quarta-feira, 22 de maio de 2013

ESCOLA CAMINHO DO MEIO EM VIAMÃO(RS) : EDUCAÇÃO FUNDAMENTADA NA CULTURA DE PAZ

 
Escola Caminho do Meio
 

A Escola Caminho do Meio promove educação fundamentada na cultura de paz, numa mandala que inclui alunos, professores, famílias, vizinhos, animais, plantas e, por fim, todos os seres.
A palavra samapati, no contexto budista, designa a meditação estabilizadora da visão, destinada a tornar mais lúcida a ação do praticante no mundo, no samsara. Este poderia ser o outro nome da Escola Caminho do Meio, situada no Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB), em Viamão (RS). No seu dia-a-dia, a escola se realiza entre o samapati e o samsara: entre uma dimensão sutil que prepara cada um de seus alunos, professores e demais colaboradores para vivenciar a mandala da lucidez, e a necessidade de definir e implementar medidas aparentemente mais simples, como o cardápio destinado às crianças e os conteúdos ensinados conforme os parâmetros curriculares do Ministério da Educação para a Educação Infantil.
Nascida do sonho auspicioso de Lama Padma Samten, a Escola Caminho do Meio foi criada em 2008. Iniciou com 5 vagas e oferece atualmente 27 vagas, destinadas à crianças de 1 a 6 anos, distribuídas em três turmas: a Ênfase 1, para crianças de 1 a 2 anos; a Ênfase 2, para as de 2 a 3 anos; e a Ênfase 3, para as de 4 a 6 anos. A escola é gratuita e está vinculada ao Instituto Caminho do Meio, qualificado como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) pelo Ministério da Justiça desde 2009. Acolhe alunos de famílias budistas e não budistas, moradores do CEBB e das redondezas. Harmoniza educação e vida espiritual, orientando-se pelos princípios da cultura de paz, do bom coração e da responsabilidade universal. Esses princípios estão desenvolvidos na pedagogia dos 5 Diani Budas e do nascimento positivo, ensinada por Lama Padma Samten e já transformada em linha de pesquisa acadêmica perante o CNPq (Conselho Nacional de Pesquisa), e também junto ao Núcleo de Educação e Espiritualidade da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco).
O Lama reflete sobre as sabedorias das cinco cores, relacionadas a cada um dos 5 Diani Budas: “A cor azul corresponde ao acolhimento; a cor amarela corresponde à generosidade, ouro, benefício; a cor vermelha é a sabedoria discriminativa e investigativa; a cor verde é a sabedoria da causalidade. Mas tudo culmina na cor branca, ela é a transformação. Organizando seus bimestres conforme essa sequência dos 5 Diani Budas, a Escola Caminho do Meio propicia que cada aluno e cada um que ali trabalha vivencie o dar nascimento positivo a si mesmo e a todos os seres.

Da visão elevada, na qual tudo é a realidade vajra, mágica, a Escola Caminho do Meio é um jardim de lótus, a flor que por nascer do lodo e aí florescer estável, bela e pura, simboliza a ação lúcida no mundo para os budistas. A rotina diária da Escola Caminho do Meio pede a prática da meditação estabilizadora. Os pequenos alunos e seus mestres precisam parar, cuidar de suas emoções, refletir juntos sobre elas. Graças ao método da mandala da lucidez, as crianças vivenciam o mundo como naturalmente benigno, entre brincadeiras, jogos, passeios, atividades na horta, hora de fazer as oferendas no altar, hora da prece, lanches e almoço, hora do soninho, conforme a necessidade de cada criança, e aulas de pintura, música e capoeira.
É sempre valorizado o viver por méritos, pois se os seres agem de modo positivo, o universo inteiro os sustenta e o céu os acolhe. É esse o espírito da cantiga muito amada na escola: “o amiguinho não briga com o amiguinho, amiguinho não deixa mágua, amigo é amigo para sempre, até debaixo d´água”. A mandala da lucidez também pede o exemplo pelas costas, como acontece na horta, em que professores e alunos compartilham a tarefa de cuidar da terra e suas plantações. As práticas interativas entre as três Ênfases são também constantemente estimuladas.

A fim de capacitar todos os que trabalham na Escola Caminho do Meio para o exercício pedagógico, vêm sendo realizados cursos internos de formação, desde março passado, com base no intercâmbio de saberes entre diferentes áreas, como Pedagogia, Psicologia, Nutrição, Artes, Ioga, e com instituições amigas. A escola também tem sido um espelho positivo para a comunidade do bairro Jardim Castelo, o Castelinho, de onde vem parte dos alunos. Essa comunidade já realizou reuniões para tornar realidade o sonho de construir uma escola no bairro, através da participação conjunta dos seus moradores, do Instituto Caminho do Meio e da Prefeitura de Viamão.

Por Nea de Castro

Escola Infantil Caminho do Meio:
Estrada Caminho do Meio, 2600 . Viamão (RS)
CEP: 94.515.000, Tel: (51) 3501 4430
escola@caminhodomeio.org
www.institutocaminhodomeio.org.br/escola-infantil
Para contribuir com doações diretamente à escola ou com benefício fiscal – Imposto de Renda – acesse:
www.institutocaminhodomeio.org.br/contribua


Fonte:http://bodisatva.com.br/crescer-com-a-sabedoria-dos-budas-escola-caminho-do-meio-2/