MÚSICA PARA ILUMINAR A MENTE E ALEGRAR O CORAÇÃO



“É profunda falta de refinamento não ouvir música com constância. É como não tomar banho. ~Nilton Bonder

Um estudo feito por pesquisadores norteamericanos, em 2008,  já afirmou que ouvir música pode ter efeitos benéficos  para o sistema cardiovascular – isto é, se for música agradável e da preferência do ouvinte.
A pesquisa destaca os efeitos da música no funcionamento da circulação sangüínea. Segundo os autores, músicas selecionadas por voluntários entre as que produziam a sensação de bem-estar, ao serem ouvidas, ajudaram a promover a dilatação dos vasos e a aumentar o fluxo sangüíneo.
Os pesquisadores destacam que a audição de músicas consideradas alegres pode afetar a atividade das endorfinas. “O componente emocional pode ter um efeito de mediação da endorfina. Mas os resultados do estudo até o momento indicam que a música pode representar uma nova estratégia preventiva para a saúde do coração”, disse Miller.

Ouvir música faz o cérebro inteiro se iluminar

Outro estudo recente, feito por cientistas da Finlândia descobriu uma nova técnica inovadora que permite estudar como o cérebro processa diferentes aspectos da música.
Em uma situação realística de “curtir a música predileta”, a técnica analisa a percepção do ritmo, tonalidade e do timbre, que os pesquisadores chamam de “cor dos sons”.
O estudo é inovador porque ele revelou pela primeira vez como grandes áreas do cérebro, incluindo as redes neurais responsáveis pelas ações motoras, emoções e criatividade, são ativadas quando se ouve música.
Os exames de ressonância magnética permitem gerar filmes que mostram como os neurônios “disparam”, literalmente iluminando cada área do cérebro nas imagens produzidas na tela do computador.
via Diário da Saúde
Até nós, que somos mais bobos, já sabíamos que música é tudo de bom, não é? Então, vamo’bora cantar e encantar essa vida!
Deixo para vocês, minha atual preferida, simplesmente linda! É  Silent Ganges do holandês Manesh de Moor do álbum Sadhana (que pode ser entendido como “movimento em direção à iluminação”) uma espécie de mantra pop-trance. Apreciem sem moderação!