O PREÇO E A SIMPLICIDADE DO PARAÍSO - BILLY PHILLIPS

 
O Preço do Paraíso

O medo vem de graça. A coragem tem um custo. O preço da coragem é o medo. A quantidade de medo que você está preparado para trocar é a quantidade de coragem que você vai receber em troca.

O medo é moeda, não uma maldição. Nós o utilizamos para comprar coragem.

O egoísmo é moeda. Nós o utilizamos para comprar bondade e compaixão.

Quando houver uma abundância de coragem, bondade e compaixão no mundo, o paraíso chegará.

Todos os traços negativos são a moeda que nos foi dada para comprar a vida e a existência com as quais sonhamos.

O problema é que somos gananciosos. Não queremos trocar o nosso medo por coragem, não queremos trocar o nosso egoísmo por altruísmo.

E assim permanecemos em um mundo de caos, morte e sofrimento.

O preço para a imortalidade?

O ego humano.

Nós preferimos morrer a desistir dele.


A Simplicidade do Paraiso

Os opostos se repelem na espiritualidade. Se Deus responde às nossas orações, Deus é a causa e nossa felicidade é o efeito . Os opostos se repelem, e portanto Deus não pode responder às nossas orações diretamente. Não iria funcionar. É por isso que as orações ficam sem resposta. Em vez disso, Deus nos dá dons, habilidades, talentos e sabedoria para que possamos nos tornar a causa e responder às orações de outras pessoas. E assim podemos ser a causa e ficamos idênticos a Deus. Assim, nos conectamos a Deus e, automaticamente, a Luz brilha em nossa vida e respostas às nossas próprias orações chegam – mas desta vez não somos o efeito.

Normalmente, a resposta vem através de alguém, quando damos a essa pessoa a oportunidade de se tornar a causa das orações de uma outra pessoa.

É brilhante e simples.

Agora, se as pessoas e as nações soubessem que essa era a forma como o mundo funciona, ao invés de lutar para tirar as coisas dos outros, estaríamos correndo por aí tentando nos tornar a resposta das orações de outras pessoas.

Imagine só, apenas imagine, se os países pensassem e se comportassem da mesma maneira.

Israel tentando responder às orações de árabes e muçulmanos .

Ucranianos tentando responder às orações dos russos – e vice-versa.

O povo e o Governo da Venezuela tentando ser a causa da completa felicidade dos outros.

Quando chegarmos a esse estado, todos nós alcançaremos a imortalidade e o paraíso, porque aí sim seremos todos a causa – e não há mais efeitos para criar espaço entre nós e a Luz de Deus.

Assim, como Rav Berg ensina, fazemos isso por ganância iluminada, e não por moral ou ética.

Toda a ideia é que ninguém na terra desista de nada ou abra mão de nada.

Pelo contrário, todos nós saímos ganhamos.

Esse é o grande segredo que nos foi escondido por milhares de anos .

Somente o ego, o Satan, nos convence de que é melhor pegar do que dar.

Somente o ego nos diz que fazendo isso, acabamos com menos e que não há nenhuma força chamada Deus esperando para revelar sua infinita Luz e o paraíso, uma vez que nos tornamos a causa.

Somente o ego inflama medo dentro de nós para que falhemos ao encontrar a verdade sobre como nos preencher e realizar os nossos próprios sonhos.

Quem é que sabia que por ser a causa da realização dos sonhos de uma outra pessoa, eu inevitavelmente me tornaria a causa da realização dos meus próprios sonhos?

Os kabalistas sempre souberam.

Ouvimos a voz negativa do Satan, do ego, e vivemos a vida fazendo o oposto para encontrarmos nossa própria paz e a imortalidade.

E nós morremos a cada geração por causa disso.

Imagine se começarmos a viver a vida sendo a causa, ao invés de sermos o efeito .

Imagine só.

Por Billy Phillips

Fonte:http://estudantesdekabbalah.com/2014/03/25/o-preco-do-paraiso/