NAZISMO E COMUNISMO : A BANCARROTA DA REALIDADE

 

Nazismo  e Comunismo

A Bancarrota da Realidade
Vivemos uma realidade material paralela na linha do tempo-espaço e em certa parte exilada da realidade espiritual eterna do Espaço-tempo e essa realidade material paralela é criada por distintas faixas de vibração positivas e negativas, mas hoje em dia infelizmente e principalmente faixas de vibração negativas como egoísmo, crenças em enganos e mentiras que são mantidas através de discursos que muitas vezes parecem ter sentido, perpetuadas na história através de desinformação, (tele)dramaturgias que afetam nossas emoções, distraem nossos sentidos, confundem nossa clareza mental e cardíaca e peças de publicidades, que afetam nossos sistemas de percepção e crenças e graças a isso podem nos manipular para um conceito equivocado e co-homicída a respeito do que é e mais do que é, daquilo que pode ser, a Realidade.

Pouco mais de Cinquenta Anos depois da IIª Guerra Mundial e a perpetuação de grandes enganos, meias verdades e possíveis mentiras como o "Holocausto", o "Homem Na Lua", a "Derrota" de Hitler para os Aliados e o fim do Nazismo, entre outras desinformações manipuladoras, que entraram para história e mais do que para a história, para o inconsciente coletivo da humanidade e os campos psíquicos dos indivíduos como "Evoluções Sociais-tecnológicas" e "História", a tática usada pelas elites do mundo para controlar o rebanho humano e direcioná-lo para a realização de seus planos e de sua agenda, não mudou quase nada.

Mudaram as roupagens mas a essência que tece essas assim como os "corpos que as vestem", continuam praticamente as mesmas, os mesmos.


Salvo o continente Europeu, onde algo em torno de 3 mil anos de cultura de carnificina, xenofobia e guerras absurdas, foram mais do que suficientes para fazer grande parte das pessoas entenderem o mal que as religiões representam e o papel que elas desenvolvem no controle social, na doutrinação mental dos indivíduos e das massas, direcionando esses para a ruindade (in)voluntária, egoísmo, medo, para a auto-anulação, boicote a si mesmo e aos outros, convencendo as pessoas de que elas "se disciplinam" e "combatem em nome do Bem" ou "matam em nome da segurança e da Paz", o Brasil e As Américas parecem viver um "boom" religioso, travestido de "Consciência" e "Espiritualidade".


Isso é possível em pleno século XXI graças a retumbante ignorância das Pessoas que se creem "inteligentes" apenas por que tem um mínimo de conhecimento ou simplesmente se sujeitaram a doutrinação de uma instituição qualquer em troca de um "diploma", ou aos dogmas de uma corporação qualquer em troca de um salário, e graças a esses petrificam sua sensibilidade e cristalizam seu sistema de crenças e sensibilidades num senso comum que tende sempre para a Negatividade, para o Pessimismo, para a dependência, para a doação a mentalidade de grupo as custas do sacrifício de sua percepção individual e anulação do raciocínio do indivíduo por si mesmo e sem a aprovação de grandes "conglomerados sociais", nos quais estão há várias encarnações aprisionados.


Universitários, Trabalhadores, Jovens, Artistas, Filósofos, Estudantes, diversos tipos de pessoas de todas as faixas etárias, atividades profissionais e classes sociais hoje parecem confundir: Liberdade com libertinagem, Espiritualidade com religião, conhecimento com doutrina e repetição, saúde com doutrinação mental e física, medicina com indústria farmacêutica, política com governo, lucro com felicidade, entre outros disparates.

Pessoas que provavelmente sem perceber e sem que sejam culpadas por isso são escravas de um sistema que elas acreditam que liberta e graças a esse sistema e a essa crença, hoje vivem e se arrastam, vendem a alma, destroem a Verdade, aceitam praticamente tudo para juntar alguns metais e algumas cédulas de papel e guardá-lo num BANCO, chegando ao absurdo de crer que juntar esses metais e cédulas de papel é a única forma de se ter "liberdade" e acreditam que essa "liberdade" conquistada com cédulas de papel é única, mais importante do que transformar a realidade de dentro pra fora, preservar, conhecer E desenvolver uma relação saudável com o a água, com a terra, com o fogo, com o ar e com o éter.


Esses são os 5 elementos que formam todas as células, não somente de nosso corpo, mas de tudo que tem vida em nosso planeta e o contato, conhecimento e a compreensão do trabalho desses elementos, abre dimensões de existência nos indivíduos que ameaçam as mentiras que precisam ser sustentadas para que as pessoas vivam em prol da mentalidade de rebanho e de um sistema assassino travestido de "social" feito em forma de pirâmide para que uns poucos permaneçam encima mandando, enquanto praticamente todos estejam embaixo OBEDECENDO sem questionamento e uso da lógica.

Conhecer  e desenvolver contato com esses 5 elementos de suas células através de si mesmo seria e é suficiente para ter todo o conhecimento a respeito de tudo no vasto cosmos, mas as pessoas preferem e aceitam crer que esse conhecimento só pode ser acessado dentro de prédios de concreto e aço, na presença de um "professor" "doutor" ou "mestre" (que quase sempre são apenas REPETIDORES e profissionais frustrados) reconhecidos pela Elite do Ensino que sustenta tal instituição e tais "Meias-Verdades".

Depois da Primeira Guerra Mundial a Nação Alemã e seu povo estavam afundadas em depressões financeiras e emocionais, a inflação seguia fora de controle, a comida era escassa e cara, o sistema de saúde um desastre e as lembranças dos horrores e das vidas perdidas na 1ª guerra recentemente vivída, aniquilavam qualquer possibilidade de esperanças e soluções para os problemas.



Um jovem que queria ser artista, com uma profunda crença em suas aspirações de ser pintor, depois arquiteto, frustrado e triste mas com garra, oratória e carisma começou a discursar nas ruas e reuniões de partidos políticos. Seus discursos virulentos refletiam o estado de vibração daquelas pessoas indignadas, permitiu a essas se reconhecerem e compartirem suas dores, afetaram a Alma e o Orgulho daquele povo e os fez compreender que a mudança dependia da união entre eles. Esse talento somado ao alto investimento financeiro das Elites Monárquicas e industriais que secretamente o patrocinaram foram os Alicerces do IIIº Reich. Muito antes de ser conhecido como o Malvado e paranoico "Exterminador de Judeus", Adolf Hitler foi um chanceler, um "presidente exemplar", quase perfeito, que permitiu a Alemanha e ao "Povo Ariano", em "nome da pátria" e do "sangue", despertar e incorporar as forças obscuras que permitiram a invasão e o domínio de praticamente toda a Europa nos anos posteriores.


Enquanto isso, desde algum tempo em outro país chamado Rússia, um discurso que defendia a classe obreira e proletária contra os abusos das elites e da falta de dignidade existente nos trabalhos por essa criados, organizados, proporcionados e controlados, seduzia turbas de massas famintas e ignorantes com sede de justiça e dignidade a qualquer preço.

Ambos esses movimentos que aconteceram na Alemanha e na Rússia do século XIX e XX, ficaram conhecidos como o Nazismo e o Comunismo.






No final da segunda guerra mundial, EUA entrou na guerra para salvar França se aliando a Inglaterra e assim se uniram com o Baluarte Mór do Comunismo (a versão russa do Nazismo), um ditador conhecido como: "Camarada" Stalin, que era o então presidente do Império comunista conhecido como União Soviética. Somente assim poderiam os "Aliados" terem exércitos e forças suficientes para frenarem a máquina bélica ideológica da Alemanha Nazi, que havia invadido e conquistado praticamente toda a Europa, menos Inglaterra e Suiça (respectivamente os locais onde em grande parte, tudo isso foi planejado e onde eram guardados os botins de tais guerras).




Nessa época, ambos esses regimes políticos que tinham como pilar principal de suas estruturas e existência o "GENOCÍDIO", foram vendidos aos soldados que aceitaram "sacrificar" suas vidas em nome dessas ideologias e as pessoas do mundo em geral como regimes antagônicos e diferentes entre si.

Mas a verdade é que qualquer pessoa que estude o mínimo, comprova que a diferença entre nazismo e comunismo é mínima, quiça em essência não exista. Ambos são regimes que policiam, matam, privam as pessoas de liberdade, impõem suas opiniões, crenças e coerências E BUSCAM A HUMILHAÇÃO, TORTURA E ELIMINAÇÃO daqueles que discordam em qualquer grau de suas crenças e pontos de vista ou que considerem simplesmente "Inimigos" do regime.
Algo parecido tanto a nível ideológico quanto táctico, tem acontecido no mundo de Hoje, principalmente nos países ocidentais considerados emergentes, novos ricos que tem como características em seu povo a falta de cultura geral e conhecimento, a doutrinação através de cultura de massa e que com o tempo devem ser os substitutos do homícida, esquizofrênico, megalomaníaco, bizarro e açucarado:
"Império Americano".

Políticos e ativistas com tendências e aspirações "moderninhas" levantam a bandeira das causas e dos direitos e privilégios para "Gays" ou outras minorias estereotipadas, enquanto outros políticos e personalidades tradicionalistas conservadoras, defendem causas e levantam bandeiras de motivos morais, tradicionais, familiares e religiosos, através de resgastes ideológicos e ransos militaristas pró belicistas inspirados na cultura judaico-cristã, como forma de controle, "moralização", ordenação e "educação" da sociedade.

Perde-se tempo, dinheiro, vidas humanas e neurônios discutindo-se a "Legalização do Aborto", a "Legalização das Drogas", o "Direito dos Sexistas" ou ainda os "direitos dos animais", entre outros temas polêmicos que fazem a alegria das Imprensas partidárias compradas e o carnaval dos ignorantes piqueteiros, que em essência está claro, Não fazem questão de conhecimento, de coerência, nem de evoluções, menos ainda de Verdades ou praticar o amor ao próximo, mais do que se regozijam gritando e entrando em catarse com as massas protestantes, seja por meios virtuais ou tomando as ruas da cidade.
Tanto gays como Evangélicos sempre foram vítimas de preconceito, porém hoje em dia, graças ao poder capital gerado de imensas dívidas no sistema financeiro que é conhecido para a maioria apenas como "créditos", essas peculiares minorias cada vez mais numerosas, tem condições de se organizar e se manifestar, fazendo valer suas revindicações, que por vezes são justas, mas muitas vezes absurdamente estapafúrdias e ridículas. Se tornam facilmente lobby de políticos e poderosos que encontram nessas revindicações uma forma nova de ampliar suas condições de VOTOS e consequentemente de se perpetuarem no poder.



Não se vê nem se tem notícia de gays ou religiosos que protestem contra o Sistema político que os engana ou contra o sistema Financeiro que os escraviza (eles nem sabem ou desconfiam que é assim), ou exijam dos governos do mundo o fim da fome e da pobreza para todos os humanos.


Muito pelo contrário, tanto as doações dos burros fiéis de diferentes igrejas novas e antigas, assim como todos os lucros e dividendos do novo "mercado de consumo" gerado pelo público gay e as causas por esses defendidas, segue diretamente para os cofres dos bancos, sem que seus donos jamais sejam intimados ou sequer questionados e sem que esses gays e evangélicos jamais percebam que enquanto lutam entre um e outro, os reais saqueadores da Liberdade humana lucram com os ambos os lados da guerra.
O Sistema de Manipulação utilizado pelas Elites não mudou. É exatamente o mesmo com apenas umas "tonalidades" diferentes. 

O que os pequenos nazis da "Juventude Hitlerista", (da Qual Joseph Hatzinger ou Bento XVI foi integrante) esbravejavam pelas ruas de Berlim, Munique, Praga ou Varsóvia a respeito da "superioridade Ariana" e a "inferioridade" (não somente)de Judeus (como esses alardeiam), mas também de homossexuais, Asiáticos, Negros e outros mestiços ou minorias socio-culturais, tem o mesmo padrão de energia e discurso virulento belicista com que os "Homossexuais" da política, seus comparsas e "companheiros" hoje em dia, querem defender a transformação da sociedade a seu favor como se uma agressão a um gay fosse um erro maior e pior do que a agressão a qualquer ser humano.






O que os ignorantes e rudes proletários e trabalhadores da antiga e finada União Soviética REPETIAM através de pensamentos, atitudes e discursos contra a dominação e existência de uma Elite financeira que controlasse a forma de existir a sociedade e gerar a produção de bens e o direito por consumir esses, pelas ruas de São Petesburgo, Moscou e quem diria, "Havana", tem a mesma energia e essência que neo católicos da renovação carismática (e os neo otários das neo igrejas evangélicas cristianas pró capitalistas, que chamam todos de "irmãos" e usam a teologia da prosperidade junto com a bíblia como prova irrefutável de que "Eles Tem a Razão") usam para querer tranformar a sociedade na base do ostracismo e ridicularização nas diferenças de pensamento abrindo mão da pesquisa, do senso crítico, da frieza analítica e mais que tudo DA VERDADE, para se entregarem ao fanatismo, A INFALIBILIDADE BÍBLICA e a devoção sem inteligência.


Todos esses gays e evangélicos, a nível coletivo, tem em comum os mesmos interesses mesquinhos a favor de suas "panelinhas" e o fato de não quererem transformar o sistema, mas apenas "se darem bem" na merda que já existe. 


Aceitam a guerra como inevitável e a participação obesa mórbida no sistema de consumo supérfluo como o "melhor padrão" de existência, confirmação de excelência e "prosperidade". Aceitam prosperar naquilo que há de pior, apenas por desconhecer a capacidade de transformação que juntos poderiam organizar em nome da Verdade dos recursos de nosso planeta e não em nome de direitos e ingressos no sistema de consumo para apenas uns poucos.


Da mesma forma que o Nazismo de Adolf Hitler recuperou a alto-estima do povo alemão e "Pôs ordem na casa" no que diz respeito as finanças, o crescimento e a distribuição de riquezas a todas as pessoas de todas as classes da nação, as revindicações dos Movimentos GLTB tem feito o mesmo por seus simpatizantes, reforçando a crença de que podem tranformar suas existência e acabar com os preconceitos sem mudar a si mesmo e melhor: Realizando "festas" que se repetem todos os finais de semana e uma vez por ano acontece em plena "praça pública e "principais avenidas" da cidade, com o patrocínio de grandes empresas e grandes bancos (que sem que eles desconfiem ou queiram saber, os escravizam junto com toda a raça humana) para que todos vejam e sintam a "força do movimento".

Oras, quanta balela, quanta besteira, quanta mentira, quanta falta de caráter desses religiosos! Seja os religiosos da sexualidade e da libertinagem, seja os religiosos do "homenzinho na cruz" (Homenzinho que eu respeito muito e por vezes até me inspiro), que sequer é provado se existiu da maneira que contam.

Mais de 50 anos depois das grandes guerras que mudaram o mundo e as pessoas para sempre, as mesmas táticas para manipular as massas e levar soldados ao front, são utilizadas e infelizmente confirmamos que as pessoas ditas: "politizadas", "cultas", tolerantes e "heterogêneas", "universitárias", "vanguardistas e "modernas", "formadoras de opinião" e outros derivados, caem como idiotas.

Vão as ruas "repetir estribilhos de protestos" e apontar dedos a Inimigos eleitos por uma mídia e por um padrão de crenças, sem fazer questão nenhuma de entender como o sistema funciona e qual sua contribuição para que ele assim funcione.

Fazem passeatas e "protestos pacíficos", usam as massas e mobilizam gente conhecida sem jamais deixar de consumir suas marcas e desejar ter aqueles produtos. Lutam pelo direito de terem estradas boas, sem lutar pelo direito de transporte para todos. Lutam pela proibição ou legalização do aborto, sem lutar pela garantia de dignidade e respeito para com quem já é vivo. Lutam pelos direitos dos animais domésticos e querem punição para quem esses agride, sem abrir mão de realizar churrascos ou do alto de seus copos de cerveja defender a Pena de Morte e a tortura para seres humanos que infrigem a "Lei". Lutam pela tolerância religiosa privando pessoas de serem ateus ou de desenvolverem sua espiritualidade livre de Igrejas e outras estruturas mentirosas e assassinas.

Defendem que suas respectivas instituições religiosas cobrem dízimo sem pagar impostos. Lutam pela legalização ou proibição das drogas ilícitas, sem jamais realizar e questionar o por que elas são proibídas e quem realmente tem a ganhar com isso. Elegem políticos ladrões para substituir outros políticos ladrões, alegando que o voto obrigatório é um exercício fundamental para a "Liberdade" e a "democracia".

Um festival de incoerências, mentiras e contradições que não fazem a menor questão de parar para pensar sobre, pois o importante é que "o show deve continuar".

Todos esses movimentos das massas podem ser bonitos, podem ser por hora úteis, mas não tem condições de mudar a sociedade de maneira verdadeira.

A única maneira de mudar a sociedade para melhor é fazer questão de mudar e de cuidar de si mesmo.

São os pobres do mundo que precisam de assitência social, políticas e de "Leis" a seu favor. É por eles que devemos lutar e protestar. Todas as outras formas de se conquistar e manter "direitos" é mentira e hipocrisia!


Ainda que eu não viva para ver, chegará o dia nesse planeta em que as pessoas despertarão e serão temidas por seus governos, uma vez que todas elas saberão que em essência e em verdade, Não precisam desses para nada.

O futuro do Planeta Terra é a Sociedade Civil se Auto governando.

Quem viver verá. E todos viveremos para ver, uma vez que a Morte é Mentira! Não somos esses corpos, somos consciência.

Amor Infinito é a Única Realidade, Tudo o Mais é Ilusão:

que Deus Abençoe a Todos,
Namastê

Ruy Mendes - Março 2012