O GENOMA E A SABEDORIA INICIÁTICA DAS IDADES

 

 

O GENOMA E A SABEDORIA INICIÁTICA DAS IDADES



Nos últimos dias, muito se tem escrito e lido sobre o projeto genoma. Estamos a ponto de desvendar um dos mais intrigantes enigmas da ciência: Qual é o segredo da vida? Qual é a unidade básica que forma a vida? Hoje sabemos que a célula é a unidade básica dos seres vivos, porém, por muito tempo constituiu um mistério o fato de que, apesar de todos os seres vivos terem uma composição celular (com exceção dos vírus), cada um possui características próprias, que podem ser passadas para seus descendentes. Qual seria o mecanismo dessa transmissão das características hereditárias?
Hoje, graças ao enorme avanço da Biologia, sabemos que o interior do núcleo celular é constituído por filamentos constituídos por uma série de moléculas de DNA (ácido desoxiribonucléico) que formam os cromossomos.
Na espécie humana, são 23 pares de cromossomos que guardam uma seqüência de 3,2 bilhões de bases nitrogenadas e que constitui o genoma, formando as letras do alfabeto da vida, capazes de codificar todas as características físicas de uma pessoa.
Por outro lado, a Sabedoria Iniciática das Idades, hoje com o nome de Eubiose, há muito vem trazendo, embora de maneira um tanto quanto oculta, esses conhecimentos.
O princípio hermético da correspondência diz: “O que está em cima é como o que está embaixo e o que está embaixo é como o que está em cima”. Assim como se lê nas escrituras sagradas das religiões judaico-cristãs: “O Homem foi criado à imagem e semelhança de Deus”. Mas o que significa isso?
Sob o ponto de vista puramente biológico, podemos afirmar que o homem é um Universo em miniatura. Somos formados por cerca de 100 trilhões de células (100 billhões delas no cérebro). São essas células que se juntarão para formar os tecidos que, por sua vez, formarão os órgãos, que trabalharão em conjunto para manter a vida. Esse número astronômico de células supera o número de estrelas de nossa galáxia.
Devemos abandonar a idéia de que a consciência está restrita ao sistema nervoso central. Cada célula de nosso corpo possui um “quantum” de consciência, cada uma é consciente do trabalho que deve desempenhar na manutenção da vida. O conjunto dessas mini-consciências é que forma a consciência integral do homem.
O Todo nas Partes e as Partes no Todo – Cada uma de nossas 100 trilhões de células possui as informações necessárias para gerar um organismo completo, armazenadas nos 23 pares de cromossomos do núcleo celular (22 pares autossomos, mais os cromossomos sexuais X e Y). A ciência iniciática, por sua vez, guarda todo seu conhecimento, simbolicamente, em 22 lâminas que formam os arcanos maiores, sob a égide dos Gêmeos Espirituais, ou Parelha Manúsica).
Sabemos que o Planeta Terra, assim como o Homem, pelo fato de estarmos vivendo um quarto período evolutivo cósmico, é regido pelo quaternário. Temos portando: os Quatro Elementos, as Quatro Estações do Ano, Os Quatro Senhores da Evolução, Os Quatro Animais da Esfinge, As Quatro Naturezas já Realizadas (Os Quatro Reinos da Natureza) etc. Na tradição hebraica, o nome de Deus é composto por quatro letras: Iod, Hé, Vau, Heth, formando o Tetragramaton Sagrado. Por isso somos “feitos à imagem e semelhança de Deus”.
Todo esse Sistema Quaternário se reflete na constituição celular na forma de bases nitrogenadas que formam a estrutura do DNA. Apesar de o genoma ser formado por 3,2 bilhões de bases, estas são apenas de quatro tipos: Adenina, Timina, Citosina e Guanina (A, T, C e G) e formam o alfabeto da vida, juntando-se três a três, para formar palavras de três letras: os aminoácidos que irão construir as proteínas. O ternário e o quaternário se juntando para formar a vida. Combinando-se as quatro bases nitrogenadas três a três, teremos 64 possibilidades de combinações (64 hexagramas do I Ching), mas formarão apenas 22 aminoácidos (Arcanos Maiores).
Se por um lado o estudo do genoma humano chegou à conclusão de que todas as formas de vida possuem as mesmas estruturas moleculares, chegamos também à conclusão que somos um universo em miniatura e que somos regidos pelas mesmas leis universais. Somos deuses em miniatura.
Fernando Brasci*

*Fernando Brasci é Biólogo e Sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Eubiose
Fonte:http://conexoesplanetarias.blogspot.com.br/