A ZONA LIVRE,O SILÊNCIO E A MEDITAÇÃO




"Pensar é praticar química cerebral promovendo uma cascata de respostas através do corpo."

"Voce não pode mudar um pensamento depois de tê-lo formulado - todo o esforço interno é uma tentativa inútil. Mas existe outro componente no impulso da inteligência , além do pensamento e da molécula. O terceiro
componente é o SILENCIO , esse é o componente que não se vê.
..
O motivo pelo qual a meditação é tão importante é que ela conduz a mente para uma ZONA LIVRE, intocada pela doença.
O corpo possui uma inteligência própria porém, em determinados momentos, há um colapso dessa inteligência e surge a doença. Somente o silencio recupera esta inteligência perdida e faz com que o sistema torne ao estado de saúde. Essa é a cura."
( do livro Cura Quântica de Deepak Chopra)


O que estamos buscando? Tudo o que fazemos nos grupos de auto conhecimento, nada mais é do que a busca da cura, da nossa própria cura. Todos nós, de certa forma, estamos doentes. Não é necessário estar com um mal localizado em algum orgão para se "estar doente". Estamos doentes toda a vez que estamos afastados da alegria e da felicidade porque este afastamento, é desequilíbrio e a doença é justamente o colapso, a ruptura com a capacidade natural do nosso ser em se manter saudável, alegre e feliz.A ciência muito contribui para salvar e prolongar vidas mas por outro lado, nos ensinou a confiar mais nas drogas externas do que na capacidade natural interna que nosso organismo tem em se auto regenerar e curar. Perdemos a confiança nesta capacidade e por não confiar, paramos de usar e por não usar, acabamos atrofiando, perturbando, confundindo nosso corpo e inibindo a ação desta "inteligência" natural.

Lembro sempre deste exemplo do Chopra: a inteligência natural do corpo tem a capacidade de fundir um osso quebrado com tal eficiência que até hoje, nenhuma droga consegue este resultado. O corpo pode curar espontaneamente um osso quebrado e estamos acostumados com isto. Entendemos que este é um processo natural. E porque então não achamos natural a remissão espontânea de um câncer por exemplo? A cura de uma doença considerada "incurável" pela medicina é "milagre" para nós. Mas milagre é também um osso partido se auto fundir e se
consertar espontaneamente. Por que perdemos a capacidade de regenerar outras coisas que aparecem no nosso corpo? Por que não confiamos no corpo para todas as demais doenças assim como confiamos que ele vai consertar um osso quebrado?
Porque nossas "crenças" nos impedem. Nossa crença de que isto ou aquilo é impossível para nós. Aprendemos a não confiar no corpo, emitimos um pensamento neste sentido, no sentido da "não cura" ao invés de usarmos este mesmo impulso de pensamento para a cura. Compreendem o mecanismo? Se um ser humano, de carne e osso, igualzinho a mim consegue um "milagre", isto é sinal de que eu também posso consegui-lo! Mas, na verdade, existe uma grande diferença entre as posturas de nossas mentes. De alguma forma, pela fé, pela meditação, ou por qualquer outro processo esta pessoa que se auto curou tem uma mente diferente da minha ou seja, esta pessoa "deu uma chance ao impossível" e assim procedendo, abriu as portas para que a inteligência natural do corpo agisse.
Para que este canal seja aberto, é necessário confiar no impossível e para isto, as "muletas " que usamos não tem a menor importância. Muletas são: o curandeiro, a benzedeira, a mandinga, a prece ... não importa, são veículos para convencer nossa mente do contrário das nossas opiniões. Talvez, mais tarde, quando o véu da ignorância descer dos nossos olhos, possamos enxergar e agir sem as ditas "muletas" e então, sem " intermediários" aprenderemos a beber diretamente da fonte da cura atingindo espontaneamente e na solidão, a zona livre da consciência onde o pensamento não pode penetrar e a cura acontece. Esta zona livre é o Silêncio
e este silencio, é meditação.


Fonte : Eloisa- www.yogabrasil.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA