ESTOU EM UM RELACIONAMENTO DO TIPO "FALA SÉRIO" - XICO SÁ

Dica de filme sobre o assunto do post: encontros & desencontros

Toda linda, ruivinha, botas com a marca da elegância paulistana, interrompe a marcha lenta deste pobre cronista do amor & da sorte.  Boca da estação do metrô Paraíso.
- Por favor, só um minuto, Xico. É urgente -disse. -Se não vou ter que recorrer a Miss Corações Solitários – falou do personagem que uso para acalmar almas aflitas.
Desembucha, Lola, fala que te escuto.
A dúvida cruel da gazela: dou ou não dou presente pro desalmado?.
Aí contou toda sua vida em cinco linhas. Além de ter todo jeitão bagaceiro de quem não curte esse romantismo da data, o suposto “namorado”  nunca assumiu direito o “namoro”-ela fez aspinhas sexy com os dedos.
Encontros & desencontros, minha linda Sophia Coppola, como no filme aí acima que recomendo.
Bem na linha de um status amoroso picareta que poderia ser criado pelo Facebook: “Estou em um relacionamento fala sério”.
Nada mais sintomático da nossa era. Curto. Não curto. Depende da fase.
Aconselhei: esqueça o presente, querida gazela que me consulta nesta manhã gelada de São Paulo.
Se você mal sabe que tipo de história vive, dê uma banana à data dos pombinhos.
Não adianta cair no conto de que é só um regalito, uma lembrança, tentar dizer que não é pela data etc. Você pode ouvir uma grosseria desnecessária. Do jeito que esses lenhadores urbanos andam insensíveis.
Corra, Lola, corra dessa onda.
Se você mal sabe se é namoro ou amizade, esqueça. Deixe estar o romance clandestino.
Repito um diagnóstico que sempre faço aqui no blog: no tempo do amor líquido, para lembrar o título do livro de Zygmunt Bauman sobre a fragilidade dos encontros amorosos, é difícil saber quando é namoro ou apenas um lero-lero, vida noves fora zero…
Não se pede mais em namoro.
No tempo do “ficar”, quase nada fica, nem o amor daquela rima antiga.
Dá um pé na bunda da ansiedade, baby, e curte um bom feriado.
É o conselho do tio para a gazela aflita.

Fonte:http://xicosa.blogfolha.uol.com.br/