5 PERSONALIDADES TÓXICAS QUE PODEM DESTRUIR OS RELACIONAMENTOS

5 personalidades tóxicas que podem destruir os relacionamentos

Especialista em educação e comportamento humano

Você sai ou namora com o mesmo tipo de homem ou mulher há anos -- controlador, dominador, manipulador --, e parece ser incapaz de romper com esse padrão. Seus amigos vivem querendo saber: "Por que você sempre se deixa atrair por pessoas desse tipo, quando eles a fazem tão infeliz?"
Algum desses ex-parceiros, ou todos, lembram alguém que faz parte de sua vida? Se você olhar bem, aposto que verá uma semelhança entre essas personalidades tóxicas e o primeiro relacionamento que você teve na vida com uma pessoa do sexo oposto -- normalmente sua mãe ou seu pai.

Os padrões começam no início

Nossos relacionamentos muitas vezes são baseados em materiais projetados.Gravitamos na direção de pessoas que nos deixam fazer aquilo que sabemos fazer -- quer seja positivo ou negativo: pessoas que nos são familiares. Os padrões originais de interações que aprendemos com nosso pai ou nossa mãe -- aquele que for do sexo oposto -- podem nos levar a repetir os mesmos padrões novamente, desse modo nos conservando dentro de nossa zona de conforto.
Assim, embora você talvez viva dizendo a seus amigos que quer algo diferente -- talvez um parceiro com mais consideração, alguém que o aceite como você é e não procure controlá-lo --, é provável que você ainda gravite em direção à figura parental controladora, uma personalidade com quem você sente familiaridade e tem experiência em lidar.
Rompendo os padrões originais
À medida que você cresce e amadurece, talvez reconheça que deseja um tipo diferente de parceiro em sua vida adulta. Conhecer-se é o primeiro passo para conquistar a capacidade de admitir e reconhecer padrões semelhantes em relacionamentos -- e assim evitá-los. Embora você ainda se sinta atraído por aquelas personalidades que lhe parecem familiares, você pode optar conscientemente por superar a compulsão.
Se o fizer, você abrirá espaço para o relacionamento certo entrar em sua vida. Pelo fato de ter mudado, você pode começar a atrair uma pessoa diferente e melhor.
Cinco tipos de personalidade frequentes em parceiros tóxicos

Em minha experiência de pesquisadora e educadora, com Ph.D. em psicologia e doutorado em educação, já encontrei algumas personalidades tóxicas comuns por quem as pessoas tendem a se sentir atraídas. Conheci alguns sinais de alarme para os quais você deve ficar atenta quando reconhecer a necessidade de libertar-se desses tipos tóxicos.
1. O parceiro dominante e controlador
Uma pessoa excessivamente intensa que exibe características de dominação e controle -- alguém que perde a calma facilmente, que faz manha, se retrai e faz questão de impor sua vontade.
2. O narcisista
O narcisismo pode ser difícil de detectar, em parte porque os narcisistas são hábeis em esconder o que interessa a eles. São camaleões perfeitos, que aparentam estar totalmente sintonizados com seus desejos e necessidades. Contudo, para o narcisista tudo remete realmente aos interesses dele. Portanto, fique atento: se vocês namorarem por tempo suficiente, o narcisista vai revelar sua necessidade de impor sua vontade, de enxergar as coisas sob a ótica dele, e o comportamento dele, de fazer exigências, será revelado. Mais adiante no relacionamento, você pode descobrir que os narcisistas punem o parceiro -- se você não faz coisas que satisfaçam o ideal deles, eles se irritam e se retraem. Os narcisistas são manipuladores e farão todo o possível para alcançar suas próprias metas.
3. O homem ou mulher que "não tem espaço para você" na vida dele(a)
Fique atento para o homem ou mulher que é tão focado nele mesmo que realmente não sobra espaço para você. Talvez todas as conversas de vocês digam respeito a ele. É possível que ele nem lhe pergunte sobre seus interesses ou experiências, o que dirá seus sentimentos.
4. O de alma ferida
Há o tipo de pessoa tão prejudicada pelas feridas que sofreu na infância que não há como participarem de um relacionamento sadio, a não ser que passe por terapia séria. Muitas vezes a criança que cuidava de outros torna-se um adulto que cuida de outros e que gravita em direção a esse tipo de pessoa carente. É extremamente importante ter consciência disso, reconhecer o fato e superar o impulso de pensar que você poderá fazer uma diferença na vida dessa pessoa. Ser o salvador que resgata os outros também é uma espécie de "vício" e só pode levar a problemas sérios no futuro do relacionamento.
5. O egoísta
Outro sinal pelo qual é preciso ficar atento é a pessoa que não demonstra empatia. Esse tipo de pessoa acha impossível entender ou solidarizar-se com os desafios ou mesmo com as vitórias de outros que não sejam como ela. A empatia pode ser ensinada, mas, se não está presente em um adulto, a reabilitação desse adulto requer muita terapia.
Conhecer a si mesmo é crucial para reconhecer sua tendência a cair nesses padrões de namoro negativos. À medida que você usa sua autoconsciência para começar a libertar-se dos padrões e buscar relacionamentos mais saudáveis, uma das perguntas mais importantes a se fazer sobre alguém com quem está saindo é se essa pessoa compartilha seus valores. Independentemente de uma pessoa ser controladora ou ser alguém que dá apoio, ser dominadora ou tímida, ser como o pai (no caso das mulheres) ou mãe (no caso dos homens) com quem você cresceu ou ser radicalmente diferente dele, em última análise, não é possível ter um relacionamento com alguém que não tenha os mesmos valores fundamentais de vida que você.

Fonte:http://www.brasilpost.com.br/dr-gail-gross/personalidades-toxicas-relacionamento_b_4985497.html