TEATRO DE BONECOS "GIRAMUNDO" APRESENTA UMA RETROSPECTIVA DE MAIS DE 4 DÉCADAS DE TRABALHO

Marcelo Nicolato

Alice no País das Maravilhas: releitura com marionetes

Giramundo apresenta uma retrospectiva de mais de quatro décadas de trabalho



Em bate-papo, diretores Beatriz Apocalypse e Marcos Malafaia repassam a trajetória do grupo


26 de Março de 2014

Nesta edição do Gentedaqui, projeto que traz ao museu pessoas ligadas à cultura de Belo Horizonte, integrantes do grupo de teatro de bonecos Giramundo se encontram com o público para um bate-papo. Os diretores Beatriz Apocalypse e Marcos Malafaia, entre outros membros da companhia, respondem a perguntas e fazem uma retrospectiva da carreira do grupo - que já ultrapassa quatro décadas.



Museu das Minas e do Metal. Praça da Liberdade, s/nº, Funcionários (Prédio Rosa)-Belo Horizonte-MG, ☎ 3516-7200. Quinta (27), 19h30. Grátis. www.mmm.org.br.

Marcelo Nicolato


http://vejabh.abril.com.br/arte-e-cultura/exposicoes/giramundo-apresenta-retrospectiva-mais-quatro-decadas-trabalho-777307.shtml


Grupo Giramundo de teatro celebra 40 anos de estrada em mostra no Sesc Santana


SÃO PAULO - Público vai conhecer 52 bonecos de espetáculos como A Bela Adormecida, O Guarani, Pinocchio, Giz, A Flauta Mágica e o histórico Cobra Norato

foto: DivulgaçãoAlice no País das Maravilhas
Alice no País das Maravilhas
SÃO PAULO - O Sesc São Paulo inaugura no dia 7 de março a mostra ‘Uma Volta ao Giramundo’. Nela são exibidos 52 bonecos de 10 espetáculos da companhia de teatro mineira Giramundo, que celebra seus 40 anos de trajetória. Concebida especialmente para o Sesc Santana, a mostra perfila no primeiro andar (e nos halls do primeiro andar e mezanino) da unidade bonecos articulados de seu acervo, evidenciando seus aspectos plásticos e mecânicos desde os anos 1970. Nos dias 7 e 8 às 21 horas e no dia 9 de março às 18 horas, a companhia  apresenta no teatro a peça ‘Alice no País das Maravilhas’.
Com curadoria de Marcos Malafaia, um dos diretores do grupo, fundado por Álvaro Apocalypse, Tereza Veloso e Madu, a mostra reúne bonecos de espetáculos representativos dos diferentes períodos do grupo: ‘A Bela Adormecida’ (1971), com Bela, Bruxa, Príncipe, Cavalo, Dragão; ‘El Retablo de Maese Pedro’ (1976), com Dom Quixote, Sancho Pança, Trujaman; ‘Cobra Norato’ (1979), com Cobra Norato (fio), Tatu, Pajé, Cobra Norato (de rabo); ‘As Relações Naturais’ (1984), com Malherbe, Mildona, Marca, Julia, Inesperto; ‘O Guarani’ (1986), com Ceci, Peri, Botocudo, Padre; ‘Giz’ (1988), com Mordomo, Abutre, Abutra, Roqueiro, Namorada, Vô, Vó, Menino, Anjinhos, Sereia; ‘A Flauta Mágica’ (1991), com Pamina, Tamino, Papageno, Rainha da Noite, Sarastro, Monostatos; ‘Os Orixás’ (2001), com Oxalá, Xango, Exu, Oxossi, Mãe de Santo; ‘Pinocchio’ (2005), com Gepeto, Grilo, Pinocchio, Pavio; e ‘Vinte Mil Léguas Submarinas’ (2007) com Nemo, Aronnax, Conselho, Ned Land.
A ideia de grupo de teatro que orientou as atividades do Giramundo durante 30 anos cedeu espaço, na última década, a um pensamento multimídia, experimentador do boneco em seus múltiplos aspectos, e do movimento como matéria de pesquisa. Durante os anos 2000, o grupo se institucionalizou e ampliou sua pauta de atividades, abrindo Museu, Escola e Estúdio de Animação e criando produtos industriais como livros, vídeos e brinquedos.
O Giramundo clássico, intérprete da cultura brasileira, formado por artistas plásticos, em labor manual para realização de uma produção artesanal, soma-se a um Giramundo XXI, de plástico, metal e computadores, cultivado por designers e animadores e que mistura teatro de bonecos e cinema.
‘Alice no País das Maravilhas’, dias 7 e 8 de março, às 21 horas e 9 de março, às 18 horas.
Nova montagem do grupo Giramundo, baseado no texto 'Alice no País das Maravilhas', de Lewis Carroll. O espetáculo promove o diálogo do teatro de bonecos com as artes plásticas, vídeo arte, música e cinema.  O texto clássico ganha um  tom contemporâneo nesta montagem que tem vozes de Fernanda Takai (Alice) e Arnaldo Baptista (Chapeleiro Maluco) e trilha sonora especialmente composta por John Ulhoa. A direção geral e o roteiro adaptado são de Marcos Malafaia. Duração: 75 minutos.
Serviços:
Evento: mostra de arte de bonecos ‘Uma Volta ao Giramundo’; de 07 de março a 25 de maio; Sesc Santana (Hall do 1o andar e mezanino); ‘Alice no País das Maravilhas’; Apresentações nos dias 7 e 8 de março, às 21 horas e 9 de março, às 18 horas; Ingressos de R$ 4,80 a R$24; Sesc Santana; Avenida Luiz Dumont Villares, 579; informações: (11) 2971 8700.
Fonte:http://www.dci.com.br/cultura/grupo-giramundo-de-teatro-celebra-40-anos-de-estrada-em-mostra-no-sesc-santana-id386298.html

Giramundo é um dos grupos teatrais de bonecos mais significativos de todo o mundo. Sediado em Belo Horizonte, ele foi gerado, em 1970, pelos artistas plásticos Álvaro Apocalypse, Terezinha Veloso e Maria do Carmo Martins. Amplamente premiada, a companhia desenvolveu os bonecos que tanto sucesso fizeram na minissérie Hoje é Dia de Maria, transmitida pela Rede Globo.
Este grupo é considerado um dos mais produtivos na esfera teatral, pois em 37 anos de existência foi o responsável pela criação de 33 espetáculos. A velocidade com que o Giramundo trabalha lhe valeu uma vasta coleção de bonecos, cuidadosamente mantida no Museu instituído pela própria companhia.
O longo tempo na trajetória artística lhe permitiu angariar uma vivência profissional inigualável no campo do teatro de bonecos. Suas peças apresentam uma dupla face; de um lado, o investimento nas tradições, no resgate da história deste gênero; de outro, a verve experimental, guiada pela investigação de todos os ângulos que podem ser trabalhados nesta modalidade de representação.
Recentemente, a convivência entre o tradicional e o moderno ganhou um novo aspecto, o da incorporação da tecnologia nesta cultura ancestral. O vídeo, agora, permite que o teatro de bonecos espose a videoanimação, com grande sucesso. Este novo recurso se alia à expressão corporal dos intérpretes e ao aprimoramento dos bonecos.
A Companhia Giramundo apresenta também um Programa de Restauração de Espetáculos, coordenado por Beatriz Apocalypse. Ele visa compor um painel com os trabalhos mais importantes da trupe e assim, em conjunto com o Museu do grupo, elaborar um arquivo que preserve os bonecos em plena atuação, captando sua mobilização no espaço cênico.
A meta deste projeto é criar um teatro de repertório que se mantenha em constante ação artística. Para isso foram treinados novos grupos de marionetistas, as quais cabe montar as peças, reparar os bonecos, renovar cenários e figurinos. O Museu, inaugurado em 2001, é peça chave em todo esse esforço, por abrigar todo este acervo, além de dados sobre a história do teatro de bonecos brasileiro.

Museu Giramundo
As novas criações desta companhia se destacam por permitir uma interação entre os vários espetáculos, não só nos aspectos técnicos, mas também na sua natureza artística e no teor das montagens. Visando alcançar este objetivo, o Giramundo instituiu a elaboração das peças mais recentes através dos núcleos de criação.
Vale a pena observar espetáculos como a série Miniteatro Ecológico e as peças Pinocchio, A Flauta Mágica, ambas de 2006, e Vinte Mil Léguas Submarinas, de 2007. Neles é possível encontrar estas novas características. Também é fundamental, para conhecer melhor o Giramundo, visitar seu Museu.
Nele está inserida a maior coleção particular de marionetes em terras brasileiras. Encontram-se igualmente neste espaço várias pesquisas cenográficas e estudos de figurino; planos técnicos originais de Álvaro Apocalypse; e um vasto painel de documentos e obras sobre o Teatro de Bonecos em escala mundial.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Grupo_Giramundo
http://www.giramundo.org/teatro/index.html
http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=salaturista&tax=14968〈=pt_BR&pg=5342&taxp=0&

Fonte do Texto:http://www.infoescola.com/teatro/giramundo/


VÍDEOS





Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA