BUTÃO - O PAÍS DA FELICIDADE




Doses diárias de felicidade compõem o índice da Felicidade Interna Bruta (Gross National Happiness) do Butão, monarquia budista encravada entre o Nepal, China e Índia. O GNH é um protesto à sociedade consumista moderna.

“Se esforçar pela felicidade dos outros é o caminho mais seguro para se desfrutar de experiências gratificantes que trazem a verdadeira e duradoura felicidade” Jigme Thinley, primeiro-ministro do Butão.

Por ano, apenas três mil turistas podem visitar o país de 38 mil metros quadrados, com 72% de área de floresta. Setenta e nove por cento dos 635 mil habitantes vivem nas áreas rurais. É necessário visto de entrada. Há dezenas de hotéis que aliam muito conforto à simplicidade.

Segredo da felicidade: corrupção zero, fome zero, analfabetismo zero, baixos índices de violência, nenhum mendigo nas ruas e a total preservação ambiental.

No norte estão os picos mais altos do mundo, como o Gangkar Puensun, com 7.570 metros e nunca escalado.

Os habitantes usam roupas tradicionais: as coloridíssimas Gho (para os homens) e a Kira (para as mulheres). A culinária local apresenta pratos bem condimentados, principalmente com pimenta verde e vermelha. Há restaurantes vegetarianos e não vegetarianos. Só não é possível consumir bebidas alcoólicas às terças-feiras (dry day).
A vida é uma festa no Butão com dezenas de celebrações budistas durante o ano todo. O Festival de Paro é um dos “1.000 Lugares para se Conhecer Antes de Morrer”, livro de Patrícia Schultz.

Fonte : Érica Igue-http://multticlique.com.br/blog/






O Butão é um país, onde a tradição ocupa um lugar privilegiado. Um lugar onde a natureza é a estrela principal e a lei maior que rege o país é Ser Feliz. Além de ser um dos lugares mais preservados culturalmente da Ásia, é extraordinário em diversos aspectos.O Butão está encravado entre a China e a Índia tem cerca de 650 mil habitantes. É um pequeno e fechado reino localizado nos Himlayas orientais , conhecido também como "Terra do Dragão" e sua capital é a bela cidade de Thimphu, certamente o lugar mais tranquilo do mundo, situada a mais de 2.500 m acima do nível do mar.

Reino em transe
No lindo Butão, país da Felicidade Interna Bruta, a beleza intocada, os templos milenares, o budismo e a pobreza começam a conviver com o computador, o celular e os hotéis de luxo.