ABDUÇÕES ALIENÍGENAS


A abdução (palavra usada aqui para designar seqüestros de seres humanos por raças alienígenas supostamente superiores à nossa) acontece com pessoas aparentemente normais. Vários pesquisadores do assunto têm observado que a maioria das abduções possui raízes hereditárias, ou seja, seus antepassados também eram abduzidos. Muitas pessoas que são abduzidas desconhecem pela vida toda que passam por este processo. Isso pela sutileza com que são feitos tais seqüestros, que na maioria das vezes beiram (ou se confundem) aos sonhos.
Os Greys estão abduzindo homens e mulheres com o propósito de extrair esperma, óvulos e outras amostras de nossa série genética por razões desconhecidas.
Evidências de que as abduções são reais
Dr. David Jacobs é PhD em história americana e da universidade de Temple, na Filadélfia,EUA. Autor de vários livros, deu recentemente uma entrevista para a revista Ufo onde fala sobre as abduções.
Evidências
Ele diz q uma das mais importantes evidências é a convergência das memórias q os abduzidos tem sobre o momento, o processo e a estrutura dos sequestros por extraterrestres. E todos apresentam os mesmo sintomas em diferentes partes do planeta.
E evidências físicas?
Ele diz q há evidências físicas nos corpos das vítimas de abduções alienígenas, tais como: cicatrizes, manchas e picadas em seus corpos ou roupas.
Os implantes
Tem sido detectados em muita gente, embora até agora nenhum tenha sido provado cabalmente como não terrestre.
Para que servem os implantes
Poderiam servir para: monitoramento dos abduzidos , forma de transmitir a uma base, em algum lugar, informações sobre seu metabolismo, condições de saúde ou emocionais. Há estudos que afirmam que servem para manter os abduzidos sob controle quando os ETs precisarem levá-los novamente.
David Michael Jacobs, Ph.D.em "Secret Life", o título original, diz que o fenômeno é demasiadamente importante para ser tratado como conversa de "malucos" ou de pessoas "mentalmente perturbadas"...

Para o autor, os alienígenas têm um poder e uma tecnologia consideravelmente mais avançada do que a nossa, e isso nos coloca em tremenda desvantagem para afetar o fenômeno ou conseguir algum controle sobre ele.

"Não sabemos o que vai acontecer no futuro, do mesmo modo como não sabemos quais são os objetivos finais dos extraterrestres".

O contato entre as raças não está ocorrendo no cenário que foi imaginado por cientistas e escritores de ficção científica: dois mundos independentes fazendo aberturas cuidadosas visando a benefícios iguais e recíprocos.

Ao contrário - diz o dr. Jacobs - o que acontece é completamente unilateral.

Em vez de benefícios iguais, vemos um programa perturbador, de aparente exploração de uma espécie pela outra...

Como isso começou, não se sabe. Como terminará, uma incógnita...

"Mas, nós temos que encarar de frente o fenômeno da abdução e começar a pensar racionalmente no que devemos fazer a respeito..."

David Jacobs trata com a seriedade necessária talvez o mais importante desafio com que a humanidade deve se deparar neste milênio que se inicia.

Fonte:http://www.anjodeluz.com.br/