JUSTIN BIEBER,A CRACOLÂNDIA E O DISCURSO MORALISTA

Justin Bieber (Foto: Getty Images)

Justin Bieber, a Cracolândia 

e o banquete moralista



Justin Bieber é o novo drogado da vez. O cantor, que foi preso 
e liberado na quinta (24), após dirigir sob o efeito de drogas e álcool, é a nova Britney Spears. A nova Lindsay Lohan. O mundo das celebridades AMA um famoso com problemas com drogas. Esse tipo de “personagem” gera muita audiência e vende jornal e revista de fofoca. Afinal, adoramos acompanhar o drama alheio. Ainda mais se ele for famoso e milionário. Os ricos também sofrem. E a fama ajuda muita gente a morrer de overdose.

Uma foto de um famoso preso roda o mundo e custa mais caro que a foto de um novo casal. No caso de Justin, ele riu para as câmeras, tirou sarro. Prato cheio. Ver um famoso feliz causa inveja. E para morrer de inveja já temos as redes sociais e seu concurso eterno de quem é mais feliz. Já ler sobre um famoso com problemas é curioso. “Como ele se perdeu?” “Nossa, que mimado”, julgamos.
As história de Justin e de outros famosos que entram e saem de luxuosas clínicas de reabilitação (e cantam "no, no, no") pelo menos têm um certo glamour macabro. Melhor do que ver as fotos dos miseráveis da Cracolândia, que coincidentemente foram atacados com bombas ontem pela polícia do estado.
Mas os famosos drogados não são assim tão diferentes dos miseráveis. Ambos, além de terem doenças graves, são o banquete perfeito para os moralistas. “Gente vagabunda”. 
“Isso é falta de surra”. No caso de Justin e outras celebridades ricas, os cliques ecoam. No caso dos pobres de São Paulo, sobram as bombas. E no fim um coro diz: bem feito. Quem mandou?

Por Sonia Nina Lemos*

*Sobre Nina Lemos

Nina Lemos tem 42 anos, e é jornalista e escritora. É uma das criadoras da Revista TPM, onde trabalha como repórter especial. Lançou cinco livros com o trio 02Neuronio e o romance "A Ditadura da Moda". Já trabalhou na "Folha de S.Paulo" como repórter e colunista e é também autora do blog Nina Lemos (mas não entendemos). Blogueira desde quando blog chamava site, já teve blogs também no Estadão e foi colunista do site F5. Tem dois gatos e quer morar em Berlim.

Fonte:http://br.omg.yahoo.com/blogs/nina-lemos/justin-bieber-cracolandia-e-o-banquete-moralista-180500338.html