A ÁRVORE DA VIDA - LUCIANA MARINHO

.
A árvore da minha vida é também suas flores desfeitas. Cultiva o desapego ao solo, quando se desenraíza em brisa. A árvore da minha vida é casa para rios que migram com nuvens, nuvens que migram com peixes, peixes que migram com torrentes que a fazem renascer. Acolhe o tempo do desencontro entre o desejo e a rosa. A árvore da minha vida busca uma alquimia de luz... Tateia o silêncio para enchê-lo de ser. A árvore da minha vida é no cortante de seus galhos. É em suas cascas. É em suas folhas-meninas..

Fotografia e TextoLuciana Marinho