FUGA DA DOR E BUSCA PELO PRAZER EM RELACIONAMENTOS SIGNIFICATIVOS



Este é o mecanismo básico em nosso sistema operacional humanóide. Todos nós andamos em direção do prazer e corremos da dor. Até aqui lhe parece lógico e aceitável. A confusão se instaura no momento que precisamos definir o que é dor e o que é prazer.
O prazer de um espécime sapiens sapiens não necessariamente é considerado prazer pelo outro. As vezes a dor de um é considerado prazeroso pelo outro. Um pântano difícil de encontrar saída.
Digamos que você em algum momento da sua vida colocou muita expectativa em um relacionamento que se viu frustrado mais tarde. Digamos que a experiência lhe tenha sido tão dolorosa que ficou gravado em seu inconsciente que aquilo você não quer mais. A questão é que isso é feito em áreas do subconsciente nas quais talvez sua lucidez ainda não alcance. Isso monta relações imprecisas.
No exemplo acima, talvez, a impressão que tenha sido gerada pelo inconsciente é que ligação afetiva forte gera dor, então você começará a fugir de ligações afetivas significativas.
Você boicotará inconscientemente qualquer tipo de relação afetiva mais profunda por estar operando na fuga da dor. Isso inevitavelmente lhe fará falar: “eu só arranjo confusão para minha vida”. Volto a frisar: se você fala que algo “sempre acontece” contigo, pode saber, o problema está em você, não nos outros.
Para seu inconsciente não importa as pequenas confusões, importa é que você não sofra a dor que já viveu anteriormente. Isso acontece o tempo todo, quando você ainda engatinhava e enfiou o dedo na tomada. Certamente não lembra do episódio, mas seu inconsciente sim.
Considere que aquele relacionamento malfadado do passado foi como um dedo na tomada, que lhe fez ter medo de chegar perto de uma. Claro que você não deixou de usar um aparelho eletrônico por causa do “trauma da tomada”, pois você aprendeu a lidar com a eletricidade.
Contudo, ao falarmos de emoções estamos lidando com coisas mais subjetivas e pouco treinadas em nós. O que faz com que ao falhar emocionalmente a intensidade da dor gerada nos faça desistir de tentar entender a eletricidade emocional.

Fonte:http://swasthya.marcocarvalho.com/

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA