7 FATOS CURIOSOS SOBRE O PÊNIS QUE VOCÊ PRECISA SABER

7 fatos curiosos sobre o pênis que você precisa saber

O membro masculino mais famoso e comentado é cheio de singularidades e extravagâncias. Conheça alguns fatos notáveis sobre o melhor amigo dos homens (e por que não das mulheres também?)

O pênis pode ser um órgão muito interessante, mas não apenas para a hora do sexo. Quem nunca se perguntou como ele consegue ficar duro tão rapidamente, o que afinal é a circuncisão ou uma séria de outras curiosidades? Na verdade, essa parte do corpo masculino pode ser mais fascinante do que parece.
O interesse pelo pênis vem desde a antiguidade, retratado em pinturas e estátuas. Também é comum que ele seja motivo para comparações, relações com a masculinidade, autoestima e tantas expectativas.
Um dos órgãos mais estudados pela anatomia e outras ciências, o pênis carrega o peso da história além de muitos boatos e verdades curiosas.
Confira algumas curiosidades sobre esse querido amigo dos homens e fique por dentro de tudo que acontece com o membro mais comentado de todos os tempos:
1. De mole para duro em um piscar de olhos
A capacidade do pênis de ficar rígido rapidamente e, de forma contrária, passar de ereto para flácido em tão pouco tempo é uma das curiosidades mais interessantes do órgão.
De acordo com o Dr. Silvio da Ressurreição Pires, urologista da Criogênesis, “a ereção acontece devido a um fenômeno neuro-vascular que possibilita a entrada rápida de grande volume de sangue para os corpos cavernosos, que são duas estruturas, parecidas com tubos cilíndricos, que contém um tecido esponjoso que se expande com o grande volume de sangue. Quando o membro está no estado normal, essas estruturas estão murchas. Quando ocorrem estímulos, são enviados impulsos nervosos para o pênis e corpos cavernosos, relaxando a musculatura das artérias causando a sua dilatação. Esse mecanismo abre caminho para que as estruturas encham de sangue e o pênis fique ereto”.
2. Todo pênis já foi um clitóris
Embora o sexo de um bebê seja definido em sua fecundação, até certo tempo de gestação o órgão sexual é o mesmo para meninos e meninas: um clitóris. Só depois de aproximadamente 12 semanas é que o cérebro indica que o feto se trata de um menino e então a mudança na estrutura começa a ser realizada.
3. O que é a circuncisão?
Muito ouvimos falar sobre a circuncisão, normalmente associada a culturas específicas com o intuito de prevenir a masturbação ou mesmo indicada por médicos a fim de proteger o pênis de possíveis doenças.
“A circuncisão ou postectomia consiste na retirada de uma faixa da pele (prepúcio) que envolve a cabeça do pênis (glande). Alguns estudos têm demonstrado menor incidência de infecções venéreas em homens que foram submetidos à circuncisão nos primeiros anos de vida. Quando esta é feita em maior idade não há nenhum benefício. A remoção deste segmento de pele pode ainda evitar episódios de balanopostite, uma espécie de inflamação da glande, por possibilitar melhor higienização da região.
Não oferece nenhuma vantagem no aspecto sexual, embora possa passar a impressão de que a exposição da glande poderia diminuir a sensibilidade, permitindo uma relação mais prolongada, isso não é verdadeiro”, explica o Dr. Silvio da Ressurreição Pires.
4. A fratura peniana é uma realidade
Apesar de não ser comum, é possível que o pênis “quebre” se sofrer um trauma quando ereto. Ele não quebra porque não possui ossos, mas se quando estiver ereto o membro for dobrado com brutalidade, pode ocorrer a fratura dos corpos cavernosos, parte integrante do pênis.
“Neste momento escuta-se um som de “creck”, seguindo-se pela perda de ereção e formação de um grande hematoma no pênis. Na maior parte das vezes associa-se dor intensa. Nestes casos a necessidade de correção cirúrgica para reparar a ruptura do corpo cavernoso, evitando sequelas, que podem até impossibilitar a atividade sexual futura”.
5. Cigarro e outras drogas podem interferir na fertilidade
Diversos fatores podem influenciar na fertilidade ou na capacidade de ereção masculina. Desde distúrbios emocionais como estresse e depressão, até uma alimentação desregulada e, de maneira ainda mais incisiva, o uso de substâncias nocivas.
“As drogas como as existentes no cigarro, bebida alcoólica e maconha colaboram para a infertilidade masculina. Alguns estudos indicam que fumar eleva a chance de morte e deformidade dos espermatozoides. O álcool em excesso também está associado na diminuição do testosterona e na diminuição do volume do sêmen. Os anabolizantes e suplementos – a base de testosterona sintética – quando utilizados em excesso, também prejudicam a produção desse hormônio de forma natural”.
6. As partes mais sensíveis
De acordo com diversas estudos e pesquisas com homens, as partes mais sensíveis do pênis são abaixo da glande (a cabeça do membro), a base ou parte inferior e, embora seja externo ao pênis, vale mencionar o períneo, uma musculatura que fica entre os testículos e o ânus.
7. Afinal, tamanho é documento?
Eis um assunto um tanto polêmico e até dramático. Quem nunca conviveu com a paranoia masculina acerca do tamanho do pênis? Desde meninos eles já começam as comparações e não raro alguns homens têm reais loucuras sobre o tamanho do seu membro. Mas na grande maioria das vezes, essa preocupação não passa mesmo de uma paranoia histórica. Quem explica é o Dr. Silvio da Ressurreição Pires, urologista da Criogênesis:
“Apesar de alguns considerarem que pênis grande possa ser considerado sinal de masculinidade, isso não é verdade. Também é falsa a impressão de que pênis pequeno possa produzir menos prazer nas relações sexuais. No entanto, uma grande parcela de homens tem preocupação exagerada com o tamanho do seu órgão genital, e que em muitas vezes pode até causar distúrbios psicológicos graves.
Em média, o tamanho do pênis em ereção é de 12 cm. Só se considera que um homem tem tamanho do pênis que pode lhe trazer problemas quando a medida é inferior a 7,5 cm em ereção ou menor do que 4cm quando flácido”.
Agora que você já sabe tanta coisa nova sobre o pênis, aproveite para aumentar a sua intimidade com esse membro tão famoso!

 Fonte:http://www.dicasdemulher.com.br/fatos-curiosos-sobre-o-penis-que-voce-precisa-saber/