O QUE AS MULHERES QUEREM - DRICA MUSCAT

O que as mulheres querem

Mulheres não precisam de homens que mandem flores, abram a porta do carro pra elas, e vivam as presenteando – apesar de este tipo de atitude ser, sem dúvidas, considerado muito dócil e amável por todas nós. Mas precisamos, sim, de um sorriso sincero ao nos ver; de uma mão pegando na nossa de surpresa e de um jeito que faz arrepiar; e um elogio no ouvido, depois de um dia nos preparando para vê-los, também não cai mal.
Não precisamos de restaurantes caros, carrões, roupas engomadinhas, cabelo com gel. Mas se o homem for escolher, precisamos, sim, sentir um cuidado na escolha do lugar aonde vamos, nem que seja o botequinho da esquina, com uma atmosfera gostosa, tranquila e especial. Precisamos de alguém que se importe em parecer preocupado com a aparência, já que somos bastante vaidosas, mas sem exageros – entendemos que homens são homens, e a extrema preocupação com a imagem, para nós, é até um pouco incômoda. Sobre o carro, tanto faz o meio de locomoção, o importante é a gente ir.
Não precisamos que liguem de 5 em 5 minutos, ou que mandem mensagens o tempo todo. Mas quando ligarem, mesmo que seja uma única vez, façam aquela vez valer por todas as outras; demonstrem que estão felizes em falar com a gente, e não que estão fazendo isso por obrigação. Quando mandarem alguma mensagem, mandem aquela que fará a gente abrir e reabrir o dia todo, sentindo frio na barriga a cada vez que a ler. Demonstrem que se importam, demostrem carinho, paixão, malícia – façam parecer que as palavras foram escolhidas cuidadosamente para aquela mulher, pois ela é especial pra você.
Não precisamos nos encontrar todos os dias, mas com uma certa periodicidade é bom. Quando as pessoas se gostam, elas querem se ver, é natural – ou deveria ser. Não precisamos de promessas de compromisso, casamento, filhos: mas de que haverá uma outra vez, talvez seja interessante. Qual é o problema, sendo que desta vez foi tão legal? Isso é grude? Então vida de casado eu mal posso imaginar o que é – agora, se essa próxima vez não for existir, não dê falsas esperanças. Disso as mulheres, definitivamente, não precisam.
Não precisamos de homens que somem do nada, sem dar notícias. Não há nada mais revoltante e que deflagre mais a imagem de um rapaz. O que pode ser mais louvável do que um homem honesto, afinal? – daqueles que se não quer sair de novo, arranjou outra mulher, prefere a morte a namoro, ou qualquer outro motivo, tenha coragem para verbalizar isso. Falar não é um problema. Na hora pode ser chato, mas passa, e a imagem do homem permanecerá boa, pode acreditar. Agora, se um rapaz quiser deixar sua imagem péssima, e assinar em baixo do documento de imaturidade e babaquice assumidas, deve, então, evaporar sem deixar endereço.
Não precisamos estar no controle, supervisionar vidas, ter vocês aos nossos pés. Só que para nós, mulheres, é difícil entender o motivo de palavras tão lindas de um dia terem se transformado em indiferença no outro. Alguém fez alguma coisa errada? Alguém falou alguma coisa que não deveria ter sido dita? – isso fica na nossa cabeça. Colaborem conosco e com a queima de nossos neurônios. Sejam sinceros, falem o que pensam, e tudo fica mais simples. Se ficamos atrás de respostas, nos desculpem, mas só estamos tentando entender, fazendo o nosso papel e o de vocês ao mesmo tempo.
Queremos encontrar em um homem a proteção, uma conversa boa, um beijo na testa, um abraço que nos faz sentir pequenininhas, o tempo que voa, o respeito pela família, o amor pela natureza, a risada que dói a barriga, as lágrimas que nos aproximam ainda mais, o brilho nos olhos, a vontade de ir junto ao cinema, um parceiro pra dividir o petit gateau sem falar em calorias, e a vontade de fazer planos, nem que seja para o próximo fim de semana.
O que nós queremos em um homem, afinal, é encontrar o homem de verdade que existe dentro dele, o que atualmente – que me perdoem os que não se encaixam no perfil – está difícil de achar.