HOSTILIDADE E AFEIÇÃO - Dilgo Khyentse Rinpoche

Dilgo Khyentse Rinpoche

De novo e sempre, desenvolva compaixão por todos os seres sencientes em geral e, particularmente, por aqueles que não gostam de você. Pode parecer difícil no começo, mas você nunca irá alcançar a iluminação enquanto sentir hostilidade em relação a seus inimigos.
Aqueles que são agora seus inimigos foram em vidas passadas seus pais, e não há nada fixo sobre a condição de um inimigo ou amigo. Sentir hostilidade por inimigos e afeição por amigos nada mais é que uma forma iludida de percepção. Se você treinar a mente para reconhecer tudo como sendo tão insubstancial quanto um sonho, a hostilidade pelos inimigos perderá totalmente o sentido.
Isso tem importância crucial, porque ordinariamente nossas vidas são movidas pelo anseio de adquirir comida e roupas, posses, companheiros, posições e reconhecimento. Gastamos uma boa quantidade de pensamentos planejando as maneiras mais inteligentes e eficientes de conseguir isso, e pensamos: “tal pessoa tem tudo isso de dinheiro, meus amigos têm isso, então preciso de mais”. Ou então: “vivo nesse tipo de casa, nesse bairro, agora preciso me mudar para um lugar melhor”. Devemos colocar um fim em todos pensamentos desse tipo.

Dilgo Khyentse Rinpoche (Tibete, 1910 – Butão, 1991):

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA