A FÓRMULA MÁGICA PARA GANHAR O OSCAR

A fórmula mágica para ganhar o Oscar

Não é mistério que a Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood tem suas preferências tradicionais na hora de decidir quem leva o Oscar para casa.
Mas quanto cada uma dessas características pesa na categoria de Melhor Filme? E para quem as estatísticas apontam na disputa deste ano?
Acompanhe a análise de nossa bola de cristal, baseada nos dados dos últimos 50 anos.

Público x crítica

Cena de 'Whiplash - Em Busca da Perfeição'
'Whiplash' foi o indicado deste ano que mais agradou o público e a crítica
Tanto críticos de cinema quanto o público tendem a avaliar bem os filmes que acabam ganhando o Oscar. Historicamente a escolha da Academia coincide com a opinião da crítica. Foi o caso de O Poderoso Chefão (1972), Rocky, um Lutador(1976) e Titanic (1997).
Segundo o site Rottentomatoes.com, que compila as opiniões de centenas de críticos americanos e de internautas, os filmes mais bem avaliados no páreo deste ano são Selma – Uma Luta pela Igualdade (que agradou 99% dos jornalistas especializados), Boyhood – Da Infância à Juventude (com 98% de aprovação) eWhiplash – Em Busca da Perfeição (95%).
Este último foi também o mais bem cotado pelo público, com 96% de aprovação, pouco acima de O Jogo da Imitação (com 93% de aprovação).
Conclusão: Se depender do consenso, Whiplash pode ter mais chances de ganhar.

O momento certo

Cena de 'O Jogo da Imitação'
'O Jogo da Imitação' estreou em dezembro, mês mais favorável estatisticamente
Estatisticamente, os membros da Academia parecem ter memória curta: quase 40% dos filmes indicados ao Oscar de melhor do ano são lançados nos Estados Unidos no mês de dezembro anterior à cerimônia. E a maioria dos que saem vencedores também.
Nunca um filme lançado no mês de janeiro do ano anterior ao anúncio dos indicados levou a estatueta. E a última vez que uma estreia no mês de março ganhou o Oscar foi em 1981, quando Carruagens de Fogo foi premiado.
Neste ano, três produções entraram em cartaz em dias antes das nomeações:SelmaSniper Americano e Whiplash. Outros favoritos, como Boyhood e O Grande Hotel Budapeste, chegaram à tela no primeiro semestre de 2014.
Conclusão: Se a Academia mantiver a tradição do "dezembro pé quente", a sorte aponta para O Jogo da Imitação, que estreou nos Estados Unidos no dia do Natal.

Quanto mais longo, melhor

Bradley Cooper em 'Sniper Americano'
Com 134 minutos, 'Sniper Americano' é quem mais se aproxima da média de premiados
O filme ideal da Academia é aquele que literalmente prende o espectador: O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei, ganhador do Oscar de 2003, tem 201 minutos; A Lista de Schindler (1993) dura 195 minutos; e Titanic nos mantém na poltrona por 194 minutos. A única exceção foi Noivo Neurótico, Noiva Nervosa(1977) e seus 93 minutos.
O Grande Hotel Budapeste é o mais curto entre os indicados neste ano, com 100 minutos. Boyhood, o mais longo, tem 165 minutos.
A duração média dos vencedores do Oscar é de 141 minutos.
Conclusão: Com 134 minutos, Sniper Americano é o que mais se aproxima da média ideal para a Academia.

Coleção de prêmios

Alejandro González Iñarritu
Iñarritu, de 'Birdman', venceu o DGA Awards, melhor termômetro para o Oscar
Ao contrário do que diz a lenda, em termos numéricos o Globo de Ouro não é o melhor termômetro para saber quem vai ganhar o Oscar de melhor filme: praticamente metade dos vencedores da estatueta também levam na bagagem o prêmio tradicionalmente entregue em janeiro – este ano, dado a Boyhood e O Grande Hotel Budapeste.
Já 80% dos ganhadores do Oscar também têm a estante decorada com o prêmio máximo dado pelo Directors Guild of America (DGA), associação que reúne diretores de cinema e televisão dos Estados Unidos. Neste ano, o vencedor do DGA Awards foi Birdman (ou A Inesperada Virtude da Ignorância).
Outros indicadores costumam ser os prêmios Bafta, da Grã-Bretanha (que laureia 40% dos ganhadores do Oscar) e o do Producers Guild of America (36%).
O badalado Festival de Cannes parece não ter influência alguma, já que nos últimos 50 anos nenhum filme foi premiado com o Oscar e a Palma de Ouro.
Conclusão: Tanto Birdman como Boyhood venceram três vezes as premiações mais conceituadas do cinema neste ano.

Acúmulo de indicações

Cena de 'O Grande Hotel Budapeste'
'O Grande Hotel Budapeste' recebeu oito indicações ao Oscar deste ano
Não basta vencer, é preciso participar: em geral, filmes que acumulam indicações em várias categorias tendem a levar o prêmio máximo no fim da noite. E os campeões de indicações deste ano são Birdman e O Grande Hotel Budapeste, com nove cada um.
Mas o filme do mexicano Alejandro González Iñarritu e estrelado por Michael Keaton tem mais nomeações nas chamadas categorias "nobres", como melhor direção (96% dos ganhadores de melhor filme têm indicações nessa categoria), roteiro (também 96%), montagem (88%) e atores principais e coadjuvantes.
Nos últimos 50 anos, apenas dois filmes ganharam o Oscar de melhor do ano mesmo sem seus diretores não terem sido nem indicados: Conduzindo Miss Daisy(1989) e Argo (2012)
Conclusão: Se valer a lógica numérica, o prêmio deve ser dado a Birdman, com O Grande Hotel Budapeste logo atrás no páreo.

Esquecendo os números

Cena de 'Boyhood'
Histórias de amadurecimento, como 'Boyhood', fazem sucesso com a Academia
Mas nem sempre as estatísticas sozinhas fazem um vencedor. O tema e o gênero dos filmes tendem a influenciar bastante a decisão dos membros da Academia.
No passado, apenas um filme centrado em uma campanha política não-fictícia levou o Oscar, Ghandi (1982). Portanto as chances de Selma não parecem grandes.
Quatro ganhadores anteriores foram inspirados em relatos autobiográficos: A Noviça Rebelde (1965), Entre Dois Amores (1985), Argo (2012) e 12 Anos de Escravidão (2013). E é em um livro de memórias que se baseia um dos indicados deste ano, A Teoria de Tudo.
Já histórias protagonizadas por gênios, como a que permeia O Jogo da Imitação, renderam o Oscar a Patton (1970), Amadeus (1984) e Uma Mente Brilhante(2001).
Mas o que Hollywood parece adorar mesmo são as trajetórias conturbadas de meninos em sua entrada na vida adulta. Nada menos que dez filmes com esse tema já saíram vencedores, entre eles Gente como a Gente (1980), Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994) e Quem Quer Ser um Milionário? (2008).
Conclusão: Se o tema pesar mais na decisão da Academia neste ano, Boyhoodpoderá ser o nome dentro do envelope lacrado.

Receita de um vencedor

Pegue o filme preferido da crítica, misture com o eleito do público e junte com aqueles que têm a duração ideal e a data de lançamento mais favorável. Acrescente prêmios renomados e um punhado de indicações-chave.
Aposta da BBC Culture:O Grande Hotel Budapeste deve sair vencedor.
Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015/02/150219_vert_cul_formula_oscar_ml

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA