A NATUREZA QUÂNTICA DO SER


Psicologia

Dentro da visão newtoniana da psicologia vigente, o mundo consiste em seres e objetos, cada qual estranho ao outro. "Eu sou para mim mesmo, mas um objeto para os outros".. "Para os outros eu sou uma coisa e os outros são um objeto para mim." É uma psicologia do individual e suas relações com o objeto. Uma cultura centrada no "eu" e no "meu", dominada pelo egocentrismo, uma cultura narcisista. Se queremos crescer para além desse modelo, precisamos crescer para além da psicologia sobre a qual ele está baseado.
O narcisismo é uma doença do relacionamento, uma doença que surge da incapacidade de se formar relacionamentos significativos consigo mesmo e com os outros. Seu oposto é uma atitude perante a vida que salienta a importância de compromisso, envolvimento, amor. É uma atitude que leva o indivíduo para além de si mesmo, para além de suas ilhas isoladas de experiência, de seus sentimentos e reflexões próprias.
A personalidade narcisista é incapaz de sentir uma base de compromisso com os outros, com a natureza ou com qualquer sistema coerente de valores e, portanto, incapaz de sustentar qualquer relacionamento profundo. Ele tanto experimenta uma fragmentação de si mesmo quanto o isolamento de uma comunhão mais ampla.
Uma Psicologia baseada na natureza quântica do Ser enfatiza todos os relacionamentos e assenta o indivíduo, em virtude de sua própria natureza, no mundo do Ser. Para tal indivíduo, o compromisso com os outros, com a natureza ou com valores espirituais está na essência de sua existência, não podendo haver uma base para distúrbios narcisistas de solidão, vazio, alienação ou envolvimento consigo mesmo.
Nas palavras de um poeta " Nenhum homem é uma ilha, inteiramente por si, todo homem é um pedaço do continente, uma parte do principal".
Estar envolvido consigo mesmo é estar envolvido com os outros. Se tenho um compromisso com você, reconheço que somos, eu e você, materiais da mesma substância "farinha do mesmo saco", " poeira de estrelas" que seu ser está entrelaçado ao meu para todo o sempre.
Na Psicologia Quântica não há pessoas isoladas. Tudo o que cada um de nós faz afeta todos os demais, direta e fisicamente. Se machuquei minha mão, meu corpo inteiro sente dor. Ao ferir minha consciência, ocupando-a com pensamentos maliciosos, egoístas ou maldosos, estou ferindo todo o "campo" não localmente conectado da consciência.
Cada um de nós, em virtude de nosso relacionamento integral com os outros, com a natureza e com o mundo dos valores, tem a capacidade de beatificar ou manchar as águas da eternidade. Portanto, "Eu sou" responsável pelo mundo porque nas palavras de Krishnamurti, "Eu Sou o Mundo".
Apenas a responsabilidade dá significado e valor à nossa existência.

Fonte:Silvane Fonseca
Psicóloga, Master Pratictioner PNL
http://www.ganesha.jor.br/