SHEMITÁ,TSUNAMI EM 2015,LUAS DE SANGUE E SINAIS DO ÁPICE DO APOCALIPSE PARA 2036

apophis, shemitá 2035-2036, sinais do apocalipse, lua de sangue
Shemitá, Tsunami em 2015, Luas de Sangue e Sinais do Ápice do Apocalipse para 2036

Lua de sangue chegando dia 04 de abril e o tema volta ao debate... Recebi no fórum um interessante vídeo do leitor MM93 mencionando o trabalho do rabino Jonathan Cahn com um estudo sobre os ciclos de shemitá e suas ligação com grandes eventos de ascensão e queda, não apenas dos Estados Unidos como eventos de ordem global. O vídeo está disponível aqui:

 
Da mesma forma que na cultura hebraica existe o shabat para o homem, ou seja, o sétimo dia da semana que é para o descanso, a terra também possui o seu shabat, que é o sétimo ano dentro de um período de sete anos. Exatamente no ano sétimo novo judaico (Rosh Hoshná) , que ocorre entre final de setembro e início de outubro segundo o calendário ocidental acontece o shemitá (7º Rosh Hoshná de um período de 7 anos).

Segundo a teoria apresentada por Jonathan Cahn (ver o vídeo) o período de setembro de 2014 a setembro de 2015 (que compreende um shemitá) poderá trazer algum evento significativo para a economia americana.  Outro argumento utilizado pelo rabino é que teremos um eclipse solar parcial dia 13 de setembro de 2015 e uma lua de sangue dia 28 de setembro, 15 dias depois e que esses seriam os sinais descritos pelos profetas bíblicos (a lua ficando vermelha como sangue, o sol escurecendo).

A questão é que Jonathan esqueceu-se de algumas questões importantes: no Sermão Profético quando alguns sinais são descritos, Jesus cita a profecia de Daniel dos 70 períodos e durante o capítulo 12 do Apocalipse um dos sinais citados é de "uma virgem vestida de sol com a lua a seus pés" e no próprio Apocalipse, capítulo 09 é mencionado um conflito de 5 meses que precede o Armagedon (tal conflito teria que começar em abril e arrastar todas as nações do planeta para o Armagedon em setembro e o auge dos eventos profetizados na Bíblia)

Aqui temos um problema, pois 2015 não têm qualquer ligação com a profecia dos 70 períodos de Daniel e, além disso, o Sol passa pela constelação de Virgem (a virgem vestida de Sol) apenas ao final de setembro e esse, segundo o Apocalipse é o primeiro de uma série de sinais e não o sinal derradeiro. Além disso, a lua estaria aos pés da constelação, o que não aconteceu em setembro de 2014, o que demonstra que apesar das observações sobre os ciclos de shemitá estarem corretas, não será nesse shemitá (2014-2015) que veremos o auge do Apocalipse.


Um grande evento em 2015

Como já expliquei em textos anteriores do blog e sobretudo no texto com as previsões para 2015 publicado no dia 2 de janeiro, existem duas profecias, de Nostradamus e Parravicini, apontando para um evento de proporções mundiais quando o papa estivesse nas Américas e quando tivéssemos dois papas. Considerando a idade avançada de Bento XVI, a cada ano essa profecia fica mais próxima de ocorrer e pode ocorrer durante o shemitá que termina em setembro de 2015. Vale ressaltar que esse ano o papa Francisco visitará a América do Sul em julho e os Estados Unidos em setembro. Então poderemos sim ter um grande evento, nas não o auge dos eventos (nem Armagedon, nem Nibiru, nem nova era). O texto com essas profecias de Parravicini e Nostradamus estáAQUI 


 Parravicini profecia papa na América

"O Papa se afastará do Vaticano em viagens e chegará à América, enquanto a humanidade cairá” (Parravicini)

Na imagem aparece o desenho do papa e da Igreja sobre as águas e boiando uma garrafa com o dizer "humanidade" dentro. Indicação de um evento pelas águas. Recebi inclusive da leitora Andréa a informação de que em vários estados ao leste dos Estados Unidos uma mensagem de alerta passou em várias tvs por vários minutos, como uma espécie de teste (preparação) para um evento futuro que exija um alerta real. O único evento que poderia atingir esses estados ao mesmo tempo seria um tsunami vindo do Atlântico, exatamente por um evento ocasionado pelo Cumbre Vieja. As imagens replicadas no Twiter podem ser vistas AQUI 


 Centúria e quadra profetizando dois papas

"O que penúria! Mas dois grandes de “bons ares” Por terra e mar socorrerão todas as partes” (Centúria III, Quadra V)

Temos dois papas, um é europeu e o atual é das Américas. Um santuário de Nossa Senhora de Bonaria existe na Argentina (Américas) outro na Europa (Cagliari, na Sardenha). A profecia parece indicar então essa associação entre os dois papas e os dois santuários de "bons ares"

Centúria 3 multiplicada pela Quadra 5 = 15 (2015) Será?


Shemitá 2035-2036 e o Auge dos Eventos

Então qual seria a ligação do shemitá com o auge dos eventos em 2036? A primeira delas é que teremos um shemitá entre final de setembro de 2028- setembro de 2029 e início de outubro de 2035 a outubro de 2036 e dentro desse período teremos as duas passagens próximas do asteróide Apophis, em abril de 2029 e 2036.

Temos ainda profecias de Parravicini e Nostradamus apontando que os 5 meses que precedem o Armagedon se iniciam em maio de 2035 e vão até outubro (quando começa o shemitá). Essas profecias estão aqui:





Não bastassem esses indicativos proféticos, exatamente no primeiro dia da shemitá em 2035, 04 de outubro teremos o Sol passando pela constelação de Virgem com a Lua quase "colada" aos "pés" da constelação, exatamente o sinal descrito no capítulo 12 do Apocalipse. João descreveu exatamente a "foto" do céu no dia do Hosh Roshná/ Shemitá de 2035, o último período da profecia de Daniel citada por Jesus no Sermão Profético e deixou a pista: "a lua estaria sob os pés da Virgem" algo que é pouco comum (podem conferir utilizando o programa Stelarium).

Além disso, os 70 períodos da profecia de Daniel iniciados com a restauração de Jerusalém aos hebreus em 1967 termina exatamente em 2036, sendo que antes de abril de 2036 (queda do asteróide) teremos um eclipse lunar e um eclipse solar no mesmo mês em fevereiro de 2036. Ou seja, o raciocínio do rabino sobre os ciclos de shemitá está correto, elas demarcam grandes eventos, o erro foi colocar a shemitá de 2014-2015, pois não há nada na profecia dos 70 períodos de Daniel citada por Jesus entre os sinais do Apocalipse e ao mesmo tempo não existe o sinal do sol passando pela constelação de virgem com a lua a seus pés entre 2014 e 2015. É provável sim que tenhamos um evento significativo em 2015, não apenas pelo shemitá, mas pelas profecias de Parravicini e Nostradamus que apontam nessa direção, mas não para Armagedon ou auge do Apocalipse

A linha do raciocínio de Jonathan Cahn está correta: existe uma interligação entre as profecias, sobretudo as do Sermão Profético, Daniel capítulo 09 e Apocalipse capítulo 12 que falam sobre a cronologia do Apocalipse e seus sinais, entre eles eclipse solar, lua de sangue e "uma virgem vestida de Sol com a lua a seus pés" e uma interligação entre esses sinais com o calendário das principais festas judaicas em ORDEM CRONOLÓGICA.

Esse foi o tema principal da última palestra que eu fiz com mais de 2 horas e que fala exatamente sobre isso (em breve estará disponível no Youtube), com informações inéditas em relação ao blog e em relação A Bíblia no 3º Milênio. Na palestra que fiz em março de 2015  interpretei por completo todo o Sermão Profético, resumindo de forma clara e sintetizada a cronologia do Apocalipse e os sinais contidos no capítulo 12. Todo esse material será compilado em um pequeno livro, que servirá como base e resumo simplificado para aqueles que já estudaram ou desejam estudar o conteúdo mais profundo e completo das profecias na Bíblia no 3º Milênio.

Essa cronologia do capítulo 12 do Apocalipse está explicada AQUI 


Cronologia dos Eventos – Sinais e Calendário Judaico


 Os sinais do Apocalipse de 2035 -2036


O primeiro dia do shemitá em outubro de 2035 demarca o sol passando pela constelação de virgem com a lua a seus pés. É o primeiro sinal descrito no apocalipse capítulo 12.

Quando o Sol passar "dentro" da constelação de Virgem e fizer conjunção com a estrela mais brilhante (Spica) e assim a Virgem "der a luz" será exatamente 18 de outubro, diz exato em 2035 da festa do sucot (a primeira das duas colheitas celebradas no ano judaico).

Em fevereiro de 2036, dias 11 e 27 acontecerá os sinais, um eclipse solar e uma lua de sangue.

Dia 11 de abril começa a Pessach, a páscoa, que simboliza o início da primavera. No mundo cristão esse período simboliza, todos os anos, A VOLTA DE JESUS, quando ele ressuscita e fica 40 dias materializado entre os homens após ter sido crucificado. Por isso Jesus falou no Sermão que seria "como nos tempos de Noé" no qual "choveu" por 40 dias. Mas também diz que "aqueles dias seriam abreviados", pois o Apocalipse e as Escrituras falam "no dia do senhor", "o dia da ceifa", que simboliza não o Yom Kipur judaico, mas sim a colheita (ceifa)

Eclipse, lua de sangue e sinais no sermão profético 


A partir da Pessach (11 abril de 2036) temos a contagem do Omer (49 dias ou 7 semanas) período que a cevada e outros grãos são colhidos e ao final, no 50º dia ocorre o Shavuot, festa que celebra a colheita do trigo, a separação do joio e do trigo, exatamente no final da primavera e início do verão, mencionado por Jesus no Sermão profético quando ele fala da geração dos frutos na figueira e menciona que tudo aquilo que ele estava profetizando aconteceria DURANTE ESSA GERAÇÃO , ou seja, durante a contagem do Omer.

Espiritualmente isso se explica claramente, pois após o desencarne de bilhões de pessoas (metade da humanidade) a separação do "joio e do trigo", ou seja, quem permanecerá na Terra e quem será exilado, só poderia acontecer após findados os eventos no mundo físico e os espíritos que fossem exilados já estivessem desencarnados. Considerando que o auge dos eventos físicos será em 24 de abril de 2036 e o final do Omer em 2036 será bem no fim de maio, com a separação do joio e do trigo, temos a exata cronologia dos eventos, com o período entre final de abril de 2036 e final de maio de 2036 como os dias que os futuros exilados já desencarnados serão encaminhados para o mundo exílio.

Podemos então compreender que o rabino Jonathan Carter chegou perto, mas faltou "o pulo do gato" que seria exatamente considerar as profecias (Daniel cap 9) e os sinais além dos eclipses, que foram citados no sermão profético e no Apocalipse para que ao unir todas essas profecias ele chegasse ao ano de 2036 ao invés de considerar 2015 como auge dos eventos do Apocalipse. É por esses motivos que o estudo comparativo e amplo das profecias evita equívocos, como o foram a "profecia maia 2012" ou "nova era em 2012", pois bastaria apenas comparar as profecias mais confiáveis do mundo para observar que nem em 2012 e nem em 2015 teremos auge do Apocalipse, a não ser que Daniel, Jesus, João no Apocalipse, Nostradamus e Parravicini (apenas para citar alguns) tenham combinado de errar em conjunto, o que devido ao grande número dos seus acertos é bem improvável.


Nova Palestra e Novo Livro sobre 2036

Espero que após a divulgação do vídeo da palestra (realizada em março e em processo de edição) e em breve o lançamento de um pequeno livro (de no máximo 150 páginas) as questões ligadas ao auge dos eventos em 2036 e sua cronologia mostrada nas profecias fique mais "palatável" devido ao grande número de informações contida no blog e na A Bíblia no 3º Milênio o que pode dificultar o estudo mais básico e resumido devido a amplitude e quantidade das informações ali mostradas.

Acredito que assim possa facilitar o estudo sobre o auge dos eventos do Apocalipse, permitindo um estudo mais fácil sobre a transição planetária e a vinda da nova era após o exílio planetário em 2036, evitando confusões como a que alguns fizeram em 2012 e esclarecendo algumas questões importantes sobre 2015 e sobre eventos em outros anos antes de 2036, mas que serão eventos que ainda não representarão o auge dos eventos. 

 

Dessa forma acredito que um número maior de leitores, interessados no tema profético, compreenderão melhor o desenrolar dos eventos da transição planetária, com base nos estudos comparativos das profecias dos profetas mais confiáveis do mundo, uma bússola verdadeiramente segura apontando para uma direção correta nesses estudos, sobre os sinais do Apocalipse (eclipse solar e luas de sangue) o Armagedon e a vinda da serpente primitiva (Apep) nas asas (voando) da abominação trazendo através do asteróide Apophis em 2036 o auge dos eventos da transição planetária   


Facebook Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias o Ápice em 2036:


Os sinais do Apocalipse de 2035 -2036

Eclipse, lua de sangue e sinais no sermão profético

apophis, shemitá 2035-2036, sinais do apocalipse, lua de sangue

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA