A MENTE CALMA É A CHAVE PARA A AÇÃO CLARA

249214_150594725011399_5257018_n

A mente calma é a chave para a ação clara

Terça – Feira, 09/12/2014 Bangalore, Índia

Esse pensamento me ocorreu um tempo atrás.
Um rei não tem nenhum amigo e um santo não tem inimigos.
Um rei estará em desvantagem se começar a ter amigos. Da mesma forma, se o santo se tiver inimigos, ambos estarão perdendo de uma forma ou de outra.
Se um rei tem amigos, então há a chance de suas decisões serem influenciadas pela predileção a seus amigos, ao invés de serem para o bem maior do seu povo.
Se um rei começa a ter muitos amigos, então não permanecerá imparcial e não se obterá dele um julgamento justo. Não é verdade?
Não se deve ficar muito próximo a um rei nem muito distante de um santo.
Aqueles que ficam muito próximos de um rei ou muito afastados da companhia de um santo sairão perdendo, de uma maneira ou de outra.
Pergunta: Quando eu faço o Curso Arte do Silêncio, eu me sinto oco e vazio. Mas depois de uma semana eu estou novamente cheio de desejos e incômodos. Como posso estar oco e vazio o tempo todo?
Sri Sri Ravi Shankar: Isso é como perguntar ‘Como posso comer uma única vez na vida e não ter que continuar comendo todos os dias?’
Você sabe que é um trabalho chato. Todos os dias você tem que cozinhar e comer.
Se você come hoje, amanhã novamente você sente fome. Se você comer de manhã, à tarde você já sente fome.
Você não pode comer apenas uma vez e estar satisfeito porque o corpo tem sua própria natureza.
O mesmo acontece com sua mente.
Entretenimento não é suficiente apenas uma vez. Você me escutaria se eu lhe dissesse que é suficiente assistir apenas a um filme em toda sua vida?
Você precisa de entretenimento de novo e de novo. O corpo precisa de nutrição de novo e de novo.
Para satisfazer a fome, nós comemos. Nós bebemos água para matar a sede. Nós descansamos quando estamos cansados.
A espiritualidade também é assim.
Para satisfazer a fome espiritual, nós precisamos meditar constantemente.
Pergunta: Gurudev, como uma pessoa pode ser tornar um meditador?
Sri Sri Ravi Shankar: Veja, não existe meditador melhor ou pior.
Apenas esteja no momento presente e seja feliz.
Ao invés de constantemente ficar pensando ‘O que posso ter?’, pense ‘Como posso contribuir? Como posso ser útil para a sociedade?’
Existe uma certa alegria em obter.
Nós constantemente queremos que os outros nos amem, nos respeitem e sempre nos admirem.
Você deve largar tudo isso, jogar fora. Saia disso e pense ‘O que posso fazer para contribuir?’
Então, você será feliz e sua meditação também será mais profunda.
A vida se torna doce e mais rica.
Há uma certa alegria em obter coisas.
Mas a alegria reside também na doação. Você já viu seus avós?
A alegria deles reside mais em dividir com os netos e com os outros à sua volta.
Uma mãe cozinha vários pratos diferentes para os filhos quando eles retornam para casa. A alegria dela é alimentar todo mundo.
Essa é uma alegria mais madura.
Em algum momento da vida, precisamos crescer e evoluir da alegria que temos em pegar e ganhar para a alegria de compartilhar e dar – que é a alegria maternal ou alegria dos avós.
Esse um tipo mais maduro de alegria.
Pergunta: Gurudev, o que uma pessoa pode fazer sobre o apego ao Guru? Isto também traz muita mágoa e dor.
Sri Sri Ravi Shankar: Veja, se você tentar possuir o Guru, isto não será possível e só vai trazer dor.
Um Guru pertence a todos e não apenas a um grupo de pessoas.
E onde há amor intenso, também há enorme uma saudade e isso traz alguma dor.
Mas é um tipo diferente de dor em que há uma certa doçura nessa dor.
Esse tipo de apego ao Divino ou ao Guru, ou ao mundo todo, é único e é uma coisa só.
Todos nós queremos o mundo como um lugar melhor.
Uma pessoa se torna um Guru apenas quando está apta a prover conhecimento e ajudar a trazer uma mudança positiva nas vidas das pessoas.
Eu digo que  quando alguém experimenta uma profunda transformação na vida, é quando se torna consciente do Guru e volta-se para ele com reverência.
As pessoas frequentemente dizem o oposto: que primeiro você deve fazer de alguém seu Guru, e só então você experimentará uma mudança em sua vida.
Como você pode expressar gratidão ao Guru?
Ajudando a trazer para a vida de muitos outros a mesma transformação que você experimentou na sua própria vida.
Se você deseja sinceramente que dez pessoas sejam beneficiadas e vivam vidas melhores, então esta sincera intenção seguramente funcionará e se manifestará.
Então, amor e saudade são as duas faces da mesma moeda.
Isso acontece, e nossa criatividade também floresce por causa disso.
Essa saudade do Divino pode trazer nossa atenção para o caminho correto e para longe das coisas negativas como beber, criticar os outros etc.
Quando a mente deixa essa negatividade e fica impregnada no néctar do amor e da devoção, então a saudade também aparece e isso causa alguma dor.
Pergunta: Muitos inocentes morreram e diversos outros continuam morrendo dia após dia em virtude de ataques terroristas. Eu não suporto ver isso.
Sri Sri Ravi Shankar: Os terroristas são um grande problema no mundo.
Este é o motivo de o Bhagavad Gita ser tão relevante hoje em dia.
O Bhagavad Gita não diz que se você levar um tapa, deve oferecer sua outra face e apenas aceitar isso. Não!
Se alguém está estapeando você, você pega seu arco e sua flecha e atira. Mas não atira com sentimento de vingança ou raiva e sim com serenidade. Com a intenção de ensinar uma lição à outra pessoa.
Este a razão de Lord Krishna dizer ‘Mayi sarvani karmani samnyasyadhyatmacetasa nirasirnirmamo bhutva yudhyasva vigatajvarah’ (3.30).
Isso significa ‘Vá e lute contra o mal estando estabelecido no Yoga’.

Publicado em