ASTRÔNOMOS SUGEREM QUE COMETA PODE ABRIGAR VIDA EXTRATERRESTRE

Astrônomos que estudam os dados obtidos do cometa 67P/Churyumov-Gerasimento afirmam que a crosta negra e os lagos congelados desse corpo espacial sugerem a existência abundante de micro-organismos extraterrestres sob sua superfície. O trabalho é resultado das análises das informações enviadas pela sonda pousadora Philae, que aterrissou no cometa em novembro passado, com o objetivo de analisar sua composição. Ela fazia parte da sonda Rosetta, da Agência Espacial Europeia (ESA), lançada em 2 de março de 2004, da Guiana Francesa.
Entretanto, nem a Rosetta e nem a Philae estão equipadas para encontrar evidência direta de vida, já que a proposta inicial foi rejeitada pela NASA. A respeito disso, o astrônomo Maverick e o astrobiólogo Chandra Wickramasinghe, que estiveram envolvidos no planejamento dessa missão há 15 anos, acreditam que a possibilidade de encontrar vida extraterrestre deveria ser levada a sério.
Para Wickramasinghe, os dados procedentes do cometa apontam para a presença de “micro-organismos participantes da formação das estruturas de gelo, da preponderância dos hidrocarbonetos aromáticos e da extrema escuridão da superfície, que não se explicam facilmente em termos de química prebiótica”. Os astrônomos apresentaram suas teorias sobre a existência de vida na 67ª Reunião Nacional de Astronomia da Real Sociedade Astronômica, em Llandudno, no País de Gales.

Fonte: ESA, The Guardian
Crédito da imagem: ESA/ATG medialab
http://seuhistory.com/noticias/astronomos-sugerem-que-cometa-pode-abrigar-vida-extraterrestre