AMAMENTAÇÃO MAIS LONGA ESTÁ ASSOCIADA A NÍVEIS ALTOS DE QI ENTRE BEBÊS

BREASTFEEDING

Amamentação mais longa está associada a níveis mais altos de QI entre bebês


Bebês que amamentam por mais tempo se tornam bebês mais inteligentes no futuro. Eles também têm mais chance de receber melhores salários no futuro e permanecerem por mais tempo na escola.
A conclusão é de uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Pelotas e a Universidade Católica de Pelotas, e publicada no Lancet, a revista científica de medicina mais prestigiosa do mundo.
Os pesquisadores brasileiros acompanharam 3,5 mil pessoas durante 30 anos, desde o nascimento, em 1982, até a vida adulta.
"O que é único sobre o estudo é que, na população que estudamos, a amamentação é distribuída igualmente entre as classes sociais. Ela não é mais comum entre as mulheres mais educadas e com maiores salários", disse Bernardo Lessa Horta, autor principal do estudo e pesquisador da Universidade Federal de Pelotas, em comunicado à imprensa.
Em geral, crianças que eram amamentadas por mais de um ano tinham quatro pontos a mais de QI e quase um ano a mais de escolaridade que aquelas amamentadas por menos de um mês.
"Nosso estudo proporciona as primeiras evidências de que a amamentação prolongada não só aumenta a inteligência até ao menos os 30 anos de idade como também tem impactos nos níveis individual e social, por melhorar a adesão escolar e o nível de aprendizagem", completou Horta.
Para Horta, a vantagem se deve provavelmente aos benefícios de ácidos graxos de cadeia longa (os DHAs) para o desenvolvimento cerebral.
E aí está mais um motivo para amamentar seu filho o quanto for possível. 

Fonte:http://www.brasilpost.com.br/2015/03/18/amamentar-bebe-inteligente_n_6898086.html