraternidade começa com a boa vontade e as relações humanas corretas, expandindo para a vida em grupo, trabalhando pelo grupo através do serviço grupal.
Uma pessoa com o sentido da consciência de grupo compreende que existe uma síntese subjetiva por trás de todos os fenômenos. É a expressão desta síntese através de tudo o que ela pensa, sente e faz que a coloca como uma irmã da humanidade.


Hércules, um grande Iniciado, executou sua tarefa em Aquário da seguinte maneira: havia um rei chamado Augeas que não limpava os estábulos reais há trinta anos. O cheiro era terrível, e muitas pessoas morriam de infecção. O rei chamou várias pessoas, mas elas não foram capazes de limpá-los. Então Hércules foi ao rei e disse: “Estou aqui e posso limpar os estábulos num único dia.”
O rei não acreditou nele e imaginou que deveria haver um motivo escondido por trás da oferta. Então disse: “Pode tentar, e, se conseguir, venha me ver.”
Na manhã seguinte, Hércules foi para os estábulos e observou a área em torno. Descobriu dois rios correndo perto e teve uma grande idéia. Durante toda a manha tentou desviar o seu curso e, finalmente, conseguiu. A água entrou e em poucas horas toda a sujeira tinha sido removida.
Depois de concluído o trabalho, ele foi ao rei, prestou contas do serviço e pediu uma recompensa, mas o rei ficou zangado e disse: “Vá, antes que o mate.” Assim, Hércules deixou o rei.
Esta é uma história simbólica. O rei é a Centelha Divina em nós, algumas vezes chamada de Mônada. Hércules, como a alma humana, é um reflexo da Mônada na personalidade. Não foi morto porque ele é o Ser.
Os rios representam o fio da vida e da consciência. O fio da vida é chamado de sutratma, e está ligado ao coração. O outro fio é conhecido como fio da consciência, ligado à cabeça. Hércules liberou essas duas energias nos estábulos.
Os estábulos são as nossas naturezas física, emocional e mental nas quais acumulamos a sujeira de várias encarnações. Toda a “maya”, encantos e ilusões estão acumulados em nossos estábulos. Como podemos limpá-los?
Nossa natureza física mostra-se repleta de necessidades e impulsos. Através dos séculos esses impulsos se tomaram hábitos e moldaram a nossa vida. Herdamos a maldade, até mesmo as enfermidades, profundamente enterradas em nossos genes.
Há poluição não apenas no corpo físico individual, mas no da humanidade, e nos veios fundos da Mãe Terra. O veneno jogado nos oceanos, no ar e no solo forma uma camada pesada de “estrume” deixado nos estábulos.
Há também o estábulo emocional: ódios, pendências, subornos, ciúmes, avareza, medos, sentimentos negativos e separativistas, ira, vingança e outros. Todos esses poluentes formam uma nova camada nos estábulos.
Há o estábulo mental preenchido com pensamentos de separativismo, racismo, mentiras, preconceitos e superstições. Tudo isso está acumulado por “trinta anos” na natureza da humanidade. É estranho que ela ainda tolere esse “estrume” e não ouse libertar os dois rios para limpá-lo através de um trabalho hercúleo.
O primeiro rio pode ser compreendido corno o rio da existência, uma vida vivida próxima ao conceito de sobrevivência, com força de vontade e decisão para permanecer no lado das atividades diárias e abstendo-se dos pensamentos, sensações e ações que causam a morte.
O outro rio, o da consciência, é o rio da razão pura e lógica à luz da sobrevivência da humanidade, do bem maior. E o rio que revela a verdade — e esta nos deixa livres. É o rio que descobre a face da corrupção, da miséria, da exploração e dos inimigos pessoais, nacionais e internacionais do homem.
É o rio que purifica a nossa mente de todas as formas-pensamento cristalizadas e obsoletas, proporcionando-nos a liberdade de viver para a sobrevivência e transformação da humanidade.
Esses dois rios são indicados pelo símbolo de Aquário, água eletrificada de vida, despejada para limpar os estábulos da humanidade.
A cada ano, aproximadamente de 22 de janeiro a 19 de fevereiro, a humanidade deve se ocupar em limpar seus estábulos, liberando conscientemente os dois rios em sua vida. Em outras palavras, devemos invocar nossa força de vontade e a luz do nosso intelecto, aproveitando-os de maneira prática para trabalhar nos estábulos da nossa natureza.
Se isso for feito a cada ano, a sujeira acumulada poderá, eventualmente, desaparecer.
É interessante notar que Hércules não lidou com a sujeira acumulando-a num canto, mas libertou os dois rios e deixou-os executar o trabalho de purificação.
Não devemos aceitar o “estrume” em nossa natureza. A responsabilidade é libertar a luz da consciência e a força de vontade para que o acúmulo de sujeira desapareça ou desvaneça.
A primeira exigência em Aquário e na Era de Aquário será a purificação da vida pessoal e planetária. Através da purificação, a humanidade sobreviverá e progredirá no caminho da evolução maior.
A “sujeira” acumulada em nossa personalidade leva à insanidade, à insônia e à doença. Este acúmulo causa a transformação dos raios de benevolência em veneno para o nosso tríplice organismo. A sujeira serve de passagem para as forças obscuras nos possuírem e se utilizarem de nós para fins destrutivos.
Atingida a purificação nos voltamos para uma vida maior e para a luz, a Divindade Interior em nós revelada, e alcançamos a “vida mais abundante”, “a Água da vida despejada para o mundo sedento”, a sede d.o mundo pela vida espiritual.
Alice Bailey.
Torkon Saraydarian

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA