KUAN YIN,A DEUSA DA COMPAIXÃO


Kuan Yin, a Deusa da Compaixão.


Quando uma estrela se apaga no universo, uma vida se apaga na terra, pois como é em cima é em baixo, por todo o sempre, somos estrelas, nossa vida é a vida de uma estrela, nada menos do que isso, mesmo que na maioria das vezes não nos percebemos como tal.
Ser uma estrela é brilhar sempre, independente se alguém esteja vendo ou não.
Viver é uma arte e só quando a chamada morte chega é que percebemos o quão frágil é a vida, o quão distantes ficamos de tudo aquilo que nos movia e interessava, o quão doloroso é perder este alguém, porque esta estrela se paga em nossa vida para sempre.
Também as estrelas nascem, crescem, tem seu auge e resplendor e morrem para depois se transformarem em outras estrelas de brilho mais intenso.
Assim é a frágil, impermanente e ilusória vida humana.
Se olharmos a morte sem preconceitos entenderemos ela como a grande oportunidade de transformar e valorizar as nossas vidas.
A morte, ceifera é nossa aliada, nos ensina a viver bem, a transformar-nos em todos os sentidos que esta palavra significa.
Hoje estou aqui e aqui estarei, junto a tua estrela e a tenho em meus braços e a cubro em meu manto de misericordiosa luz, curo todas as suas chagas, limpo seus pensamentos e sentimentos, preparando seu leito de descanso coberto de rosas.
Também estou contigo mãezinha querida e te envolvo em meus braços, te dou o meu colo e o meu conforto, te envolvo em meu manto para que só de alegria sejam as tuas lembranças, pela tua estrelinha que partiu.
Sempre em todos os momentos que precisares chame por mim
EU SOU A DEUSA DA MISERICÓRDIA, apele por misericórdia e por meu manto de luz violeta e sentiras a minha presença e descansaras em meu colo e te apoiaras em meus braços. 
EU SOU A DEUZA KUAN YIN.

Kuan Yin por Azulael