BURLESCAS FESTIVIDADES - FRITZ SCHEIN



BURLESCAS FESTIVIDADES

“Onde está o teu tesouro aí estará o teu coração”. Jesus
(Mt 6:21)

No Brasil e em algumas partes do Mundo, aproximam-se as festividades do Carnaval, uma festa popular que relembra as antigas Saturnais pagãs do Império Romano.
As multidões agitam-se e, muitas vezes, envolvidas na perda dos limites e do pudor, as pessoas chafurdam-se no pântano de seus próprios desenganos.
As comemorações festivas, que existem para oferecer às pessoas o lazer e o divertimento, são transformadas, em muitos lugares, em espetáculos de prostituição pública, com as expressões mais infelizes possíveis.
Nos quatro dias de folia, muitos são aqueles que descarregam os seus conflitos e desejos mais íntimos, vivenciando tudo aquilo que reprimiram durante todo o ano.
As estatísticas revelam que milhões são gastos e que milhões são ganhos.
As fantasias luxuosas, os carros alegóricos pomposos e a folia exigem o investimento de altas somas, para arcarem com os custos dos mais variados.
Comunidades inteiras trabalham durante um ano para a confecção e a aquisição de fantasias de alto valor, chegando, muitas vezes, a passarem fome, em troca do prazer fugidio de desfilarem sob os holofotes da fama, pelo período de aproximadamente uma hora, após o que regressam à sua realidade.
Os ganhos decorrem da exploração turística que movimenta expressivos valores monetários, já que a festa carnavalesca brasileira é considerada a maior e a melhor de todo o Mundo.
Desde a prostituição até o consumo desenfreado das drogas lícitas e ilícitas, grande parcela dos turistas se envolve nas vivências infelizes, dando vazão aos seus desequilíbrios mais ocultos.
Muitas pessoas são assassinadas, outras tantas se suicidam e o noticiário omite para não criar o aparvalhamento no público.
Sem nenhuma conotação de crítica ou julgamento, esta é uma análise espiritual, com a proposta da conscientização a respeito do trabalho incansável dos Benfeitores do Mais Além de, nestes dias de intensas dificuldades, socorrerem encarnados e desencarnados, entidades perversas e pervertidas, corrompedoras e corrompidas, que caem no arrependimento e despertam entre as dores, clamando por auxílio e proteção.
O lazer e a festa social são recursos de que dispõe a criatura humana para a confraternização e o espairecimento, o descanso mental, mas necessário é que o ser esteja imbuído dos valores saudáveis que fazem crescer e tragam também aprendizado.
Ao espírita cabe a conscientização! Cabe o compromisso de vibrar e de interceder, perante o Mais Alto, em favor de todos os foliões que se ajuntam nas grandes praças, largas ruas e avenidas ou mesmo nos salões nobres.
Para isso: oração, pensamentos salutares, trabalho constante no bem e leitura edificante que consola, auxilia e orienta os que necessitam.
Diversão sim, perversão não!
Que Jesus nos abençoe!                                 
Fritz Schein


(Mensagem psicografada pelo médium e orador espírita Wellerson Santos no dia 04 de fevereiro de 2014).

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA