GUARDIÕES

 
Guardiões

Gaivotas e Garimpeiros.
Um trato firmado há tempos.
Como aves antigas, zelam.
 
Voavam observando, voavam nutrindo o povo com a energia.
Cada cota dada: nutriram.
Cada zelo: mantiveram...
Gaivotas sábias.
Por vezes, gaivotas em terra: garimpeiros

Garimpeiros antigos, puxando suavemente e lapidando, a pedra angular de cada ser.
Longo trabalho... as peneiras ao lado a repousar
Sábios Garimpeiros.
Gaivotas que sentem, alimento energia: já em expansão...
Garimpeiros que sentem: as pedras estão expostas...
Se faz necessário Lugar, onde juntos: guardiões antigos e povo, olharem para o céu.
E sentindo, verem: há luz.
Luz interna e Luz externa.

Aos guardiões de eras, que mantiveram e sustentaram a energia.
Profundo e Sentido: Respeito.