O BICHO HOMEM UM DIA PODERÁ SE TORNAR HUMANO



Você já deve ter ouvido em algum lugar, possivelmente na escola, a definição de que o homem é um animal racional.
Bem, que isso é verdade é incontestável. Mas muita gente deixa de perceber que não é por ser racional que o homem deixa de ser um animal, e como tal, carregado de programações instintivas que dificilmente percebemos ou controlamos, instintos primitivos, agregados ao nosso ser há gerações que remetem aos primatas, com objetivo de nos ajudar a sobreviver e perpetuar a espécie.

Por exemplo, você já percebeu que mesmo quando amamos muito uma pessoa e dormimos com ela, é muito mais confortável dormir um de costas para o outro do que um de frente para o outro? Não… ao contrário do que se imagina, não é por causa do bafo e nem pelo medo de se deparar com um monstro despenteado pela manhã. Nossa audição permanece ativa mesmo durante o sono e as orelhas em formato de concha que temos funcionam como radares dianteiros, captando vibrações que vem pela frente. Dormindo um de costas para o outro nos sentimos mais seguros porque cada um ficará “atento” aos movimentos noturnos que acontecem do lado a que se está virado. Provavelmente nossos antepassados primitivos dormiam assim para se proteger de ataques noturnos, hábito animal que preservamos até hoje.
O homem não deixou de ser um animal. E existem vários exemplos interessantes como este acima citado, basta você observar tudo aquilo que faz em um dia e, no final dele, vai ter uma lista de atos que você faz (ou sente), mas não sabe por qual motivo. Possivelmente este será o animal dentro de você falando.
Esse texto não quer dizer que ainda temos uma parte animal dentro de nós. Mas que ainda somos completamente animais e a sociedade que vivemos é um reflexo disso. Infelizmente um reflexo um tanto negativo afinal, você já viu o que acontece em uma gaiola com mais ratos do que ela pode comportar? Eu respondo: os ratos começam a brigar e a se matar por mais espaço, conforto
comida, fêmeas etc… algo muito parecido com o que acontece em cidades muito populosas.

intinto animal O bicho homem
O fato de sermos animais sociáveis ainda inclui o fato de que espécies desse feitio brigam por algo chamado “liderança”, o que complica muito nossa existência pacífica, seja entre países ou dentro de uma empresa. Sempre haverá um macacão que não consegue segurar a onda de seus instintos e causa o maior desconforto social querendo se tornar líder do grupo.
Queremos nos tornar humanos. Queremos ser racionais. Mas isso é impossível enquanto não controlarmos o animal dentro de nós. Pois ele viveu uma história da humanidade repleta de fome,  sofrimento, frio, dor e medo. Nosso animal deseja incontrolavelmente dominar tudo para si e garantir sua sobrevivência. Isso se reflete nos conflitos em geral que nos deparamos: na ruína do capitalismo e na má distribuição de renda, nos escândalos políticos, na violência, no preconceito diante daquilo que não entendemos e não sabemos como lidar.
Enfim, o mundo não é dominado por seres racionais, mas sim pelos animais irracionais que nos habitam. Talvez estejamos imaturos como seres humanos. Talvez um dia conseguiremos domá-los e daí o mundo melhor vai ser algo realmente viável.
Você pode começar já. Todos os dias eu me deparo com o desafio de perceber pelo menos aqueles instintos mais prejudiciais ao convívio social e tento sufocá-los em nome da minha humanidade. Muitas vezes o animal dentro das outras pessoas tentam tirar proveito disso, mas algumas poucas vezes (que são as que valem a pena), vejo dentro do olhar do próximo que o ser humano ali reconheceu meu ato e o apreciou. Geralmente quando isso ocorre, a resposta que recebo é igualmente humana e assim temos um pequeno gostinho do que o mundo um dia poderá se tornar: humano.

Fonte:http://www.bravus.net

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA