ANJOS E SEMIDEUSES - BHAKTI-TIRTHA SWAMI


                  Por Bhakti-tirtha Swami

Anjos e Semideuses


Cada pessoa é um ser holístico que possui um aspecto material e um aspecto metafísico, mas quem é a alma? Os problemas do mundo são tão grandes que não podem ser resolvidos olhando para apenas um aspecto de nossa existência. Deve haver um casamento apropriado entre o material, o metafísico e o espiritual. Isso não somente é saudável, mas é imperativo e necessário para a sobrevivência. Anjos e semideuses são importantes nesse aspecto, pois eles são forças que nos ajudam a sobreviver e avançar.

Os Livros Sagrados e os Seres Superiores

Há muitas dimensões na criação de Deus. Há os planetas infernais inferiores, os planetas intermediários, os reinos celestiais mais elevados e o mundo espiritual. Há muitos agentes do Supremo que são maiores do que nós, possuem uma natureza mais sutil, mas não são exatamente Deus. Os anjos e semideuses estão nesta categoria. Uma analogia é a do gabinete do presidente. O presidente tem muitos membros do gabinete que supervisionam diferentes departamentos. Há uma diferença entre um membro do gabinete e o real chefe de estado, o próprio presidente. Semideuses, ou devas, são os membros do gabinete do Senhor. Eles supervisionam os assuntos do mundo material. As pessoas frequentemente identificam erroneamente os semideuses, ou aqueles que são dotados de poder para representar a Divindade, como a própria Divindade em Si. Anjos têm uma natureza piedosa, assim como os semideuses. Eles diferem dos semideuses por não estarem servindo em posições administrativas.
Diversas escrituras referem-se a anjos e semideuses. Vamos começar com a Bíblia. A Gênese 1:1 diz: “No início, Deus criou o céu e a Terra”. A Gênese 2:1 diz: “Assim, os céus e a Terra foram terminados e toda a hoste deles”. Se Deus criou o céu e a Terra, nós podemos compreender que Ele existia em algum outro lugar, e trouxe à existência os céus e a Terra de Sua própria morada. Os planetas celestiais são, de fato, onde os anjos e os semideuses residem. O Senhor Supremo está acima dos céus, no mundo espiritual. Tanto os semideuses quanto os anjos são seres materiais, mas são seres materiais mais sutis do que os terráqueos.
A partir disto, podemos ir a outro ponto. Na Gênese 1:26, encontramos algo um tanto surpreendente; algo que já ouvimos inúmeras vezes: “E Deus disse: Que nós façamos o homem à nossa imagem e semelhança, e que eles tenham domínio sobre os peixes no oceano, e sobre os pássaros no ar”, e daí por diante. O “nós” neste verso é plural e mostra que Deus não está sozinho. Se Deus não existe sozinho, com quem Ele está falando? Ele está falando com os semideuses. Eles, como membros do gabinete do Senhor, estão assumindo responsabilidade pela criação dos seres nos universos materiais. São os semideuses que dizem: “Façamos o homem à nossa imagem. Criemos um ser à nossa imagem que tenha a habilidade de avançar espiritualmente. Deixe-nos avançar a posição dos terráqueos para que eles tenham maior chance de elevarem-se em direção ao Supremo”.
Como terráqueos, nós não somos parte da criação original. As entidades vivas neste planeta em particular são parte de uma criação secundária. É assim como uma peça de teatro, quando, após o final do primeiro ato, a cortina se fecha. Então há o segundo ato e a cortina se fecha novamente. Similarmente, há sempre a criação, manutenção e aniquilação nos universos materiais, e então a cortina se fecha. Todo o processo é repetido vezes e mais vezes. Apenas o reino espiritual sempre existe, imperturbado pelas vicissitudes do tempo.
Vamos examinar mais um ponto na Bíblia. A Gênese 6:1-2 diz: “E aconteceu que, como os homens começaram a se multiplicar sobre a face da Terra, e lhes nasceram filhas, viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas, e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram”. Isto indica que havia contato entre os filhos de Deus, ou os semideuses, e as filhas dos homens. Essa interação produziu a humanidade como a conhecemos.
O Alcorão também discute sobre os anjos. O profeta Maomé foi capaz de dar o conhecimento do Alcorão por causa de seu contato com o anjo Gabriel. O Alcorão discute sobre anjos vindos a este mundo e apresenta suas realizações e revelações, que variam conforme tempo, local e circunstância. Por exemplo, o Alcorão 2:177 diz: “Não é correto que vires o rosto em direção ao leste ou ao oeste; mas é correto acreditar em Alá e no último dia e nos anjos”. Enquanto a crença em anjos pode não ser tão universal quanto a crença no Ser Divino, ela é aceita geralmente em todas as grandes religiões.

Anjos em Ação

Há uma diferença entre anjos e outras entidades, como fantasmas. Um fantasma pode ser uma entidade desencarnada, um ser que não conseguiu fazer a transição para seu próximo corpo físico. Mesmo não tendo um corpo físico, os desejos por envolvimento carnal ainda persistem. Por essa razão, ele tenta entrar e usar um corpo físico. Um fantasma prega peças e basicamente possui a mesma mentalidade que tinha em sua última encarnação. O fantasma de uma pessoa altamente perversa e perturbadora irá emanar o mesmo tipo de distúrbio que o indivíduo emanava quando estava no corpo físico. Um fantasma o deixará com medo. Se um fantasma estiver presente em seu quarto, você sentirá como se uma brisa houvesse acabado de entrar. Se você for tocado pelo fantasma, você terá uma sensação de frio.
Quando você entra em contato com um anjo, não é porque o anjo está perdido, como no caso do fantasma; o anjo está em uma missão específica. O anjo pode lhe dar uma graça, uma bênção, um aviso, uma instrução e mesmo proteção. Um anjo não está tentando entra em você e trabalhar através de sua forma física para gratificação dos sentidos ou para pregar peças às suas custas. A presença do anjo lhe dá uma sensação de calor, segurança, consolo e conforto. Anjos sempre foram auxiliadores do universo material.
Foto: O Sacrifício de Isaac, óleo sobre tela, 1603, Caravaggio.
Você pode conhecer, de estudos bíblicos, que um anjo apareceu para Abraão para impedi-lo de matar seu filho Isaac. Um anjo desceu para fechar a boca do leão quando Daniel foi jogado na cova. Um anjo apareceu para tirar Pedro da prisão. Anjos apareceram para o profeta Maomé. Esses exemplos refletem o papel dos anjos como auxiliadores da raça humana. O Livro das Revelações enfatiza a vinda de diferentes tipos de anjos. Há muitas referências escriturais a interações angélicas.
Às vezes, uma pessoa pode ter dificuldades em distinguir entre um guia auxiliador, como um anjo, ou uma entidade que tenha seus próprios planos egoístas em mente. Uma maneira simples de avaliar esses seres é discernir se eles são piedosos ou impiedosos. Os esforços dos que são piedosos são dirigidos para a ajuda. Aqueles que são impiedosos estão literalmente tentando trazer estagnação para sua vida.
Se você tiver contato com uma força de vida extraordinariamente piedosa, não perca tempo tentando determinar o tipo exato de anjo. Há anjos que são como bebês ou crianças, outros que são femininos ou masculinos em manifestação, e ainda outros que são assexuados. Essas especificidades não são significativas. O que é significativo é a mensagem e como usar essa mensagem. Também significativo é se o contato é destrutivo ou eleva sua situação. Se você está atraindo situações de natureza negativa, você tem trabalho a fazer para eliminar tal associação. Se você ouve vozes e está ficando com medo, você deve determinar como você pode se aprimorar.
Um anjo é vibrante e cheio de cores reluzentes. Tais seres lhe dão uma imensa sensação de paz em situações de sofrimento. Quando alguém está prestes a ter uma experiência de quase morte ou está em transe ou coma, um anjo pode intervir para garantir que a pessoa não deixe o corpo. Os anjos comungam com a pessoa, falando ao indivíduo para retornar ao corpo para completar certas tarefas. Os anjos descrevem quais são essas tarefas. Eventos como esses sempre ocorreram e vão continuar a acontecer. Anjos estão aparecendo em nossos dias e época atuais, e especialmente para proteger crianças. Às vezes, crianças os veem e os relatam. Outras pessoas que são sensitivas ou psíquicas também os veem. Algumas pessoas estão conscientes dos anjos como companheiros constantes que as acompanham pela maioria de suas vidas. Para outros, um anjo aparece para conduzi-los para fora de dificuldades específicas. Alguns de vocês ouviram sobre Miguel, Gabriel, Uriel e muitos outros anjos que se tornaram conhecidos de acordo com suas atividades. Eles protegem e proveem assistência amorosa às entidades vivas neste universo, bem como em outros universos materiais. Os anjos podem não necessariamente residirem em um universo particular, já que têm a capacidade de se dirigirem a outras regiões.

Atividades dos Semideuses

Os semideuses supervisionam anjos e terráqueos e, conforme mencionado, os semideuses têm responsabilidades administrativas. Em culturas antigas, como as da África, por exemplo, a maior parte da adoração era dedicada aos semideuses. Conforme mencionado previamente, Deus tem agentes que Ele dota de poder para executarem certas funções para Ele. Os semideuses podem às vezes causar interferência ou conflitos no mundo material, portanto as pessoas os adoram como uma maneira de pacificá-los. Às vezes, eruditos ocidentais confundem isto e acham que a cosmologia africana reverencia muitos deuses. Existe um Deus Supremo, mas essas tradições reconhecem a importância dos semideuses e as tarefas e os papéis que eles exercem.
Foto: Buda. De acordo com o Srimad-Bhagavatam, um dos avataras do Senhor Supremo.
Antes de Buda vir a este universo, havia mais interação entre os semideuses e as pessoas deste planeta em particular. Sacerdotes conduziam rituais para convidar a companhia dos semideuses. Buda encerrou muitas das atividades ritualísticas porque as pessoas começaram a distorcê-las e utilizá-las erroneamente. Buda introduziu uma nova era, que enfatizou um estilo de vida de não-violência, ética e responsabilidade moral. Ele focou um estado pacífico de existência. Isso significa que ele cortou o contato excessivo com os semideuses e transferiu o foco da transcendência para a paz. Apesar de os semideuses continuamente aparecerem em nosso meio, nós nos tornamos cada vez menos cientes deles.
Os devas são uma grande parte de nossas experiências do dia-a-dia. A astrologia está sob a jurisdição dos devas. Ninguém na Terra pode produzir o Sol ou a Lua, fazer com que eles apareçam diariamente ou criar os minerais básicos que encontramos na Terra. Essas atividades estão sob o controle dos devas. Nunca houve um tempo em que não tenhamos nos associados com alguns de nossos irmãos, irmãs ou pais superiores de outras dimensões. Nunca houve um tempo em que tenhamos sido deixados sozinhos em casa, sem contatos superiores.
Definitivamente, há contato hoje, conforme demonstrado por algumas das atuais expedições espaciais. Muitos dos astronautas dessas expedições estão agora engajados em estudos sobre esses seres por causa de suas experiências no espaço. Alguns astronautas relataram estar sendo seguidos por seres alienígenas, e expandiram imensamente sua visão do universo. Ocorrências como essas aumentarão nos anos vindouros.

A Necessidade de Assistência Superior

Os universos materiais são ambientes disponibilizados para seres que escolheram, por diversas razões, ficar fora de seu lar natural. Esses universos são ambientes onde somos aprisionados devido à nossa inveja de Deus. A vida não é nada mais do que um processo de reformação. Viver nos universos materiais é como estar na escola; nós estamos consciente ou inconscientemente assistindo a várias aulas e passando por vários testes na esperança de que, por fim, nos graduemos para o mundo espiritual. Nós temos diferentes experiências de acordo com as lições que devemos aprender para nosso desenvolvimento.
Todo grande profeta nos diz, como Jesus disse: “Não ame este mundo, nem as coisas deste mundo”. Por que profetas como Jesus, Maomé e Buda puseram tanta ênfase no reino superior e depreciaram este mundo e tudo o que ele representa? Por que eles constantemente nos falaram sobre retificação e reformação? Porque, como embaixadores do mundo espiritual, eles vieram para nos iluminar sobre como nos graduarmos da esfera material inferior e nos situarmos no plano espiritual superior.
Porque o Senhor é muito misericordioso, Ele repetidamente nos envia embaixadores para ajudarem a vivificar nossa consciência. Esses grandes acharyas (mestres espirituais) ensinam não apenas por suas palavras, mas por seu exemplo. Seres humanos e as forças demoníacas tentaram encobrir e corromper seus ensinamentos de maneira a colocar religião contra religião. Todos os grandes professores nos disseram que devemos amar o próximo como a nós mesmos e que devemos amar a Deus com todo o nosso coração. Eles também nos disseram que este mundo não é o nosso lar original. Não é por acaso que tais professores diversos, porém em harmonia, fizeram essa apresentação consistente e universal. Considere o quão similares foram suas mensagens: nenhum grande profeta, nenhum professor genuíno disse que este mundo é o nosso lar. Ao invés disso, esses professores constantemente enfatizaram que o reino de Deus é o lar verdadeiro que buscamos. Eles não estão tentando fazer com que nos tornemos escapistas e fujamos da vida. Em vez disso, estão tentando nos trazer de volta à realidade e nos ajudar a escapar desta prisão material. Apesar de eles virem de tradições diferentes, suas mensagens são as mesmas.
Foto: Conflito entre os semideuses e os demônios.
Assim como há semideuses e anjos trabalhando em prol da humanidade, agentes demoníacos também estão extremamente ativos no mundo neste momento. Há uma guerra acontecendo atualmente entre as entidades piedosas e as ímpias. Muitas das mudanças na Terra que iremos vivenciar nos próximos anos ocorrerão devido a entidades vis fazendo sua última tentativa para causar grande caos e pandemônio. Como resultado disto, viveremos mais guerras, nos níveis grosseiro e sutil.
A ideia de uma nova ordem mundial, ou de um governo único no mundo, não é uma questão de especulação. Está a caminho de se tornar uma realidade. A questão se tornou: quem irá controlar este governo único no mundo, esta ordem única no mundo? É esta a causa do conflito entre os seres piedosos e os ímpios. A luta entre essas duas forças está causando muitos dos conflitos e transições que os indivíduos estão vivendo neste momento em particular. Essa luta pode aparecer externamente na forma de guerras. Pode aparecer como tensão tribal. Pode aparecer como tensão religiosa. Tudo isso são sintomas do que está acontecendo no nível sutil. Uma das armas mais devastadoras neste aspecto é o controle mental. Conforme entrarmos no século XXI, veremos que tais táticas subversivas irão cada vez mais influenciar os cidadãos do mundo. Contudo, seres angélicos também estão aqui fazendo seu trabalho. Você pode até reconhecer que você mesmo é um visitante que tem uma grande carga de responsabilidade em ajudar a suscitar um nível mais elevado de consciência coletiva neste universo em particular.


Este artigo é um excerto da obra Guerreiro Espiritual I: Desvelando Verdades Espirituais em Fenômenos Psíquicos
Anjos e Semideuses 05


Fonte:http://voltaaosupremo.com/artigos/artigos/anjos-e-semideuses/