MENSAGEM DE JESUS : NÃO HÁ PECADO

 
 
 
Canalizado por John Smallman
 
Muitos estão enfrentando uma turbulência emocional de seus problemas não endereçados, mantendo-se pipocando em sua consciência de forma a lhe abalar seriamente, todavia sem nenhuma causa identificável. Tudo o que precisam fazer é reconhecê-los.
Não há absolutamente nenhuma necessidade de identificar uma causa ou uma lição a aprender que exija ou que ofereça restituição ou auto humilhação. Simplesmente aceite e os deixem ir - proporcionando, por assim dizer, um descanso em sua consciência – liberando-se   de seu apego a eles, à medida que vão como uma tormenta.
É o caso de se permitirem a perdoar por seus erros e enganos, incluindo suas crenças, algumas profundamente enterradas, pensamentos não reconhecidos, palavras ou ações que possam ter seriamente prejudicado alguém. Seu desconforto surge de questões não confirmadas que tenha negado, por temer ter praticado ações ou ter tomado parte em atividades imperdoáveis​​.
Tudo faz parte da ilusão e na verdade nunca aconteceu - porque é ilusório e irreal. Vocês são todos seres de Amor e embora tenham, por vezes, aparentemente se "comportado mal", agora é o momento de se liberar de suas culpas, vergonha ou sofrimento emocional, permitindo-lhes passar por sua mente sem se envolver com esses aspectos. O Amor é a reafirmação de sua verdadeira essência e dissolução de todo aspecto irreal e de desamor remanescente de si mesmos, enquanto agarrados a ilusão.
O pecado não existe. Toda consciência é UM com Deus, que é Amor infinito em abundância inesgotável e, portanto, cada entidade consciente é e sempre será puro Amor - nada mais. Isso é difícil para entender quando observa os conflitos na Terra, no presente e ao longo de sua história, com os imensos sofrimentos que causaram. Na ilusão existe e houve muito sofrimento vivido pela humanidade como algo muito, muito real, embora seus caminhos estivessem fora da ilusão, vivendo na Realidade, onde sua verdadeira presença sempre esteve e onde permanece eternamente presente.
O Amor é a sua natureza e nas profundezas de sua essência, enquanto o experimenta na ilusão, não sente vontade nem deseja ou tem intenção de magoar ou ofender alguém, mesmo que quando envolvido em um jogo.  No Amor – como realmente está - nunca houve a intenção de tudo o que seja sua falta na mínima forma, porque não há nada que seja falta de Amor.
Na ilusão, onde a verdade incontestável é impossível de ser acreditada ou aceita, é difícil de perdoar, a menos e até que se tenha visto o culpado – você ou outro - descoberto, julgado, culpado, envergonhado ou punido. Este é o maior obstáculo no seu caminho para o Despertar: Não perdoar.
A essencialidade absoluta de perdoar, quando a paz pessoal e auto aceitação estão para serem alcançadas, agora é reconhecida pela psicologia tradicional. É um reconhecimento muito recente. Anteriormente e por eras, tudo o que era imperdoável era tido como normal, porque até mesmo os deuses que inventaram não perdoavam. Nos últimos cem anos, um enorme progresso foi feito pela humanidade em seu caminho de evolução espiritual, demonstrando seu reconhecimento dessa importante verdade, embora longamente negada.
No entanto, ainda existem muitos na Terra que, por causa da dor e sofrimento a que foram submetidos em suas vidas atuais ou em suas últimas vividas, não são capazes nem dispostos a aceitar que o perdão seja um bálsamo de Amor que cura todas as feridas. Aqueles que estão lendo ou ouvindo estas palavras sabem desta verdade, embora alguns tenham dificuldade com elas por causa de seu próprio sofrimento pessoal muito intenso ou, mais provavelmente, devido à sua conscientização e envolvimento no aparentemente e totalmente injustificável sofrimento que outros tenham passado.
Então, quando for para seu tranquilo e inviolável espaço interior, onde todos tem acesso, peça ajuda aqueles nos reinos espirituais para auxiliá-lo na compreensão e aceitação de que o perdão é o bálsamo que cura de todas as feridas. Em seguida, pratique o perdão. Não o perdão condicional: "Condicionar seu perdão para somente quando a pessoa reconhecer o seu erro, pedir desculpas, ou prometer nunca mais cometer novamente suas faltas!" Mas que seja um perdão incondicional... perdão de tudo sem imposição de quaisquer condições.
Ao perdoar incondicionalmente soltará a carga que tem sobre o que está perdoando. As palavras ou ações que lhe causaram dor já não apodrecem em sua mente, exigindo a restituição ou um pedido de desculpas que nunca poderá ser iminente. Apegando-se a crimes cometidos contra si, estará se negando à cura, sofrendo ainda mais dor. Ao perdoar, torna-se livre, seus níveis de estresse caem e você começa a viver o momento do Agora, onde poderá desfrutar o cheiro das rosas.
Portanto, lembre-se: "O Perdão é o bálsamo de Amor que cura todas as feridas" profundas.  Sabe que esta é a verdade a ser praticada, até que se torne automática, para desfrutar da paz, da calma e da liberdade que trazidas para você. Quando perdoa, uma coisa muito surpreendente irá acontece.  O Amor preencherá o seu coração e então perceberá que, na verdade, nunca houve nada a perdoar... porque só Amor existe...que nunca pode ser ferido, ofendido ou irritado. Ele só pode Amar!
Seu irmão amoroso, Jesus.
Tradução: Candido Pedro Jorge