SERES DE LUZ



                        Seres de Luz            


A Luz constitui um dos maiores mistérios do Universo. Somente entendendo-a, ao mesmo tempo como partícula material e como onda energética, podemos ter dela uma compreensão mais ou menos adequada.

Hoje, sabemos que todos seres vivos emitem Luz. Biofótons, a partir das células do DNA; por isso todos irradiam uma certa aura. Não é sem razão que a Luz e o  Sol se tornaram símbolos poderosos de tudo o que positivo e vital. Especialmente o sol irradiante é visto como o grande arquétipo do héroi e do lutador que vence as trevas e os monstros que eventualmente nelas se escondem. A sua aparição, a cada manhã, não é uma repetição, mas todas as vezes uma novidade, pois é sempre diferente.

É um teatro cósmico que começa como se Deus dissesse ao Sol todas as manhãs: "Vamos, tenta mais uma vez! Renova o teu nascimento! Irradia a tua luz em todas as direções e sobre todos".

Na maioria dos povos, havia um temor que o sol pudesse ser tragado pelas trevas e não voltasse mais a nascer e a iluminar a Terra e cada um de nós. Criaram-se rituais e festas que celebraram  a vitória do Sol sobre as trevas.

Fazia-se, e faz ainda hoje, a impressionante experiência de que o Sol, com os seus raios de luz, nasce como uma criança. Na medida que sobe no firmamento, vai crescendo como um adolescente, até chegar à idade adulta, ao meio dia. Pela tarde, vai definhando-se até ficar velho e morrer atrás da linha do horizonte. Mas, passada a noite, ele volta a nascer, limpo, brilhante, sorridente como uma criança.

Como não celebrá-lo festivamente? Como não entendê-lo como sinal da realidade, originadora de todas as coisas? 

Todos nós somos seres de Luz. Carregamos Luz dentro de nós, no corpo, no coração e na mente. Especialmente a Luz da mente permite-nos compreender os processos da natureza e penetrar no íntimo das pessoas até o mistério luminoso de Deus. 

Muita Luz no seu caminho, é o que lhe desejo.

(Texto atribuído a Leonardo Boff)