A NOVA CONSCIÊNCIA-As crenças do subconsciente estabelecem os limites do que você pode ser, ter ou fazer




Primeiro de tudo, o que se entende por crença?

 As convicções são as certezas, tudo o que acreditamos ser verdadeiro. Nossas crenças são o fundamento da nossa personalidade e aquilo que alcançamos em nossas vidas. Elas nos definem com valor ou sem valor, poderoso ou fraco, competente ou incompetente, confiante ou suspeitoso, seguro de nós mesmos ou dependente, flexível ou rígido, amado ou odiado. Nossas crenças têm conseqüências de longo alcance em nossas vidas, tanto positivas como negativas. Nossas crenças afetam o nosso humor, nossas relações, nosso desempenho no trabalho, auto-estima, saúde, e até mesmo a nossa perspectiva religiosa ou espiritual. Mas o que você precisa considerar é que existem crenças conscientes – (racional) da qual temos consciência – e subconscientes - o que é (instintivo) ou inconsciente. Crenças conscientes são todas aquelas certezas que tanto acreditamos. As crenças subconscientes são aquelas verdades escondidas, no sentido de que não estamos cientes de que fazem parte de nós mesmos e de quanto influenciam nossas vidas.

Estudos em neurociência indicam que 95% do nosso comportamento depende do nosso subconsciente. Isso significa que se eu tiver uma convicção subconsciente incongruente à consciência, o meu comportamento e minhas atitudes serão influenciadas pela minha convicção subconsciente. Exemplo: eu conscientemente digo posso confiar nas pessoas, mas a convicção subconsciente com relação a esse argumento é que eu não posso confiar nas pessoas. Assim, o resultado é que mesmo que eu desejo acreditar nas pessoas, eu não posso fazer isso, ou eu tenho que fazer um enorme esforço para fazê-lo.

Mas de onde derivam as crenças subconscientes? 
As crenças subconscientes são muitas vezes o resultado de uma "programação" que dura uma vida inteira e influenciam o comportamento humano de forma incisiva. As crenças subconscientes são derivadas das experiências emocionalmente carregadas positiva ou negativamente que vivemos em nossas vidas. Quando algo ruim acontece conosco e sentimos uma grande angústia emocional, o nosso corpo envia uma mensagem para a mente, através dos cinco sentidos, de quanto a situação era particularmente desagradável. Para que a nossa mente possa lidar com a situação negativa ou desagradável e permitir a sobrevivência emocional ou física da pessoa, deve colocar em pratica um comportamento chamado resgate para conseguir superar esta situação. Quando a mesma situação negativa é repetida várias vezes, nossa mente sempre usará o comportamento de resgate que funcionou, e continuará usando em todas as situações semelhantes, mesmo que o comportamento não seja mais funcional ou necessário.
Imagine uma pessoa que viveu uma situação onde alguém a tratou agressivamente e o comportamento de resgate que foi posto em prática por essa pessoa para se proteger da situação que estava se fechando em si mesmo, a silêncio, se não, talvez a culpa do comportamento agressivo dos outros. Através desta reação de "resgatar" um nível subconsciente, que a pessoa pode desenvolver crenças negativas, tais como: eu não sei me defender, outros querem me machucar, se alguém está com raiva de mim é sempre minha culpa. Embora esse comportamento possa ser útil nessa situação, para salvar-se fisicamente ou emocionalmente, a pessoa possui grande dificuldade em gerir a agressividade dos outros e ainda se sentir bem sobre si mesma quando está nestas situações.
Outro exemplo é uma pessoa que na infância sempre foi considerada medíocre pelos outros (pais, professores, parentes). Para superar esta situação difícil, a criança pode aplicar diferentes comportamentos deresgate, como sendo derrotista, ou um desafiador para provar quem ele é realmente. Mais uma vez o comportamento de resgate pode ter sido útil nessa situação, mas no momento em que ele vem aplicado em todas as situações similares, pode tornar-se um comportamento negativo para o bem-estar da pessoa. Em um nível subconsciente essa pessoa poderá desenvolver crenças negativas sobre si mesmo, tais como: eu nunca vou alcançar as metas, eu tenho que trabalhar duro para conseguir algum resultado, os outros são sempre melhores do que eu, eu não valho o suficiente.
Sabemos que existem outras maneiras de lidar com as críticas, mas podemos usá-las eficazmente se sentirmos não só a mente, mas também com os nossos corações - nosso subconsciente - que possuímos valor como pessoa. Esta é a origem das crenças subconscientes que nos guiam em nossas vidas. Então o que acredita o nosso subconsciente tem mais efeito sobre nossa vida, nosso comportamento do que se acredita de forma consciente e racionalmente. Assim, podemos dizer que a nossa realidade, nosso jeito de ser é um reflexo de nossas crenças subconscientes. A mente subconsciente é o "depósito" onde estão as nossas atitudes, nossos valores e crenças.
A partir de nossas convicções criamos a nossa percepção do mundo e de nós mesmos e, a partir dessas percepções desenvolvemos o nosso comportamento em relação a nós mesmos e do mundo. Enquanto nós estamos conscientes de que desejamos parar de fumar, mas para nossa mente subconsciente não é uma boa idéia - e com certeza existe um bom motivo que mantêm essa crença no nosso subconsciente! Eu imagino que na época em que eu fumava cigarros e eu me senti forte, calmo, feliz, satisfeito, - o resultado será que meu subconsciente não concorda com a minha parte racional e consciente. Normalmente, nós queremos mudar o comportamento de auto-sabotagem. Uma forma eficaz de mudança de comportamento é mudar as crenças subconscientes que lhes dão suporte.
Como disse Mahatma Gandhi:
  • Mantenha suas crenças positivas por que:
  • suas crenças tornam-se seus pensamentos,
  • seus pensamentos tornam-se suas palavras,
  • suas palavras tornam-se suas ações,
  • suas ações tornam-se seus hábitos
  • seus hábitos tornam-se seus valores,
  • seus valores tornam-se seu destino.

Harry Palmer (Criador do AVATAR), diz:
  • As crenças são formas pensamento através dos quais você cria, interpreta e interage com a realidade.
  • As crenças criam uma separação entre o Eu e o Universo
  • As crenças estabelecem um relacionamento de causa e efeito/ efeito e causa entre o Eu e o Universo Físico (exemplo: porque eu acredito...; acredito porque...)
  • Ao manejar as crenças, você vai poder reestruturar a consciência e criar novas realidades.   Extraido do Livro - Resurfacing (Harry Palmer)

Mas é possível mudar as nossas crenças subconscientes, de modo que nos permita ser quem e como queremos ser?
Existem formas e meios que nos fornece uma gama de métodos para identificar e transformar as crenças que nos "sabotam" para crenças que nos "apóiam" em qualquer área das nossas vidas. Muitas pessoas mantêm crenças subconscientes limitantes na área da prosperidade financeira, auto-estima, saúde e corpo, tais como perda de peso, bem como nas áreas de relacionamentos e carreiras. Há ferramentas eficazes que permitem que as crenças do nosso subconsciente se alinhem com os nossos objetivos e desejos conscientes. O Método Alinhamento Vibracional posssibilita, através das técnicas EFT e Ask and Receive, a comunicação com o subconsciente e elimina as crenças que impedem que a pesssoa alcançe seus objetivos.
O grande diferencial deste método, é que ele ao eliminar a crença limitante, proporciona automaticamente a pessoa, conquistar um novo ponto de vista e uma nova consciencia. 
A nova Consciencia significa que ao se identificar com o que surge no Agora, sendo reativo as coisas, pessoas, lugares, pensamentos a pessoas passa a se identificar com o Agora em Si. E o Alinhamento Vibracional consiste exatamente nisto.
O Ser que adquire a  nova Consciencia esta em alinhamento com o Eu Sou e o Universo e isso proporciona uma imensa alegria e Bem estar.

Fonte : Simone EFT [simoneshiatsu@hotmail.com]