COMPAIXÃO E FLOR DE LÓTUS NO BUDISMO

Foto: Compaixão

A Natureza da Compaixão é um sentimento forte no coração para ajudar os outros a ficarem livres do sofrimento. É um movimento benéfico da mente e do corpo que busca aliviar a dor e o sofrimento dos seres. Compaixão é uma resposta espontânea de um coração aberto. 

A compaixão exige de nós uma atitude, uma ação. Exige que nos coloquemos na situação em questão, e que nos ofertemos, ou a algo de nós mesmos, para que essa situação se resolva. Exige que estejamos presentes, que sejamos atuantes, que nos posicionemos. 

Exige enfim a nossa DISPONIBILIDADE PARA OFERTAR ALGO DE NÓS MESMOS PARA QUE A SITUAÇÃO EM QUESTÃO SE RESOLVA, E QUE AQUELE SER NELA ENVOLVIDO POSSA FINALMENTE SAIR DAQUELE PROBLEMA. 

Lótus é o símbolo da expansão espiritual, do sagrado, do puro. 

A lenda budista nos relata que quando Siddhartha, que mais tarde se tornaria o Buda, tocou o solo e fez seus primeiros sete passos, sete flores de lótus cresceram. Assim, cada passo do Bodhisattva é um ato de expansão espiritual. Os Budas em meditação são representados sentados sobre flores de lótus, e a expansão da visão espiritual na meditação (dhyana) está simbolizada pelas flores de lótus completamente abertas, cujos centros e pétalas suportam imagens, atributos ou mantras de vários Budas e Boddhisattvas, de acordo com sua posição relativa e relação mútua.

_/\_
Compaixão

A Natureza da Compaixão é um sentimento forte no coração para ajudar os outros a ficarem livres do sofrimento. É um movimento benéfico da mente e do corpo que busca aliviar a dor e o sofrimento dos seres. Compaixão é uma resposta...
espontânea de um coração aberto.

A compaixão exige de nós uma atitude, uma ação. Exige que nos coloquemos na situação em questão, e que nos ofertemos, ou a algo de nós mesmos, para que essa situação se resolva. Exige que estejamos presentes, que sejamos atuantes, que nos posicionemos.

Exige enfim a nossa DISPONIBILIDADE PARA OFERTAR ALGO DE NÓS MESMOS PARA QUE A SITUAÇÃO EM QUESTÃO SE RESOLVA, E QUE AQUELE SER NELA ENVOLVIDO POSSA FINALMENTE SAIR DAQUELE PROBLEMA.

Lótus é o símbolo da expansão espiritual, do sagrado, do puro.

A lenda budista nos relata que quando Siddhartha, que mais tarde se tornaria o Buda, tocou o solo e fez seus primeiros sete passos, sete flores de lótus cresceram. Assim, cada passo do Bodhisattva é um ato de expansão espiritual. Os Budas em meditação são representados sentados sobre flores de lótus, e a expansão da visão espiritual na meditação (dhyana) está simbolizada pelas flores de lótus completamente abertas, cujos centros e pétalas suportam imagens, atributos ou mantras de vários Budas e Boddhisattvas, de acordo com sua posição relativa e relação mútua.


Magia da Flor de Lótus


” As pétalas da Flor de Lótus abrem-se para o sol como a nossa alma se abre para a energia divina”


Essa flor é um adorado simbolo mitológico, ligada a um lado espiritual.
A flor de Lótus é venerada na Índia e no Japão, e um Oráculo disse que essa era a flor símbolo da espiritualidade.
A admirada Flor de Lótus tem o botão da flor em forma de um coração, e suas pétalas não caem quando a flor morre, apenas secam.

Assim, para os Chineses, o passado, o presente e o futuro estão simbolizados, respectivamente, pela flor seca, pela flor aberta e pela semente que irá germinar.
Ela é associada a Buda, por representar a pureza emergindo imaculada de águas lodosas.
O lótus fecha-se ao anoitecer e submerge na água, para ao amanhecer emergir e florescer novamente, como que prestando homenagem ao sol nascente.
Esta flor converteu-se no símbolo natural do sol, da criação e do “renascimento”.
No Livro dos Mortos o lótus é mencionado com uma citação: “Transforma a ti mesmo num lótus e terás a promessa de ressurreição”.
Lótus é o símbolo da expansão espiritual, do sagrado, do puro e representa a total pureza da mente e perfeição espiritual.
A flor de lótus tem muitos significados poderosos na religião budista.
Por exemplo, um botão de lótus simboliza os seres que não atingiram a iluminação, todavia quando os ensinamentos budistas começam a se consolidar internamente, então a flor abre e um indivíduo se ilumina.
Esta é a razão porque Buda senta em uma flor aberta de lótus.
As cores das flores também tem seus significados diferentes:

LÓTUS VERMELHA – simboliza a natureza original do coração. É a lótus de muitas qualidades do coração, incluindo o amor, compaixão e paixão. É a lótus de Avalokitesvara, O Buda da Compaixão.
LÓTUS AZUL – representa a vitória do espírito sobre os sentidos. É a vitória da inteligência, sabedoria e conhecimento. A Lótus azul nunca está totalmente aberta e seu miolo nunca é visto.
LÓTUS ROSA – facilmente confundida com a lótus branca, a lótus rosa é a Lótus de todas as lótus. É suprema e reservada para as mais altas divindades. É a lótus tradicional do Buda Histórico.