COPENHAGUE : A CIDADE DOS CONTOS DE FADAS E DO CHOCOLATE




Terra de reis e rainhas, Copenhague contrasta requinte de conto de fadas com design moderno na Dinamarca

A imagem da Dinamarca é bastante relacionada a um país de castelos, reis e rainhas. Filmes, desenhos e histórias escolheram este viés para falar, ou pelo menos citar, essa terra escandinava. Os contos de fadas de Hans Christian Andersen também tiveram um papel importante no meio do caminho. Também, pudera: basta visitar Copenhague para ver que tal fama não lhe foi dada à toa. A capital dinamarquesa reúne belos castelos, monumentos históricos e todo o glamour que se pede uma monarquia.

No entanto, o que se vê pelas ruas de Copenhague é uma mescla de construções antigas com prédios de design moderno. Tanto é assim que os dinamarqueses são reconhecidos internacionalmente por terem uma linha própria de design em TVs, relógios, móveis, entre outras coisas. Ao desembarcar, a modernidade do aeroporto revela esta Copenhague nova, de muito brilho e requinte. Porém, ao chegar ao centro da cidade, fica claro que o passado também está presente e bastante vivo, pois foi guardado e bem tratado por seu povo.



Para ter um dia de ?rainha?, basta ir ao Amalienborg e assistir à troca da guarda. Quando o turista menos percebe, já está lá do lado de dentro, imaginando o que a família real está fazendo naquele instante. Então, para e pensa: ?Nossa, parece tudo tão real?. Pois é, isto é Copenhague: um conto de fadas para nós brasileiros e pura realidade para os dinamarqueses. Mas a viagem segue e logo nos deparamos com A Pequena Sereia, a verdadeira. Ela não tem o sorriso da Monalisa, não tem o tamanho da Estátua da Liberdade, mas tem aura. Há quem se frustre com o seu tamanho, mas, como dizem os dinamarqueses, a sereia é pequena na história, não faria sentido ela ser grande.

Para muitos, Copenhague é a porta de entrada para a Escandinávia. Há muito tempo, Noruega e Suécia também pertenciam à Dinamarca, que ironicamente acabou se tornando o menor dos três países - sem contar Groenlândia e Ilhas Faroe, que pertencem à Dinamarca. Por isso, muitas características são semelhantes nos três países e, se não der para pisar em terras suecas e norueguesas, aproveite ao máximo em Copenhague para desfrutar um pouco do modelo de vida escandinavo.

A culinária local é bastante reconhecida internacionalmente. Em 2010, o restaurante Noma ganhou o prêmio da revista britânica ?Restaurant? como melhor do mundo. Por conta da fama, uma reserva no local precisa ser feita com cerca de três meses de antecedência. Um dos pratos mais famosos da Dinamarca é o smørrebrød, que basicamente é pedaço de pão integral preto coberto com uma carne ou peixe e alguma salada por cima. Um ótimo lugar para se degustar o prato é na região do Nyhavn, onde também está instalado o Noma.

Seja no rigoroso inverno ou no tão esperado verão, o povo dinamarquês gosta muito de festa. Pode ser um jantarzinho entre amigos, uma pré-festa na casa de um colega ou uma balada na discoteca, tudo é motivo para beber um Snaps (como é chamada a aguardente local). Ou melhor, não só um. Aqui ninguém para no primeiro gole. A capital segue a mesma linha e, no verão, fica repleta de festivais de música. As danceterias começam a encher depois da meia-noite, mas antes disso o povo já está ?alegre? pelas ruas.







INFORMAÇÕES E SERVIÇO



Idioma - Dinamarquês

Fuso horário - 4 horas a mais em relação a Brasília

DDI - O código da Dinamarca é 45

Site do país -
www.visitdenmark.com

Site da cidade - www.visitcopenhagen.com

Telefone de emergência - 112

Número telefônico de atenção ao turista ? (45) 7022-2442
begin_of_the_skype_highlighting GRÁTIS (45) 7022-2442 end_of_the_skype_highlighting
Embaixada brasileira ? Rua Christian IX's Gade 2, 1º andar. Tel: (45) 3920-6478 begin_of_the_skype_highlighting GRÁTIS (45) 3920-6478 end_of_the_skype_highlighting. www.brazil.dk

Banco do Brasil em Copenhague ? não há

Moeda ? Coroa dinamarquesa. Acesse
economia.uol.com.br/cotacoes para acompanhar a cotação da moeda local.

Câmbio ? Não é muito fácil encontrar uma casa de câmbio que troque Real em Copenhague. É melhor trocar o dinheiro no Brasil ou viajar com Euro ou Dólar. Apesar dessas moedas não serem aceitas pelas ruas, são mais fáceis de trocar. Os bancos são os melhores lugares para realizar o câmbio. É necessário apresentar o passaporte para realizar a transação.

Internet ? É muito fácil ter acesso à Internet em Copenhague. Além de encontrar na maioria dos hotéis e albergues, também é possível acessar a rede nas bibliotecas públicas e em cyber cafés.

Horários - A maior parte do comércio funciona de segunda a quinta-feira das 10h às 18h, às sextas das 10h às 19h e aos sábados das 10h às 16h. Supermercados, shoppings e as grandes lojas normalmente ficam abertos até mais tarde. Padarias, floriculturas e quiosques costumam abrir aos domingos.

CENTROS DE INFORMAÇÃO TURÍSTICA -
Copenhague há um centro de informações turísticas muito bem localizado, próximo ao Tivoli e à estação central. O Copenhagen Visitor Centre (
touristinfo@woco.dk) fica na rua Vesterbrogade, 4A, tel. (45) 45 7022-2442.

CARTÃO DE DESCONTO - Copenhagen Card - Ao comprar o Copenhagen Card, o turista pode entrar gratuitamente em dezenas de museus, parques e obter desconto em alguns restaurantes. Também não irá pagar nada para usar os ônibus, trens e metrô da cidade. Há cartões válidos para 24 e 72 horas, sendo que é possível comprá-los em agências de turismo, em estações de trem, no aeroporto, em hotéis e albergues ou no centro de informações turísticas. Também é possível comprar com antecedência pela Internet (
online.citybreak.com/Search/Other/SearchOther.aspx?pdid=4525&onlineid=1459618727&culture=en)

Fone:http://viagem.uol.com.br/guia/cidade/copenhague.jhtm

Copenhaga (português europeu) ou Copenhague (português brasileiro) (em dinamarquês København, que significa "porto do mercador") é a capital e maior cidade da Dinamarca, com uma população urbana de 551 580 habitantes (2011) e uma população metropolitana de 1 935 746 habitantes (2011). Copenhagen situa-se nas ilhas da Zelândia e Amager.
Pela primeira vez documentada no século XI, Copenhague tornou-se a capital da Dinamarca no início do século XV, e durante o século XVII, sob o reinado de Cristiano IV, tornou-se um importante centro regional. Com a conclusão da transnacional Ponte de Oresund em 2000, Copenhague se tornou o centro da crescente integração da Região Transnacional de Oresund. Dentro desta região, Copenhague e a cidade sueca de Malmö estão em processo de conurbação em uma área metropolitana comum. Com cerca de 2,7 milhões de habitantes num raio de 50 km, Copenhague é uma das áreas mais densamente povoadas no norte da Europa. Copenhague é a cidade mais visitada dos países nórdicos, com 1,3 milhão de turistas internacionais em 2007.
Copenhague é um importante centro regional de cultura, negócios, mídia e ciência. Em 2008, Copenhague ficou na 4ª posição pela revista, de propriedade do Financial Times, fDi Magazine em sua lista de "Top50 Cidades Europeias do Futuro" depois de Londres, Paris e Berlim.No Índice de Centros Mundiais de Comércio de 2008, publicado pela MasterCard, Copenhague foi classificada 14ª posição no mundo e na 1ª na Escandinávia. No Índice de Cidades Globais de 2008, Copenhague foi classificada na 36ª posição no mundo, 15ª na Europa e 2ª na Escandinávia.Ciências da vida, tecnologias de informação e de navegação são importantes sectores de pesquisa e desenvolvimento que desempenham um papel importante na economia da cidade. Sua localização estratégica e excelente infra-estrutura com o maior aeroporto da Escandinávia,situado a 14 minutos de trem do centro da cidade, tornou-a um pólo regional e um local popular para a sedes regionais de empresas,bem como anfitriã de convenções internacionais. Como resultado, Copenhague é classificada na 3ª posição na Europa Ocidental e na 1ª posição entre os países nórdicos para atrair sedes de empresas e ógãos internacionais.
Copenhague tem sido repetidamente reconhecida como uma das cidades com melhor qualidade de vida do planetae em 2008 foi apontada como a cidade mais habitável do mundo pela revista internacional Monocle no seu "Top 25 de Cidades mais Habitáveis" de 2008. Também é considerada uma das cidades mais ecológicas do mundo, com a água no interior do porto da cidade sendo tão limpa que pode ser usada para a natação, além de 36% de todos os cidadãos da cidade irem de bicicleta ao trabalho todos os dias.
Desde a virada do milênio, Copenhague tem visto um forte desenvolvimento urbano e cultural e tem sido descrita como uma cidade em crescimento. Isto é parcialmente devido a investimentos maciços em equipamentos culturais, bem como infra-estrutura e uma nova onda de sucesso de designers, chefs e arquitetos.Viajantes apontaram Copenhague como a cidade mais limpa da Europa.







Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA