domingo, 9 de outubro de 2016

SINTOMAS DA MOVIMENTAÇÃO DE ENERGIAS NO CAMPO ENERGÉTICO HUMANO

Ser uma pessoa sensitiva, ou empata, significa que ter a capacidade de perceber e ser afetado pelas energias de outras pessoas e ter:
SINTOMAS DA MOVIMENTAÇÃO DE ENERGIAS NO CAMPO ENERGÉTICO HUMANO
Pessoal, abaixo trago um texto do Wagner Borges e no final farei algumas considerações dentro do mesmo assunto que acho pertinentes.
Por Wagner Borges
(Considerar essa relação somente quando já excluídas todas as possíveis causas, físicas ou psicológicas, para os sintomas.)
1. Agulhadas
1.1 – Negativo: Ataque obsessivo consciente, caracterizado por pontadas grossas nas regiões dos chacras.
1.2 – Positivo: Pontadas finas no duplo etérico, patrocinadas por amparadores, com o objetivo de abrir e canalizar energias para finalidades variadas, como cura ou desenvolvimento energético.
2. Apatia
2.1 – Negativo: Doentes Extrafísicos: Assimilação simpática com entidade doente psicologicamente deprimida.
Vampirismo: Evasão de energias, com conseqüente perda de vitalidade. Pode ser promovido por obsessores desencarnados bem conscientes, ou até mesmo por pessoas encarnadas, consciente ou inconscientemente.
3. Ardência nos Olhos
3.1 – Positivo: Processo inicial de lacrimejamento. Denota atuação intensa do chacra frontal, dos pequeninos pontos energéticos ao redor dos olhos e de alguns pontos energéticos do canal nasal que estão ligados aos nádis Ida e Pingala.
4. Arrepios
4.1 – Neutro: Sensação decorrente da interação energética com uma entidade de energias muito densas. Acontece quando um recém-desencarnado atravessa espacialmente um encarnado. Pode ser causado, também, por pequenas descargas energéticas do duplo etérico.
5. Ballonnement (sensação de inchaço do corpo)
5.1 – Positivo: Expansão do campo energético. Demonstra presença de bastante energia, além de ser um dos sintomas preliminares da projeção da consciência.
6. Bocejo
6.1 – Positivo: Movimentação do chacra umbilical para exteriorização de energias para assistência extrafísica, com conseqüente queda de metabolismo, o que provoca o bocejo. Também pode ser causado pela ativação espontânea dos chacras cardíaco e laríngeo.
7. Calor nas Costas
7. 1 – Negativo: Acoplamento áurico com entidade doente, que se aloja na região das costas.
8. Calor nas Orelhas
8.1 – Negativo: Captação de energias negativas enviadas por encarnado ou desencarnado, que repercutem nas orelhas por serem estas muito sensíveis às energias.
9. Calor ou Frio nas Extremidades
9.1 – Positivo: Demonstra características mediúnicas e/ou doação de energias.
10. Calor nos Órgãos Sexuais
10.1 – Positivo: Acúmulo de energias no chacra básico, que irradia o excesso para a região genital.
11. Calor nas Nádegas
11.1 – Positivo: Acúmulo de energias no chacra básico, que irradia o excesso para os chacras das nádegas.
12. Catalepsia
12.1 – Positivo: Descoincidência dos veículos de manifestação (físico, duplo etérico e psicossoma), o que tira o controle da consciência sobre o corpo físico. É um dos sintomas mais marcantes da projeção da consciência.
13. Choro
13.1 – Negativo: Assimilação simpática com encarnado ou desencarnado psicologicamente deprimido.
14. Claridade Mental
14.1 – Positivo: Atividade intensa do chacra frontal, que se manifesta como clarões brancos no interior da cabeça.
15. Cócegas
15.1 – Positivo: Sintoma de movimentação natural de energias pelo corpo, que repercute na pele.
16. Coceira
16.1 – Negativo: Assimilação simpática com entidade doente, geralmente um suicida, que psicologicamente está plasmando esta sensação de coceira no próprio psicossoma.
17. Comichão
17.1 – Positivo: Pequeno intumescimento energético em algum setor interno do corpo. É decorrente da movimentação energética no duplo etérico, principalmente quando há componentes ectoplásmicos envolvidos no processo.
18. Congelamento
18.1 – Positivo: Energias positivas manipuladas por amparadores (principalmente os extraterrestres) com a finalidade de ativar os chacras superiores e o nádi Sushumna (canal central no interior da coluna).
19. Diarréia
19.1 – Positivo: Desintoxicação energética física, conseqüência de uma intoxicação com energias negativas na área do chacra umbilical.
19.2 – Negativo: A intoxicação pode ser provocada pela captação de energias negativas do meio ambiente ou por acoplamento áurico com entidade doente, com problemas na região do chacra umbilical.
20. Enjôo
20.1 – Negativo: Acoplamento áurico com entidade muito doente, geralmente um suicida, que apresenta problemas na área da barriga.
20.2 – Positivo: Exteriorização de ectoplasma para assistência espiritual.
21. Enxaqueca
21.1 – Negativo: Acúmulo de energias na área da cabeça, o que causa pressão nesta região. Este processo pode ser promovido por entidades obsessoras.
22. Espirro
22.1 – Positivo: Atividade do chacra frontal, que repercute na área do nariz, através dos nádis Ida e Pingala, causando cócegas, conseqüentemente, o espirro.
23. Estado Vibracional
23.1 – Positivo: Circulação de energias pelo duplo etérico.
24. Formigamento
24.1 – Positivo: Movimentação energética natural.
25. Gargalhadas
25.1 – Negativo: Assimilação de pensamentos de entidades pouco sérias, chamadas de espíritos zombeteiros. Pode configurar-se num inicio de assédio espiritual.
26. Lacrimejamento
26.1 – Positivo: Atividade do chacra frontal em relação as energias do meio ambiente, o que repercute nos olhos e provoca o lacrimejamento, em um ou em ambos os olhos.
27. Metabolismo Acelerado
27.1 – Positivo: É decorrente da aceleração vibratória do chacra umbilical.
28. Mioclonia
28.1 – Positivo: Pequenas contrações musculares decorrentes da movimentação energética no duplo etérico, principalmente quando há componentes ectoplásmicos envolvidos no processo.
29. Movimentos Involuntários pelo Corpo
29.1 – Neutro: É um arrepio mais intenso, que provoca a movimentação de camadas mais densas do duplo etérico, provocando repercussão no físico.
30. Odores
30.1 – Negativo: Odores desagradáveis, plasmados por entidades negativas:
  • Cheiro de borracha queimada: Entidade recém-desencarnada no ambiente; o cheiro é decorrente da queima do coto do cordão de prata
  • Cheiro de madeira molhada: idem
  • Cheiro de excrementos: É característico das energias escuras e oriundas de processos de magia negra
  • Cheiro de fossa: idem
  • Cheiro de álcool: presença de alcoólatra desencarnado no ambiente
30.2 – Positivo: Odores naturais (ervas, flores), plasmados por entidades positivas. O cheiro de éter pode denotar presença de médicos extrafísicos no ambiente.
31. Pálpebras Tremulando
31.1 – Positivo: É decorrente da entrada das energias no chacra frontal. Também demonstra grande sensibilidade energética da pessoa.
32. Peso nos Membros
32.1 – Negativo: Assimilação simpática com entidades portadoras de problemas nos paramembros.
32.2 – Positivo: Exteriorização de energia muito densa, quase ectoplasma, pelos membros afetados pela pressão.
33. Pressão na Nuca
33.1 – De fora para dentro:
Negativo: Ataque obsessivo consciente de um desencarnado. Geralmente vem acompanhado de mal-estar e depressão.
33.2 – De dentro para fora:
Positivo: Pulsação positiva do chacra da nuca.
34. Pressão na Testa
Mesmo Processo da “Pressão no Alto da Cabeça”.
35. Pressão no Alto da Cabeça
35.1 – De dentro para fora:
Positivo: Atividade normal do chacra coronário, que se expande e pressiona a aura da cabeça.
35.2 – De fora para dentro:
Positivo: Energias positivas manipuladas por amparadores a fim de ativar o chacra coronário.
Negativo: Ataque obsessivo consciente, com fixação de formas-pensamento negativas no alto da cabeça. Causa mal-estar e tontura.
36. Pressão no Peito
36.1 – Negativo:
Energias acumuladas na região do peito, que pressionam o chacra cardíaco. Geralmente, ocorre com pessoas reprimidas emocionalmente.
37. Pressão no Pescoço
37.1 – Negativo: Acoplamento áurico com entidade doente, que encosta no duplo etérico da vitima, por trás. É o chamado encosto.
38. Pressão nos Lados da Cabeça
38.1 – Negativo: Ataque obsessivo consciente, com energias negativas jogadas pelas laterais da cabeça, simultaneamente, o que causa pressão na cabeça.
39. Pulsar ou Calor na Testa
39.1 – Positivo: É um dos principais sintomas da ativação energética do chacra frontal. Às vezes, parece um pequeno coração pulsando na testa.
40. Sensação de Estar Com a Cabeça Rachada
40.1 – Positivo: É decorrente da abertura do chacra coronário. Também pode ser oriunda da atividade energética de algum aparelho extrafísico instalado na paracabeça do psicossoma.
41. Sensação de Inseto Caminhando
41.1 – Positivo: Pequenas descargas energéticas do duplo etérico que sensibilizam a pele.
42. Sensação de Pingo D’água na Pele
42.1 – Positivo: Respingos de energia muito densa, quase ectoplasma, que saem do duplo etérico. Em contato com o ar, esta energia se solidifica (aumenta a densidade) e cai novamente na pele, causando esta sensação. O ectoplasma tem a característica de ser muito frio.
43. Sonolência
43.1 – Positivo: Exteriorização de energias pelos chacras umbilical e esplênico, o que diminui o metabolismo e causa a sonolência e o bocejo. A exteriorização pode ser motivada por trabalhos assistenciais ou pela necessidade de uma desintoxicação energética.
43.2 – Negativo: Vampirismo, quando acompanhado de agonia, mal-estar e suor frio.
44. Suor Frio
44.1 – Negativo: Vampirismo obsessivo consciente. Geralmente começa pela cabeça, acompanhado de arrepios, agonia e mal-estar.
45. Suor Quente
45.1 – Positivo: Desintoxicação energética através dos microchacras dos poros.
46. Taquicardia
46.1 – Negativo:
  • Aceleração dos batimentos cardíacos: Acoplamento áurico com entidade portadora de problemas emocionais. Ocorre a repercussão no chacra cardíaco, que acaba afetando os músculos do coração.
  • Aceleração cardíaca descontrolada: Ataque obsessivo consciente na região do chacra cardíaco. Altamente perigoso, podendo causar até a morte.
47. Tontura
47.1 – Negativo: Bloqueio no chacra coronário (ou no chacra da nuca) ou parapsiquismo desequilibrado.
47.2 – Positivo: Descoincidência ou soltura do duplo etérico em relação ao corpo físico.
48. Torpor
Mesmo processo da sonolência.
49. Vibrações Internas
49. 1 – Positivo: Assemelha-se a uma mioclonia interna, e é consequência de acúmulo de energias na região. Geralmente ocorre no peito.
50. Zumbido nos Ouvidos
    1. – Positivo: Aceleração das partículas energéticas do duplo etérico. Fenômeno precursor da decolagem do psicossoma na projeção da consciência. Também pode caracterizar um sinal mediúnico.
SENSIBILIDADE ENERGÉTICA
Quando uma pessoa fica mais sensível energeticamente, passa a ter as seguintes dificuldades:
  • Não consegue usar roupa preta.
  • Não consegue usar roupa confeccionada com a pele de animais.
  • Não consegue frequentar lugares turbulentos.
  • Não pode frequentar lugares sabidamente negativos sem necessidade como cemitérios, prostíbulo, hospital, boate, etc..
  • Não pode se irritar, senão se sente mal depois.
  • Não pode ter auto culpa, senão vira pasto para obsessão.
  • Não pode mandar pensamentos negativos para ninguém.
  • Não pode se relacionar afetiva ou sexualmente com pessoas negativas.
***
.:: Eu Superior - o despertar de uma nova era ::.:
ALGUMAS COLOCAÇÕES DE MINHA PARTE:
Alguns médiuns tem alguns sintomas como esses descritos acima pelo Wagner, inclusive de alteração de pressão arterial (tanto para alta, quanto para baixa), no caso de pressão arterial um dos fatos que provoca é a própria alteração dos batimentos cardíacos que todo médium tem, até mesmo a ansiedade pode ocasionar. Mas pode estar sendo ocasionado por outros fatores como os descritos acima e os abaixo.
Precisa-se avaliar cada médium com muito cuidado, porque alguns desses sintomas podem ser ocasionados por alguns fatores dentre eles:
  • Colocar um médium para o trabalho mediúnico, com quadros de obsessão espiritual que deveriam ser tratados antes de colocar o médium na corrente. Infelizmente essa ânsia de encher a casa de médiuns oriunda de alguns dirigentes, tem trazido alguns problemas sérios para alguns médiuns que deveriam ter passado por um tratamento espiritual adequado antes de serem colocados para o trabalho efetivo. Um médium ele deve estar equilibrado para estar entrando para dentro de uma corrente mediúnica. Tipo… como se doar algo que ainda não se possui? Pensemos.
  • Dentro da ritualística da Umbanda temos alguns cuidados necessários para que um médium esteja dentro de uma corrente, dentre eles é o uso de banhos de ervas ADEQUADOS, frisem bem esse detalhe para cada médium. Uma erva pode ser boa para um filho, mas pode não ser para outro. 
  • Alguns médiuns são extremamente relapsos, bebem bebidas alcoólicas, praticam sexo, usam entorpecentes, não tomam seus banhos de limpeza  ,energização e descarrego, e com certeza até por regras de sintonia energética não irão conseguir dar o seu melhor, e serão alvos de ataques densos de espíritos que se aproveitam e se sintonizam com tais posturas. Se tornam o elo fraco da casa.
  • Há alguns casos de médiuns que possuíam sintomas mediúnicos agressivos em uma determinada casa, mas saindo da mesma e indo para outra os sintomas pararam e conseguiram executar suas tarefas mediúnicas mais efetivamente e harmoniosamente. Isso acontece pelo fato daquela casa não ser apropriada para aquele médium, muitas vezes vemos entidades dizendo: “… tal casa não era para você…”, alguns médiuns tem missões especificas e se ele estiver numa casa que não seja adequada ou que a ritualística entre em choque com seus campos de energia, com certeza isso irá provocar um colapso trazendo consequências no físico. Infelizmente em alguns terreiros acontecem coisas nos bastidores, que muitas vezes os médiuns não ficam sabendo, trabalhos particulares por exemplo utilizando feitiçarias nefastas que vão contra as leis de Umbanda,  e isso com certeza em médiuns mais sensitivos irá causar danos e consequências prejudicando seu trabalho mediúnico. Fatalmente quando esse médium sai desta casa e entra numa que segue a doutrina de forma mais séria e idônea, suas energias se adaptam e se harmonizam e os sintomas param.
  • Alguns por outro lado, são verdadeiros imãs de captação de determinadas energias, e precisam ser muito bem acompanhados e orientados de como estarem se fortalecendo e se protegendo, para que não se tornem alvos contínuos de ataques. Infelizmente vemos em algumas casas sendo realizados trabalhos de descarrego, os tais “médiuns de transporte”, não é a palavra adequada para essa função, mas usaremos ela por ser a mais conhecida no meio. Porque digo infelizmente, porque em algumas casas, determinados médiuns não são tratados e nem acompanhados de forma adequada, virando verdadeiros depósitos, sendo usados várias e várias vezes numa única gira para execução de tais trabalhos e isso acaba com o tempo com a energia tanto física quanto espiritual do médium. Causando efeitos físicos visíveis. Muitas vezes sendo utilizado para tais trabalhos médiuns completamente despreparados e inexperientes.
O trabalho de descarrego, deve ser feito com responsabilidade e cuidado, mas não é isso que temos visto em algumas casas, inclusive parece-me até que há uma distorção de valores onde tais trabalhos virão mais um show, um sensacionalismo, do que um trabalho sério e correto de tratamento espiritual. Lembrando que um trabalho mal executado dessa monta, pode prejudicar tanto o consulente quanto o médium que foi instrumento na execução. E as consequências podem ser graves.
Espero que com esses toques gerais, possam levar e tirar algumas duvidas de alguns de nossos irmãos.

Paz e Luz
Cristina Alves
Templo de Umbanda Ogum 7 Ondas e Cabocla Jupira.
Fonte:https://orixaessenciadivina.wordpress.com/2016/10/05/sintomas-da-movimentacao-de-energias-no-campo-energetico-humano/