OS CONTOS DE FADA E A PSIQUE HUMANA

contos de fadas2

Os Contos de Fada e a Psique Humana

Ludika Lua


“Todas as angústias e dificuldades infantis, como a necessidade do amor, do medo e do desamparo, da rejeição e da morte são colocados nos contos de fadas em lugares fora do tempo e do espaço, mas muito mais reais para as crianças. Os contos estão repletos de problemas como a presença do bem e do mal, e partindo desse ponto pretendemos desenvolver uma reflexão sobre a fantasia e suas imagens simbólicas nos contos de fada como recursos fundamentais no desenvolvimento humano.”

De acordo com Dr. Jung, nos contos de fadas, existe um material consciente culturalmente muito menos específico e, conseqüentemente, eles oferecem uma imagem mais clara das estruturas psíquicas. Proporcionar-nos a fazer uma viagem maravilhosa pelos caminhos do imaginário, considerando e mostrando toda a importância que tal recurso proporciona satisfatoriamente na formação da psique humana.
A psicanálise e os contos de fadas, Bruno Bettelheim mostra as origens dos contos de fadas, sua repercussão na infância e sua influência no inconsciente coletivo. Revelar-se-ão todas as situações que ocorrem fora do nosso entendimento consciente presente nos contos, suas principais lições e utilizações.
Nas histórias mais conhecidas, todas as angústias e dificuldades infantis, como a necessidade do amor, do medo e do desamparo, da rejeição e da morte são colocados nos contos em lugares fora do tempo e do espaço, mas muito mais reais para as crianças. A solução geralmente encontrada na história e quase sempre leva a um final feliz, indica a forma de se construir um relacionamento satisfatório com as pessoas ao redor.
Mas, evidentemente, para se chegar ao final nem tudo são flores. Os contos estão repletos de problemas como a presença do bem e do mal, e partindo desse ponto pretendemos desenvolver uma reflexão sobre a fantasia e suas imagens simbólicas nos contos de fada como recursos fundamentais no desenvolvimento humano, o que constituem o conteúdo da seguinte obra.
Nas histórias, ou nos contos estão cercados de imaginação, onde predomina o maravilhoso poder estar de modo disfarçados os sentimentos que cercam o interior da criança, passa para a criança mensagens importantes para sua vida, como nunca desistir perante os obstáculos por mais que pareçam difíceis.
“Para dominar os problemas psicológicos do crescimento – separar decepções narcisistas, dilemas edípicos, rivalidades fraternas, ser capaz de abandonar dependências infantis; obter um sentimento de individualidade e de autovalorização, e um sentido de obrigação moral – a criança necessita entender o que se está passando dentro de seu eu inconsciente. Ela pode atingir essa compreensão, e com isto a habilidade de lidar com as coisas, não através da compreensão racional da natureza e conteúdo de seu inconsciente, mas familiarizando-se com ele através de devaneios prolongados – ruminando, reorganizando e fantasiando sobre elementos adequados da estória em resposta a pressões inconscientes. Com isto, a criança adéqua o conteúdo inconsciente às fantasias conscientes, o que a capacita a lidar com este conteúdo. É aqui que os contos de fadas têm um valor inigualável, enquanto oferecem novas dimensões à imaginação da criança que ela não poderia descobrir verdadeiramente por si só. Ajuda mais importante: a forma e estrutura dos contos de fadas sugerem imagens à criança com as quais ela pode estruturar seus devaneios e com eles dar melhor direção à sua vida.” –  Bruno Bettelheim


http://www.antroposofy.com.br/forum/os-contos-de-fada-e-a-psique-humana/

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA