A MENINA EXTRATERRESTRE ENCONTRADA NA LUA


A Menina Extraterrestre Encontrada na Lua


Antes de aqui deixar um artigo muito interessante do blog 

UFOS ONLINE,  transcrevo uns pequenos trechos do livro: O Mistério de Marte, de Graham Hancock:



Uma teoria alternativa e mais radical, sustentada por um certo
número de cientistas, é de que a Terra poderia ter,
deliberadamente, se "terraformado" há 3,9 bilhões de anos, da
mesma forma que estamos nos preparando para terraformar
Marte. Essa teoria pressupõe a existência de uma civilização
avançada de viajantes estelares - ou, mais provavelmente, de
muitas dessas civilizações - distribuídas por todo o universo.

No entanto, a maioria dos cientistas não considera,
necessariamente, a presença de cometas ou de alienígenas. Em
suas teorias predomina a visão de que a vida apareceu na Terra
acidentalmente, sem nenhuma interferência exterior. Com base em
cálculos amplamente aceitos sobre o tamanho e a composição do
universo, eles também argumentam que, provavelmente, há
centenas de milhões de planetas como a Terra espalhados a esmo
por biliões de anos-luz de espaço interestelar; e assinalam que é
improvável, entre tantos planetas compatíveis, que a vida tenha
evoluído apenas na Terra.(...)

Se tais vestígios não aparecerem, então as chances de que
estejamos sozinhos no universo aumentam, e as de descobrir vida
em qualquer outro lugar ficam dramaticamente reduzidas. Tal
quadro implicará admitirmos que as formas de vida da Terra
surgiram sob condições tão localizadas, especializadas e únicas e ao mesmo tempo tão casuais - que não poderiam ser
reproduzidas, mesmo em um mundo próximo e pertencente à
mesma família solar. Muito menos provável, então, que elas
pudessem ser reproduzidas em mundos alienígenas que orbitam
estrelas distantes.(...)


Assim, restam as observações em órbita. Em fotos enviadas pela
Mariner 9 e pela Viking I, podem ser vistos objetos estranhamente
familiares que têm sido interpretados por alguns cientistas não
apenas como sinais de vida, mas como evidência de que uma vida
inteligente avançada, alguma vez, deve ter estado presente em
Marte...

As Pirâmides de Elysium

As imagens anômalas iniciais foram obtidas em 1972 e mostram
uma área de Marte conhecida como Quadrângulo de Elysium. No
começo, pouca atenção foi dada a essas imagens. Então, em
1974, uma breve notícia apareceu na publicação científica Icarus.
Escrito por Mack Gipson Jr. e Victor K. Ablordeppy, o artigo
relatava que:
Estruturas triangulares e piramidais têm sido observadas na
superfície de Marte. Localizadas na porção central leste do
Quadrângulo de Elysium, essas características são visíveis nas
fotografias da Mariner, os fotogramas tipo B MTVS 4205-3 DAS
07794853 e MTVS 4296-24 DAS 12985882. As estruturas
projetam sombras triangulares e poligonais. Cones vulcânicos de
lados íngremes e crateras de impacto ocorrem somente a uns
poucos quilômetros de distância. O diâmetro médio das estruturas
piramidais na base é de aproximadamente três quilômetros, e o
diâmetro médio das estruturas poligonais é de aproximadamente
seis quilômetros.

Uma outra fotografia da Mariner, foto número 4205-78, mostra
nitidamente quatro enormes pirâmides de três lados. Elas foram
comentadas em 1977 pelo astrônomo Carl Sagan, da Universidade
Cornell. “As maiores", ele escreveu, "têm três quilômetros de
comprimento de um lado a outro na base e um quilômetro de altura
- maiores que as pirâmides da Suméria, do Egito ou do México, na
Terra.

Nota: Modifiquei um pouco o texto para que se tornasse mais compreensível e acrescentei link a Luca Scantamburlo


Missão Apollo 20: Mona Lisa a Menina Extraterrestre Encontrada na Lua


Nota: Modifiquei um pouco o texto  para que se tornasse mais compreensível e acrescentei link a Luca Scantamburlo


No centro de um dos casos mais controversos da teoria da conspiração, encontra-se a famosa Missão Apollo 20, junto com as coisas estranhas que foram encontradas no lado mais distante da Lua.

Em 1972, a Nasa encerra o programa Apollo. Os cortes no orçamento devido ao dinheiro que seria necessário para outros investimentos,  e porque o público perdeu o interesse, foi a explicação oficial. Mas nem todo mundo estava convencido que esta era a verdade.

Muitos teóricos da conspiração convenceram-se de que o programa espacial continuou secretamente e de que a Apollo 18 e 19 encontraram evidências de presença extraterrestre na Lua, mas Apollo 19 foi perdida devido a uma colisão catastrófica. Apesar de se ter confrontado com graves problemas, a  Apollo 20 conseguiu alunar e recuperar tecnologia alienígena, bem como uma fêmea humanoide em animação suspensa.

Em 2007, vários vídeos foram postados no YouTube por William Rutledge, um homem que dizia ter sido um dos astronautas da nave Apollo 20. Inicialmente William deu poucos detalhes sobre os polêmicos vídeos, mostrando estruturas  longas no deserto na Lua e uma menina de aparência alienígena, dentro de uma nave espacial gigante que caiu.




Felizmente, pesquisador italiano Luca Scantamburlo conseguiu entrar em contato com Rutlegde e tem mais informações sobre o assunto.

Quando lhe foi perguntado como ele se envolveu com a NASA, Rutledge respondeu:

"A NASA não me empregou, foi a USAF quem o fez. Eu tinha trabalhado no estudo da tecnologia extraterrestre na Rússia. Estudei  o projeto N1,o  projeto do avião AJAX, e o MIG Foxbat 25. Eu tinha algumas habilidades para usar o computador em navegação e era um voluntário para o projeto MOL-Gémeos. A USAF recordou mais tarde que eu tinha sido escolhido para a nave Apollo 20 porque eu era um dos raros pilotos que não acreditavam em Deus (e isso mudou desde 1990), mas foi um critério de escolha em 1976. Não era comum os astronautas da NASA não acreditarem em Deus e isso fez a diferença. Isso é tudo."
De acordo com Rutlegde, a Apollo 20 foi lançada em 1976, e foi o resultado de um empreendimento americano-soviético em conjunto.

Eu não sei como, mas os soviéticos estavam informados da presença de uma nave do outro lado da Lua. Em julho de 1990, Luna 15 pousou ao sul, junto da ponta da nave [extraterrestre] . Era uma sonda semelhante ao Ranger ou ao Lunar Orbiter.

Luna 15 forneceu mapas gráficos precisos desta área. Entretanto,  centro de decisão foi instalado nos Urais, na cidade de Sverdlovsk. O chefe do programa era o Professor Valentin Alekseyev, que mais tarde se tornou presidente da Academia de Ciências dos Urais. Leonov [Alexei Leonov, cosmonauta soviético] foi escolhido principalmente por causa de sua popularidade dentro da equipe do líder do Partido Comunista  e em segundo lugar, porque fazia parte da tripulação da Apollo-Soyuz.

Depois de um lançamento bem-sucedido, mas não sem intercorrências, a tripulação da Apollo 20 se dirigiu para o seu destino no lado mais distante da Lua, uma pequena área na região de Delporte-Izsak, perto da cratera Tsiolkovsky. Eles queriam explorar uma enorme objeto que tinha sido observado na  missão Apollo 15. Ficaram surpresos ao descobrir que era uma enorme e antiga nave alienígena, com cerca de 2,5 milhas de comprimento.
Antes de continuar o post, Reveja este post do UFOS ONLINE abaixo:

ENORME ESPAÇO NAVE ENCONTRADA NA LUA, AINDA É UM MISTÉRIO!!!


Se você já viu isso antes, você pode querer ver novamente, se você nunca viu, você vai se surpreender!!
Realmente fantástica a forma da nave, que dá para ver em detalhes até os símbolos nela inscritos. 
Nós falamos sobre a enorme nave espacial na Lua, alegadamente descoberta e fotografada durante a missão Apollo 15. A embarcação poderá  ter sido uma grande nave alienígena que avariou,  ou pelo contrário, foi abandonada na Lua em tempos antigos.
A história sobre esta nave espacial  extraterrestre está a ser divulgada pela web, desde  2007, e muitas pessoas pensaram que era uma brincadeira, mas a foto panorâmica AS15-P-9625 (Atlas Apollo Imagens) comprova a existência da nave espacial.
Continuação do post no Link Abaixo:

Espaço nave enorme encontrada na Lua




Não muito longe de uma outra nave menor estava o que parecia ser uma cidade muito antiga.


"A Cidade lunar, 'Moon City', foi nomeada na Terra e referida como Station One, mas parecia ser realmente lixo do espaço, cheia de sucata junto com peças de ouro, e apenas uma construção parecia intacta. Chamamos-lhe a Catedral. Nós retiramos  peças de metal, e partes de rolos de caligrafia, que estavam expostos, na superfície. A cidade parecia ser tão antiga quanto a nave, mas é um lugar muito pequeno. No vídeo as telephotolens do rover fazem os artefatos parecerem maiores. "

O nosso destino era a enorme nave espacial abandonada:


"Nós fomos para dentro da grande nave espacial onde se encontrava também em uma triangular. As principais conclusões da pesquisa que tiramos foram: era uma nave-mãe, muito antiga, que cruzou o Universo pelo menos há um bilião de anos atrás. Havia muitos sinais biológicos dentro, restos antigos de vegetação numa secção do motor, rochas triangulares especiais que emitiam 'lágrimas' de um líquido amarelo com propriedades especiais, e, claro, sinais de criaturas extra-solares."

Encontramos restos de pequenos corpos (4 polegadas de comprimento) que viveram e morreram em uma rede de tubos de vidro, ao longo de toda a nave, mas a grande descoberta foi a de dois corpos humanoides, um deles intacto.

O corpo humano intacto foi chamado Mona Lisa Rutledge e descreveu-a como se estivesse em estado de animação suspensa, nem morta nem viva. Ela foi levada para o Módulo Lunar para inspeção preliminar.

Monalisa? Eu não me lembro quem batizou a menina, Leonov ou eu chamamos-lhe  EBE [Entidade Biológica Extraterrestre]. Humanoide, do sexo feminino, 165 centímetros (5'5 "). Com genitalia,  cabelo castanho em bom estado, seis dedos (acho que sua matemática é baseada em 12). Função: piloto, dispositivo de pilotagem fixado nos dedos e olhos, sem roupas. Tivemos que cortar dois cabos ligados ao nariz.  Narinas obstruídas. Leonov retirou o dispositivo dos olhos (você verá  no vídeo).



Secreções de sangue ou um líquido biológico congelado que irrompia da boca, nariz, olhos e algumas partes do corpo. Outras partes estavam invulgarmente em boas condições (o cabelo) e a pele foi protegida por uma película fina transparente. Como dissemos no controle da missão, a sua condição não parecia nem morta nem viva. Nós não fizemos nenhuma experiência médica, mas Leonov e eu inventamos um teste; fixamos nosso bio equipamento no EBE, e a telemetria recebida no controle de missão foi positiva.

Mas isso é outra história. Algumas partes poderiam parecer inacreditáveis  e eu prefiro contar a história completa, não agora, mas quando outros vídeos estiverem online. 

O corpo de outro EBE também foi encontrado na nave espacial e parecia, esse sim, estar morto há muito tempo.

Nós encontramos um segundo corpo, muito danificado e trouxemos a cabeça para bordo. A cor da pele era azul-acinzentada, um azul pastel. A pele tinha alguns detalhes estranhos acima dos olhos e na parte do rosto, tinha uma cinta colocada ao redor da cabeça, sem nenhuma inscrição. "

Rutledge não mencionou nada sobre o seu regresso à Terra ou o que aconteceu a Mona Lisa. "Ela está na Terra e não está morta", disse Scantamburlo.

Quando perguntado se ele temia que as suas declarações pudessem ter consequências, disse Rutledge:

Eu sou denunciante. O que a NASA ou a USAF poderiam fazer agora? Bloqueio ou processando-me seria um reconhecimento de que é a verdade. De qualquer forma, eles podem dizer que é brincadeira ou ficção. "

William Rutledge tem 78 anos e atualmente vive em Ruanda. Devido à sua idade, ele diz que não se sente ameaçado pela revelação do segredo, pelo qual tinha jurado na altura da missão. Ele também afirmou que não cabe a NASA ou a qualquer, manter matéria dessa magnitude escondida do resto do mundo. Se a sua história é verdadeira ou não é você quem pode decidir.







A Nave que escapou do Dilúvio



Fontes:
http://marecinza.blogspot.com.br/2015/07/

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA