COERÊNCIA PARA A REALIZAÇÃO DE DESEJOS




O que li do Chopra sobre métodos de realização do desejo, complementa perfeitamente a Lei da Atração dos Abraham-Hicks. Resumidamente, ele disse que tudo o que existe é parte de um campo de energia infinito e que o pensamento, o desejo, o que sentimos movimenta nosso campo e o campo ao redor, pois não há distinção nítida entre o nosso campo e o campo universal. Bem, quando estamos serenos, as ondas se movimentam ordenadamente em direção ao nosso objetivo e voltam com uma resposta do Infinito, trazendo o que pedimos. Mas se estamos dispersos, em conflito, o choque entre pensamentos, desejos, emoções desordenados perturbam a coerência das ondas, elas como que se chocam e se anulam entre si ao invés de repercutir ordenadamente em uma direção.

Se ainda não conseguimos um auto-conhecimento suficiente para integrar essas instâncias da mente , se o pensamento difere do sentimento, que discorda da vontade, que difere das ações, etc., então a opção é a meditação: podemos criar um momento de calmaria em que esse conflito não se manifesta. É durante esse instante de paz que se abre a chance de exprimir nosso desejo de forma a realizá-lo sem aqueles obstáculos. Deepak Chopra, no texto abaixo, fala dessa técnica (que também é mencionada em AS SETE LEIS ESPIRITUAIS DO SUCESSO).

Tenho recebido muitas críticas por causa de meu envolvimento com a Teoria da Conspiração e seu negativismo supostamente destrutivo. Bem, foi só depois do trabalho com a  Lei-da-Atração que fiquei apta a encarar esse lado da realidade que batia à minha porta sob a forma de falsa pandemia de gripe suína. E daí em diante tenho seguido encarando mais e mais porque descobri que era o que faltava para completar minha compreensão do todo e,  para minha própria surpresa, também para poder me integrar a mim mesma e dar mais substância e realidade à espiritualidade.  Aquela Tramóia tem agido no mundo, só Deus sabe desde quando, de forma a nos desconectar de tudo o que realmente interessa. Conectando os pontos, recuperando a visão do todo, integrando a si mesmo é uma postagem que fala um pouco sobre isso.


AS INTENÇÕES E O CAMPO

Deepak Chopra

O novo paradigma nos diz que a nossa realidade subjacente, o campo, é contínua, e assim sendo, está igualmente presente em todos os pontos no espaço-tempo. A sua consciência e cada intenção dela resultante estão enredadas nesta continuidade. Isto significa que quando você tem um desejo, na verdade está enviando uma mensagem que alcança todo o campo — a menor das suas intenções repercute em todo o universo quântico.

Já vimos que quando se tem uma intenção relacionada como corpo, ela é executada automaticamente. A mesma coisa deverá ocorrer então com as intenções que você manda para fora do corpo — o campo tem o poder organizador de realizar automaticamente qualquer intenção.

Todo mundo conhece exemplos ocasionais quando um desejo inesperadamente se concretiza, quando algo que você desejava surge de repente — um telefonema de um velho amigo, um dinheiro inesperado, uma oferta de emprego, um novo relacionamento. Nessas ocasiões a sua conexão com o campo é clara. Quando os seus desejos não se realizam, a sua consciência sofreu algum bloqueio ou desconexão da fonte dela no campo. O normal é ter todos os desejos realizados se a sua consciência estiver aberta e clara. Não é preciso nenhum ato especial da providência para realizar desejos; o campo universal da existência foi planejado para operar assim; caso contrário você não seria capaz de retorcer os dedos dos pés, piscar os olhos ou cumprir qualquer comando da mente-corpo. Toda ação voluntária depende da transformação invisível de uma intenção abstrata em um resultado material.

O seu corpo é o resultado material de todas as intenções que você já teve. No último exercício nós recorremos a um momento do passado, usando a intenção para criar uma certa reação mente-corpo. Se você imaginou a sua experiência com bastante intensidade, todos os tipos de reação involuntária — pressão, batimento cardíaco, respiração, temperatura corporal e assim por diante — começaram a reproduzir exatamente o que você sentiu no passado. Você reviveu não apenas uma imagem visual, mas sim toda a reação fisiológica que acompanhou a imagem. Milhões de reações holísticas desse tipo entraram na
criação da fisiologia que você agora experimenta. Só que como você não sabe conscientemente usar essas intenções em seu benefício, seu corpo contém impressões armazenadas de traumas e estresses que contribuem para acelerar o processo de envelhecimento.

Uma intenção é um sinal enviado por você para o campo e o resultado que você recebe do campo é a mais alta satisfação que pode ser enviada ao seu sistema nervoso. Quando duas pessoas querem a mesma coisa, nem sempre obtêm o mesmo resultado; isto é porque a qualidade da intenção muda quando é remetida para o campo e aí é refletida de volta como resultado. Por exemplo,
se você tem um forte desejo de ser amado, o amor que você quer e que receberá é fortemente condicionado pela sua experiência: o amor de são Paulo é totalmente diferente do amor experimentado por uma criança vítima de maus-tratos.

Mesmo assim, quando se quer que um desejo se torne realidade, a mecânica tem certas semelhanças para cada pessoa:
1. Um certo resultado é pretendido.
2. A intenção é específica e definida; a pessoa tem certeza do que quer.
3. Pouca ou nenhuma atenção é dada aos detalhes dos processos fisiológicos envolvidos. Na verdade, a atenção aos detalhes inibe o fluxo dos impulsos de informação que produzem o resultado, retardando ou impedindo o sucesso. Em outras palavras, a pessoa assume uma atitude de não interferência.
4. A pessoa espera um resultado e tem confiança. Não há, contudo, ansiedade quanto a esse resultado (se você ficar ansioso para dormir, por exemplo, muito provavelmente não vai conseguir).

Preocupação, incerteza e dúvida são os três obstáculos básicos que nos impedem de fazer uso eficiente do poder contido em cada intenção. O poder ainda está lá, mas nós o voltamos contra ele próprio. Em outras palavras, quando você duvida que um desejo se realizará, você está essencialmente expedindo uma intenção de auto-derrota que será computada pelo campo como um comando para cancelar seu primeiro desejo.

5. Há um feedback referencial envolvido no processo. Em outras palavras, cada intenção realizada ensina a você como proceder para conseguir resultados melhores ainda na intenção seguinte. Quando o resultado ocorre, confirma o poder da intenção ao nível da consciência, aumenta a confiança e torna o sucesso mais forte — o efeito é auto -reforçante. Isto muda a dúvida e a transforma em certeza. (As pessoas cujos desejos não se realizam também experimentam um feedback, só que para reforçar o fracasso.)

6. No fim do processo, não há dúvida de que o resultado foi obtido de modo definido e consciente que se estende para além do indivíduo até uma realidade mais ampla — para alguns, Deus ou a Providência, para outros o Self ou o Absoluto. Preferi usar um termo mais científico, o campo, mas sem excluir qualquer dos nomes espirituais com mais tradição. Em todos os casos, o mundo material é uma expressão de uma inteligência não-manifesta e imensamente superior que responde aos desejos do homem.

Estes seis passos mostram a característica mais importante da inteligência interior — ela tem em si poder de organizar. Este poder organizador é o vínculo que conecta intenção e resultado. Sem ele, não poderia haver causa e efeito. A "sopa quântica" permaneceria caótica, já que sem poder organizador não pode haver padrões, ordem, leis naturais, estruturas físicas ou processos bioquímicos.

Para tirar vantagem deste conhecimento, você pode usar o seguinte exercício com qualquer desejo. Não se preocupe se não teve muito sucesso em conseguir realizar suas intenções no passado. Entender claramente a mecânica da intenção é o passo mais importante para conseguir qualquer coisa. Ao realizar este exercício, você estará abrindo um caminho para o sucesso; basta confiar que o campo automaticamente realizará todos os impulsos enviados para ele. De uma forma ou de outra, todo desejo atinge seu objetivo; apenas a sua perspectiva limitada no espaço-tempo prejudica a sua percepção do resultado que está sendo produzido.

1. Sente-se calmamente e use qualquer dos métodos já explicados para relaxar seu corpo e ficar mais tranqüilo interiormente.
2. Pense no resultado que você deseja. Seja específico. Você pode visualizar o resultado ou expressá-lo verbalmente.
3. Não se deixe atrapalhar pelos detalhes. Não force nem se concentre. Sua intenção deve ser tão natural quanto tencionar levantar o braço ou pegar um copo d'água.
4. Espere o resultado e acredite nele. Saiba que é certo.
5. Entenda que dúvidas e preocupações só servirão para interferir no seu sucesso.
6. Esqueça o desejo. Você não tem que pôr a mesma carta no correio duas vezes; basta saber que a mensagem foi expedida e o resultado está a caminho.
7. Esteja aberto para o feedback que receberá do seu próprio íntimo ou do meio ambiente. Saiba que todo e qualquer resultado se deve a você.
Este último passo é extremamente importante. Sendo tão condicionados por uma visão materialista do mundo, todos nós tendemos a esperar por resultados materiais. No entanto, quem deseja riqueza na verdade pode estar querendo a segurança que imagina que a riqueza trará, e se for esta a intenção dominante em sua consciência, o campo poderá favorecer um resultado mais voltado para a sensação de segurança que para fortuna material. O feedback produzido por uma intenção é capaz de manifestar-se de muitos modos inesperados, mas o fato é que algum resultado sempre será produzido, não importa o quão fraco seja.

A seguinte intenção pode ser acrescentada como um desejo abrangente:
Tenciono que minha inteligência criativa interior venha, espontaneamente, orquestrar e guiar meu comportamento, meus sentimentos e minha reação a todas as situações, de tal modo que todas as cinco intenções acima citadas venham automaticamente a ser concretizadas.
Finalmente, é útil lembrar a si próprio que pode confiar nesta abordagem porque você está recorrendo à natureza fundamental da sua fisiologia, que opera o tempo todo: "As sugestões que faço a mim mesmo são o meu melhor feedback, e quanto mais responder a elas, mais amplificarei a força da
minha intenção para conseguir o resultado que desejo."


Do livro de Deepak Chopra: CORPO SEM IDADE, MENTE SEM FRONTEIRAS


Fonte:http://holosgaia.blogspot.com/